A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Chelas é o Sítio, mural Vhils, rua Salgueiro maia, chelas, Marvila
©Hélder Silva

Vhils em Lisboa: o roteiro perfeito

Uma obra que assinala o território de Chelas é a última. Fique a conhecer as obras de Vhils em Lisboa e arredores.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

Vhils não se faz rogado quando o assunto passa pela dimensão das obras que vai criando mundo fora. Sobram poucas pessoas a quem não soe uma campainha quando ouvem o nome Vhils. Alexandre Farto passou fronteiras há muito e mesmo assim continua por cá a deixar a sua marca em murais de pequena ou grande dimensão. O mais recente representa o lançamento da primeira pedra da 'Chelas é o Sítio', uma associação sem fins lucrativos que conta com Sam The Kid no leme. Fomos à procura, nesta margem ou do outro lado do rio, das paredes rebentadas artisticamente por Alexandre Farto e encontrámos também a icónica obra na calçada portuguesa. Recolhemos as melhores perfurações artísticas de Vhils para que siga o roteiro mais esburacado de Lisboa, veja com olhos de ver e fotografe, que é tudo instagramável.

Recomendado: Siga este roteiro de arte urbana em Lisboa

Vhils em Lisboa: o roteiro perfeito

Chelas
©Hélder Silva

1. Chelas

O novo mural de Vhils representa o lançamento da primeira pedra da Chelas é o Sítio, uma associação sem fins lucrativos que quer puxar pelo potencial deste bairro lisboeta. Foi fundada por moradores, é presidida por Sam The Kid, mas está aberta a todos os que queiram visitar e também apostar nesta zona da cidade. O desenho do tag é da crew Midnight Madness.

Rotunda da Rua Salgueiro Maia

  • Atracções
  • Torres e miradouros
  • Benfica/Monsanto

Vhils juntou-se à Amnistia Internacional para exigir justiça pelo assassinato de Marielle Franco. Alexandre Farto fez aquilo que sabe melhor e esculpiu a vereadora brasileira numa das paredes interiores do Panorâmico, a propósito do festival Iminente.

Panorâmico de Monsanto

Publicidade
Barreiro (2018)
ⓒCMBarreiro

3. Barreiro (2018)

Localizado numa das entradas do Bairro de Santa Bárbara, tem, o mural reflecte a visão do artista sobre a importância deste território na identidade e memória dos barreirenses e enquadra um espaço da nova alameda, agora ajardinada, que servirá para receber pequenos espectáculos.

Rua da União

4. Universal Personhood (2017)

Universal Personhood é o nome de uma série de trabalhos de Shepard Fairey, o artista americano também conhecido como Obey Giant, o homem que criou o famoso cartaz "Hope" de Obama. O significado desta série é o apelo aos direitos iguais para mulheres de todas as etnias e religiões e Obey quis partilhar a construção desta obra de 5mx14m com Vhils que ficou encarregue de completar a segunda metade do mural no seu estilo artístico.

Rua da Senhora da Glória, 69

Publicidade
Edifício GS1 (2016)
©DR

5. Edifício GS1 (2016)

Intervenção feita em 2015 na sede da GS1 Portugal, uma organização sem fins lucrativos que tem por objectivo implementar normas globais que facilitem a eficiência, a segurança, a sustentabilidade e a visibilidade nos negócios.

Campus do Lumiar - Alameda Linhas de Torres

Calçada (2015)
©Bruno Lopes

6. Calçada (2015)

Podíamos escolher uma parede rebentada artisticamente. Mas ainda há muito boa gente que não sabe quem é o autor desta obra chamada Calçada que mora no largo entre a paragem do eléctrico 12 na Rua de São Tomé e a Rua dos Cegos (a caminho das Portas do Sol). O autor é mesmo Vhils e este foi o seu primeiro projecto feito em calçada.
Rua de São Tomé

Publicidade
  • Restaurantes
  • Hambúrgueres
  • Chiado

Quando em 2015 já toda a gente conhecia os hamburgueres Honorato de trás para a frente, uma das hamburgerias mais conhecidas da cidade surpreendeu ao abrir no Chiado e ter lá dentros uma parede do Vhils, aka Alexandre Farto.

Largo Rafael Bordalo Pinheiro, 12

Publicidade
  • Arte
  • Centros de artes
  • Chiado/Cais do Sodré

Música, dança e teatro – a câmara quis encher a antiga escola de projectos artísticos e conseguiu. Todas as semanas há um corrupio de ensaios e gravações e no pátio a intervenção de Vhils é uma das atracções principais. Um rosto esculpido durante o Visual Street Performance, em 2009.

Rua das Gaivotas, 8

Arte urbana na cidade

  • Arte
  • Arte ao ar livre

São muitos os artistas urbanos que têm encontrado na cidade de Lisboa as telas perfeitas para exprimir a sua arte. Uma arte cada vez mais apoiada não só pela Câmara Municipal de Lisboa (através da Galeria de Arte Urbana) e juntas de freguesia, mas também por vários negócios locais. A cidade ganha todos os meses novas e grandes peças de arte urbana, graças aos muitos os talentos que saem à rua para dar novas cores à cidade, tendo por base os mais variados temas. Seguimos o cheiro da tinta e propomos um roteiro fresquinho para descobrir com as novas obras de arte urbana em Lisboa.

  • Coisas para fazer

Nos últimos anos, Marvila tornou-se uma autêntica galeria a céu aberto. Anote como coordenadas o Bairro das Salgadas (Rua Dinah Silveira de Queiroz), a Quinta Marquês de Abrantes (Rua Alberto José Pessoa) e o Bairro da Quinta do Chalé (Rua José do Patrocínio), três dos núcleos abrangidos pelos artistas das tintas. Para um roteiro com orientação a preceito, consulte as visitas-guiadas da Galeria de Arte Urbana. De caminho, não se esqueça de visitar a Galeria Underdogs, meca da cultura visual, e de passar a pente fino a restante oferta ao nível das artes.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade