Global icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Cinco séries a não perder em Abril

Cinco séries a não perder em Abril

Há boas estreias este mês, mas o grande destaque vai obviamente para A Guerra dos Tronos, finalmente.

A Guerra dos Tronos
DR
Por Cláudia Lima Carvalho |
Publicidade

O mês mais desejado do ano chegou finalmente e não é por causa dos feriados ou do calor da Primavera. Pelo contrário, na televisão faz frio, muito frio (finalmente). Mas o que nos deixa muito felizes, o regressa de A Guerra dos Tronos (claro), também traz um sentimento amargo, o fim de tudo. Não é possível olhar para a televisão sem pensar nesta mega produção da HBO que se tornou um autêntico fenómeno. Mesmo assim, mergulhámos nas grelhas de programação dos vários canais e serviços e garantimos que A Guerra dos Tronos não é a única estreia que vale a pena ver em Abril.

Recomendado: As estreias de cinema que não pode perder até Maio

Cinco séries a não perder em Abril

A Guerra dos Tronos

É com sabor agridoce que o Inverno chega finalmente, depois de tantas ameaças. Os novos episódios de A Guerra dos Tronos, o maior fenómeno televisivo dos últimos anos, chegam este mês, acabando-se a espera de quase dois anos. À oitava temporada, nem vai ser preciso aguentar até ao dia seguinte para vermos tudo o que aconteceu: com a entrada da HBO em Portugal chegou a confirmação de que a série se vai estrear ao mesmo tempo cá e lá – tanto no serviço de streaming como no Syfy. A luta pelo trono e por salvar os Sete Reinos dos Caminhantes Brancos que se aproximam de Winterfell, onde os Stark se encontram finalmente depois de alguns anos à deriva por caminhos diferentes, faz-se em seis episódios, o mais curto dos quais tem 54 minutos. Não é por acaso, David Benioff e D.B. Weiss, a dupla que trocou as regras à televisão matando protagonistas sem fim, fizeram um filme para cada episódio – o mais longo é o terceiro com a duração de 1h20. Resta agora, descobrir quem é que se vai sentar no tão desejado trono de ferro. De lembrar que desde a sexta temporada que estamos às cegas – As Crónicas de Gelo e Fogo davam pistas para o que aí vinha, mas a série alcançou o fim da história escrita e George R.R. Martin não acabou ainda The Winds of Winter. Se já se está a questionar sobre como se viverá depois num mundo sem dragões, mortes inesperadas e batalhas épicas? Não se apoquente, a HBO tem vários projectos em mãos com este universo. Segundo a Variety, a produtora até já tem em andamento uma nova série que se passará centenas de anos antes de A Guerra dos Tronos

HBO e SyFy. 15 de Abril, 02.00 (estreia T8).

Veep

À sétima e última temporada, Selina Meyer (Julia Louis-Dreyfus) tenta regressar novamente à Casa Branca candidatando- -se a Presidente, não de todos os americanos mas sim dos verdadeiros americanos – “E depois logo se vê o que é que isso significa”, diz às tantas. Como se pode ver, ela continua egocêntrica e, muito provavelmente, incompetente. Não parece ter aprendido grande coisa durante o tempo em que foi vice e presidente. Não tivesse Veep aparecido em 2012, ainda antes de imaginarmos que Donald Trump seria presidente, e seria fácil dizer de onde vinha a inspiração de Armando Iannucci. Mas na verdade, Iannucci aproveitou o sucesso de The Thick of It e criou uma versão adaptada à realidade política norte-americana. Conseguiu com isso, um novo sucesso, que conquistou Emmys em todos os anos que concorreu. Os novos episódios chegam mais tarde do que o previsto porque Julia Louis-Dreyfus teve de enfrentar um cancro da mama.

HBO. 1 de Abril (T7)

Publicidade

The Little Drummer Girl

Em 67 críticas no Rotten Tomatoes, 60 são positivas. Uma quase unanimidade difícil de se conseguir e que coloca The Little Drummer Girl, que a BBC passou no final do ano passado, e que se estreia agora em Portugal no AMC, na corrida pelo título de série do ano. Baseada no livro de espionagem com o mesmo nome de John Le Carré, The Little Drummer Girl é a estreia na televisão de Park Chan-Wook, realizador de Oldboy – Velho Amigo, Vingança Planeada, Thirst – Este É o Meu Sangue…. “Do início ao fim, é como ver um episódio alargado de Missão Impossível. E digo isto como um elogio”, lê-se na crítica da NPR, que garante que esta série, sobre um misterioso espião israelita (Alexander Skarsgård) que recruta uma actriz (Florence Pugh) para o ajudar a encontrar um terrorista palestiniano. The Little Drummer Girl tem seis episódios e conta ainda com Michael Shannon no elenco.

AMC. 7 de Abril, 22.10 (estreia)

You vs. Wild

É conhecido por se expor às situações mais extremas (e também mais nojentas) nos locais mais perigosos do mundo. Não é por isso de estranhar que a primeira série interactiva da Netflix tenha Bear Grylls como protagonista. O nome diz tudo: é uma série sobre sobrevivência. Quem ganha está nas mãos dos espectadores – bom, se calhar não é bem quem ganha porque Grylls sobreviveu para contar a história. Nas suas mãos estará a acção de tudo: vai para a esquerda ou para a direita, corre ou arrasta-se pelo chão, enfrenta o crocodilo ou desvia caminho? Se sempre sonhou um dia calçar as botas de Grylls tem aqui a oportunidade, sem correr riscos e sem se sujar.

Netflix. 10 de Abril (estreia)

Publicidade

Barry

Pode um assassino ser boa pessoa? Barry Berkman, brilhantemente interpretado por Bill Hader, acredita que sim e luta todos os dias para se convencer disso. Foi assim que o vimos na primeira e surpreendente temporada de Barry e, ao que tudo indica, é assim que o vamos continuar a ver nos novos episódios. Apesar de ainda pouco se saber sobre o que aí vem, e sem revelarmos spoilers para aqueles que ainda não se aventuraram na série, podemos antever que os novos episódios serão negros. O final foi inesperado e até duro, ficando difícil olhar para Barry como uma série de comédia. Tal como Ricky Gervais fez agora com After Life (Netflix), também Barry apresenta uma dose de humor negro que é capaz de nos deixar com um nó na garganta.

HBO. Seg (estreia T2)

Abril e uma agenda a mil

The Young Gods
© Mehdi Benkler
Música

Concertos em Lisboa em Abril

Com o Inverno já no retrovisor, há música da boa para ver e ouvir ao vivo nas principais salas da cidade. Vários artistas vão actuar em Lisboa em Abril, do rapper português ProfJam, que apresenta o álbum #FFFFFF no Capitólio, ao guitarrista e ex-Dire Straits Mark Knopfler, que vem à Altice Arena no fim do mês com álbum Down the Road Wherever, editado em Novembro do ano passado. Destacam-se ainda os regressos da brasileira Bebel Gilberto, dos veteranos do rock industrial The Young Gods ou de Peter Hook & Light a tocarem canções dos Joy Division e New Order. E não só. Recomendado: Concertos em Lisboa

Vasco Dantas Rocha
©DR
Música

Concertos gratuitos de Jazz & Clássica em Abril

Neste mês há a destacar a monumental Missa Solemnis de Beethoven pela Orquestra Metropolitana de Lisboa e o maestro Pedro Amaral no Museu do Dinheiro, a residência do quarteto do saxofonista Ricardo Toscano em O Bom, o Mau e o Vilão, a apresentação do álbum Big Band Júnior Abraça Sassetti, com a Big Band Júnior a tocar composições de Bernardo Sassetti, no Hot Clube, e a música para piano de João Domingos Bomtempo por Philippe Marques no Teatro Nacional de São Carlos. 

Publicidade
Vista do Tejo e da Ponte 25 de Abril
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Os melhores eventos em Lisboa em Abril

Há peças para ver, exposições para descobrir, concertos para ouvir e caminhadas para fazer, como se pode perceber por esta lista de eventos em Lisboa em Abril.

More to explore

Publicidade