A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
eco resorts
BukubakiBukubaki Eco Surf Resort

Vinte eco resorts em Portugal para umas férias mais verdes

Está a pensar fazer uma escapadinha ecológica? Espreite estes eco resorts em Portugal e ajude o turismo a ser sustentável.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Está cada vez mais preocupado com o ambiente? Na hora de planear férias, há muitas formas de ser sustentável, contribuindo, inclusive, para a redução do impacto do turismo no destino escolhido. Os eco resorts, por exemplo, são construídos com materiais sustentáveis e reciclados, conservam mais água e têm iluminação com eficiência energética. Optar por estes alojamentos, em vez das unidades hoteleiras tradicionais, permite-lhe, por um lado, reduzir a sua pegada ecológica; por outro, aproveitar para se conectar com a natureza e aproveitar para fazer actividades que só pode fazer no meio de muitas árvores, incluindo ver ovelhas a pastar enquanto apanha banhos de sol à beira de piscinas ecológicas.

Recomendado: Nove parques de campismo em Portugal para dormir à luz das estrelas

Eco resorts em Portugal

  • Hotéis

Localizado na mística bacia vulcânica das Furnas, este premiado eco resort encontra-se instalado numa propriedade de 103 hectares, cercada por jardins e densa vegetação, e revela-se perfeito para tirar o máximo perfeito do sossego que se faz sentir. Inspiradas nos celeiros rústicos locais e propositadamente erguidas acima do solo, as oito villas de estilo escandinavo estão equipadas com tudo o que é preciso para garantir o seu conforto e segurança. Há ainda quatro estúdios virados para a mata de carvalhos e uma casa que outrora foi uma sala de ordenha de vacas. Com vários trilhos pedestres para descobrir, piscina e área de leitura, não há razão para não conseguir relaxar ou passar umas férias descansadas em família.

  • Hotéis

Integrado na Reserva Natural do Sapal, em Castro Marim, este eco resort algarvio assume-se como um projecto-piloto de sustentabilidade: não só recupera a cultura tradicional da produção agrícola como proporciona ao visitante acomodações tradicionais recuperadas e experiências em comunhão com a fauna e flora locais. Além de uma praia fluvial improvisada no lago da quinta, há também hortas biológicas, que poderá visitar enquanto hóspede. Bastará levar um cesto para recolher verduras. Pelo caminho ainda apanha aromáticas ou ovos frescos no galinheiro. Mais tarde, ao deixar as sobras no composto, estará a contribuir para o circuito ecológico implementado. Entre as muitas actividades incluídas na oferta da quinta, destacam-se os passeios nas salinas, onde poderá fazer parte do processo de colheita da flor de sal. Dentro da quinta, vale a pena ir ver os animais, desde os burros algarvios às éguas lusitanas.

Publicidade
  • Atracções
  • Quintas
  • Grande Lisboa
  • preço 2 de 4

Se é daquelas pessoas que adoram a ideia de utilizar (senão mesmo de fabricar) produtos de higiene 100% naturais e biológicos chegou ao sítio certo. Rodeada pelas serras do Louro e de São Luís, a Biovilla é uma cooperativa sem fins lucrativos que visa fomentar o desenvolvimento social, económico e ambiental. A ideia de sustentabilidade estende-se à oferta de alojamento e ao programa de actividades. O projecto está inserido numa propriedade de 55 hectares, onde foram construídas duas casas com recurso a madeira reciclada e técnicas de arquitectura bioclimática. Numa das casas, encontram-se quatro quartos duplos e triplos, com wc partilhados. Na outra, há uma sala comum e de refeições, uma cozinha e até um espaço para um mercado biológico.

  • Hotéis
  • Grande Lisboa

“Eco-chique”, assim se assume este empreendimento turístico em Óbidos, contruído a pensar não só nos hóspedes, mas também no ambiente. Os edifícios de alojamento são suítes integradas na natureza, todas com lareira (que pode ignorar nos meses quentes) e coisas que o ajudam a matar saudades da vida que deixou na cidade, como televisão, rede sem fios, máquina de café e ar condicionado (ecológico de baixo consumo). Entre as várias práticas sustentáveis adoptadas pelo hotel, conta-se o aquecimento solar para as águas dos banhos, a produção de electricidade numa horta fotovoltaica que abastece o restaurante da casa Maria Batata (assim como um pomar biológico certificado) e os tapetes feitos a partir de restos de tecidos.

Publicidade
  • Hotéis

Entre a Comporta e a Costa Vicentina, descendo a montanha a caminho da praia, encontrará a paz da ruralidade e o fascínio do mar neste que se apresenta como o primeiro Glamping Boutique Resort da costa alentejana. Completamente preservada com fauna e flora locais, a propriedade de 28 hectares inclui 32 alojamentos, entre domes, tendas, casas e suítes eco. Para animar a estadia, pode contar também com três piscinas (uma aquecida, uma biológica e uma infinita), um lounge, para não perder um dos mais bonitos pores-do-sol da região, e um pizza bar, para comer pizzas muito boas, com massa da vizinha Mariza, padeira de tradição, e tomates apanhados na horta da Reserva. Para quem não é fã, também há receitas tradicionais de comida de tacho pasteurizadas e servidas em frasco de vidro.

  • Hotéis
  • Hotéis de charme

A uma hora de carro de Lisboa, na Comporta, não há betão: só cabanas sustentáveis e sustentadas em estacas. Mas também uma piscina biológica, uma casa na árvore, uma tenda marroquina, uma horta e uma floresta selvagem sem fim à vista. Se quer fazer férias de praia sem abrir mão do campo, esta é uma óptima solução de estadia. Basta comprar ou arrendar um dos eco design lodges, com amplas janelas para o exterior e decks privados, que convidam a apreciar a natureza (a partir de 120€). Como hóspede poderá usufruir de uma série de actividades grátis, que não deixam os miúdos de fora. Mas, se já está a fazer as malas, atenção: o caminho em terra batida para lá chegar é toda uma aventura.

Publicidade
Imani Country House
  • Hotéis
  • Hotéis de charme

Na pequeníssima localidade de Guadalupe, em Évora, não se imagina existir uma casa com uma das maiores colecções de letreiros néons do país. Em rigor, não se imagina sequer a existência de um hotel rural com o nível de coolness do Imani Country House, onde não se usam pesticidas, a água quente é pré-aquecida por painéis solares e a lenha provém de limpezas florestais. São mais de dez hectares para explorar à vontade, com pomares, jardins e oliveiras centenárias, por onde passeiam dois burros e um rebanho de ovelhas, que poderá ver a partir da cama de rede do alpendre exterior da propriedade.

Cerdeira – Home for Creativity
  • Hotéis

Antes de chegar ao centro da Lousã, um desvio de 9,4 quilómetros leva-o à Cerdeira, integrada na rede das Aldeias de Xisto e onde há 30 anos não havia água nem luz. Nem um único habitante. Agora, as duas únicas ruas desta aldeia estão praticamente todas ocupadas pelas nove casas de xisto destinadas a alojamento. Por fora permanecem intocadas, com as fachadas em pedra. No interior, apesar da decoração moderna, preservam a pedra, a argila e os soalhos em pinho originais – conservação exímia que valeu ao projecto Cerdeira Village a integração na rota internacional do EcoArq, ainda antes de se transformar no actual Cerdeira – Home for Creativity. Durante a estadia, vale a pena aproveitar a agenda de actividades sempre criativas.

Publicidade
  • Hotéis
  • Grande Lisboa

Neste eco resort, na Casa Vale da Lama, em Lagos, não há Wi-Fi nos quartos nem televisões. As portas de vidro, do chão ao tecto, são a única tela disponível, com vista para os jardins, onde pode colher flores. Poderá ainda usufruir das redes de descanso disponíveis em todos os terraços, com acesso directo à piscina ao ar livre, convidando-o a meditar ou a ler um livro da biblioteca. Na cozinha, o chef Marek Horvat, apaixonado por nutrir pessoas com comida de qualidade e de fontes éticas, transforma os produtos da quinta – juntamente com outros ingredientes, que são produzidos localmente, sazonais e orgânicos tanto quanto possível – em buffets mediterrâneos. Mais verde é difícil.

Pestana Tróia Eco-Resort & Residence
  • Hotéis

Na paradisíaca Península de Tróia, o Pestana Tróia Eco-Resort & Residence, integrado na Reserva Natural do Estuário do Sado e na Reserva Botânica das Dunas de Tróia, é composto por mais de uma centena de vilas. Com decks exteriores em madeira, são concebidas de forma ecológica, para respeitar o habitat natural dos animais e conservar as espécies autóctones, minimizando o impacto ambiental. Com uma área superior a 100 hectares, este eco resort convida à descontracção, a passeios a pé ou de bicicleta e ao usufruto de tudo o que a reserva ecológica onde está inserido tem para oferecer, incluindo os acessos exclusivos à praia. Se for fã de golfe, tem um campo nas proximidades com 18 buracos.

Publicidade
  • Hotéis
  • Hotéis de luxo
  • Grande Lisboa

Avisamos desde já que não assumimos qualquer responsabilidade se quiser barricar-se num dos quartos deste hotel de charme e começar a berrar que dali não sai, dali ninguém o tira. O espaço é tão bonito que é provável que isso aconteça, portanto vai ter de ser forte. É que o Areias do Seixo, refúgio ecológico plantado à beira de Santa Cruz, a menos de uma hora da capital, é espantoso pela proximidade ao mar – cinco minutos a pé – mas sobretudo pela coragem de desafiar a norma numa espécie de “estar-se nas tintas” para o que se espera de um hotel convencional, a começar pelo edifício construído com recurso a materiais reciclados, pelo aproveitamento de águas pluviais e pelo uso de energias renováveis. Há ainda um local específico para se fazer uma fogueira, à volta da qual os hóspedes se podem juntar, acompanhados de um bom vinho.

Pedras Salgadas Spa & Nature Park
  • Hotéis

Nas Pedras Salgadas, pode dormir em casas nas árvores, como nos filmes, rodeado por natureza e ar puro. Não falta nada: tem cama de casal, casa de banho, cozinha equipada, sofá, internet e duas janelas através das quais pode ver o céu estrelado à noite. Este projecto hoteleiro ecológico distingue-se ainda pelas eco houses, localizadas no coração do parque, entre árvores centenárias e uma vegetação cheia de cores. Imperdível é também passar pelas diversas fontes termais do parque, que contêm água com benefícios comprovados para o organismo. Piscina exterior, parque infantil e oito quilómetros de caminhos completam o cenário. Nas proximidades, também não faltam coisas para fazer, incluindo arborismo, promovido pelo próprio eco resort. Se preferir, o Pena Aventura Park, em Ribeira Grande, também promete várias actividades em campo aberto para toda a família.

Publicidade
  • Hotéis
  • Grande Lisboa

O Bukubaki une a paixão pelo estilo de vida associado ao surf ao glamping ecológico, promovendo a consciência pela natureza. As casas em madeira, a meio caminho entre a terra e o céu, são como ninhos nas árvores. Equipadas com aquecimento ECO, são perfeitas para os dias em que a brisa do mar pede uma camisola quente, uma chávena de chocolate quente e um bom livro. Mas também existem tendas canadianas, para duas a quatro pessoas, fabricadas em algodão impermeabilizado, protegidas por uma cobertura extra e erguidas sobre um deck de madeira. No interior, reina a simplicidade com o conforto de uma cama e mobiliário artesanal. Para comer, o Juncal n.6 combina o melhor dos sabores do mar e da agricultura orgânica local em pratos à la carte e menus do dia. Se quiser gastar as calorias, pode aproveitar para dar umas braçadas na piscina de água salgada, aquecida por painéis solares, e a área de actividades, com deck exterior para aulas de yoga, pilates, exercícios de alongamentos terapêuticos e surf balance.

  • Hotéis
  • Hotéis de luxo

Entre a serra e o mar, o Santa Bárbara é o primeiro eco-beach resort açoriano e um dos mais luxuosos hotéis do arquipélago. Com vista para a montanha onde se encontra a Lagoa do Fogo, está à beira da maior praia de areia da ilha e até tem uma piscina virada para o mar com espreguiçadeiras submersas. É a desculpa perfeita para relaxar ao som das ondas. Depois pode usufruir de uma das 14 villas, T1 ou T2, todas equipadas com kitchenette, sala de estar e varanda – algumas com acesso a uma piscina infinita, de água salgada e aquecida, onde pode marcar massagens imersivas. Na decoração dos quartos e das áreas comuns predominam os elementos naturais, sobretudo a criptoméria, uma madeira local. Para reconfortar o estômago, vá até ao restaurante para provar a carta de sabores locais e sazonais, como os típicos bolos lêvedos das Furnas ou o queijo fresco. No bar, encontra vinhos regionais, famosos licores locais e até o refrigerante de maracujá Kima. Se depois quiser gastar calorias, há várias actividades para fazer dentro e fora do hotel, desde aulas de surf ou snorkeling a percursos pedestres ou sessões de yoga.

Publicidade
  • Hotéis
  • Mafra/Ericeira

O Eco Soul Ericeira Gesthouse nasceu da vontade dos proprietários de se reaproximarem da natureza. Situado na Praia de São Julião, que divide o Parque Natural de Sintra-Cascais, o edifício foi remodelado mediante padrões bioclimáticos: optaram-se por energias naturais e renováveis, aproveitou-se a utilização de águas pluviais para rega e integraram-se móveis e peças de madeira restauradas e reutilizadas na decoração. O alojamento, pequeno e exclusivo, é perfeito para quem aprecia um estilo de vida tranquilo e sustentável e até inclui um jardim com ervas aromáticas e uma mini-horta biológica.

  • Hotéis
  • Grande Lisboa

O Surfers Lodge não é o típico eco resort, talvez por falta de tamanho, talvez porque é mais como uma casa. Mas é uma casa ecológica, construída com tiras de partes de barcos velhos e onde o habitual hall de entrada é substituído por uma verdadeira sala de estar. Os quartos, cheios de pinta, dividem-se em duplos, individuais ou confortáveis suítes. Nos dias mais quentes, poderá apanhar sol no terraço e relaxar no jacuzzi, na piscina exterior ou na Praia do Baleal, que está a apenas dez minutos a pé. Depois tem sempre as aulas de surf ou yoga, para treinar tanto a flexibilidade como a agilidade. Por outro lado, é um dos hotéis mais populares entre os surfistas da zona.

Publicidade
  • Hotéis

Aqui faz-se silêncio. Os sons são da natureza – dos pássaros, do vento nas árvores e da água que corre da fonte. Esta propriedade com mais de três séculos de história está envolta na tranquilidade verde das vinhas e da floresta. O amor pela mãe natureza está presente em detalhes como os jardins que florescem graças a um sistema de compostagem ou a piscina salgada, que dispensa produtos químicos. À volta da quinta, um bosque com árvores centenárias e vegetação voluptuosa pode ser explorado a pé ou nas bicicletas facultadas gratuitamente.

  • Hotéis

A casa em pedra com um extenso jardim reflecte uma dualidade encantadora. À austeridade granítica do exterior, contrapõem-se interiores de linhas modernas, harmoniosamente desenhados para estarem em comunhão com a natureza. Os quatro quartos, um deles suíte, têm todos acesso ao jardim com piscina e acomodam até oito pessoas. Mas apesar do conforto dentro de portas, a experiência só fica completa com as actividades ao ar livre. O acesso privado ao rio Âncora é um convite para se deixar levar de caiaque até ao mar ou para partir à descoberta, a pé ou de bicicleta, das cascatas e lagoas escondidas.

Publicidade
  • Hotéis

Turismo Rural com glamping e bungalows sustentável. Assim se apresenta este eco lodge, localizado entre a montanha da Serra da Cabreira e o vale do rio Tâmega, no norte de Portugal. A 865 metros de altitude, longe da agitação citadina e com vistas serranas de cortar a respiração,faz da discrição e da tranquilidade do meio rural uma das suas mais-valias. Mas, mais importante, o eco não está no nome só para soar bem: o Eco Lodge Cabreira envolve cinco hectares de terreno onde se desenvolvem actividades e workshops ecológicos. Aqui poderá também participar nas tarefas no terreno e na alimentação dos animais da quinta. Não há piscina, mas há um tanque de água de 7m x 4m, que cai da nascente e está constantemente a correr. Fresca, 100% natural e com uma vista fantástica para o infinito.

  • Hotéis
  • Hotéis de charme

Um longo balcão preto com bebidas, tábuas de madeira e peneiras penduradas na parede de um lado, um expositor com artigos de cozinha, loiças e panelas de ferro (tudo à venda), de outro. Podia ser um bar, um restaurante ou até uma loja. É o lobby do Santiago Hotel Cooking & Nature, em Santiago do Cacém, com uma forte componente gastronómica. Não é bem o equivalente a dormir num restaurante, até porque isto é mesmo um hotel, com três dezenas de quartos e uma piscina que pede mergulhos e sestas nas camas à volta até ao pôr-do-sol. Os 31 quartos e uma suíte estão decorados numa linha clean, pensada pela decoradora e designer de interiores Pureza Magalhães, em brancos e azuis claros, a que se junta o tom terra das cestas de verga. E há ainda um kit de cozinha, com avental e utensílios, a desafiar os hóspedes a participar nos workshops. O restaurante À Terra, liderado pelo chef Luís Batalha, é uma grande cozinha alentejana com refeições que são um convite ao regresso às origens. De resto, é preciso destacar que o tema da sustentabilidade é levado muito a sério em todas as áreas e até está implementado um sistema de certificação verde.

Mais verde

  • Coisas para fazer

Lisboa é tudo o que lhe mostramos todos os dias, mas é também uma cidade com uma localização privilegiada. Seleccionámos dez destinos dignos de capa de revista em qualquer parte do mundo. Dez lugares de sonho que ficam já ali, a maioria a pouco mais de uma hora de distância.


Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade