0 Gostar
Guardar

Os melhores cocktails para o Verão lisboeta

A carta de cocktails de Lisboa está cada vez mais atraente

Fotografia: Manuel Manso
Rum Fizz de Beterraba do Rio Maravilha

Um Gin Fizz de Beterraba ou um cocktail a lembrar os bons velhos tempos? Fartámo-nos de fazer misturas para lhe dizer quais os copos que estão a marcar o Verão. Escolhemos cinco que vão bem com este tempo, na certeza de que pelo menos um deles vai bem consigo.

Os melhores cocktails do Verão lisboeta

A Paródia

Sabe daquelas vezes em que uma bebida escorrega tão facilmente que quando dá por si o caminho para a casa de banho é feito aos ziguezagues? Então deixe lá, que isto uma vez não são vezes e os miúdos estão muito bem com os avós. Os cocktails d’A Paródia, dos Mojitos de frutas aos Daiquiris, feitos por Pedro Batista, estão bons e recomendam-se e são uma doçura mesmo em dias amargos. Se o ex-líbris da casa são as Margaritas de gengibre, ideais para curar desde neuras a constipações de Verão, os clássicos Mojitos, com uma dose generosa de rum bem camuflada, como manda a receita, não ficam atrás. Os mais populares são os de manga e de ananás, para matar a sede durante este calor de ananases.

R. do Patrocínio, 26 B. 21 396 4724. Seg-Dom, 21.00-02.00.

Cinco Lounge

Dave Palethorpe, o guru dos cocktails em Lisboa, com o seu famoso Cinco Lounge, confessa que não gosta ter bestsellers no bar. “Assim que percebemos que um cocktail se está a tornar muito popular, tiramo-lo da lista”, diz-nos. Se não se deixa levar por esta coisa das modas, anda a contar os dias para o fim da hegemonia do gin e até preferia beber tequila José Cuervo, então o Cinco Lounge tem para si um Pink Mojito, um dos Usual Suspects de Dave. Em vez de rum e morango, o cocktail cor-de-rosa leva sumo de arando e tequila, misturado com hortelã fresca, lima e açúcar mascavado. Mas aqui, qualquer bebida deverá ser uma aposta segura.

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré

Red Frog

Numa carta tão vasta como a do Red Frog, com cocktails servidos em pacotes de pipocas, em terracotas e com nomes sugestivos como Maybe Baby ou American Gangster, peça um Good Old Days e recorde os velhos tempos. Os tempos em que os copos eram apenas copos e os cocktails não apareciam na mesa com fumo nem encenações. Paulo Gomes, um dos dois sócios do bar, gosta de servir as bebidas em copos especiais até porque, “tal como os pratos, os copos também são um ingrediente visual”. Ainda assim, para os mais nostálgicos e cépticos, há este Good Old Days na manga, com rum, cognac, Pineau des Charentes e sherbet de limão e ananás. Atenção que é forte.

Ler mais
Avenida da Liberdade

Rio Maravilha

Esta é uma boa maneira de continuar fiel às duas modas aparentemente incompatíveis que poderá andar a tentar seguir, a dos cocktails e a do detox. No Rio Maravilha, na Lx Factory, uma das bebidas mais populares no Verão é o Rum Fizz de Beterraba. Há que pensar nos benefícios da beterraba – “ajuda a desintoxicar o organismo, previne problemas no baço e no fígado, estimula a concentração,…”, lê-se numa lista enviada por Roger Mor, responsável de comunicação do espaço com a melhor vista para o Tejo – e ignorar que na verdade estamos a beber álcool. A bebida, uma das invenções do chef de bar Fernão Gonçalves, também leva gengibre e mel e é ideal para acompanhar pratos condimentados. Em alternativa, prove o Gin Fizz de Framboesa com espumante.

Ler mais
Alcântara

100 Maneiras

É capaz de ter o livro 100 Cocktails 100 Maneiras na prateleira, mas que ande tão ocupado com festas que ainda não conseguiu arranjar tempo para preparar nenhum. Não faz mal. Jorge Camilo, chef de bar do Bistro 100 Maneiras de Ljubomir Stanisic, prepara-os por si. Na carta há clássicos que vão do Dry Martini ao Negroni, sem esquecer o Bloody Mary para a ressaca. Numa tarde de calor, peça o Dust to Dust. Com vodka Stolichnaya Gold, vinho Barbeito Malvasia 10 anos, sumo de lima, clara de ovo, gengibre e folhas de hortelã-chocolate.

Ler mais
Bairro Alto

Comentários

0 comments