Hora do chá: onde comprar, onde beber e como escolher

Falta de chá? Nós temos o que precisa
Tea pot
©Cole Hutson/Unsplash
Por Mariana Morais Pinheiro |
Publicidade

Não sabemos se são cinco da tarde no seu relógio, mas um chazinho cai sempre bem. Preparámos-lhe um guia (óptimo para impressionar). Dizemos-lhe onde beber e comprar e, claro, como preparar.

Hora do chá: onde comprar, onde beber e como escolher

Chá Verde
Fotografia: Ana Luzia

Chá Verde

Os chás vêm todos do mesmo arbusto, chamado Camellia sinensis. O que difere é apenas o processamento. No chá verde, por exemplo, as folhas são imediatamente secas após a colheita, por isso não perdem a cor.

Quando beber: a Partir das 12.00
Temperatura da água: entre 80ºC a 85ºC
Tempo de infusão: 3 min.

Chá Oolong ou Azul
Fotografia: Ana Luzia

Chá oolong ou azul

Está entre o verde e o preto e é semi-oxidado, ou seja, não é sujeito a uma oxidação tão longa como no caso do chá preto. É um dos chás que os chineses mais valorizam porque pode ter muitas fragrâncias. Se está mais perto do chá verde, por exemplo, vai ser um chá mais floral, mas se estiver mais perto do preto, vai ser mais frutado.

Quando beber: a partir das 12.00
Temperatura da água: 95ºC, quase fervente 
Tempo de infusão: 4 min.

Publicidade
Chá Branco
Fotografia: Ana Luzia

Chá Branco

Quando está muito frio, o arbusto Camellia sinensis produz uns botões terminais com pêlo. É a partir desses botões, que são secos, que se obtém o chá branco de melhor qualidade. O mais valorizado é o chá Agulhas-Prateadas (BaihaoYinzhen). Diz-se que é o que traz mais benefícios para a saúde.

Quando beber: a partir das 12.00
Temperatura da água: entre 80ºC a 85ºC 
Tempo de infusão: 8 min.

Chá Preto
Fotografia: Ana Luzia

Chá Preto

Na China, este chá é considerado vermelho. As folhas são rasgadas e deixadas ao ar durante uma hora. É durante este período de tempo que a folha oxida e fica preta. Só depois é que vai ao calor para ficar seca.

Quando beber: Até às 12.00
Temperatura da Água: 95ºC, quase fervente
Tempo de Infusão: 4 min.

Publicidade
Chá Pu-erh
Fotografia: Ana Luzia

Pu-erh

Na China chamam-lhe chá preto e na Europa, chá vermelho. A fermentação das folhas é feita com a ajuda de bactérias e fungos na província de Yunnan. Tem um cheiro intenso a terra e, por se usarem folhas mais velhas, é considerado um chá medicinal. Se for bem conservado pode durar até 70 anos.

Quando beber: até às 12.00
Temperatura da água: 95ºC, quase fervente
Tempo de infusão: 30 seg.

Chá Amarelo
fotografia: Ana Luzia

Chá Amarelo

É um chá com um processo semelhante ao do chá verde. A diferença é que se secam as folhas, depois humedecem-se e voltam-se a secar, e assim sucessivamente para que o chá ganhe muitas fragrâncias e a infusão fique amarela. A cor do imperador. É mais caro e mais raro também.

Quando beber:
 a partir das 12.00
Temperatura da água: 80ºC a 85ºC
Tempo de infusão: 3 min.

Hora do chá: onde comprar, onde beber e como escolher

Companhia Portuguesa do Chá
Fotografia: Ana Luzia
Compras, Mercearias finas

Companhia Portuguesa do Chá

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

É o paraíso para qualquer apaixonado pelo universo chazeiro. A loja de Sebastian Filgueiras está forrada de latas de chá, bules de ferro e chávenas de porcelana. Ao todo, estão à venda mais de 130 variedades, desde chás chineses, como os pretos Yunnan Imperial “28 Imperadores” biológico, aos oolong da Ilha Formosa. Segundo Luís Mendonça Carvalho, "esta casa presta um serviço pedagógico ao vender chás de origem, biológicos e de qualidade”.

Camera
Compras, Mercearias finas

Charcutaria Moy

icon-location-pin Princípe Real

É uma espécie de instituição na cidade. A loja criada nos anos 70 mudou-se para o Príncipe Real e uma coisa é certa: se anda à procura de chás, aqui não terá problema em encontrá-los. Com uma selecção que vai dos russos Kusmi Tea aos franceses Mariage Fréres, têm mais de 100 variedades que podem ser compradas embaladas ou a peso. Espalhadas pela loja há ainda compotas, queijos, enchidos, bolos e bolachas – para o caso de a conversa estar boa e querer prolongar o lanche pela tarde fora.

Publicidade
Camera
Compras

Empório do Chá

icon-location-pin Areeiro/Alameda

Têm cerca de 230 variedades de chás e infusões que tanto podem ser levados para casa, como provados dentro de portas ou na esplanada que fica nas traseiras. Mas se os chás são os anfitriões, os scones servidos ainda quentes com manteiga e doce e a tarte de maçã com leite-creme também atraem muitos fãs. O Empório do Chá vende ainda bules, canecas, filtros de chá e um sem número de apetrechos que vão tornar a sua hora do chá numa experiência muito mais completa.

Hora do chá: onde comprar, onde beber e como escolher

Bastardo - Carrinho de Chá
©DR
Restaurantes, Cozinha contemporânea

Bastardo

icon-location-pin Baixa Pombalina

Apesar do nome com que foi baptizado, a verdade é que ao restaurante do Internacional Design Hotel, no Rossio, nunca faltou chá. Durante os estilosos anos 50, eram muitos os que paravam na Rua da Betesga para o beber a meio da tarde. Servido em cima de um aparatoso carrinho cheio de chás e infusões de assinatura (entre 2€ e 4€), algumas delas feitas com ervas aromáticas plantadas no jardim interior do hotel. Aproveite já que está com tempo e prove as panquecas com chocolate e banana e a tarte tatin à hora do lanche.

Pastelaria Querubim
©DR
Restaurantes, Pastelarias

Querubim

icon-location-pin Lumiar

A pastelaria de Telheiras, com uma marca própria de bolachas, tem serviço de chá à inglesa. Com leite e tudo (entre 1,40€ e 2,60€). “Temos um mais convencional, com chás da Tetley, para quem só quiser beber um chá para se aquecer, e outro em que servimos chás da Tea House, uma marca italiana muito agradável”, explica Tiago Marques, um dos donos. Hortelã-pimenta, ervas e mel e até de maçã oriental são alguns dos sabores que podem ser acompanhados de torradas, fatias de bolo e miniaturas diversas.

Publicidade
Double9 Bar - Chá Frio
©DR
Bares, Bares de hotéis

Double9

icon-location-pin Chiado

E agora, num registo completamente diferente, esqueça o chá quentinho, servido numa chávena de porcelana com bolinhos e compotas, e beba-o sob a forma de um cocktail, à noite, com os amigos, com ou sem álcool. O bar do 9hotel Mercy adoptou uma moda que tem ganho adeptos em cidades como Nova Iorque e Londres e apostou as cartas todas nesta nova tendência. Kiko Pericoli, o barman italiano, é o responsável por estes cocktails.

Hora do chá: onde comprar, onde beber e como escolher

Camera

1. Compre chá em pouca quantidade e conserve-o fechado, longe da luz, da humidade e de cheiros intensos. As folhas do chá absorvem os aromas.

2. Não compre chá em saquetas. Mas se ainda assim as preferir, compre-as à parte, vazias.

3. Utilize água filtrada ou água engarrafada pouco mineralizada. Não use açúcar, nem leite (só no chá preto) e, de preferência, sirva-o em porcelana.

As dicas são de Luís Mendonça Carvalho que é especialista em chás e especiarias.

Publicidade