Os cafés mais instagramáveis em Lisboa

Uma refeição num destes sítios garante-lhe também uma foto para actualizar as redes. Descubra os seis cafés mais instagramáveis em Lisboa
O balcão do Zenith em Lisboa
Fotografia: Arlindo Camacho O balcão do Zenith em Lisboa
Por Inês Garcia |
Publicidade

Brunch e instagramável, duas palavras que entraram no nosso léxico: a primeira muito por causa de séries como O Sexo e a Cidade, a segunda porque as redes sociais começaram a dominar grande parte das nossas vidas. A fotografia (e a barriga, vá) pedem mesas de brunch coloridas, com tostas de abacate, ovos escalfados e panquecas gulosos. Descubra os seis cafés mais instagramáveis na cidade.

E se já não sabe viver sem actualizar o seu Instagram, siga o nosso roteiro dos sítios mais instagramáveis em Lisboa.

Recomendado: Os melhores cafés em Lisboa

Os cafés mais instagramáveis em Lisboa

1
Basílio, nicolau
Fotografia: Inês Félix
Restaurantes

Basílio

icon-location-pin Santa Maria Maior

Suspensórios amarelos, papillon florido, camisa às bolas e uma tatuagem – é este o retrato do Basílio, um bon-vivant emigrado que voltou às origens para montar o seu negócio. O primo do Nicolau e da Amélia abriu na Rua dos Bacalhoeiros e, ao contrário destes, não tem menu de brunch. A aposta está numa ementa renovada com pratos mais compostinhos inspirados nas cozinhas do mundo, das bowls aos hambúrgueres, e mais opções vegetarianas. Também o menu de panquecas mudou, agora com uma salgada, e mais sobremesas – o quadrado de manteiga de amendoim é o pecado da carta.

2
Heim Café
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Heim Café

icon-location-pin Santos

Esta cafetaria em Santos é pequenina mas tem uma luz natural perfeita para fotografar os três menus de brunch disponíveis, uns com mais verdes, outros à boa moda inglesa, com feijão e bacon.

A Time Out diz
Publicidade
3
O Botanista
©Duarte Drago
Restaurantes, Vegano

O Botanista

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Bem-vindo ao maravilhoso mundo do vegetal: O Botanista, projecto de Catarina Gonçalves, do Ao 26 - Vegan Food Project, com André Baptista, tem um piso térreo muito verde, carregadinho de plantas e um menu vegan para todas as horas do dia, tudo instagramável. Tem opções de pequeno-almoço, almoço e lanche, muitas que ninguém diria que são vegan – é, aliás, esse o objectivo. Nem Catarina, responsável pela doçaria, nem André, na cozinha, querem recriar o que já existe em versão vegan. Querem, antes, "apresentar coisas boas, que te alimentam e que te sabem bem, e que esqueças que não tem carne, peixe ou ovos. Não entra nada de origem animal mas nem dizes que é vegan”. 

4
Dear Breakfast, brunch, pequeno almoço
©Francisco Santos
Restaurantes

Dear Breakfast

Minimalista, com muito branco e mármore no piso de cima e umas salas para grupos, com tons de terra, no piso de baixo. Este Dear Breakfast, perto do Poço dos Negros, é uma ode aos pequenos-almoços a qualquer hora do dia (ao fim-de-semana há brunch com bebidas alcoólicas à descrição).

Publicidade
5
fauna e flora
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

Fauna & Flora

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Panquecas de matcha, bowls, tostas de abacate e picadinho de porco. Bate tudo certo com o nome, até a decoração, com muitas verduras a pender do tecto.

6
Friendly Flamingo
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Friendly Flamingo

icon-location-pin Campo de Ourique

Os flamingos pintados à mão nas paredes merecem tanto destaque quanto a comida caseira. Ao domingo é dia de brunch em formato de buffet.

Publicidade
7
Comoba
Manuel Manso
Restaurantes

Comoba

icon-location-pin Cais do Sodré

O Comoba, no Cais do Sodré, serve panquecas de matcha, smoothie bowls ou burritos, sem distinções horárias. E é tudo orgânico. A ideia, pensada por três sócios com percursos profissionais muito diferentes, é haver três conceitos complementares dentro deste espaço minimalista, com mesas de mármore, chão em pedra e muita luz natural: uma coffee shop, com bom café de especialidade, lattes diferentes e uma vertente muito forte com matcha japonês; smoothies e sumos naturais, alguns detox; e a parte de cozinha, com propostas que podem mudar de um dia para o outro consoante o que os pequenos produtores da Grande Lisboa com quem trabalham trouxerem.

8
Amélia Lisboa
©Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Amélia Lisboa

icon-location-pin Campo de Ourique

A namorada do Nicolau Lisboa (também fotogénico) abriu um café em Campo de Ourique com brunch todos os dias, panquecas, saladas e bowls. À porta há um retrato de uma dama canina de alta-sociedade.

Publicidade
9
Zenith
©Arlindo Camacho
Restaurantes

Zenith Brunch&Cocktails

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Fernando Sá e Thiago Silva abriram o Zenith no Porto em Maio de 2017 com mesas carregadas de comida em pratos instagramáveis e com cocktails a acompanhar - sem menus e com a ideia de mostrar que "brunch é mesmo uma refeição, como o almoço e o jantar, e não é um pacote". A norte foi um sucesso tal que o trouxeram para Lisboa, para o pé da Avenida da Liberdade. 

Sítios perfeitos para as redes sociais

Panorâmico do Monsanto
Duarte Drago
Coisas para fazer

Os sítios mais instagramáveis em Lisboa

Eu instagramo, tu instagramas, nós instagramamos. A conjugação pode travar um pouco a língua mas não há mesmo volta a dar: o verbo instagramar entrou no léxico urbano e não é certo que o abandone em breve. Se já não sabe viver sem actualizar o seu Instagram, siga o nosso roteiro de recantos bem instagramáveis em Lisboa, dos museus ao restaurante da moda, passando por propriedades privadas fáceis de entrar e dar o clique.

Prado
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os restaurantes mais bonitos em Lisboa

Espelho meu, espelho meu, haverá algum restaurante mais bonito do que eu? A pergunta é legítima, dado o esforço que os restaurateurs desta cidade têm feito em montar projectos de encher o olho. 

Publicidade