2 Gostar
Guardar

Os melhores ovos Benedict de Lisboa

É uma das melhores formas de comer ovos do mundo e estas são as cozinhas lisboetas que os fazem melhor. Palavra Time Out.

Fotografia: Ana Luzia

Está oficialmente aberta a época do brunch. Com ele vêm os croissants, as panquecas, os iogurtes com granola, os queijos, as compotas, as carnes frias – é a única altura em que nos permitimos chamar carnes frias ao fiambre e ao presunto – e, como não podia deixar de ser, vêm os ovos. Felizmente, a consagração do brunch em Lisboa nos últimos anos trouxe vida para além dos ovos mexidos e estrelados. Trouxe aquela que é, num rápido inquérito na redacção da Time Out, a única forma de comer ovos que arranca expressões faciais de grande satisfação: a versão Benedict.

Onde estão eles? Começando por uma novidade lisboeta, estão no Nicolau Lisboa (Rua de São Nicolau, 17), um café de comida saudável que abriu na Baixa. São servidos em pão de brioche, levam fiambre, ovo escalfado e molho holandês e podem ser pedidos à carta (custam 6,50€) ou dentro do brunch (aos 13€ do brunch, acresce 5€). 

Também na Baixa, o Brunch Café (Rua da Alfândega, 120) tem um formato modernizado –  mas bom – da receita. Os ovos beneditos, como os chama, são servidos em cima de um bagel com sementes e levam bacon, abacate e molho de gemas (custam 9,50€).

No vizinho Chiado, a Tartine (Rua Serpa Pinto, 15 A) apresenta o mais completo esquadrão de ovos da cidade. Os Benedict estão lá, claro, são feitos com pão de brioche, ovos escalfados (aqui vêm dois) e molho holandês, e podem levar ou salmão, ou presunto, ou fiambre ou espinafres (12€). Se acompanharem o brunch (a 14€), saem mais baratos (8€).

Outro restaurante que gosta de multiplicar receitas é o Delidelux (Av. Infante Dom Henrique, Cais da Pedra, Armazém B, Loja 8). Há três versões de ovos Benedict. A veggie leva cogumelos e espinafres e é servida num bolo do caco escuro, com farinha de malte (custa 9,90€), a de salmão vem num o bolo do caco tradicional (11,20€) e a de bresaola, uma carne fria, lá está, parente do presunto, usa o mesmo tipo de pão (10,10€). Podem também ser pedidos à la carte ou no brunch Benedict (a 18,90€), que inclui sumo, bebida quente, croissant, pães, queijos e um incrível fiambre fumado. 

Numa onda de comida rápida, o Ovvo (Amoreiras Shopping Center), o sítio certo para apanhar uma overdose de ovos, tem uma boa versão Benedict, com torradas, bacon e molho holandês (7,50€). 

Para acabar à grande e à francesa, vá ao Ritz (Rua Rodrigo da Fonseca) e troque uma nota de cinquenta euros pelo brunch (custa 49€, ainda tem 1€ de troco, uff). É o mais caro e o mais chique da cidade, tem uma estação só de ovos e, claro, pode pedi-los na versão Benedict.

Também lhe pode interessar

18 brunches a não perder em Lisboa

A verdade é que o brunch foi adoptado pelos lisboetas que já não conseguem passar um domingo sem este pós-pequeno-almoço ou pré-jantar.

Ler mais
Por Luís Leal Miranda

Comentários

0 comments