Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores quiosques em Lisboa

Os melhores quiosques em Lisboa

Não há melhor sítio para aproveitar o sol do que no meio de uma praça. Estas têm os melhores quiosques em Lisboa

quiosque caricato
Fotografia: Manuel Manso
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Já lá vai o tempo em que os quiosques eram sinónimo de jornais e caramelos. Os quiosques não exigem mesa marcada com três dias de antecedência e estão sempre de esplanadas postas para nos acolher no final de um dia de trabalho, quando a luz ainda não escasseia, seja para uma cerveja fresca, um cocktail ou um petisco. E quando achávamos que já estava bom, eis que nascem novos quiosques, com refeições saudáveis, cadeiras para praticar o bronze e um cartaz de festas diversas. Na dúvida, são estes os melhores quiosques em Lisboa para começar bem o dia ou para o terminar com um brinde à cidade. É só escolher.

Recomendado: Dez sinais de que a Primavera chegou a Lisboa

Os melhores quiosques em Lisboa

Quiosque da Oitava Colina
Fotografia: Arlindo Camacho
Bares, Cervejaria artesanal

Quiosque Oitava Colina

icon-location-pin São Vicente 

Era a esplanada que faltava para o Largo da Graça ficar mesmo cheio de graça. A cerveja do bairro, a Oitava Colina, que entretanto já abriu uma tap room, tem poiso também num dos quiosques mais carismáticos da zona, que em tempos serviu de casa de banho para os guarda-freios da Carris e também chegou a ser bilheteira para os eléctricos. Há torneiras de cerveja artesanal da marca e também cerveja artesanal engarrafada, sempre com os lançamentos e parcerias da cervejeira.

quiosque, descasca
©Joana Menezes/CML
Coisas para fazer

Quiosque Descasca

icon-location-pin Areeiro/Alameda

O Descasca ocupa o largo principal do Parque Urbano Vale da Montanha junto ao cruzamento da Almirante Gago Coutinho com a Marechal António Spínola. As irmãs Carolina e Liliana Tábuas, moradoras do bairro e donas deste quiosque, propõem que se descasque de preocupações e faça uma pausa com comida saudável. Na carta há tostas e saladas, mas a estrela são os Descascas – wraps de salmão ou presunto com batata doce e hummus. Outras vantagens do espaço: o estacionamento é gratuito e o quiosque é pet friendly, com direito a uma tigela de água para os clientes caninos habituais.

Publicidade
quiosque caricato
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Quiosque Caricato

icon-location-pin Benfica/Monsanto

Pintado de vermelho vivaço não passa despercebido na renovada praça junto ao centro comercial Fonte Nova. O Quiosque Caricato nasceu da vontade de Salvador Melo, João Figueiredo e Gonçalo Dominguez de trazer o rodopio dos quiosques do centro da cidade para um bairro tão residencial como Benfica. “Saímos da rota comum dos quiosques, mas estamos numa zona onde mora muita gente”, aponta Salvador. Na carta do Caricato há tostas e saladas, mas a estrela da casa são as bowls de iogurte e açaí. Além das bebidas habituais, o quiosque tem um menu jeitoso de cocktails e, quando a temperatura subir, haverá música ao vivo. 

quiosque cais do sodré
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Cafeteria

Quiosque Cais do Sodré

icon-location-pin Cais do Sodré

O menu e as opções para beber e comer dão a volta à estrutura. Além dos produtos obrigatórios de cafetaria, pastelaria e bar (há ginjinha, moscatel e vinho do Porto, pão de ló e pastel de nata, só para destacar alguns produtos nacionais), há cocktails com e sem álcool, salgadinhos como croquetes e empanadas, pizzas, chapatas, chouriço assado, tábuas de presunto e tostas. E comida saudável, das sopas e saladas às muito populares taças de açaí.

Publicidade
quiosque do cais
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafeteria

Quiosque do Cais

icon-location-pin Cais do Sodré

Chama-se Quiosque do Cais mas toda a gente o conhece como "aquele quiosque vermelho". Está no jardim da Praça D. Luís I mesmo ao lado do Time Out Market e de um parque infantil. Já foi Soundwich, já foi Maria Wurst e agora é mesmo um dos mais agitados quiosques lisboetas. Tem espreguiçadeiras, mais lugares sentados e um menu diferente onde se destacam as famosas tostas aparadas (sem côdea) e waffles. Para beber há sangrias e os cocktails obrigatórios: caipirinhas e mojitos. Faça por aqui um aquecimento para uma saída à noite.

Coisas para fazer

Quiosque Acaso

icon-location-pin Avenidas Novas

É o Acaso que aqui nos traz. As visitas ao Palácio Galveias ganharam nova razão de ser. Este quiosque, para quem gosta de tardes longas no jardim, serve refeições ligeiras como tostas, açaí e saladas – o que tem mais saída no Verão – e poké bowls. Além da carta habitual de cocktails, todos os meses há um de assinatura. 

Publicidade
Quiosque Popular
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés em parques

Quiosque Popular

icon-location-pin São Vicente 

Já é difícil imaginar a vida
 do bairro sem o Jardim da Cerca da Graça, antes antigos terrenos ao abandono recuperados em 2015 pela Câmara Municipal. Faz a ligação entre o bairro e a Mouraria e é ideal para recuperar o fôlego da subida à colina e ver a vista
ou ler um livro num banco, na relva (se estiver limpa) ou neste Quiosque Popular, explorado pela Cozinha Popular da Mouraria, que tem mesmo ali ao lado a sua horta comunitária. É de lá que vêm muitos dos produtos usados nos snacks que se servem no quiosque (como os bolos do dia, por exemplo).   

Coisas para fazer

Quiosque de Campolide

icon-location-pin Campolide

Campolide tem uma praça central renovada, um novo e vermelhinho quiosque a dar-lhe vida e um amarelinho a acrescentar cor e alegria: o Eléctrico 24, que retomou a circulação em Abril, tem ali a sua estação terminal. As refeições, que podem ser servidas ao balcão ou na esplanada, são leves, e as quiches e os wraps são os mais pedidos pelos vizinhos – o nome que aqui se usa para chamar os fregueses. A Junta de Freguesia gosta de dinamizar eventos por aqui e juntar o povo em volta da mesa e entre copos. E isso é bonito.  

Publicidade
quiosque das amoreiras
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Quiosque das Amoreiras

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O Quiosque das Amoreiras é um bom compromisso entre a proximidade com a cidade e a miragem do verde, entre a luminosidade e a sombra das árvores em volta. E de vez em quando há música. Uma imperial custa 1,20€, o chamariz necessário para um after-work básico.

QUIOSQUE LISBOA
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes, Cafés

Quiosque Lisboa

icon-location-pin São Sebastião

Do grande império de quiosques Lisboa, o da Praça Duque de Saldanha, mesmo ao lado da saída do metro e numa zona de empresas, é o sítio adequado para dizer mal do seu chefe com os colegas depois de mais um dia de trabalho. Uma tarde de má-língua pede tremoços temperados com malagueta – e eles têm. E ainda oferece uns belos nachos com guacamole, açaí e gaspacho.

Publicidade
hamburgueria da parada
Fotografia: Manuel Manso
Bares

Hamburgueria da Parada

icon-location-pin Campo de Ourique

Os alfacinhas gostam tanto de comer hambúrgueres como de esplanadar nos quiosques espalhados pela cidade. Este, bem no meio do Jardim Teófilo de Braga, mais conhecido como Jardim da Parada, está pronto para lhe satisfazer as vontades. Sente-se e peça um hambúrguer com requeijão e pesto, com queijo da Ilha ou com bacon e mostarda Dijón. E acompanhe com gins e cocktails. Ou uma imperial, que dizem que são mesmo boas é ao lusco-fusco.

 

adamastor, quiosque
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Esplanada O Adamastor

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Já foi uma instituição do final do dia lisboeta, o Adamastor, mas a polémica rebentou (que pode conhecer aqui, ponto por ponto), as vedações ergueram-se e deixou de receber as enchentes que o tornaram mítico. A esplanada do quiosque continua a funcionar, ainda que pequena mantém as vistas desafogadas para a cidade. 

Publicidade
Quiosque do Oliveira
Fotografia: Ana Luzia
Bares

Quiosque Principe Real

icon-location-pin Princípe Real

Chama-se Quiosque Príncipe Real mas toda a gente o conhece por “O Oliveira”. Não faz parte da nova vaga de esplanadas moderninhas e nem precisa de estar nos roteiros da cidade para estar sempre cheio. É uma instituição da cidade que acolhe turistas, taxistas, estudantes políticos e outros artistas com o mesmo entusiasmo. A simpatia do Sr. Oliveira – cumprimenta-nos sempre com “bom dia de manhã” e “boa tarde à tarde” – é mais um dos encantos da casa.

quiosque santa clara
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Cafés

Clara Clara Café

icon-location-pin São Vicente 

O Clara Clara, no Jardim de Botto Machado (ou Jardim do Campo de Santa Clara ou da Feira da Ladra, é como lhe quiser chamar) é bom para beber um copo e simplesmente sentar-se a apreciar as vistas para o Panteão Nacional, cidade e rio. A ementa tem, além de vinhos e cervejas, petiscos como tostas e bolo do dia.

Publicidade
Bares

Banana Café

icon-location-pin Santa Maria Maior

Vão-se multiplicando pelas praças lisboetas quase à velocidade de cogumelos. Se calhar é exagero, mas a marca Banana Café conta já com sete quiosques em grandes praças lisboetas, da Avenida da Liberdade à Praça de Londres, ou um elétrico estacionado ao lado do Mosteiro dos Jerónimos, em Belém. A receita para isto não é complicada: sumos naturais e tostas, saladas e empadas. À noite, quase pode dar-ser um pezinho de dança com a música nos quiosques.

RED
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Red - We Like it Raw

icon-location-pin Campo de Ourique

No caso do café de final de tarde no meio da rua não lhe agradar, há formas pós-modernas de o fazer: o Red - We Like It Raw é um contentor com esplanada dedicado ao rosbife, com uma versão nos Prazeres e outra em Santos, junto ao IADE. As odes à carne vêm dentro do pão, bem recheado de rosbife com variações de queijo da serra, foie gras, mascarpone, camarão ou bacon. Mesmo que não encha o bandulho, é sempre agradável apanhar solinho na esplanada. 

Publicidade
esplanada portas do sol
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Cafeteria

Quiosque das Portas do Sol

icon-location-pin Castelo de São Jorge

Ok, está cheio de turistas; sim, tem o zumbido dos tuk tuks como música de fundo; e sim, um selfie stick de um turista distraído pode vazar-lhe uma vista. Mas pesámos os prós e os contras e concluímos que a companhia de forasteiros que usam meias com chinelos é compensada com a vista desta esplanada num miradouro, uma das melhores da cidade. O Quiosque das Portas do Sol é bom para assistir ao nascer do sol, ao pôr-do-sol e a tudo o que acontece nos entretantos. O menu tem tudo o que precisa para sobreviver à canícula: sangria, cerveja, cocktails e garrafas de água. Sim, vamos destacar as garrafas de água porque somos responsáveis e não queremos que ninguém se desidrate.

miradouro graça
© Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Esplanada da Graça

icon-location-pin São Vicente 

Com mais de um quarto de século, a Esplanada da Graça está como nova. O quiosque está agora num canto do adro da igreja e deixou de haver trânsito à porta. E nem os tapumes que lá andam estragam as fotografias do pôr-do-sol. Sente-se e aproveite para fazer para fazer a fotossíntese e, quem sabe, não apanha por lá um casório a acontecer em directo. 

Está-se bem ao ar livre

monsanto
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Os melhores parques e jardins em Lisboa

Em Lisboa há parques para todos os gostos e nós escolhemos os melhores para brincar com os miúdos, ler um livro ou fazer um piquenique, independentemente da altura do ano. Afinal todos os dias são bons para uma pausa num destes parques e jardins de Lisboa. 

Choupana Caffé no Terminal de Cruzeiros
Duarte Drago
Restaurantes

As novas esplanadas em Lisboa para aproveitar o sol

Esplanadas frescas no duplo sentido do adjectivo, percebe? São estes nomes que circulam pelos grupos de WhatsApp quando o sol aparece. Como bom “esplanador”, comece já a dinamizar esses chats e a marcar um copo ao final do dia numa destas novas esplanadas em Lisboa. 

More to explore

Publicidade