Os melhores quiosques em Lisboa

Não há melhor sítio para aproveitar o Verão do que no meio de uma praça. Estas têm os melhores quiosques em Lisboa
quiosque campolide
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Já lá vai o tempo em que os quiosques eram sinónimo de jornais e caramelos. Os quiosques não exigem mesa marcada com três dias de antecedência e estão sempre de braços abertos para nos acolher no final de um dia de trabalho, quando a luz ainda não escasseia, seja para uma cerveja fresca, um cocktail ou um petisco. E quando achávamos que já estava bom, eis que nascem novos quiosques, com refeições saudáveis, cadeiras para praticar o bronze e um cartaz de festas diversas. Na dúvida, são estes os melhores quiosques em Lisboa para começar bem o dia ou para o terminar com um brinde à cidade. É só escolher.

Recomendado: O melhor do Verão em Lisboa

 

Os melhores quiosques em Lisboa

Quiosque da Oitava Colina
Fotografia: Arlindo Camacho
Bares, Cervejaria artesanal

Quiosque Oitava Colina

icon-location-pin São Vicente 

Era a esplanada que faltava para o Largo da Graça ficar mesmo cheio de graça. A cerveja do bairro, a Oitava Colina, ainda não tinha uma tap room mas o problema resolveu-se a 25 de Abril, quando se instalaram num dos quiosques mais carismáticos da zona, que em tempos serviu de casa de banho para os guarda-freios da Carris e também chegou a ser bilheteira para os eléctricos. Há cinco torneiras de cerveja artesanal da marca (pena que a indian pale ale Urraca Vendaval não esteja disponível) e também cerveja artesanal engarrafada.

quiosque, descasca
©Joana Menezes/CML
Coisas para fazer

Quiosque Descasca

icon-location-pin Areeiro/Alameda

Ainda cheira a novo. O Descasca ocupa o largo principal do Parque Urbano Vale da Montanha – que abriu em Março – junto ao cruzamento da Almirante Gago Coutinho com a Marechal António Spínola. As irmãs Carolina e Liliana Tábuas, moradoras do bairro e donas deste novo quiosque, propõem que se descasque de preocupações e faça uma pausa com comida saudável. Na carta há tostas e saladas, mas a estrela são os Descascas – wraps de salmão ou presunto com batata doce e hummus. Outras vantagens do espaço: o estacionamento é gratuito e o quiosque é pet friendly, com direito a uma tigela de água para os clientes caninos habituais.

Publicidade
quiosque cais do sodré
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Cafeteria

Quiosque Cais do Sodré

icon-location-pin Cais do Sodré

O menu e as opções para beber e comer dão a volta à estrutura. Além dos produtos obrigatórios de cafetaria, pastelaria e bar (há ginjinha, moscatel e vinho do Porto, pão de ló e pastel de nata, só para destacar alguns produtos nacionais), há cocktails com e sem álcool, salgadinhos como croquetes e empanadas, pizzas, chapatas, chouriço assado, tábuas de presunto e tostas. E comida saudável, das sopas e saladas às muito populares taças de açaí.

quiosque do cais
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafeteria

Quiosque do Cais

icon-location-pin Cais do Sodré

Chama-se Quiosque do Cais mas toda a gente o conhece como "aquele quiosque vermelho". Está no jardim da Praça D. Luís I mesmo ao lado do Time Out Market e de um parque infantil. Já foi Soundwich, já foi Maria Wurst e agora é mesmo um dos mais agitados quiosques lisboetas. Tem espreguiçadeiras, mais lugares sentados e um menu diferente onde se destacam as tostas aparadas (sem côdea) e waffles. Para beber há sangrias e os cocktails obrigatórios: caipirinhas e mojitos.

Publicidade
Coisas para fazer

Quiosque Acaso

icon-location-pin Avenidas Novas

É o Acaso que aqui nos traz. Desde Outubro que as visitas ao Palácio Galveias ganharam nova razão de ser. Foi quando abriu este quiosque, para quem gosta de tardes longas no jardim. Serve refeições ligeiras, como tostas, açaí e saladas – o que tem mais saída no Verão – e  poké bowls (8,50€). Além da carta habitual de cocktails, todos os meses há um de assinatura e até final de Julho pode refrescar-se com um de rum e groselha (6,50€). O Acaso está agora a programar uma agenda cultural em conjunto com a Biblioteca, por isso esperam-se novas actividades programadas em breve.  

Coisas para fazer

Quiosque de Campolide

icon-location-pin Campolide

Campolide tem uma praça central renovada, um novo e vermelhinho quiosque a dar-lhe vida e um amarelinho a acrescentar cor e alegria: o Eléctrico 24, que retomou a circulação em Abril, tem ali a sua estação terminal. As refeições, que podem ser servidas ao balcão ou na esplanada, são leves, e as quiches e os wraps são os mais pedidos pelos vizinhos – o nome que aqui se usa para chamar os fregueses. A Junta de Freguesia gosta de dinamizar eventos por aqui e juntar o povo em volta da mesa e entre copos. E isso é bonito.  

Publicidade
quiosque das amoreiras
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Quiosque das Amoreiras

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O Quiosque das Amoreiras é um bom compromisso entre a proximidade com a cidade e a miragem do verde, entre a luminosidade e a sombra das árvores em volta. E de vez em quando há música. Uma imperial custa 1,20€.

QUIOSQUE LISBOA
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes, Cafés

Quiosque Lisboa

icon-location-pin São Sebastião

Do grande império de quiosques Lisboa, o da Praça Duque de Saldanha, mesmo ao lado da saída do metro e numa zona de empresas, é o sítio adequado para dizer mal do seu chefe com os colegas depois de mais um dia de trabalho. Uma tarde de má-língua pede tremoços temperados com malagueta – e eles têm. E ainda oferece uns belos nachos com guacamole, açaí e gaspacho.

Publicidade
hamburgueria da parada
Fotografia: Manuel Manso
Bares

Hamburgueria da Parada

icon-location-pin Campo de Ourique

Os alfacinhas gostam tanto de comer hambúrgueres como de esplanadar nos quiosques espalhados pela cidade. Este, bem no meio do Jardim Teófilo de Braga, mais conhecido como Jardim da Parada, está pronto para lhe satisfazer as vontades. Sente-se e peça um hambúrguer com requeijão e pesto, com queijo da Ilha ou com bacon e mostarda Dijón. E acompanhe com gins e cocktails. Ou uma imperial, que dizem que são mesmo boas é ao lusco-fusco.

+ Descubra outros hambúrgueres em Lisboa

adamastor, quiosque
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Esplanada O Adamastor

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Uma instituição do final do dia lisboeta, o Adamastor (nome oficial: Miradouro de Santa Catarina) vai estar na moda enquanto o astro-rei estiver nos céus e desaparecer naquele horizonte. A esplanada é pequena mas o chão e os muros  prolongam-na por ali fora. É muito frequentado por artistas circenses de méritos questionáveis.

Publicidade
Quiosque do Oliveira
Fotografia: Ana Luzia
Bares

Quiosque Principe Real

icon-location-pin Princípe Real

Chama-se Quiosque Príncipe Real mas toda a gente o conhece por “O Oliveira”. Não faz parte da nova vaga de esplanadas moderninhas e nem precisa de estar nos roteiros da cidade para estar sempre cheio. É uma instituição da cidade que acolhe turistas, taxistas, estudantes políticos e outros artistas com o mesmo entusiasmo. A simpatia do Sr. Oliveira – cumprimenta-nos sempre com “bom dia de manhã” e “boa tarde à tarde” – é mais um dos encantos da casa.

Mostrar mais

Está-se bem ao ar livre

monsanto
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Os melhores parques e jardins em Lisboa

Em Lisboa há parques para todos os gostos e nós escolhemos os melhores para brincar com os miúdos, ler um livro ou fazer um piquenique, independentemente da altura do ano. Afinal todos os dias são bons para uma pausa num destes parques e jardins de Lisboa. Do jardim da Estrela ao pulmão verde de Lisboa – falamos do Monsanto, pois claro –, espaços verdes não faltam na cidade. Com parques infantis, espaços para praticar desporto e correr ou simplesmente para se deixar estar. Vale tudo, menos ficar em casa. 

TOPO Chiado
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

As melhores esplanadas em Lisboa

Passamos o Inverno inteiro a sonhar com elas, ao primeiro raio de sol da Primavera voltamos ansiosos para elas e durante o Verão instalamo-nos confortavelmente, porque não queremos outra coisa: são as melhores esplanadas da cidade. Receitamos-lhe 62 doses para repor os níveis de vitamina D: das novidades do ano aos sítios para ver navios, ou para levar à letra o conceito de comer fora, ou para rebolar na relva. Um roteiro que inclui também os Quióscares do ano — os prémios para os melhores quiosques da cidade, que acabámos de inventar.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com