Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores restaurantes com churrasco em Lisboa

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Piano do Zé dos Cornos
©Manuel Manso

Os melhores restaurantes com churrasco em Lisboa

Damos-lhe sugestões dos melhores restaurantes com churrasco em Lisboa para manter a chama acesa durante todo o ano

Por Luís Leal Miranda, Catarina Moura e Tiago Neto
Publicidade

Há poucas coisas que celebram tão bem a amizade ou a família como carvão a arder e carne a grelhar por cima — um fenómeno que deixa até vegans a salivar. Bom, talvez não, mas há neste ritual um sentido de comunhão difícil de igualar. Por isso, na lista que se segue, damos-lhe uma grelha completa dos melhores restaurantes com churrasco em Lisboa, ideais para aproximar as gentes e que vão do clássico franguinho ao entrecosto e aos pesos pesados como o T-bone. Tome nota e faça-se à estrada.

Recomendado: Os melhores sítios para comer carne maturada em Lisboa

Os melhores restaurantes com churrasco em Lisboa

Valenciana
Valenciana
©Manuel Manso

1. A Valenciana

Restaurantes Churrasco Campolide

Está sempre nos tops do melhor frango assado da cidade e é esse boa parte do seu negócio. A casa de pasto que nasceu pequena em 1914 abarca agora um edifício inteiro e desde a rua reabertura, em Agosto de 2017, depois de ter fechado seis meses para obras, mudou a paisagem do bairro de Campolide. A renovada Valenciana tem um jardim vertical que é pano de fundo para o terminal do elétrico 24, tem mais luz no interior e uma esplanada petiscos mais leves que uma frango assado, uma mão de vaca ou um cozido.

©Emily/The Hours 5 to 9

2. O Tachadas

Restaurantes Português Santos

Clássico intemporal, no Tachadas comem-se boas lulas grelhadas, alheiras de Mirandela, picanhas no churrasco, enfim, dá para perceber que aqui a variedade conta, mas quase tudo passa pela grelha e isso é que importa. Se quer honestidade da nossa parte, ficaria a perder se não deitasse a faca ao gigantesco bife da vazia à cortador na tábua, apelidado de bife A4.

Publicidade
contrabando
contrabando
©Arlindo Camacho

3. Contrabando Restaurante e Bar

Restaurantes Americano Santos

É certo que a grelha é o grande argumento, mas se lhe juntarmos um smoker com um aroma a madeira que é queimada enquanto a carne apanha aquele fumo, temos uma combinação vencedora. Conte com maminha black angus, picanha ou entrecote argentino acabados de sair do carvão.

Carvoaria Jacto
Carvoaria Jacto
©DR

4. Carvoaria Jacto

Restaurantes Lisboa

Se a carne fosse religião – e pedimos desde já desculpa às comunidades vegetariana e vegan da cidade –, a Carvoaria Jacto era certamente uma casa de oração, um santuário, o local da romaria de todo o apaixonado pelo cheiro (e sabor) a grelha na carne. É que ali a grelha é mesmo a estrela da companhia, optemos pelo peixe ou pela carne. E fica difícil não acreditar numa entidade assim.

Publicidade
Verde Minho
Verde Minho
©Duarte Drago

5. Verde Minho

Restaurantes Português Lisboa

A saber: existe uma gloriosa alarvidade das doses. Eis portanto a primeira informação essencial sobre este Verde Minho, casa concorrida
 de clientela autóctone mas estrategicamente escondida da transumância turística numa curva da Calçada de Santana: meia dose é dose inteira por tuta e meia. A grelha a carvão, plantada 
à janela direita de quem entra, 
é a oficina da melhor parte de uma ementa que vai rodando em dias mais ou menos fixos.

COVA FUNDA ALAMDEDA
COVA FUNDA ALAMDEDA
©Ana Luzia

6. Cova Funda

Restaurantes Português Areeiro/Alameda

Da última vez que contámos havia sete Covas Fundas em Lisboa, o que nos diz bastante sobre a falta de originalidade dos donos de restaurantes e a arquitectura dos rés-do-chão da cidade. Mas a verdade é que muitas destas “concavidades acentuadas” são referências gastronómicas. Esta, na Rua Augusto Machado, é famosa pela sua picanha. Cortada fininha, mal passada como convém, assistida por duas salsichas frescas e dois pedaços criminosos de banana frita. Nunca uma grelha foi tão feliz. Ou uma carne. Ou vice-versa.

Publicidade
Zé dos Cornos
Zé dos Cornos
©Arlindo Camacho

7. Zé dos Cornos

Restaurantes Português Castelo de São Jorge

Liberace, Richard Clayderman, Zé dos Cornos. Todas as gerações têm os seus virtuosos do piano e o nosso Zé, de apelido “dos Cornos”, é um motivo de orgulho para a cidade. Actua diariamente no número três da Rua dos Surradores muitas vezes acompanhado por um arroz de feijão que deve ter sido dos melhores alunos no conservatório de Ponte de Lima – apuradíssimo. Há quem prefira as batatas fritas, opção que permite desfrutar de toda a refeição sem sujar as mãos no aço dos talheres. Uma sinfonia perfeita sempre ao som da grelha.

Butchers - Sala de Refeições
Butchers - Sala de Refeições
©Ana Luzia

8. Butchers

Restaurantes Parque das Nações

Se é dos que gosta da sua carne anatomicamente correcta – isto é, com osso – tem de experimentar o T-Bone Steak do Butchers, o templo da carne do Parque das Nações, que vende belos nacos vindos dos EUA, Austrália, Dinamarca, Baviera, Uruguai ou Espanha. Mas lembre-se: são quase 500 gramas de carne, por isso tenha juízo e divida com alguém.


Publicidade
la paparrucha
la paparrucha
©DR

9. La Paparrucha

Restaurantes Avenida da Liberdade/Príncipe Real

A perfeição das linhas paralelas que verá na carne é da autoria da parrilla, a grelha muito utilizada na América do Sul e cuja arte pode ser apreciada no La Paparrucha, um dos primeiros restaurantes argentinos (nação especializada em carne) em Lisboa, especificamente no Príncipe Real (bairro especializado em restaurantes). Aproveite também para apreciar a vista que é uma das mais bonitas sobre a cidade.

O Churrasco
O Churrasco
©DR

10. O Churrasco

Restaurantes Santa Maria Maior

O nome deste histórico da Rua das Portas de Santo Antão parece um daqueles casos em que o artigo definido assume um tom imperial: assim como Frank Sinatra era “A” Voz, este restaurante é “O” Churrasco. 
Na lista constam várias especialidades ao carvão sendo 
a mais popular “O” frango no espeto. Mas há outros nomes na carta a explorar, como o cabrito temperado, o entrecôte de vitela ou este churrasco de coelho. Vem numa travessa, peito e perna, regado com um molho guloso 
de manteiga e sumo de limão.
 O rácio chicha-pele-osso torna-o mais desafiante que o frango assado, mas o esforço recompensa.

Publicidade
Frango no Churrasco do Rio de Mel
Frango no Churrasco do Rio de Mel
©Ana Luzia

11. Churrasqueira Rio de Mel

Restaurantes Churrasco Alvalade

O frango assado faz lembrar o final de um dia de praia e os três meses de férias em que havia tanto tempo para matar que a nossa vida era um genocídio de ponteiros de relógio. Nunca vamos ter esses dias de volta, mas podemos sempre ir comprar um frango à Rio de Mel (menos às segundas-feiras, para esse dia não há salvação). A mítica churrasqueira da Avenida da Igreja serve aquele que para muitos é o melhor frango no churrasco da cidade: pele estaladiça, carne tenra e húmida, molho de fazer morder os dedos (lamber, perdão, lamber!).

Brasserie de L'Entrecôte
Brasserie de L'Entrecôte
©DR

12. Brasserie de L'Entrecôte

Restaurantes Francês Chiado

Na zona de Lisboa – incluindo com uma em Cascais – contam-se já quatro casas da Brasserie que fez do Entrecôte a bandeira. Mas aqui vamos pelo principio, a da Rua do Alecrim, esse eterno ponto de janela em vidro fosco que nos deixa vislumbrar o logo e pouco mais. Lá dentro sim, é sem censura, ou pelo menos é assim que gostamos de pensar que a carne tenra, suculenta e acabada de sair da grelha deve ser comida.

Carnívoros alfacinhas

Butchers - Maminha Black Angus
©Ana Luzia

Os melhores restaurantes de carne em Lisboa

Restaurantes

A salivar por um bom bife? Já tínhamos desmistificado a carne maturada e mostrado os melhores sítios para a comer, mas estava a faltar uma lista essencial dos melhores restaurantes de carne em Lisboa. Carnívoros da cidade: este roteiro é para vocês.  Recomendado: os melhores hambúrgueres em Lisboa

tártaro do talho
©Ana Luzia

Os três melhores sítios para comer bife tártaro em Lisboa

Restaurantes

Carne de vaca picada e crua, gema de ovo, pickles e um sem número de ingredientes que variam de acordo com a mão do chef. Assim é o verdadeiro bife tártaro, o prato clássico que voltou a estar na moda depois de fazer sucesso no final do século XIX. Em Lisboa, não é fácil encontrar bons exemplares. Mas que os há, há. Aqui tem os três melhores sítios para comer bife tártaro em Lisboa.  

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade