Os melhores restaurantes da Avenida

Não sabe onde comer na meca das compras de luxo da cidade – que serve de palco a mais uma edição do Mexefest? Estes são os restaurantes que interessam, a norte dos Restauradores
Brunch do restaurante Sitio, Hotel Valverde
©DR O brunch do Sítio Restaurante, do Hotel Valverde
Por Vera Moura |
Publicidade

Avenida da Liberdade é sinónimo de compras de luxo e, durante alguns dias, também equivale a boa música, mas quando a fome aperta, a rua mais cara da cidade também tem restaurantes para todos os gostos (e carteiras). Bom apetite.

Tabilk
©DR
Restaurantes

Tabik

icon-location-pin Avenida da Liberdade

A decoração é inspirada na gaiola pombalina e na Lisboa pós-terramoto, mas a cozinha é contemporânea. A carta, da responsabilidade do chef Manuel Lino, tem um menu de degustação (por 40€, sem vinhos) mas também há um menu executivo ao almoço em que a conta fica pelos 19,95€. Destaque ainda para o esmerado serviço de bar, com alguns dos melhores e mais criativos cocktails da cidade. 

A Time Out diz
Brasserie Flo
© Arlindo Camacho
Restaurantes

Brasserie Flo

icon-location-pin Avenida da Liberdade

O espírito e os pratos de uma brasserie francesa, numa bonita esquina da avenida mais luxuosa da cidade. Da sopa de cebola gratinada aos escargots de Bourgogne, do magret de pato à terrina de foie gras, estão lá todos os grandes da gastronomia francesa.

A Time Out diz
Publicidade
Restaurante sitio, hotel valverde
©DR
Restaurantes

Sítio Restaurante

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Não fique desconfiado quando o mandarem descer para o restaurante: o Sítio é tudo menos encafuado, tem janelas rasgadas para a rua e um pátio interior com árvores e piscina, que faz esquecer rapidamente que estamos numa das artérias mais movimentadas e poluídas da cidade. Do pequeno-almoço ao jantar, passando pelo brunch, almoço e chá das cinco, tem sempre muita pinta. Às terças à noite ouve-se fado, quarta é o dia das mornas, jazz e bossa nova ficam para quinta e sexta.

Hard Rock Cafe
©DR
Restaurantes, Americano

Hard Rock Café

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Não estamos a exagerar se dissermos que este é um dos melhores restaurantes de fast food da cidade. Ou estamos? Na verdade, o Hard Rock é mais do que um sítio de comida rápida: é a segunda embaixada norte-americana em Lisboa (os Starbucks e McDonald's são consulados) e um antro de perdição. As sandes, os hambúrgueres, os bifes, os batidos e os cocktails são das coisas mais difíceis de justificar a um nutricionista – mas ainda mais difíceis de resistir.

A Time Out diz
Publicidade
ad lib
©ABACApress/Didier Delmas
Restaurantes

Ad Lib

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Os janelões para a avenida fazem deste restaurante um dos mais sofisticados observatórios da vida lisboeta. Bom para o people watching, actividade digna de um National Geographic do betão e alcatrão, o Ad Lib (do latim "tanto quanto desejado") do hotel Sofitel Lisbon Liberdade, junta a gastronomia francesa e portuguesa pelas mãos de um chef alemão, Daniel Schlaipfer. Ao almoço há um menu mais em conta, com sanduíches, saladas e pratos do dia.

Camera
Restaurantes, Italiano

Pizzas Baldracca

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Também chamadas de pizzas do São Jorge, por funcionarem na cafetaria do cinema, têm a resposta perfeita para aqueles dias em que quer matar as saudades de comer pizza, sem ficar cheio. Sim, os exemplares aqui são para lá de finos, muito estaladiços e fáceis de despachar até à última migalha. Têm todas nomes de filmes italianos – destaque para a Il Gato Pardo, com fiambre e cogumelos, e a O Quarto do Filho, com pimento, cogumelos e curgete – e os preços são bem em conta.

Bitoque da Floresta do Salitre
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

A Floresta do Salitre

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Se procura comida tradicional portuguesa, sem ingredientes com nomes impronunciáveis e sufixos gourmet, vá à Floresta do Salitre, um oásis de simplicidade a dois passos da avenida. Peixe fresco, um belo bitoque, bons vinhos e preços justos.

Restaurantes

Solar dos Presuntos

icon-location-pin Lisboa

É um templo da gastronomia portuguesa e uma das salas de visita mais concorridas da capital. Basta olhar para as fotos de celebridades nas paredes para perceber o apelo intercontinental da “alta cozinha de Monção” do Solar. 

A Time Out diz
Publicidade
Sopa Borsch do Stanislav
Fotografia:Ana Luzia
Restaurantes

Stanislav Avenida

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O elegante russo da Rua de São José é um fiel representante da gastronomia daquelas latitudes. Se está farto de ouvir os seus amigos falar em tártaros mas nunca provou nenhum, tem aqui um bom sítio para experimentar. Se é o seu dentista que lhe fala em tártaro então a conversa é outra. 

Jesus é Goes
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Indiano

Jesus é Goês

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O sítio ideal para converter descrentes à gastronomia goesa, praticar o culto do xacuti de cabrito ou dar graças pelo cafreal de frango. Este Jesus é Goês é bom da primeira à última ceia. 

A Time Out diz
Publicidade
Ovo com trufa preta no olivier avenida
©DR
Restaurantes, Global

Olivier Avenida

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

É a jóia da coroa de Olivier. Da longa lista, que inclui (pausa para ganhar fôlego) saladas, ceviches, tártaros, entradas, sushi, massas, risottos, peixes, carnes e sobremesas, sobressai a picanha de kobe, o magret de pato e as especialidades japonesas do Yakuza, com quem partilha o espaço. Para acompanhar com bons cocktails.

A Time Out diz
Fabrica Coffe Roasters
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafeteria

Fábrica Coffee Roasters

icon-location-pin Lisboa

Se é um esquisito a pedir um café – “escaldado duas vezes, pingado, e sem princípio” – saiba que na Fábrica Coffee Roasters tem muito mais com que implicar: mais variedade, mais complexidade, mais tudo. Para almoçar há sanduíches e saladas. Para lanchar, bolos e muffins caseiros.

Publicidade
SushiCafe Avenida
© Ana Luzia
Restaurantes

SushiCafé Avenida

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O ambiente é futurista e o sushi é requintado – quer pela qualidade e frescura do peixe, quer pela apresentação cuidada. Mas aqui há muito para além de rolinhos de arroz e peixe: o chef serve especialidades da alta cozinha japonesa como bolsas orientais, bacalhau negro a baixa temperatura e tempura de robalo, vieiras e camarão.

A Time Out diz
Brooklyn
©DR
Restaurantes

Brooklyn

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Este simpático café/restaurante abriu em 2015 e veio dar mais jovialidade à Praça da Alegria. É um sítio familiar com aquela pinta de “parece o estrangeiro”, ideal para quem quer fazer uma pausa nas compras da avenida, beber um café com leite e comer uma fatia de bolo.

Quiosque Bambu, avenida da liberdade
Fotografia: Arlindo Camacho
Bares

Bambu - Feed Your Spirit

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Banh Mi, decore este nome. É assim que se chamam as sanduíches vietnamitas que tornaram o Bambu num dos quiosques preferidos da avenida para almoçar. Há de vários tipos diferentes, como rosbife thai, porco vietnamita e frango e parmesão, sempre acompanhadas de tortilhas de milho. 

 

Quiosque Melhor bolo de chocolate, avenida da liberdade
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo

icon-location-pin Avenida da Liberdade

A sobremesa menos humilde de Lisboa também tem sede na avenida. Para além do bolo que lhe dá nome (2,50€ a fatia) serve tostas e cones em tortilha mexicana.

Publicidade
Camera
Bares

Banana Café

icon-location-pin Santa Maria Maior

Na avenida há dois cafés deste pequeno império de quiosques que já soma cinco entrepostos em toda a cidade. É muito procurado pelos executivos da zona para um almoço mais descontraído – aqui é “casual friday” a semana inteira – e tem como grande especialidade os sumos de fruta e as pitecas (sandes em pão de pita). Em dias de jogo monta-se um ecrã gigante para ver a bola.

Camera
Restaurantes

Hot Dog Lovers

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Dizem que são os melhores cachorros do mundo e podem ser provados neste quiosque que reproduz a receita da rulote que, em 1988, começou a vender sandes de salsichas junto à Boca do Inferno, em Cascais. Há sete variedades, incluindo um cachorro vegetariano, a partir de 3,70€. Também serve tostas e empadas. 

Guia do Vodafone Mexefest 2016

Elza Soares
©DR
Música

Guia prático para o Vodafone Mexefest

São poucos os festivais que mexem com Lisboa da mesma maneira que o Vodafone Mexefest. Entre sexta-feira e sábado, dezenas de grupos e artistas, desde novatos como os Sunflower Bean a veteranos como Elza Soares, vão animar as principais salas de concertos da Avenida da Liberdade e arredores. Os concertos sucedem-se em simultâneo, por isso é preciso fazer escolhas ao longo de todo o festival. Estas são as nossas.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com