A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
cervejaria boa esperança
Francisco SantosCervejaria Boa Esperança

Os melhores restaurantes em Benfica

Aqui ainda há vida de bairro à antiga, portanto saia do centro da cidade e vá comer bem nestes restaurantes em Benfica.

Escrito por
Inês Garcia
Publicidade

Benfica ainda é um daqueles bairros em que pode (e deve) dizer bom dia à vizinha que está a estender a roupa se for novato nas redondezas, ou estiver só à procura de um bom restaurante para almoçar ou jantar, vai ser logo bem visto e com sorte leva uma ou outra recomendação para o caminho. Das cervejarias com fama para mariscadas à grande, aos restaurantes de peixe e outros de bons nacos na pedra, há bons restaurantes em Benfica para fugir ao centro da cidade, aos sítios da moda e às filas intermináveis.

Recomendado: Os melhores restaurantes em Carnide

Os melhores restaurantes em Benfica

Edmundo
  • Restaurantes
  • Cervejarias
  • Benfica/Monsanto
  • preço 2 de 4

É uma das mais conhecidas marisqueiras de Lisboa e é espaçosa, o que dá jeito para aqueles almoços e jantares de família em que vai a criançada toda. Há muitos petiscos por onde escolher e há percebes a 49€/kg, sapateira a 28€/kg, lavagante a 59€/kg ou ostras a 20€/kg. Uma dose de gambas à guilho é 13,50€. No fim da mariscada, peça um prego no pão (3,60€).

  • Restaurantes
  • Frutos do mar
  • Benfica/Monsanto
  • preço 2 de 4

Não é uma marisqueira enorme, daquelas com dezenas de jantares para 15 pessoas a acontecer ao mesmo tempo, nem tem alaridos à porta; tem a cozinha aberta para a sala e uma ementa curta e directa ao essencial de uma marisqueira que dispensa os maiores faustos. Entre os mariscos, há percebes, canilha, gamba tigre, camarão e amêijoa do Algarve, e nas carnes, dois pregos possíveis: o Sonhé, do pojadouro, e o Especial, de uma parte mais tenra do mesmo corte, ambos “cheios de alho em pão de carcaça estaladiço, do melhor no género em Lisboa”, palavra de Alfredo Lacerda, o crítico da Time Out que deu à Boa Esperança quatro estrelas no ano passado.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Grande Lisboa

Não vá ao engano: este Solar é dos Leitões porque pertence à família Leitão. Neste restaurante em Benfica não é fácil dar com o restaurante, devido à localização recondita, mas vai valer a pena  encontra bom peixe grelhado no carvão, sempre fresco e com boas recomendações do dia, das lulas, à garoupa, ao cherne, dourada, por aí fora. Tem uma esplanada grande para dias solarengos e uma carta de vinhos variada para acompanhar os bons pratos.

  • Restaurantes
  • Português
  • Benfica/Monsanto
  • preço 2 de 4

O cozido à portuguesa da sexta-feira tem a mão do Sr. António, que aconselha desde já a que, nos outros dias (que o cozido é sagrado), peça o entrecosto acompanhado por arroz de feijão (servido e pago à parte, mas compensa). Nas paredes deste restaurante de Joaquim Gomes, juntam-se plantéis de muitas épocas do SLB, retratos do Eusébio e uma ou outra camisola da equipa, portanto se for dia de jogo, junte-se ao plantel do serviço e cozinha para gritar golo entre garfadas que não vai ser criticado.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Grande Lisboa

Em Carnide, há o emblemático Adega das Gravatas, com boa comida portuguesa, especialmente grelhados, sempre em doses bem servidas. Em Benfica mora a Brasa, também com bons bifes e nacos na pedra, saborosos e tenros, que acompanham com batata caseira e feijão verde a pedido. Faça um pijaminha com as sobremesas tradicionais e, no fim, deixe a gravata para a decoração.

  • Restaurantes
  • Italiano
  • Grande Lisboa

Deve o nome à personagem principal d'O Padrinho e tem pizzas tradicionais de dois tamanhos, 33 ou 45 centímetros, em massa normal ou integral, para comer no restaurante ou no conforto do lar (a entrega ao domícilio, na Alta de Lisboa, Benfica, São Domingos, Pedralvas, Carnide e Alfornelos, tem uma taxa de 1,80€). Peça a da casa, a Don Vito, com molho de tomate, mozarela, presunto, azeitonas, cogumelos e ovo estrelado (10€/16€). De sobremesa há uma Delícia de Nutella (3€) que calha sempre bem.  

Restaurantes em Lisboa bairro a bairro

  • Restaurantes

Lá em cima, há muita coisa nova a dar nas vistas. No bairro que está cheio de graça, sobra sempre espaço para um novo restaurante, mais um cantinho com um petisco ou até um docinho dos bons, dos crepes recheados aos famosos pastéis de nata. Seja para quem vai dar um saltinho à Feira da Ladra e quer almoçar naquela zona, para quem quer instagramar o miradouro e lanchar a seguir, ou até mesmo quem vai àquele concerto de sábado à noite nas Damas. Eis 13 restaurantes e pastelarias obrigatórios na Graça. 

  • Restaurantes

A nova dinastia da restauração lisboeta instalou-se aqui e as novidades sucedem-se – grande parte delas com grandes janelas e balcões virados para a rua para que possa aproveitar o melhor da zona. O Príncipe Real é o bairro com as lojas mais alternativas, as noites mais coloridas e os restaurantes do momento. A oferta é variada e não desilude. Asiáticos, italianos, cozinhas de autor: abram alas para a família real de restaurantes do Príncipe Real. Há muito por descobrir e provar, do Irão ao Vietname. Vá por nós e coma como um príncipe.  

Publicidade
  • Restaurantes

Levar as papilas gustativas a passear pelas imediações da Almirante Reis é fazer a circum-navegação em três estações de metro: Intendente, Anjos e Arroios. Há comida para todos os gostos e feitios. Ensopados, grelhados, churrasco, hamburgueres, kebabs, pizzas, empanadas, peixe, marisco, moluscos, rãs (sim, rãs), caris, noodles, baba ganoush... uma imensidão de opções para omnívaros mais um polígono imaginário desenhado no mapa com as três paragens vegan obrigatórias que existem lá para os lados da Praça do Chile. Se uma ementa diversicada não lhe basta, saiba que entre clássicos e novidades há muito sítio para ver a bola. Eis os melhores restaurantes no Intendente, nos Anjos e em Arroios. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade