Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O melhor da Ericeira

O melhor da Ericeira

Dos restaurantes aos planos imperdíveis, fomos à vila dos jagozes e trouxemos o que de melhor há na Ericeira

Ericeira
©Duarte Drago
Por Tiago Neto |
Publicidade

À chegada parámos sobre a praia do Sul onde as pranchas coloridas sinalizam dezenas de fatos pretos dentro de água. Descemos ao centro, cabelos gastos pelo sal ocupam a moldura, gentes que preenchem ruas e becos, crianças em corrida atrás de uma bola que baptiza a sua principal praça. A Ericeira é uma existência à parte, um oásis onde tradição e globalização se alimentam mutuamente, onde o peixe é sempre fresco, onde a vontade de fazer mais transformou o comércio, onde as madrugadas desaguam no mar e onde o surf veio trazer sangue novo. Neste guia mostramos-lhe as novidades, os clássicos, os imperdíveis, quem a faz mexer a terra de dia e de noite e a razão pela qual a Ericeira se tornou uma das mais bonitas histórias de amor de toda a costa atlântica. É o melhor da Ericeira.

Recomendado: Onze coisas para fazer na Arrábida

O melhor da Ericeira

Uni Sushi
©Duarte Drago
Restaurantes

Os restaurantes na Ericeira que não pode perder

O permanente cheiro a mar e a humidade no ar durante o ano todo não enganam ninguém. A Ericeira é sítio de pescadores e isso nota-se quando se anda à procura de restaurantes pela vila ou arredores: não faltam peixes grelhados e mariscadas de todo o tamanho, arrozes do mar ou petiscos para intervalar mergulhos. Nos últimos anos a vila tem vindo a receber sangue novo graças ao surf, trazendo consigo cozinhas e sabores de muitas inspirações, transformando-a num enorme caldeirão onde clássicos e novidades enchem as ruas. Aventure-se, sem medos, e sente-se à mesa num – ou em todos – destes restaurantes na Ericeira.

Doghouse
©Duarte Drago
Compras

As melhores lojas na Ericeira, do surf ao skate

Se pensava que na vila só havia peixe fresco, praias e marisco não se enganou totalmente. Contudo, há outro lado incontornável do comércio que a faz mexer, as lojas. Por lá, sabemos, o surf é o grande protagonista, e isso faz com que a oferta tenha de corresponder à procura. Pranchas, fins, leashs, fatos de surf, licras e tudo o mais que consiga imaginar está aqui. Mas além das ondas também o skate tem o seu lugar, com tábuas, calçado e outros acessórios indispensáveis. A estas juntam-se outras, não necessariamente viradas para o desporto, para que ninguém fique de fora. Percorra as ruas com a ajuda que lhe damos abaixo e conheça as melhores lojas na Ericeira.

Publicidade
Ouriço
©Duarte Drago
Bares

Os bares na Ericeira para quando o sol se põe

Não temos nada contra um pôr-do-sol que acontece no mar. Absolutamente nada. Mas não conseguimos deixar de ansiar que este aconteça depressa e a razão é simples: na Ericeira, a noite tem um movimento próprio. Espalhados pela vila, os bares vão fazendo as horas de quem não quer ver cama e a animação nunca falta. Dos hits de verão rodados em YouTube no portátil, aos DJ sets regados a saxofone e do reggaeton ao rock, a oferta é vasta e tudo depende da vontade em mexer o corpo. O final, esse, dê por onde der, tem de passar pelo Ouriço. Jante bem e faça-se ao caminho até aos bares na Ericeira que lhe prolongam as noites.

Ribeira D'Ilhas
©Duarte Drago
Coisas para fazer

Ficar de molho: as praias na Ericeira para aproveitar o Verão

A água é fresca, as ondas podem ser intimidantes e a areia é grossa o suficiente para uma esfoliação inadvertida. Ainda assim, há qualquer coisa de magnético na linha de praias que se estende da Foz do Lizandro, a sul, até à praia da Calada, a norte. A envolvência, entre rochas e enseadas é um postal bem conhecido do Oeste e leva milhares de caras todos os anos a banhos, seja em busca da onda perfeita ou de algo tão simples como estender a toalha e trabalhar o bronze. Se rumar à vila, tudo o que tem a fazer é levar consigo este guia e garantimos-lhe que vai encontrar as praias na Ericeira perfeitas para passar o dia.

Publicidade
La Point Surf Camp
©Duarte Drago
Hotéis

Dormir na Ericeira com o mar à vista

Desde que se tornou reserva mundial de surf, a Ericeira ganhou nova vida, florescendo em gentes um pouco por toda a parte e recebendo cada vez mais entusiastas das ondas. Com eles, foi necessário criar espaço de alojamento, e assim começou uma transformação ainda em curso que fez da vila um lugar apetecível não só a cadeias internacionais de hostels como a projectos mais pequenos mas igualmente importantes. Uma coisa é certa: a proximidade ao mar faz da experiência uma recomendação imediata, mais não seja porque adormecer ao som das ondas é um privilégio. E aqui, nos sítios para ficar na Ericeira que lhe damos, pode contar irremediavelmente com isso.

Ericeira
©Duarte Drago
Coisas para fazer

Cinco ideias de coisas para fazer na Ericeira

É difícil arranjar um plano que não envolva necessariamente mar quando metemos o pé na vila dos ouriços. E não o dizemos pejorativamente, até porque "quando em Roma" convém ser romano. Mas a Ericeira tem mais do que ondas para nos fazer mover. Do renovado Parque de Santa Marta, com todas as actividades que nele cabem, ao Mosteiro Budista Sumedhārāma, passando pela casa da cultura ou pela mercearia mais completa do país, há tudo para todos e garantidamente que não se vai conseguir aborrecer. Na lista que se segue deixamos-lhe cinco planos infalíveis para que a passagem pela vila seja o mais variada possível.

O melhor do Oeste

Praia do Baleal
Fotografia: Arlindo Camacho
Viagens

Coisas para fazer em Peniche

A capital da onda tornou-se o sítio com mais surfcamps por metro quadrado do país e até o presidente da Câmara foi eleito "o mais cool" pelos surfistas do campeonato do mundo, que desde 2009 ali tem uma etapa em Supertubos. Enquanto contamos os dias para Outubro, qando acontece o evento, contamos-lhe também as muitas coisas para fazer em Peniche. 

Nazaré - Visto do Sítio
Fotografia: Arlindo Camacho
Viagens

O melhor da Nazaré

Garret McNamara ganhou na Nazaré quase tanta popularidade como a Nossa Senhora. As peregrinações ao local onde o havaiano surfou o canhão da Nazaré, onda com mais de 30 metros, rivalizam com as visitas ao Santuário. A praia continua a ser uma das estâncias balneares mais populares e até aqui já chegaram os tuk-tuks.  

Publicidade