A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Okah
Manuel Manso

As melhores happy hours em Lisboa

A felicidade tem um preço – e a partir de certa hora é mais barata. Fique a par destas happy hours em Lisboa.

Escrito por
Cláudia Lima Carvalho
e
Teresa David
Publicidade

Os dias aqueceram, a noite chega mais tarde e a vontade de voltarmos a tomar conta das ruas nunca foi tão grande. Beber um copo ao fim do dia, depois do trabalho, pode tornar-se o hábito que precisamos e as happy hours são a desculpa perfeita. Nestas horas felizes, as imperiais passam a custar uma módica moedinha e os cocktails caem para metade do preço. Escolhendo bem, ainda encontra petiscos com preços reduzidos para acompanhar e esplanadas na cidade que não têm preço. É tempo de correr as happy hours em Lisboa.

Recomendado: 18 novas esplanadas em Lisboa para se por à fresca

As melhores happy hours em Lisboa

  • Restaurantes
  • Mexicano
  • Cais do Sodré

Duas margaritas clássicas pelo preço de uma
Seg-Sáb 18.00-20.00 

É uma viagem ao México sem sair de Lisboa. No La Fugitiva, aberto desde o Verão passado na movimentada Rua de São Paulo, no Cais do Sodré, brilham os tacos (9€-14€) e outras iguarias mexicanas, mas também os cocktails típicos, com destaque para as várias margaritas no menu. Há de frutos vermelhos, maracujá e coco, maracujá picante e tamarindo (8€-10€), mas não há sabor capaz de competir com a clássica (7€). Talvez por isso seja ela a grande estrela das happy hours no La Fugitiva, que acontece de segunda a sábado entre as 18.00 e as 20.00. Durante estas duas horas, o restaurante mexicano oferece duas margaritas clássicas pelo preço de uma. 

  • Restaurantes
  • São Sebastião

Oferta de batatas fritas ou nachos na compra de duas cervejas Musa
Seg-Sáb 16.00-18.00

Não há duas sem três. Depois dos restaurantes Blue Jeans e Gambar, o chef Dimas Cavallo e o foodie Tiago Drummond voltam a fazer das suas num novo restaurante perto do Parque Eduardo VII. Neste espaço, com uma decoração bem diferente, em que figuram imagens de um mundo paralelo nas paredes, vai encontrar hambúrgueres, “wrapinis” – uma fusão entre os panini italianos tostados e os wraps americanos –, e comidas para picar. A cerveja é da Musa e entre as 16.00 e as 18.00, na compra de duas, o Alto oferece umas batatas fritas ou uns nachos. Se estiver com um grupo de amigos, espreite a sala do piso de baixo, mais privada, e faça a festa.

Publicidade
Irish & Co.
DR

3. Irish & Co.

Na compra de quatro imperiais, oferta da quinta
Seg-Sex 15.30-19.00

À beira-rio plantado e com uma decoração a puxar para o vintage e com adereços desportivos, o Irish & Co. do Parque das Nações – um sports bar ao estilo pub irlandês – reúne os ingredientes fundamentais para uma tarde bem passada: vista para o Tejo, televisões para ver a bola (e não só), petiscos e snacks, e uma happy hour de quase quatro horas. De segunda a sexta-feira, logo depois do almoço, às 15.30, e até às 19.00, na compra de quatro imperiais, o pub oferece a quinta. 

  • Restaurantes
  • Steakhouse
  • São Sebastião

Imperial a 1€ e caneca a 2€
Seg-Dom 17.00-19.00

Assente na carne alentejana nas suas várias formas –  petiscos, hambúrgueres, bifes – e também nos vinhos da região, o Carnalentejana é um dos poisos de eleição para carnívoros. Com várias moradas em Lisboa, o domicílio na Praça de Touros do Campo Pequeno chama a atenção, com a sua esplanada mesmo a pedir bom tempo. Todos os dias, entre as 17.00 e as 19.00, há happy hour. A imperial custa apenas 1€ e a caneca 2€, sendo que noutros horários o preço é de 1,80€ a imperial e 3,80€ a caneca. Durante este horário, pode ainda pedir um hambúrguer simples e uma imperial por 6€.  

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cervejarias
  • Lisboa
  • preço 2 de 4

Cerveja a 1,25€ e vinho da casa a copo a 2€

Seg-Sex 18.30-19.30

Tem uma das melhores esplanadas da cidade e nem sempre é a mais óbvia, apesar de ter praticamente um miradouro privado com vista para o rio. Na Cervejaria Sem Vergonha as horas podem ser sempre felizes, mas ao final do dia há descontos. A cerveja e o vinho, mais baratos do que o habitual, acompanham bem qualquer petisco – e olhe que os croquetes (2,20€) não são de ignorar. O difícil vai ser não avançar para as amêijoas à Bulhão Pato (18€), o choco frito (12,5€) ou o pica-pau de novilho (17€). 

 

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Imperial a 1€ e capirinha ou caipiroska a 5€
Seg-Sex 16.30-17.30

Um clássico é um clássico e o Lost In, no Príncipe Real, não perde o seu lugar, por mais escondido que esteja – os mais distraídos poderão até não encontrar a entrada. A esplanada, abrigada e reservada, e a vista para Lisboa são imbatíveis a qualquer hora do dia, até porque a carta é versátil. A happy hour é curta, mas o suficiente para que possa fazer uma pausa: inclui cerveja a 1€ (metade do preço habitual) e caipirinha ou caipiroska a 5€ (em vez de 9€).

 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Bairro Alto

Cocktail e petisco do mês: 13€
Seg-Qui 12.00-17.00

As vistas são motivo mais do que suficiente para visitar o Lumi Rooftop, no topo do hotel The Lumiares, no Bairro Alto. Dali olha-se a cidade e o Tejo em toda a sua glória, enquanto se provam os pratos do chef João Silva. De segunda a quinta-feira, entre as 12.00 e as 17.00, o terraço ganha mais vida com uma happy hour que junta um cocktail e um petisco por 13€, e que varia todos os meses. Este mês há bolinhas de alheira com puré de maçã e uma bebida feita com Macieira, sumo de lima, xarope de açúcar e clara de ovo. A happy hour é igual no V Rooftop, no hotel The Vintage, que pertence ao mesmo grupo.

 

  • Restaurantes
  • Lisboa

Duas ostras e um copo de vinho por 6€
Qui-Dom 16.00-20.00

Abriu no final do Verão do ano passado e tornou-se em menos de nada num dos grandes pontos de encontro nos Anjos. Com uma carta que vai variando ao longo do dia, e que serve de amostra para muito do que de bom se faz no bairro, no Maria Food Hub a happy hour sabe a Verão (ou a mar). O copo de vinho faz-se acompanhar de duas ostras (6€). E há promoção se quiser continuar nas ostras: uma custa 2,20€, mas quatro ficam a 7,50€ e dez a 17,50€. Também há a versão das ostras no forno com molho de manteiga e parmesão (2,75€ ou 9,50€/quatro e 22,50€/dez). 

 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Italiano
  • Grande Lisboa

Oferta de tarallis e pan carassau, ou outros snacks do dia, na compra de qualquer bebida
Ter-Sex 15.00-19.00

Nós já sabíamos, mas o Libertà nasceu na Avenida da Liberdade para nos lembrar que a gastronomia italiana não se resume a pizzas e carbonara. E não é tudo. Há mais da tradição italiana que o restaurante quer trazer para Lisboa. Falamos do aperitivo, que anima ruas por toda a Itália. É uma espécie de happy hour onde as bebidas vêm quase sempre acompanhadas de snacks e petiscos. E é assim que acontece no Libertà, já com a esplanada montada.

 

  • Restaurantes
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Dois cocktails por 10€
Seg-Sex 15.00-17.00

Longe vão os tempos, e ainda bem, em que o brunch parecia não combinar com cocktails. Desde que abriu em Lisboa em 2018, depois do sucesso no Porto, que o Zenith concilia pratos de ovos e torres de panquecas gulosas e vistosas com jarros de sangria ou cocktails como mimosas, caipirinhas e mojitos de vários sabores. Se ao fim-de-semana é habitual haver fila à porta, durante a semana o tempo é outro. Para comer com gula e beber sem culpas, à tarde, dois cocktails ficam por 10€. O plano perfeito para quebrar a rotina. 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cais do Sodré

Oferta de uma bebida do dia, na compra de outra
Seg-Dom 15.30-19.00

A ementa criada pelo chef Daniel Manrique, do peruano Segundo Muelle, sofreu alterações. Há novos pratos, sobremesas, e ainda duas novas bebidas típicas do país sul-americano –  o whisky sour e o pisco de chocolate. Mas não é para dar essas novidades que aqui estamos. É que talvez não saiba que o restaurante tem uma happy hour a acontecer todos os dias, entre as 15.30 e as 19.00. Funciona assim: a cada dia, o restaurante seleciona uma das suas bebidas, e na compra de uma é-lhe oferecida outra igual.

  • Bares
  • Santa Maria Maior

Três imperiais ou canecas pelo preço de duas
Seg-Dom 17.00-20.00

A marca Banana Café conta já com vários quiosques espalhados pelas praças lisboetas. Vão-se multiplicando na cidade e as happy hours são um dos motivos do sucesso. Em todos os espaços, das 17.00-20.00, quem comprar duas imperiais ou duas canecas de cerveja, leva uma terceira de oferta (3,60€ as três imperiais, 8€ as três canecas). Em alguns destes, como o do número 18 da Avenida da Liberdade, há DJ ao fim-de-semana, a animar entre as 18.00 e as 22.00. Nesse horário há uma happy hour de gin (5€), que fica dois euros mais barato. 

 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Princípe Real

Alguns cocktails a metade do preço
Sex 18.00-19.30

Sair do trabalho e ir beber um copo não é tanto um hábito por cá, mas devia – há melhor forma de entrar no fim-de-semana? Na Casa Cabana, escondida nas traseiras da Embaixada, no Príncipe Real, o tempo pára. Não há trânsito, não há confusão, só boa onda, música e até uns jogos para divertimento em grupo. A happy hour acontece todas as sextas-feiras ao final do dia e tem um mote: “unwind the office”. Entre os cocktails com desconto há gin tónico (11€), mojito (9€) ou sangria (6€). Se depois quiser prolongar a estadia, a comida chega em tábuas de madeira mesmo a pedir a partilha.

 

  • Restaurantes
  • São Sebastião

Oferta da segunda bebida + alguns aperitivos no bar 
Qui 18.00-20.00

Vindo de Espanha, onde faz sucesso com a sua cozinha de fusão entre a gastronomia japonesa e a espanhola, o Kabuki abriu em Lisboa no final do ano passado nas galerias do Hotel Ritz Four Seasons. A entrada, discreta, faz-se pela Rua Castilho, e em três andares, cada um tem a sua função. O restaurante fica no piso inferior, a meio um cocktail bar onde também é possível picar, e em cima uma sala privada para onde estão reservados os jantares mais especiais. É no bar que todas as quintas-feiras se vivem horas felizes. Uma óptima forma, a preços convidativos, de conhecer este restaurante de luxo. 

 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Estrela/Lapa/Santos
  • preço 3 de 4

Duas bebidas pelo preço de uma. Oferta de quatro imperiais na compra de shisha
Ter-Qui 17.00-19.00

É um dos rooftops mais badalados da cidade e isso não se deve apenas à vista, mas também às festas que muito animam aquela zona ribeirinha. Não é arriscado dizer que a happy hour é das mais felizes da cidade. Tem DJs e duas bebidas ficam ao preço de uma. E são elas o gin tónico, o Porto tónico, o vinho a copo, a imperial e a sidra. Mas há mais: a shisha também entra no negócio. Na compra de uma shisha, oferecem-se quatro imperiais. Mas se a cerveja não o convence, na compra da shisha duas caipirinhas ficam por 5€. Depois disso, é aproveitar a luz de fim de dia que embeleza o cenário da melhor forma. 

 

Continuar a beber

  • Bares

Não é segredo para os portugueses – e não só – que o nosso vinho é um dos melhores do mundo. Prova disso é o reconhecimento, por exemplo, da revista Wine Enthusiast, que em 2019 considerou Lisboa um dos melhores destinos vínicos do ano. A esta junta-se um outro punhado de menções que, ao longo dos anos, têm deixado os produtores nacionais orgulhosos. Não será de estranhar, por isso, que os bares de vinho (ou wine bars, como lhes chamam os ingleses), garrafeiras e lojas da especialidade estejam cada vez mais na moda. Nesta lista, para se aconchegar ao fim do dia, reunimos os melhores bares de vinho em Lisboa, onde além de conseguir beber um bom copo de vinho consegue também picar um bom petisco. 

  • Bares
  • Cervejaria artesanal

A cerveja artesanal demorou a impor-se em Lisboa, mas hoje já não vivemos sem ela. E cada vez menos gente encara o consumo como uma "moda", mas antes como uma evolução natural da nossa relação com a cerveja. Não é por acaso que cada vez mais sítios, desde restaurantes típicos portugueses a auto-intituladas tabernas asiáticas, têm pelo menos uma marca e duas ou três variedades de cerveja artesanal por onde escolher. E depois há os sítios especializados, onde as pessoas vão de propósito para beber um bom néctar de cevada. Desde restaurantes a brewpubs, bares ou lojas, estes são os melhores sítios para beber cerveja artesanal. É só escolher.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade