15 coisas para fazer em Lisboa até 5€

Experiências culturais, sociais, ou gastronómicas. Vá a um museu, beba um copo de vinho, assista a um clássico. Sugerimos 15 coisas para fazer em Lisboa até 5€

Fotografia: Manuel Manso

É verdade que é cada vez menos fácil respeitar a fasquia da nota de cinco, mas se puxar pela cabeça ainda descobre muito para fazer na cidade sem ultrapassar este valor. Se já estiver a pensar no próximo nível, espreite a leitura aqui em baixo. 

Recomendado:
18 ideias para gastar 10€ em Lisboa

Coisas para fazer em Lisboa até 5€

...e aproveitar um dia Ideal

Decore este dia: quinta-feira. Este é o dia ideal, e Ideal, já agora. Se puder ir ao cinema até às 13.00 ou à meia noite, saiba que só paga cinco euros no Cinema Ideal, além de que pode passear pelas zonas adjacentes, uma experiência impagável. 

Ler mais
Bairro Alto
Publicidade

Conferir a produção artística das últimas décadas

O sítio certo é o Museu do Chiado. O acesso fica por 4,50 euros e à sua espera encontra nada mais nada menos que uma programação regular no âmbito da arte contemporânea, não estivéssemos a falar do Museu Nacional de Arte Contemporânea. De Amadeo de Souza-Cardoso a Helena Almeida, o acervo permanente inclui uma série de peças cuja história remonta à segunda metade do século XX e se prolonga até à actualidade.

+ 20 museus que tem mesmo de visitar em Lisboa

Ler mais
Chiado
Publicidade

Serpentear por cascatas e plantas

A Estufa Fria começou por ser apenas um local de abrigo para plantas, mas hoje é possível passear por entre os seus lagos, estátuas e uma colecção que compreende centenas de espécies vindas de todo o mundo. Na verdade, a Estufa Fria é a área principal deste jardim, onde não existe qualquer sistema de aquecimento, mas sim ripas de madeira amovíveis que controlam a intensidade da luz e, por consequência, a temperatura do espaço. Isso é trabalho para outra área, a Estufa Quente, com 3000m2 e uma cobertura em vidro que aquece o ambiente para  as plantas dos climas tropicais como a mangueira ou a bananeira. Há ainda uma terceira área, a mais pequena, chamada Estufa Doce. Esta é a casa das Cactáceas, cujo membro mais famoso é o cacto. Reserve 3,10€ para esta passeata. 

 

Ler mais
São Sebastião

Beber um copo de vinho

A Casa da Praia (tente prolongar o efetio Verão ad eternum) é apenas um dos spots para saborear um copo de vinho e picar qualquer coisa enquanto vê quem passa na rua. Também pode dar largas às compras se se entusiasmar com a visita (não é difícil isso acontecer). Por 4€ encontra várias opções para fazer de conta que está num filme lisboeta. Conheça outros:

+ O cinema também gosta, e muito, de vinho

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
Publicidade

Ser very lisboeta

Um café e um pastel de nata. Parecendo que não é um clássico, e um clássico nunca sai de moda. Seja tipicamente lisboeta ao balcão da Confeitaria Nacional, a mesma que trouxe o bolo-rei para Portugal, uma receita que se mantém inalterada desde 1875 e continua a ser motivo de romaria. Nesse ano, já a casa fundada por Balthazar Roiz Castanheiro funcionava há 46 anos e seis gerações passadas continua a cargo da mesma família. A dupla fica por 2,50€ (o que significa que pode comer mais um).

+ Os melhores pastéis de nata em Lisboa

Ler mais
Baixa Pombalina

Aprender tudo sobre as comunicações

Partida? 5€ Chegada? Uma viagem incrível pelo Museu das Comunicações, um projecto fundado em 1997 pela ANACOM, CTT- Correios de Portugal e PT- Portugal Telecom, tem por missão "promover o estudo, a conservação e a divulgação do património histórico, científico e tecnológico das comunicações". Conte com três exposições permanentes: "Casa do Futuro na Cloud – Viver numa smart city", "Vencer a Distância – Cinco Séculos de Comunicações em Portugal" e "Mala-Posta".

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
Publicidade

Visitar a Colecção Berardo

Uma nota de 5€ basta para percorrer a colecção Berardo, uma viagem pelos principais movimentos artísticos dos séculos XX e XXI. Inicia-se com "Tête de Femme", uma pintura cubista de Pablo Picasso. Estende-se por cerca de 1000 obras de mais de 500 artistas com Marcel Duchamp, Piet Mondrian, Francis Bacon, Andy Warhol, Sol LeWitt, Fernando Botero, Andreas Gursky entre muitos outros.

Comprar bilhetes Ler mais
Belém

Beber uma cerveja artesanal

Por 3€ consegue provar um dos néctares de que toda a gente fala. A Cerveteca foi o primeiro bar de cerveja artesanal que abriu em Lisboa, a faísca que espoletou a explosão, a expansão da cerveja artesanal em Portugal. Estávamos em 2014, e mais ninguém apostava em pequenos produtores estrangeiros sem distribuição nacional, e mais ninguém dava a conhecer tantos novos produtores portugueses. Hoje, custa-nos imaginar Lisboa sem a Cerveteca. Sem a sua vasta selecção de estilos e marcas nacionais e internacionais, disponíveis em garrafa, bem como nas 12 torneiras e dois hand pumps em rotação constante. 

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
Publicidade
Mostrar mais

Outras coisas para fazer em Lisboa

Os museus de Lisboa que tem mesmo de visitar

Alguns museus ainda funcionam como a arrecadação lá de casa: servem para amontoar tralha. Mas as coisas estão a mudar, a começar pelo impressionante Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia e a acabar na proposta do Governo de fixar a entrada gratuita para quem tem menos de 30 anos de idade. Deixamo-lo com uma visita guiada aos melhores museus de Lisboa, dando razões para redescobrir os clássicos e ideias para explorar colecções surpreendentes.

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

37 coisas grátis para fazer em Lisboa

Não sabe o que fazer em Lisboa? De concertos de rock a bailes de forró, de tardes de críquete a noites de tricot, damos-lhe excelentes sugestões para aproveitar tudo quanto é à borla na cidade. São 37 coisas grátis para fazer em Lisboa.   

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Oito coisas para fazer sozinho em Lisboa

Dispa o pijama, saia de casa e aproveite para passar tempo de qualidade com a pessoa mais importante da sua vida: você. Damos-lhe oito motivos para celebrar a cidade de forma ímpar, sem nunca se sentir sozinho. Vale tudo menos dar de comer aos pombos (não faça isso, é deprimente).

Ler mais
Por Luís Leal Miranda

Comentários

0 comments