Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Saiba o que fazer em Lisboa num dia

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Miradouro da Graça
Miradouro da Graça

Saiba o que fazer em Lisboa num dia

Café de especialidade, miradouros, comida tradicional, compras exclusivas e cocktails incríveis. Conheça esta Lisboa num dia

Por Francisca Dias Real
Publicidade

O tempo está a contar, lembre-se que terá de aproveitar a cidade ao máximo e cada segundo conta para observar, fotografar, comer, beber e dançar na cidade das sete colinas. Comece o dia com um pequeno-almoço de campeões, vejas as vistas incríveis que Lisboa tem para lhe oferecer, visite monumentos históricos, faça compras, beba cocktails especiais e bata o pé na noite lisboeta. Este é um roteiro perfeito para quem não tem muito tempo e não quer cair nos maiores clichés de quem visita a cidade. Saiba o que fazer em Lisboa num dia.

Recomendado: A agenda cultural de Lisboa que não pode perder

Saiba o que fazer em Lisboa num dia

Copenhagen Coffee Lab
Copenhagen Coffee Lab
Fotografia: Arlindo Camacho

09.00 - Pequeno-almoço no Copenhagen Coffee Lab - Santa Clara

Restaurantes Grande Lisboa

De manhã é que se começa o dia e, se vai estar apenas umas horas nesta cidade, é bom que faça um reforço matinal – e pode começar à mesa. De carrinha de rua com várias bebidas de café a império do café artesanal: o Copenhagen Coffee Lab & Bakery no Campo de Santa Clara é uma boa opção para começar o seu roteiro. O café de especialidade, filtrado em V60 aeropress ou frenchpress, é a jóia da coroa, coisa que casa bem com a tradicional pastelaria do Norte da Europa. Há muitas opções de pequeno-almoço, como os overnight oats, os cinnamon buns e bolos à fatia.

miradouro da graça
miradouro da graça
Fotografia: Arlindo Camacho

10.00 - Veja as vistas no Miradouro da Graça

Atracções Torres e miradouros São Vicente 

Siga até um dos miradouros mais conhecidos da cidade, até porque a pé é num tirinho. Todos lhe chamam Miradouro da Graça, mas o nome oficial, registado pela Câmara de Lisboa, é Miradouro Sophia de Mello Breyner Andresen. O busto em bronze da poetisa observa a cidade e é possível ler um dos seus poemas enquanto se aprecia Lisboa: do castelo até ao rio, da Mouraria à baixa pombalina. Instale-se numa das cadeiras da esplanada ou encoste-se simplesmente às grades – registe as vistas, uma forma menos moderna de lhe dizer que é tudo instagramável.

Publicidade
Castelo de São Jorge
Castelo de São Jorge
© Lydia Evans / Time Out

10.30 - Arme-se em historiador no Castelo São Jorge

Atracções Edifícios e locais históricos Castelo de São Jorge

Continue a dar uso às pernas e caminhe até ao Castelo de São Jorge, são dez minutos do Miradouro até lá. É uma daquelas paragens obrigatórias para quem passa pela capital: começou por ser uma fortificação construída pelos muçulmanos que aqui reinavam antes da chegada de D. Afonso Henriques em 1147. Ao longo dos tempos foi sendo readaptado, foi Paço Real, mas chegou ao século XX em ruínas. As grandes obras de restauro aconteceram entre 1938 e 1940 e é então que se descobrem inúmeros vestígios históricos, que podem ser visitados na exposição ou através de visitas guiadas. A par disto tudo, tem umas vistas deslumbrantes para a cidade e para a outra margem. Enfim, uma visita rápida.

miradouro portas do sol
miradouro portas do sol
Fotografia: Manuel Manso

12.00 - Abra as portas à cidade nas Portas do Sol

Atracções Torres e miradouros Castelo de São Jorge

Desça do Castelo até às Portas do Sol e descontraia a ver o Tejo e os monumentos do bairro de Alfama. O bar deste mirante está integrado num edifício da premiada dupla de arquitectos Aires Mateus e é animado aos fins-de-semana por um DJ. A partir daqui apanhe o eléctrico 12E até ao Martim Moniz, junto dos turistas bem apertadinho.

Publicidade
Faz frio, restaurante, príncipe real, comida portuguesa, tradicional
Faz frio, restaurante, príncipe real, comida portuguesa, tradicional
Duarte Drago

12.30 - Almoce no novo Faz Frio

Restaurantes Português Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Do Martim Moniz, siga para os Restauradores e suba a pé ou pelo elevador da Glória até ao Príncipe Real. Pique o ponto no novo Faz Frio que leva à mesa comida tradicional, mas reinventada. O receituário português continua a ser o grande foco, agora com o chef Mateus Pessoa na cozinha, a investir mais em ingredientes e matéria-prima de qualidade. Continua a haver uma proposta de bacalhau diferente por dia e tem também uma carta completa. Very typical, diga-se.

Isto Embaixada
Isto Embaixada
©Isto

14.00 - Passeie pelo bairro e faça compras especiais

Atracções Parques e jardins Princípe Real

Já que está num dos bairros mais cool do mundo – dizemos-lhe nós, que sabemos disto – aproveite para passear numa das ruas mais movimentadas, a Rua Dom Pedro V. Faça uma pausa breve no Jardim do Príncipe Real, onde está um espectacular exemplar de um cedro-do-buçaco (que é afinal uma cipreste) com 20 metros de copa, que conta com quase 150 anos em cima. Depois disto, comece a abrir os cordões à bolsa numa autêntica galeria comercial – a Embaixada. Aqui encontra lojas para todos os gostos e para todas as carteiras. Na mesma rua ainda pode conhecer o melhor do Brasil em Lisboa, na Casa Pau-Brasil, onde há desde roupa a mobiliário – e ainda se pode atirar a um brigadeiro docinho da Brigadeirando.

Publicidade
Igreja de São Roque
Igreja de São Roque
@Júlio Marques

16.30 - Conheça a Igreja de São Roque

Atracções Chiado

No seu regresso, faça o caminho inverso pela Rua da Misericórdia para conhecer esta que foi uma das primeiras igrejas jesuítas a ser construída no mundo. É um dos mais belos locais de culto da cidade, mandado edificar no final do século XVI. Foi a primeira igreja em Portugal da Companhia de Jesus, ligação que se manteve durante dois séculos; e foi uma das primeiras igrejas jesuítas em todo o mundo. Os estilos maneirista e barroco dominam a Igreja de São Roque, um dos raros edifícios em Lisboa a sobreviver ao Terramoto de 1755, quase sem sofrer um arranhão.

Manteigaria - Pasteis de Nata
Manteigaria - Pasteis de Nata
©DR

17.00 - Coma um pastel de nata da Manteigaria

Restaurantes Pastelarias Bairro Alto

Siga até à Praça Luís de Camões e aconchegue o estômago com um pastelinho de nata. Quando toca o sino na Manteigaria, para avisar que uma nova fornada de pastéis de nata acabou de sair do forno, é ver as gentes a imitar o cão de Pavlov. Não, não é uma questão de reflexo condicionado. É apetite mesmo.

Publicidade
Le Consulat
Le Consulat
©DR

17.30 - Beba um cocktail no Le Consulat

Hotéis Pensão com pequeno-almoço Chiado

O Le Consulat é hotel, é galeria, é o restaurante Taberna Fina e é bar – será por aqui que o aconselhamos a parar por instantes, até porque é um dos melhores bares no Chiado para beber um copo antes de jantar. Os cocktails, mocktails e vinhos permanecem como a razão de ser da casa (agora transformada num bistro). Experimente o Rabbit Hole, com gin, curcuma e limão, ou atire-se ao Ciudad del Sol, com tequila, mel, lima e toranja. Tente ficar nas mesa que ficam em frente às janelas, sempre abertas, com vista para o Largo de Camões.

cais do sodré ao fim do dia
cais do sodré ao fim do dia
Fotografia: Manuel Manso

18.30 - Desça à Ribeira das Naus para ver o pôr-do-sol

Atracções Parques e jardins Santa Maria Maior

Embalado pelo cocktail, desça pela Rua do Alecrim até ao Cais do Sodré. Renovado com bancos junto ao rio, nunca é má ideia parar por momentos para ver o pôr-do-sol ou simplesmente apreciar as vistas para a ponte e para a outra margem. Sente-se ou enconte-se numa desses banquinhos de madeira e relaxe, que isto de passear por Lisboa tem muito que se lhe diga.

Mostrar mais

Mais que fazer

Academia de Golfe Lisboa - Driving Range 2
Fotografia: Arlindo Camacho

Coisas para fazer sozinho em Lisboa

Coisas para fazer

Há muitos motivos para celebrar a cidade de forma ímpar sem nunca se sentir sozinho: vale tudo menos dar de comer aos pombos (a sério, não o faça, é deprimente).

Coisas incríveis para fazer em Lisboa

Coisas para fazer

Lisboa é tão bonita que há quem lhe chame Lisbonita. E há quem fale da luz, que parece ferir a vista, sobretudo quando reflectida numa parede de azulejo. E há também quem diga que as pessoas são simpáticas e que as ruas, mesmo que desenhadas em colinas difíceis de calcorrear, são inspiradoras. Juntámos três dezenas de ideias e criámos uma lista com sugestões de coisas para fazer. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade