Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Lojas e galerias em Lisboa para comprar ilustrações

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Lusco Fusco
Gabriell Vieira

Lojas e galerias em Lisboa para comprar ilustrações

Uma obra de arte não tem de custar os olhos da cara. Saiba quais as lojas e galerias onde pode investir em ilustração.

Por Francisca Dias Real
Publicidade

Quem disse que a ilustração é o parente pobre da arte? Em Lisboa, conseguimos encontrar lojas e galerias que provam o contrário, com o melhor que anda a ser feito nas áreas da ilustração e da serigrafia. Dos jovens artistas que ainda agora começaram a dar os primeiros passos aos nomes sonantes, dos autores portugueses aos génios criativos internacionais, esta arte é para todas as carteiras, dos 10€ aos 100€. Dos pequenos formatos, que ficam bem até na mesa de cabeceira, às ilustrações maiores para decorar a sala ou o quarto. Transforme a casa e dê-lhe mais cor e autor.  

Recomendado: Galerias de arte em Lisboa: um roteiro alternativo

Lojas e galerias para comprar ilustrações

Malapata
Malapata
Fotografia: Manuel Manso

Malapata

Compras Arte, artesanato e passatempos Chiado

Abriu portas já a pensar numa nova vaga de autores cheios de jeito para o desenho, mas não se esqueceu dos nomes consagrados. A Malapata é um espaço exclusivamente dedicado à ilustração, onde brilham artistas como João Fidalgo, Murta, Tânia Ferrão, Clara Não, George Greaves, Vital Lordelo, Cara Trancada ou Margarida Fleming. O formato, esse, é ao gosto do freguês. A galeria tem um gosto especial por coisas pequenas, do clássico A4 aos sacos de lona e pins, para quem gosta de trazer a arte ao peito.

lusco fusco
lusco fusco
Gabriell Vieira

Lusco Fusco

Coisas para fazer Beato

A arquitectura, a cerâmica e a ilustração vivem debaixo do mesmo tecto desta loja-ateliê perto da Alameda. A montra envidraçada da Lusco Fusco deixa à vista a pequena aldeia de artes gráficas que por ali nasceu para dar palco a artistas portugueses com ilustrações, livros, posters, postais e até peças de cerâmica. A loja, com apenas 15m2, é o pequeno mundo encantado da ilustração que por ali se apresenta em vários formatos: serigrafias, risografias, prints, postais, livros e t-shirts. Mas a ilustração rapidamente se entrelaça com as cerâmicas da LAU, a marca própria de Cláudia Fidalgo, a arquitecta dos sete ofícios à frente do espaço, que dão vida à grande montra para a rua que é o chamariz da casa. Há quadros na parede já emoldurados e mais uma infinidade de formatos e tamanhos expostos e prontos a colorirem a parede de outra casa. Há trabalhos da Oficina do Cego – onde Cláudia já esteve –, obras da editora Triciclo, Hugo Oliveira, Studio Adamastor, Joana Pardal, Mmmariana Vale, Júlio Dolbeth, Marcos Martos, José Feitor, Ana Seixas, Bina Tangerina, Carolina Maria, Mariana Rio, Clara Não, Mariana Malhão, Angelina Velosa ou Henriette Arcelin. Nos bastidores há espaço para workshops para quem gosta de pôr as mãos na massa e no papel.

Publicidade
Stolen Books
Stolen Books
Stolen Books/Facebook

Stolen Books

Coisas para fazer Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

A Stolen Books é uma editora independente mas funciona como uma espécie de laboratório algures entre uma oficina gráfica, galeria e ateliê, tudo escondido numa garagem em Alvalade. Trabalham com grandes nomes (Bráulio Amado soa-lhe a familiar?) mas também com nomes emergentes e futuros talentos, são especialistas em projectos visuais, onde estão incluídos trabalhos de ilustração, por exemplo, sempre de edições limitadas. Antes de visitar, confirme que vai lá bater à porta e deite o olhos à oferta na Print Shop.

Underdogs
Underdogs
©DR

Underdogs

Arte Marvila

Sabia que os artistas que passam pela Underdogs deixam sempre algumas peças em stock? Depois de deitar um olho às exposições, pode sempre voltar ao ponto de partida, à entrada da Galeria e dar uma volta pelas prateleiras e sair de lá com um canudo de arte debaixo do braço. As opções vão dos prints de autores portugueses, como VhilsWasted Rita, Akacorleone, Mário Belém, ±MaisMenos±, Maria Imaginário ou Akacorlone, a trabalhos de artistas convidados, como a dupla PichiAvo, Okuda e Finok.

Publicidade
centro portugues de serigrafia
centro portugues de serigrafia
©DR

Centro Português de Serigrafia

Compras Arte, artesanato e passatempos Estrela/Lapa/Santos

Apesar do nome, nem só de serigrafia vive o CPS, que também facilita o acesso dos colecionadores de arte a gravuras, xilogravuras, litografias, fotografias e arte digital, dos grandes mestres aos artistas emergentes. Cruzeiro Seixas, Ana Pérez-Quiroga, Paula Rego, Tiago Pimentel, Isabel Mourão e Ramiro Osório são apenas alguns dos artistas do extenso catálogo. O mais difícil vai ser mesmo escolher. As obras podem começar nos 15€ e subir aos milhares de euros, dependendo do artista.

Art room
Art room
Fotografia: Manuel Manso

Art Room

Compras Arte, artesanato e passatempos Chiado/Cais do Sodré

Em dias de exposições individuais, a escolha fica mais limitada, ainda assim, a ilustração e a serigrafia são um dos pratos fortes deste sótão de ar encantador no Príncipe Real. Se quiser preparar uma visita, pode sempre dar uma vista de olhos no Facebook, onde o Art Room vai partilhando as últimas novidades.

Mais compras em Lisboa

FV Concept
Mariana Valle Lima

As melhores lojas no Príncipe Real

Compras

Algumas das melhores concept stores em Lisboa têm morada no Príncipe Real, mas também há espaço para designers portugueses num dos bairros mais cool da cidade, onde há uma porta aberta a cada dois passos. É verdade que pode ir tropeçando nos turistas, mas há algumas portas onde tem mesmo de parar para entrar, seja para encher a casa (do vintage ao moderno), o armário (com direito a fatos de banho todo o ano), e até o quarto dos brinquedos dos miúdos.

Banema Studio
Francisco Nogueira

As melhores concept stores em Lisboa

Compras

Não se assuste com o estrangeirismo, nós explicamos tudo direitinho. As concept stores são lojas com universos próprios, com espaço para moda, decoração, livros, acessórios e até comida. E ninguém se chateia, nem as marcas, nem os designers, nem os artistas, nem os donos das lojas – que só agradecem. Vivem todos em harmonia nestas lojas, como se fossem uma só (e são, na verdade) unidas por um conceito. 

Publicidade
André ópticas atelier, atelier chiado
Fotografia: Duarte Drago

As melhores lojas no Chiado

Compras

É o coração de Lisboa e, apesar das subidas e descidas serem as maiores inimigas de quem passeia cheio de sacos, o Chiado continua a ser o grande centro comercial ao ar livre da cidade. Paredes meias com casas centenárias, há marcas todas moderninhas, peças de designers, cadeias internacionais e boutiques cheias de charme e circunstância. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade