Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores cabeleireiros em Lisboa para mudar o visual
Lucia Piloto, SPA, cabeleireiro
Victor Machado

Os melhores cabeleireiros em Lisboa para mudar o visual

Antes de tomar aquela decisão radical, que desde já apoiamos, confira a nossa lista.

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Preparado para se desembaraçar de vários centímetros de cabelo? É hoje que faz aquela madeixa azul ou aquele corte radical? Mesmo que tenha respondido "não" às nossas questões, recomendamos alguns dos melhores cabeleireiros em Lisboa para que se possa entregar aos cuidados de quem percebe do assunto. Bem sabemos que uma má história num cabeleireiro pode estragar toda a semana, tal como quando aquele corte que fica mesmo bem feito faz toda a diferença, até ganhamos forças para enfrentar os dias. Encontrar um bom cabeleireiro em Lisboa também pode ser uma aventura, ou temos referências ou temos medo de arriscar. Nada tema e descubra estes cabeleireiros em Lisboa, onde já pode ir tratar do pêlo com todos os cuidados e recomendações a que estes tempos obrigam. 

Recomendado: Descubra estas marcas sustentáveis para compras online

Os melhores cabeleireiros em Lisboa

Love is in the Hair
Love is in the Hair
Gabriell Vieira

1. Love Is In The Hair

No Love Is In The Hair, a proposta é simples: dê-se ao luxo e deixe-se mimar. Muito mais do que um cabeleireiro, neste instituto de beleza no Páteo Bagatela, perto das Amoreiras, cada cliente é convidado a usufruir de uma experiência de bem-estar, quer vá fazer apenas um corte rápido ou gozar da longa lista de cuidados. Esta inclui um pouco de tudo - da osteopatia à tatuagem de sobrancelhas (preço sob consulta), do simples brushing (16,50€-19,50€) à fotodepilação (15€-75€). Há três áreas de acção - hair, manicure e pedicure e estética - e cada uma delas desdobra-se em várias vertentes. Tudo concentrado no mesmo espaço, no mesmo ambiente de tranquilidade e relaxamento, sem necessidade de correr de um lado para o outro. 

* O uso de máscara é obrigatório e as marcações são feitas de forma a garantir o distanciamento social.

Conteúdo Patrocinado por Love Is In The Hair

2. Lúcia Piloto Avenida – Luxury Concept Store

Coisas para fazer Grande Lisboa

Cabeleireiro, color bar, spa, maquilhagem, pedicure, manicure e um salão para os senhores: está tudo concentrado em dois pisos na Avenida da Liberdade. Desligar-se do mundo exterior e viver uma experiência de luxo é a bandeira da Lúcia Piloto Avenida – Luxury Concept Store. O nome é extenso, mas o conceito é simples. Sob o mote ‘disconnect to connect’, o espaço convida a deixar o stress e a agitação citadina fora da porta 25 da Rua Rosa Araújo. Aqui a tecnologia dá as mãos à natureza para criar uma nova experiência de bem-estar. Além do serviço habitual de cabeleireiro, há uma zona de relaxamento com um jardim vertical. O piso de baixo divide-se entre o cabeleireiro de homem, os tratemntos de manicure e pedicure e depois o spa, com cinco salas de tratamento de rosto e corpo. Mas se há massagem que só pode fazer aqui é a The Mindful Touch, um tratamento que o leva numa experiência imersiva que requer a utilização de uns óculos de realidade virtual – uma forma de entrar num modo zen total. 

* Deve chegar cinco minutos antes da marcação. A máscara (evite as de atilhos) é obrigatória, assim como a marcação. Vá sozinho  apenas crianças e pessoas com mobilidade reduzida podem ser acompanhadas. Pagamentos em dinheiro devem ser evitados.

Publicidade
slash
slash
©DR

3. Slash

Saúde e beleza Lisboa

Chamar cabeleireiro ao Creative Hair Studio do Saldanha é meio limitativo. É que as paredes acomodam a intervenção artística de Tamara Alves, escovas modernaças, entre todos detalhes que gritam futuro. O projecto tem a assinatura de Olga Ferreira-Hilário, a art-director do estaminé, que permite escolher com quem quer tratar do cabelo, seja com ela, com os stylist ou senior stylist (o preço varia, claro). O espaço tem-se tornado cada vez mais sustentável, tanto através das marcas que utiliza como dos procedimentos, eliminando quase na totalidade os produtos descartáveis. 

* O uso de máscara é obrigatório, assim como a marcação. Opte por pagamentos via cartão ou contactless, e vá sozinho, despojado o máximo possível de bijuteria e adereços. 

Kaya, Café, Cabeleireiro
Kaya, Café, Cabeleireiro
Inês Félix

4. Kaya

Coisas para fazer São Sebastião

Três brasileiros entram num bar... perdão, num espaço fechado há mais de 20 anos, junto ao Parque Eduardo VII. O que fazem? Abrem a Kaya, um café e cabeleireiro que aposta em produtos orgânicos e sustentáveis, do champô à semente moída e torrada do cafeeiro. É Rafael Silva que está responsável pela zona dos cabelos e no seu cantinho não entram marcas convencionais, só orgânicas (Oway e Davines) e fazem-se todo o tipo de obras-primas capilares. Cortes, hidratações, reconstrução, coloração e descoloração. 

*O uso de máscara e marcações são obrigatórios.

Publicidade
pikikos
pikikos
Fotografia: Manuel Manso

5. Pikikos

Compras Campo de Ourique

Um três em um improvável: loja, café e cabeleireiro. O projecto de Natasha Cálem é sustentável e amigo do ambiente. Aqui o cortam-se cabelos de adultos (30€-38€) e crianças (13€-18€) de terça a sábado. Se cortarem mais de 17 cm a Pikikos envia o cabelo para a Little Princess Trust, para ser aproveitado para perucas de crianças e adolescentes. Na Pikikos os produtos utilizados são da marca Davines, do norte de Itália, que levou o troféu por ser completamente isenta de petróleo e vegana. Pelo meio, pare para beber um café de especialidade ou aproveitar os menus de almoço asiáticos, servidos todos os dias.

*O serviço de cabeleireiro funciona apenas por marcação e o uso de máscara é obrigatório

Moscow Beauty Bar
Moscow Beauty Bar
©Inês Félix

6. Moscow Beauty Bar - Marquês

Coisas para fazer Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Com o mesmo sotaque de leste que o primeiro, o segundo espaço do Moscow Beauty Bar ergue-se no centro nevrálgico da cidade, mesmo junto ao Marquês de Pombal. O foco continua nas manicures especializadas, com técnicas russas, sem esquecer os cabelos, do corte à coloração. Os pedidos de manicure não paravam de cair no telefone e na caixa de mensagens do Moscow Beauty Bar de Santos, motivo suficiente para Vladimir Pasekunov tomar a decisão de abrir um segundo espaço. Neste novo espaço, manteve-se o ar industrial com paredes em betão e chão em linóleo cinzento, tudo iluminado com leds brancos, e em vez do cor-de-rosa predominante do Moscow de Santos, aqui as cortinas viraram-se para o veludo amarelo torrado, para dar um ar mais sério. No que toca aos cabelos, aqui são especialistas em loiros e na coloração gradual que transforma cabelos escuros em cabelos dourados. Agora tem uma zona só para tratar de sobrancelhas e pestanas, porque é pêlo que merece ser tratado em tom de igualdade.

*O uso de máscara é obrigatório assim como a marcação. O serviço de manicure tem cuidados especiais com limpeza ultrassom e materiais esterilizados na hora. 

Publicidade
Anton Beill
Anton Beill
DR

7. Anton Beill Haircare

Coisas para fazer Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Um salão pequeno, mas cuidado, onde não falha a atenção ao detalhe e, em especial, ao cliente. Foi em 2011 que o cabeleireiro holandês Anton Beill inaugurou este espaço na Rua Castilho. É por lá que o especialista está sempre. "Vou ao meu salão, todos os dias, como se fosse o primeiro dia e dou 110%. O ponto fundamental de um cabeleireiro bem-sucedido é ser fiel ao que faz respeitando os cabelos dos clientes", diz Beill na sua biografia. Os preços do corte começam nos 35€ e variam conforme o hair stylist que escolher. Destaque para os produtos usados, todos naturais e criados pelo holandês. Enquanto espera, oferecem-lhe ainda uma água, café ou chá. Vá sem pressas.

* A máscara é obrigatória e assim que chega terá de lavar as mãos no salão. Atendimento apenas por marcação

Kooa Hair
Kooa Hair
Kooa Hair/Facebook

8. Kooa Hair

Compras Chiado/Cais do Sodré

Ricardo e Peter dão a cara pelo Kooa Hair, que abriu de fininho pouco antes da quarentena, e regressou em força para mudar o visual de muito boa gente. O salão fica em São Bento e, apesar de não ser muito grande, o minimalismo do espaço faz parecer tudo mais amplo e luminoso. No Kooa, orgulham-se de apostar cada vez mais num estilo de vida sustentável usando maioritariamente marcas naturais como a Organic Way (OWAY), aprovada pela PETA. Mas se há coisa em que estes dois são especialistas  além do corte e styling, claro – é na coloração, não dizem que não a um bom desafio. Um arco-íris na cabeça? É para já. Cabelo azul céu? Sim, senhora. É só ter vontade de mudar, a dupla trata do resto. 

* O uso de máscara é obrigatório e o atendimento é apenas por marcação.

Publicidade

9. Z Vegan Hair Concept

Compras Belém

Vegan, sem testes em animais, orgânico e livre de parabenos e sulfatos: é assim que o Z Vegan Hair Concept se apresenta ao mundo. Num cantinho no Restelo, este cabeleireiro e centro de estética adequa os seus serviços a cada cliente, num atendimento personalizado liderado pela dupla João & Brito. Aqui todos os produtos são livres de sulfatos, parabenos, amoníaco, folmaldeído, PPD’s, níquel, resorcina e todos esses nomes que enrolam na língua e fazem de obstáculo à sustentabilidade. A Philip Martin's é a marca que mais brilha neste cabeleireiro, com produtos de cabelo e cuidados para a pele, com base numa filosofia orgânica, natural e bio-compatível. Portanto, animais por aqui só mesmo os seus de quatro patas que lhe podem fazer companhia enquanto mudam de visual. 

* A marcação é obrigatória, assim como o uso de máscara. 

GriffeHairstyle
GriffeHairstyle
GriffeHairstyle

10. GriffeHairstyle

Saúde e beleza Cabeleireiros Bairro Alto

Ao fim de muitos anos na Rua das Flores, a Griffehairstyle disse adeus à velha morada para ganhar nova casa na Rua da Atalaia, onde Helena Vaz Pereira continua a liderar a equipa como ninguém. Este é um novo capítulo na história deste salão, que abriu pela primeira vez em 1993 no Saldanha – mas é um capítulo que perpetua a fama (e o proveito) que a Griffehairstyle continua a ter sempre de tesouras e secadores em punho. De actrizes a modelos, de bloggers a músicos, o toque da Griffe alastra-se por todo o lado, e se adora namorar o corte de cabelo alheio pode tirar daqui muitos exemplos. 

*Atendimento só por marcação e com uso de máscara obrigatório. 

Publicidade
&SoWhat
&SoWhat
&SoWhat /Facebook

11. &SoWhat

Coisas para fazer Chiado

Em pleno Chiado, o &SoWhat pode passar despercebido no meio da azáfama regular do bairro, mas fideliza quem entra e muda de visual. O espaço é arejado, minimalista e com uma zona de lavagens para entrar logo em modo zen e deixar que lhe tratem do pêlo. Aqui a beleza trata por tu o sustentável e o orgânico usando a marca Organic Way (OWAY), aprovada pela PETA e uma das primeiras marcas de cuidados capilares baseada em extratos biodinâmicos, plantas micronizadas, óleos essenciais e hidrolatos. Cortes, coloração, styling, máscaras ou madeixas – pode fazer tudo isto sempre com o selo de sustentabilidade associado, comprometendo-se com o comércio justo e a minimização do desperdício.

* A marcação e o uso de máscara são obrigatórios.

Patrik
Patrik
©DR

12. Patrik

Saúde e beleza Cabeleireiros Avenida da Liberdade

É num espaço confortável e tranquilo, num cantinho discreto da Galeria Comercial 245, que o belga Patrick, fiel ao seu sotaque, atende os clientes e amigos por marcação. Tenha especial atenção a este detalhe, já que a lista de espera pode ser longa – é um facto que muitas lisboetas não trocam os seus cortes e penteados pelos de mais ninguém. Se fuma, rejubile a dobrar: conte com a pequena esplanada ideal para nicotinodependentes.

* Número limitado de pessoas no espaço (seis a sete pessoas), sendo que só poderá ir com marcação. A máscara é obrigatória.

Publicidade
Lisbaeta
Lisbaeta
Fotografia: Arlindo Camacho

13. Lisbaeta

Compras Chiado

Este cabeleireiro do Chiado é uma espécie de manifesto anti-salão convencional. Pelo menos, foi sempre esse o tipo de espaço que Mathieu Dubet quis evitar. Depois de passar por alguns dos cabeleireiros mais concorridos de Lisboa, entre eles o Facto (ainda em Santa Apolónia) e o &SoWhat (no Chiado), decidiu lançar-se sozinho. Clientes não faltam e entram onde for preciso para entregarem as suas cabeleiras, umas mais fartas do que outras, nas mãos do jovem mestre coiffeur. Felizmente, entrar no Lisbaeta não é sacrifício nenhum, conheçam-se ou não as habilidades do dono da casa.

* Funcionamento apenas por marcação, havendo apenas três cabeleireiros a atender. Vai ser medida a febre a cada cliente à entrada e o uso de máscara é obrigatório. Pagamentos em dinheiro suspensos. 

O Cabeleireiro
O Cabeleireiro
Fotografia: Duarte Drago

14. O Cabeleireiro

Coisas para fazer Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Sem saírem da estreita Travessa Légua da Póvoa, a dupla d’O Cabeleireiro não foi muito longe. Mudaram o número da porta, abriram um espaço maior e tornaram-se mais sustentáveis. Cristiano Napolitano, colorista, e Mónica Dias, cabeleireira, são a sombra um do outro. Nesta morada funcionava dantes uma padaria, da qual mantiveram o chão, a bancada de mármore e alguns azulejos. Mas a transformação foi drástica: as paredes brancas ganharam vida com sinalética decorativa e as prateleiras presas com fivelas expõem os produtos da única marca do salão, a italiana Davines, vegana e isenta de petróleo. N’O Cabeleireiro, com o lema “oficina orgânica de corte e cor”, pode fazer um corte (homem 10€-25€; mulher 30€- 40€), coloração (40€), alisamentos (65€- 120€) ou um penteado para uma ocasião especial (30€-40€). 

*Só é permitido dois clientes no espaço e por marcação. O uso de máscara é obrigatório.

Publicidade
Hair Fusion
Hair Fusion
©Nuno Beja

15. Hair Fusion

Saúde e beleza Chiado

Joana e Alexandre criaram o Hair Fusion em 2013, com aquele toque urbano e aspecto industrial. E vendo bem, um espaço dedicado ao hair styling em muito se associa a uma sofisticada fábrica de penteados, com cortes e cores à medida da fauna que se passeia pelo fabuloso Chiado. Por aqui aposta-se no conceito shabby chic, assim qualquer coisa como um chique falsamente gasto e desleixado, porque nada é deixado ao acaso. 

* Desinfecção de mãos à entrada do estabelecimento, que só funciona por marcação. As máscaras são de uso obrigatório.

Metrostudio
Metrostudio
©DR

16. Metrostudio

Saúde e beleza Santa Maria Maior

Imagine que chega à Baixa-Chiado via metro, escolhe efectuar a saída pela Rua do Crucifixo, e nisto apetece-lhe dar uma volta de 180 graus à sua vida – e já se sabe como nestas coisas há que começar pelo cabelo. Pois bem, não pense mais (aliás, não pensar muito nas coisas faz parte do projecto de mudança). Dê um pulo ao Metrostudio e pelo caminho inscreva-se num workshop da Academia de Susana Bravo.

* Marcações e máscaras obrigatórias.

Publicidade
Facto
Facto
©DR

17. Facto

Saúde e beleza Bairro Alto

A história do Facto confunde-se com a de Antony Millard, o seu director criativo e actual único proprietário do cabeleireiro. O conceito estreou-se em Lisboa no espaço de um antigo talho, na Rua da Rosa, saltando depois para a Rua do Norte. Fez uma escala em Santa Apolónia, entretanto extinta, e neste momento a marca acumula os serviços no Bairro Alto com a oferta do Royale, de portas abertas um pouco mais a cima, na Rua da Escola Politécnica. 

* Marcações e máscaras obrigatórias.

Beleza e bem-estar

Bastidores da 52ª ModaLisboa 7
Manuel Manso

Saiba onde comprar produtos de beleza online

Compras

E se um dia acordar e quiser fazer uma máscara? Ou maquilhar-se como se fosse partir pista no Lux? Ou fazer uma esfoliação corporal? São vontades válidas e se lhe falta material, as lojas online de muitas marcas de beleza salvam-lhe a vida – porque até podem estar de portas fechadas mas e-commerce está sempre de cesto de compras estendido para o ajudar. 

Les Filles
Les Filles

Os melhores sites para ir às compras

Compras

Gostamos de opinar sobre os seus programas fora de casa, já sabe, mas desta vez queremos que fique sentado a olhar para o computador. Algumas das melhores compras estão à distância de um clique — como a vida hoje em dia, no geral — e temos 32 sugestões de lojas online para todas as necessidades, gostos e carteiras: vai encontrar roupa, acessórios, sapatos, jóias, decoração, artesanato, livros e presentes. 

Publicidade
Belarmino
©Arlindo Camacho

As melhores barbearias em Lisboa

Compras

Elas voltaram em força e é raro o bairro que não tenha, pelo menos, uma barbearia. Entre casas centenárias, que, naturalmente, exibem o charme da idade, e novos negócios que ganham fama além-fronteiras, como a Figaro's, que esta semana abriu um novo espaço na Baixa, dedicámo-nos a escolher as melhores barbearias em Lisboa. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade