A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Baobá, livros

Viagem ao mundo da literatura infantil

Apanhe boleia do Dia Mundial do Livro Infantil e conheça as nossas sugestões de livros, livrarias e outras ideias, que os miúdos vão adorar.

https://media.timeout.com/images/105796494/image.jpg
Escrito por
Maria Ramos Silva
e
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Das melhores livrarias infantis aos livros que vai querer adicionar à estante lá de casa, tome nota das novidades e de outros títulos a não perder. Porque os bons livros não têm prazo de validade e de pequenino é que se torce o pepino, convidamo-lo a fazer uma viagem ao mundo da literatura infantil. Entre histórias sobre musas inspiradoras, a revolução dos cravos e até a cidade de Lisboa, o difícil vai ser escolher. Mas, alegre-se, há opções para todos os gostos e feitios, com e sem ilustrações, com e sem palavras.

Recomendado: Caixas de subscrição com livros para todas as idades

Viagem ao mundo da literatura infantil

  • Miúdos
  • Eventos literários

A leitura é uma peça-chave para a educação dos miúdos e uma das melhores formas de os entreter. Em Lisboa (e arredores) já existem algumas livrarias dedicadas aos mais pequenos, onde a literatura infanto-juvenil é o foco, os livros de editoras independentes – da Pato Lógico à Planeta Tangerina – têm lugar de destaque e o mundo da ilustração é a chave de ouro. Um-dó-li-tá: o difícil é escolher onde comprar. Mas veja estas sugestões de livrarias para crianças, para não perder o fio à meada e deixar que elas tenham as prateleiras do quarto recheadas de letrinhas.

  • Miúdos

Livros nunca são demais e a melhor altura de lhes apanhar o gosto é logo desde pequeninos. A verdade é que os miúdos nem precisam de já saber ler para se maravilharem com as páginas ilustradas e as histórias onde nunca falta uma bela moral. Em prosa curta ou verso, sem nunca dispensar a ilustração aprimorada e cheia de bons esconderijos, estas obras prometem fazê-los abrir a boca de espanto. São cinco sugestões de livros infantis fresquinhos (da fornada de 2021) que convencem até os adultos.

Publicidade
  • Miúdos

São livros infanto-juvenis, mas são bons para qualquer idade. Editados este ano, e assinados por autores portugueses, estes são alguns dos livros que mais nos chamaram à atenção ao longo do ano. Com páginas cheias de ilustrações e histórias de encher o olho, há livros que são também autênticas obras de arte, dignas de coleccionador. A Menina com os Olhos Ocupados, de André Carrilho, Menino, Menina, de Joana Estrela, ou Desvio, de Ana Pessoa e Bernardo P. Carvalho, ficam bem em qualquer estante. Mas não são os únicos.

  • Miúdos

Não são princesas ou rainhas (bem, algumas também eram), mas heroínas da vida real que, com talento e determinação, fizeram a diferença na sua época e muitas vezes para lá dela. Da aventureira Amelia Earhart, pioneira da aviação nos Estados Unidos, até à cientista portuguesa Branca Edmée Marques, sem esquecer muitas outras raparigas rebeldes, como a pintora mexicana Frida Kahlo ou a astronauta russa Valentina Tereshkova, quase todas figuram nestes noves livros feministas, escritos a pensar nas crianças, mas perfeitos para qualquer idade.

Publicidade
  • Compras

É para os miúdos e para os crescidos. Numa simples tira, numa página inteira ou num álbum, a banda desenhada é para todos. A chamada nona arte apresenta histórias aos quadradinhos, narradas em sequência através de vinhetas, como as dos super-heróis ou as aventuras da Mafalda, de Quino. Mas há mais para além da Marvel, da DC e dos clássicos da nossa infância. Uns têm menos letras, outros mais asneiras. Uns são para as crianças, outros para os adultos, outros ainda para a família inteira.

Livros infantis sobre Lisboa: a cidade trocada por miúdos
  • Miúdos

Se dependesse de nós, todas as famílias lisboetas já tinham corrido as melhores livrarias para crianças da cidade. Mas, uma vez lá dentro, o que procurar nas prateleiras? Entre centenas e centenas de títulos, com histórias deliciosas e ilustrações que apetece pôr em molduras e pendurar na parede, há uma boa ideia para alfacinhas de gema: compor a mini-biblioteca lá de casa com os melhores livros infantis sobre Lisboa.

Publicidade
Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Vida urbana

A Livraria Lello, uma das mais emblemáticas do país, escolheu cinco clássicos da literatura infanto-juvenil e convidou cinco artistas portugueses para os ilustrar. Com traduções em português, inglês, espanhol e francês, a adaptação dos textos é da premiada Adélia Carvalho, fundadora da livraria Papa-Livros e da editora Tcharan. Perfeitas para ler em voz alta, as histórias são especialmente apropriadas para crianças dos seis aos dez anos.

  • Miúdos
  • Crianças

Pô-los sentados à mesa — antes de a refeição arrefecer, leia-se — e convencê-los a largar o telefone ou o gadget do momento são duas das tarefas mais difíceis para qualquer pai com miúdos na idade de estar do contra (às vezes é até à adolescência, ufa...). “Mas não podemos só impor. É preciso conversar”, diz André Carrilho, um dos ilustradores mais premiados do país, que acaba de lançar A Menina com os Olhos Ocupados, a sua estreia como autor de um livro para a infância, que convida as crianças a desligarem os ecrãs para “ver mais longe, pra todos os lados”.

Publicidade
  • Miúdos
  • Crianças

O Carlos sabe imenso sobre comboios, mas será capaz de ultrapassar o nervosismo de se juntar aos colegas para vencer a competição de ciências da escola? “Esta história mostra o outro lado do espectro do autismo, as mais-valias [desta perturbação do neurodesenvolvimento]”, revela ao telefone Célia Louro, editora da Lilliput, a nova chancela infanto-juvenil do grupo 20|20, que se estreia com a colecção Superpoderes. Acabadinha de aterrar nas livrarias, a série de quatro livros não só celebra os traços positivos associados às Necessidades Educativas Especiais, como ajuda pais e filhos a lidarem de forma construtiva com as desventuras de vários “pequenos super-heróis”.

  • Miúdos
  • Crianças

Lembra-se de cantar o “Jardim da Celeste” em frente à televisão? Talvez até recorde o magazine educativo da RTP 1 e a carrinha vermelha, “sempre a andar pela estrada fora”. Como essa música – ainda querida tantos anos depois –, há muitas mais. Ana São-Marcos e Joana Santos foram à procura das “canções tradicionais da nossa infância” e ousaram sonhar com um livro musical interactivo capaz de agradar a todos: da geração Panda e os Caricas aos avós.

O mundo encantado dos livros

  • Coisas para fazer

O maior e mais antigo clube de leitura do mundo chama-se missa e repete-se todos os domingos, sempre com o mesmo livro: a Bíblia. Mas quem procura alternativas laicas e gosta de variar, há muito por onde escolher: da livraria Baobá, um projecto da editora Orfeu Negro, com sessões de histórias aos sábados, à biblioteca de Alvalade com serões conduzidos por Gonçalo M. Tavares. Há poesia, contos infantis, banda desenhada e muitos romances.

  • Coisas para fazer

Adora ler ou descobriu há pouco tempo as maravilhas da leitura? Então, se ainda não o fez, está na hora de descobrir as melhores apps e plataformas para o ajudar a fomentar ou até a manter esse hábito. Desde sites para troca, compra ou venda de livros em segunda mão até redes sociais para leitores, esta lista tem tudo o que precisa para continuar a encher estantes e a trocar opiniões com outros bibliófilos.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade