Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores novos brunches em Lisboa

Os melhores novos brunches em Lisboa

Todas as semanas há novidades no mundo dos grandes pequenos-almoços. Tem aqui um guia dos melhores novos brunches em Lisboa.

Milkees
©Inês Félix
Publicidade

Sempre que nos dedicamos a recensear restaurantes e cafés perfeitos para brunch em Lisboa, apercebemo-nos que estão a brotar a uma velocidade luz por toda a cidade. Há cada vez mais brunchs aportuguesados, afrancesados, ingleses, mexicanos ou os clássicos onde não faltam os ovos e as panquecas. Podemos até nem lhe chamar brunch, mas a verdade é que é uma refeição que, se não entrou no nosso dia-a-dia semanal, entrou na rotina de fim-de-semana. São refeições perfeitas para comer logo pela manhã e fazer a ponte com o almoço ou substituir o almoço tradicional por estas opções mais leves, em menu ou à la carte. 

Recomendado: Os melhores brunches em Lisboa

Os melhores novos brunches em Lisboa

Solo Café
©Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Solo Café

icon-location-pin Grande Lisboa

Menu 12€

O Solo é um café de bairro em frente ao jardim de Paço de Arcos com bebidas de café, opções de pequeno-almoço, brunch e almoços. O espaço tem apenas duas portas envidraçadas para a rua, sem janelas, mas as paredes brancas e a decoração minimalista, com madeira clara e apontamentos aqui e ali, faz com que seja um café muito luminoso. As bebidas de café são feitas com café 100% arábica, do Peru, produzido a uma altitude de 1800 metros, com aroma a caramelo e passas. O brunch da casa é servido todos os dias a partir das 11.00, e inclui sumo de laranja natural, uma bebida de café (entre galão, café de filtro ou cappuccino), ovos mexidos, fatias de pão, bolo do dia e iogurte grego com granola caseira e fruta.

 

Milkees
©Inês Félix
Restaurantes, Cafés

Milkees

icon-location-pin Grande Lisboa

Menu 11€

No Milkees, entre São Sebastião e o Marquês, o nome deve-se ao leite fresco usado em praticamente todos os produtos de pastelaria. É um espaço simples, pequenino, decorado com muita madeira e flores naturais e com um cheirinho a café (aqui é servido o de especialidade) e bolos. Aos fins-de-semana há menu de brunch a 11€, que inclui uma bebida quente, uma fria à escolha entre chá gelado, sumo de acerola e morango, iogurte com granola, uma tosta (queijo creme e fiambre, abacate com tomate bio, mozzarella com tomate e pesto ou brie, alperce e nozes). Pode juntar uma das cookies, (acredite que vai valer a pena): são grandes, com a massa ligeiramente crua, pedaços de chocolate enormes e flor de sal no topo. São feitas com manteiga noisette, e são as estrelas da casa, juntamente com as cookies de canela (1,60€ cada).  

Publicidade
The Therapist
©Manuel Manso
Restaurantes

Therapist

icon-location-pin Alcântara

Menu 15,50€

A clínica de terapias não convencionais da Lx Factory deixou de ter apenas uma cafetaria complementar ao projecto no início de 2019 – foi feito um upgrade e tornou-se o primeiro restaurante terapêutico em Portugal, com um menu adaptado à necessidade de cada pessoa. Inclui uma panqueca (há com chocolate ou frutos vermelhos), bruschetta e bowl doce à escolha.

Lanchonete
©DR
Restaurantes, Brasileiro

A Lanchonete

icon-location-pin Belém

Menu 25€ para duas pessoas

A Lanchonete, de sotaque brasileiro, abriu em 1986. Três décadas depois, a casa sofreu transformações: os espelhos, o metal, a identidade de padaria antiga, deram lugar a uma fórmula renovada, da carta ao espaço que mantém o ADN do Brasil bem presente. O novo brunch é ideal para duas pessoas: inclui dois sumos naturais de laranja ou dois galões, dois pães de queijo, duas coxinhas de frango e dois pastéis da feira, de carne ou pizza, uns dos mais famosos do Brasil. A dose de vitaminas chega com as tigelas de açaí com fruta e granola, também em dose dupla, uma tapioca ou crepioca e ainda pães de leite, croissants ou pão de mistura acompanhados por goiabada, doce de leite ou os clássicos queijo e fiambre. Termina com café e dois brigadeiros.

Publicidade
Filosofia
Duarte Drago
Restaurantes, Cafés

Filosofia Lisboa

icon-location-pin Grande Lisboa

Menu 15€

Este café-restaurante das Avenidas Novas, o Filosofia Lisboa, está carregadinho de sumos, smoothies, shots de energia e bem-estar, tudo servido em copo tem brunch disponível todos os dias de semana até às 12.00 e ao fim-de-semana durante todo o dia. Inclui sumo natural, iogurte com granola caseira, tosta com abacate e ovo escalfado, uma mini torre de panquecas, uma bebida quente e ainda um pão com compota e manteiga de amêndoa.

Cotidiano
©Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Cotidiano

icon-location-pin Grande Lisboa

Menu 15€

No Cotidiano, no Chiado, há all day food, comida que se come a toda a hora, independentemente de ser um prato de ovos, uma torre de panquecas ou uma sopa, em versões vegan ou normais, sem esquecer opções sem glúten. Há tostas e bons pães doces caseiros, como o de banana ou uma versão de coco e três opções de ovos. Mas há também um menu, disponível todos os dias, que inclui iogurte com granola, pêra assada, frutos vermelhos, manteiga de amendoim caseira e mel, escolha de ovos (mexidos, estrelados ou escalfados), bacon e abacate, húmus de beterraba, fatias de pão da Gleba, pão de cereais caseiro, café ou latte.

Publicidade
Magnólia
©Manuel Manso
Restaurantes

Magnolia

icon-location-pin São Vicente 

À carta

Bárbara Natário e Chrystal queriam um café com pequeno-almoço para todas as horas do dia mas não queriam entrar só no conceito da moda. No Magnólia, em São Vicente, há todos os clássicos, dos ovos às panquecas, mas tudo com influências de outras gastronomias. Pode construir o seu próprio menu: há os americanos devil eggs, uma espécie de ovos verdes, recheados com a gema, maionese, açafrão e com chilli por cima (3,50€) ou, do mesmo continente, as panquecas com mirtilos e xarope de ácer (5€). As influências mexicanas estão nos huevos divorciados (9€) e nas quesadillas com feijão e queijo (6€), as brasileiras estão nas tapiocas doces ou salgadas, o Médio Oriente está na shakshuka com pão naan de pistáchio e cereja, caseiro (8€) e há Grécia numa tempura de feta acompanhada por geleia de limão e canela caseira, com tostas de tapenade de azeitona (6€). 

Os melhores sítios para comer...

Ovos benedict da Tartine
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Ovos Benedict

Ovos são a estrela de qualquer brunch ou mesa de pequeno-almoço farta, sejam eles na versão estrelada, mexida ou escalfada. Os ovos Benedict, escalfados e banhados depois com molho holandês, vieram dos Estados Unidos e instalaram-se nos menus de uma série de restaurantes e cafés em Lisboa. 

Nicolau Lisboa - Panquecas
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Panquecas

Acha que a sua receita de panquecas é a melhor do mundo? Dê folga à frigideira lá de casa, rume a um destes cafés especialistas em pequenos-almoços e brunches e fique a conhecer boas panquecas, redondas, fofas, leves ou densas, mais altas ou mais baixas, das doces e carregadinhas de chocolate às novas versões fit, feitas com aveia e com muita fruta. 

Publicidade
Fauna & Flora
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes

Panquecas de matcha

É verde, tem poderes mas não é um super-herói. O matcha, um chá verde japonês, é uma das grandes tendências da cozinha, muito usado para beber, mas também se pode comer e nestes quatro sítios é a base de panquecas altas e fofas. Não se deixe intimidar pela cor – é daquelas coisas que primeiro se estranha e depois se entranha.

Publicidade