Os melhores pequenos-almoços em Lisboa

É a refeição mais importante do dia. E estes são os melhores sítios para pequenos-almoços em Lisboa
Pop Cereal
Fotografia: Manuel Manso Pop Cereal
Por Inês Garcia e Mariana Morais Pinheiro |
Publicidade

É de pequenino que se ouve a lengalenga de que o pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia. E não é mentira nenhuma: além da importância nutricional de tudo o que comemos logo de manhã, esta refeição é aquela que pode influenciar, e muito, o nosso humor. Para que não fique maldisposto (e porque nem todos os dias dá para nos sentarmos a uma mesa farta de brunch), fomos à procura dos melhores sítios para tomar pequenos-almoços em Lisboa, desde aqueles que têm menus já pré-definidos, àqueles que têm bom café ou só uma pinta descomunal para lhe dar alento.

Recomendado: Os melhores brunches em Lisboa  

Os melhores pequenos-almoços em Lisboa

Café de Finca
©Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Café de Finca

icon-location-pin Alcântara

Em Barcelona, o Café de Finca é uma coffee shop de referência onde se bebe e explica o que é o café de especialidade, com grãos 100% arábica. Miguel Negretti, o DJ Glue, que já servia o café desta torrefacção no seu outro espaço na zona ribeirinha, o Montana, fez uma parceria com os responsáveis da cafetaria espanhola e abriu um Café de Finca em Alcântara. Têm café de nove origens diferentes, da Colômbia, Honduras, Etiópia ao México. O café é o forte da casa, perfeito para começar o dia a ganhar energia, mas pode e deve acompanhá-lo com as fatias de bolo caseiro, todos os dias diferente, ou umas panquecas.

Talk To Me
Manuel Manso
Restaurantes, Cafeteria

Talk to Me

icon-location-pin Grande Lisboa

Os donos do Heim Café, ali na fronteira de Santos com a Madragoa, aventuram-se no Príncipe Real com um café que querem que seja "do bairro". Mas se nesse primeiro espaço o conceito é de pequeno-almoço e brunch o dia todo, aqui a ideia é que se beba um café (ou um copo de vinho, dependendo das horas). Para o pequeno-almoço há iogurte com granola e mirtilos (5€) e uns croissants franceses, sempre estaladiços e gulosos, na sua versão simples (com manteiga e doce, 2€) ou com queijo ou presunto (4,6€) – uma delícia com vista para o jardim do Príncipe Real.

Publicidade
Victoria Cycling Café
©Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Victoria Cycling Club

icon-location-pin Campo de Ourique

O Victoria Cycling Club é um café, loja, oficina e ponto de encontro para ciclistas em Campo de Ourique. E é perfeito para pequenos-almoços, até porque abre bem cedo. O menu do café é reduzido mas vai directo ao assunto: foi pensado com a ajuda de uma nutricionista e tem sumos prensados a frio (3,50€), smoothies funcionais (a partir de 2,50€), tacinhas de húmus para picar, panquecas fit (7€) ou doces de colher, da bowl de papaia com granola (5€) às fatias de bolo (3,50€) ou pudim de chia (4€). Há também torradas feitas com o pão da Gleba, de fermentação natural ou pratos de ovos. Em cada secção da lista estão assinalados todos os nutrientes, proteínas ou açúcares.

Early Birds
©Manuel Manso
Restaurantes

Early Birds

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Seja um early bird ou não, o novo café-restaurante ao pé de São Bento tem pequenos-almoços para servir. Há desde a já very typical tosta de abacate, servida em pão da padaria do Copenhagen, aos ovos Benedict. O banquete matinal tem ainda croissants de salmão, french toast, ou taças de iogurte com granola por onde escolher.

Publicidade
Padaria da Esquina
©Duarte Drago
Restaurantes, Padarias

Padaria da Esquina

icon-location-pin Campo de Ourique

O mais badalado projecto de Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadano com o profeta do pão Mário Rolando abriu finalmente em Campo de Ourique no início de Julho de 2018. Mas mais do que uma padaria com uma vitrine cheia de variedade de pão de fermentação longa, há uma larga oferta de pastelaria, do pão de deus ao croissant do Porto ou bolo de arroz. As sandes de queijo ou fiambre aqui também são compostas e é garantido que não vai enfrentar o dia com ratinho no estômago.

DELIDELUX Avenida
Fotografia: MMP
Restaurantes

DeliDelux

icon-location-pin Avenida da Liberdade

A mercearia mais gourmet de Lisboa deixou de ser exclusiva da beira-Tejo e tem menus de pequeno-almoço (não confundir com os de brunch, que só estão disponíveis aos fins-de-semana). Há três menus: o clássico, com uma sandes, croissant, pão de deus ou bagel com fiambre, queijo ou misto, um sumo natural ou galão e um café por 2,50€; o delight com iogurte grego com frutos vermelhos e granola, sumo natural ou galão e café por 4,50€; ou o delux com uma tosta de pão escuro com abacate e lima, requeijão e tomate, um sumo verde ou galão e um café por 4,90€. Estão disponíveis de segunda a sexta-feira, das 8.00 às 12.00.

Publicidade
Pois Cafe
© Lydia Evans / Time Out
Restaurantes, Cafés

Pois, Café

icon-location-pin Santa Maria Maior

O Pois, Café, junto à Sé, tem uns ovos que são uma delícia, bem bons para começar o dia e evitar o ratinho a meio da manhã. Vêm aos pares para a mesa, ou seja, dois por pessoa, e vão bem simples com cebolinho, com panceta e queijo, com tomate e cogumelos ou então com salmão fumado. São sempre escoltados por pão fresco (entre os 4,10€ e os 6,70€).

fábrica dos sabores
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Padarias

Fábrica dos Sabores

icon-location-pin Avenidas Novas

A Fábrica dos Sabores é outro daqueles sítios onde dá vontade de prolongar o pequeno-almoço até ao meio-dia, dada a quantidade de coisas boas que traz para a mesa. O duo de ovos estrelados com panceta, cogumelos e espinafres, acompanhado por uma tosta de pão caseiro biológico vai deixá-lo mais do que pronto para enfrentar o dia de trabalho (6,50€). São estão disponíveis aos dias úteis das 09.00 às 12.00. 

Publicidade
nicolau lisboa
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Nicolau Lisboa

icon-location-pin Baixa Pombalina

Tudo o que está na carta serve bem para pequeno-almoço, mas está disponível a todas as horas do dia. Há uma grande variedade de iogurtes e papas, tapiocas e panquecas, ovos mexidos e escalfados, torradas e tostas. A acompanhar, há batidos que dão power para o resto do dia: caso do Green Power, que tem matcha, limão, kiwi, hortelã, gengibre e leite de coco (3,90€) ou do Choco&Peanut Butter Heaven, com manteiga de amendoim, maçã, cacau, banana e leite de coco (3,90€).

Fábrica Lisboa
©Fábrica Lisboa
Restaurantes, Cafés

Fábrica Lisboa

icon-location-pin Baixa Pombalina

À mesa da Fábrica Lisboa começa-se o dia com croissants com ou sem recheios de queijo, fiambre, salmão fumado, ovo estrelado e tomate, ou em versões mais doces, como os de Nutella, compota ou de creme de amêndoa (até 4,70€). Também há ovos mexidos servidos com presunto e pão rústico (4,80€) ou um prato com dois ovos estrelados (3,90€). 

Publicidade
Pop up cereal
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Pop Cereal

icon-location-pin Bairro Alto

Um pequeno-almoço no Pop Cereal Café é remédio santo para uma manhã animada. Há mais de uma centena de caixas de cereais vindas de várias partes do mundo, prontas para serem misturadas umas com as outras. Aos cereais junta-se leite de sabores e toppings, que vão das cookies aos brownies, passando pelas gomas de ursos e pelos M&Ms.

the green machine foodprintz
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegetariano

Foodprintz

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

A lista varia todos os meses mas regra geral há sempre granola caseira, feita com aveia, óleo de coco, xarope de agave, sementes de abóbora e amêndoas, servida com leite vegetal (5€) ao pequeno-almoço, juntamente com taças de smoothies com fruta fresca e trigo sarraceno tostado (6€) ou tostas de ricota e abacate (2,50€). 

Publicidade
Tartine
© Arlindo Camacho
Restaurantes

Tartine

icon-location-pin Chiado

O menu de pequeno-almoço do Tartine é praticamente um brunch: tem cesto de pão, croissant, doce, queijo ou fiambre, bebida quente, sumo de laranja por 9€. Se tiver tempo (e fome, vá), pode pedir ainda o extra de ovo estrelado ou mexido (mais 2€). Ou então fique-se por um prato de panquecas, altas e fofas como manda a lei, com manteiga, doce ou Nutella.

+ Roteiro gastronómico pelo Chiado

Heim Café
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Heim Café

icon-location-pin Santos

Mal passar a porta vai sentir o cheirinho a waffles acabados de sair da prensa. Essa é uma das opções de pequeno-almoço deste café de linhas nórdicas (que serve pequenos-almoços a qualquer hora do dia), e pode escolher tantos toppings quanto quiser. Há ainda a famosa french toast, a tosta de abacate da moda, e pratos de ovos mexidos acompanhados com abacate, salada e bacon. 

+ 21 paragens obrigatórias em Santos e na Madragoa

Publicidade
Wish Slow Coffee House
© Ana Luzia
Restaurantes, Cafés

Wish Slow Coffee House

icon-location-pin Alcântara

Comece o dia com minipanquecas. São as holandesas poffertjes e são servidas com açúcar em pó (3€/10uni). Para acordar, acompanhe-as com o café de saco, que aqui é preparado com todos os cuidados. Torrado semanalmente, passado com paciência e bebido nas calmas, o slow coffee é a alma do espaço (a partir de 3,50€).

+ 13 coisas para fazer na Lx Factory

The Mill
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Pastelarias

The Mill

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

O The Mill tem umas tacinhas de pequeno-almoço que são uma maravilha: há salada de fruta fresca e iogurte (4€), iogurte com granola caseira (4,50€) ou bircher muesli com iogurte natural, flocos de aveia, sumo de maçã, maçã gratinada, mel e canela (4,50€). Para um resto de dia poderoso é comer as Papas Poderosas que são nada mais nada menos do que papas de aveia com manteiga de amendoim e sementes ómega (4,50€). Café nórdico que é café nórdico serve ainda o pequeno-almoço clássico: um prato com ovos estrelados, bacon e pão sourdough (7,50€).

Publicidade
Hello, Kristof
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Cafeteria

Hello, Kristof

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Uns números abaixo do The Mill está o Hello, Kristof, onde todo o café é arábida e é menos torrado. Entre as especialidades estão o latte e o bolo de abacate, mas todos os dias de manhã há um bolo caseiro diferente. Pode ir comendo e bebendo e ler uma revista incrível ao mesmo tempo: as prateleiras estão cheias de títulos internacionais incríveis (e também as pode comprar lá).

+ O roteiro perfeito no Poço dos Negros

Aloha Café
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Vegetariano

Aloha Café

icon-location-pin Princípe Real

Aloha, comida saudável. Aqui todos os pratos são de inspiração macrobiótica e com produtos biológicos. Há vários menus de pequeno-almoço mas a nossa aposta vai para o Aloha Breakfast, com duas panquecas ou torrada, sumo do dia, iogurte e bebida quente (7,50€). Está disponível apenas de segunda a sexta-feira.

Publicidade
Fabrica Coffe Roasters
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafeteria

Fábrica Coffee Roasters

icon-location-pin Lisboa

Para alguns o dia só começa oficialmente com uma boa chávena de café. Na Fábrica Coffee Roasters só tem de escolher: os grãos de café 100% arábica, colhidos no Brasil, Etiópia, Quénia e Colômbia, são torrados na casa e moídos no momento. O desafio é gustativo e o difícil é escolher: um expresso com blend da casa (70% Brasil e 30% Etiópia), ou um café de filtro, tomado sem pressas, para saborear? Optámos por um lote Kenya, seduzidos pela promessa do aroma de mirtilo, amora preta frutada — e pedimos a preparação por infusão, num recipiente de vidro a lembrar uma ampulheta, uma Chemex. O aroma do café domina o espaço, que é cosmopolita, com elementos industriais e retro e madeiras escuras. E ainda pode levar-se café para casa.

Mostrar mais

Mais opções para manhãs felizes em Lisboa

Ovos benedict da Tartine
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Os melhores sítios para comer ovos Benedict em Lisboa

Ovos são a estrela de qualquer brunch ou mesa de pequeno-almoço farta, sejam eles na versão estrelada, mexida ou escalfada. Os ovos Benedict, escalfados e banhados depois com molho holandês, vieram dos Estados Unidos e instalaram-se nos menus de uma série de restaurantes e cafés em Lisboa. Há dúvidas acerca da origem deste prato, mas a primeira receita que existe destes ovos é de 1894. Há uma data de variações dos ovos Benedict: os Florentine são com espinafres ao invés do tradicional fiambre, os Royal são com salmão fumado. São servidos em pão brioche (ou noutro tipo de pão, como o bolo do caco) e podem ser uma refeição completa. 

Nicolau Lisboa - Panquecas
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Os melhores sítios para comer panquecas em Lisboa

Acha que a sua receita de panquecas é a melhor do mundo? Dê folga à frigideira lá de casa, rume a um destes cafés especialistas em pequenos-almoços e brunches e fique a conhecer boas panquecas, redondas, fofas, leves ou densas, mais altas ou mais baixas, das doces e carregadinhas de chocolate às novas versões fit, feitas com aveia e com muita fruta. Para um grande pequeno-almoço (olá brunch), um almoço diferente (que estas torres de panquecas são bom alimento para o resto do dia e existem até em versões salgadas) ou um lanche como deve ser.  

Publicidade
The Mill
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Os melhores sítios para tomar café em Lisboa

O que era simples tornou-se complexo. Antes bastava um simples "beba isto com açúcar", à café Nicola, que deu origem à bica lisboeta que está em todo o lado. A nova vaga, inspirada sobretudo pelas casas do norte da Europa complexificou o assunto — as novas cafetarias moem o café na hora e filtram-no através de processos delicados, dão-lhe a escolher entre diversos estilos e origens. Foram dias de insónias, mas aqui está a lista dos melhores sítios para tomar café em Lisboa. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com