Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Restaurantes com estrela Michelin em Lisboa

Restaurantes com estrela Michelin em Lisboa

São dez, o que já dá uma constelação jeitosa. Estes são os restaurantes com estrela Michelin em Lisboa

Publicidade
Fifty Seconds
©Manuel Manso Fifty Seconds

Na temporada 2019-2020, o Guia Michelin atribuiu mais cinco estrelas Michelin aos restaurantes portugueses. Mas retirou três. Nesta noite agridoce, os restaurantes lisboetas foram os que saíram a ganhar, com o Epur de Vincent Farges e o Fifty Seconds de Martin Berasateguí a somar brilho. No total há agora dez restaurantes na grande Lisboa que podem com orgulho ostentar a estrela do mais importante guia gastronómico do mundo. Dá para correr a cidade toda, do centro a Cascais, ainda dando um saltinho a Sintra, ou fazer uma caminhada mais amiga e ficar-se apenas pelo Chiado, agora considerado como o centro da alta gastronomia em Lisboa. Abra o mapa da cidade, guarde uns trocos e marque os pontos desta lista.

Recomendado: Os melhores restaurantes em Lisboa

Restaurantes com estrela Michelin em Lisboa

1
Fifty Seconds
©Manuel Manso
Restaurantes, Haute cuisine

Fifty Seconds

Parque das Nações

O primeiro restaurante em Lisboa de Martín Berasategui, o chef espanhol com mais estrelas Michelin, fica no topo da Torre Vasco da Gama, no hotel Myriad by Sana, e o nome faz jus à subida: do sopé até à sala demoramos exactamente 50 segundos. O nosso crítico Alfredo Lacerda explica que a experiência começa logo no estacionamento. Lá em cima, vista 360º (parte da experiência é também a visita à cozinha, que com jeitinho permitem), dois menus de degustação (e escolha à carta) para uma viagem de três horas, no mínimo, pelos clássicos de Berasategui, como o mil-folhas de foie gras com maçã verde e enguia fumada e outras criações em parceria com o chef executivo Filipe Carvalho. 

2
Epur
©Manuel Manso
Restaurantes

Epur

Chiado

Vincent Farges abriu, em Maio de 2018, o primeiro restaurante em nome próprio em Lisboa. Tem uma cozinha com grandes janelas viradas para o Largo da Academia Nacional de Belas Artes, térrea, e três salas distintas no interior, altas, com uma vista incrível para o rio Tejo. O chef francês descreve este como um restaurante gastronómico “depurado”. Trabalha com pequenos e grandes produtores, com uma relação de grande proximidade, e depende completamente deles – a carta tem sempre três entradas, uma com elementos de água, outra de horta e uma terceira de terra; três pratos principais, do mar ou do rio, do campo e recordações de receitas familiares; e três sobremesas, uma com chocolate, outra com fruta e uma vintage. Há quatro menus de degustação: o de quatro momentos (90€, sem vinhos), o de seis (125€) e oito momentos (160€). Ao almoço há o menu Essencial, de 45€.

Publicidade
3
Restaurante Alma
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

Alma

Chiado

Henrique Sá Pessoa foi o grande vencedor da edição de 2019 do Guia Michelin e na edição referente a 2020 repetiu a façanha e manteve a segunda estrela no seu Alma (a primeira foi no final de 2016). Neste restaurante do Chiado, o chef está cada vez mais preocupado com o produto português e com a sua valorização no prato. Tem dois menus de degustação (um a 110€ e outro a 120€): no Alma mostra os seus clássicos, no Costa a Costa faz uma viagem pela costa nacional e traz para a mesa a água do mar e espécies sustentáveis.

4
midori novo
©Martin James Photography
Restaurantes, Japonês

Midori

Sintra

Ao fim de 25 anos, o Midori mudou. E essa mudança valeu ao chef Pedro Almeida a primeira estrela Michelin na edição de 2019. Durante o primeiro ano de vida do Midori 2.0 (dos cento e muitos lugares ficaram apenas 18, num ambiente mais intimista), o chef afinou pratos e todos os meses criou um novo menu de degustação, o que resultou em mais de 200 pratos. Agora há duas opções finais de menu de degustação, o kiri (95€) ou o yama (130€), com sete e nove momentos, e uma experiência bem mais rica.

Publicidade
5
Belcanto
© Ana Luzia
Restaurantes, Português

Belcanto

Chiado

Com duas estrelas Michelin, o Belcanto é a laboratório onde José Avillez aplica todas as suas técnicas de alta cozinha. Tem uma cozinha onde se trabalham produtos de luxo e se reinventam algumas tradições portuguesas. No início de 2019 mudou para umas portas ao lado da localização inicial, ganhando mais 15 lugares. 

6
Restaurante Loco
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

LOCO

Estrela/Lapa/Santos

Alexandre Silva continua LOCO e firme com a sua estrela Michelin – prepara-se até para abrir o FOGO, um segundo restaurante com uma cozinha baseada apenas em fogo que terá Manuel Liebaut, responsável pelo I+D do LOCO, como chef residente. No LOCO há uma experiência total, da comida ao serviço, apenas para 20 sortudos de cada vez, com conjugações surpreendentes: já lá teve sardinha assada com melancia ou gelado de pêra, camomila e miso.

Publicidade
7
Eleven
©DR
Restaurantes

Eleven

São Sebastião

Joachim Korper é a cabeça do restaurante estrelado desde o primeiro dia. É um defensor acérrimo da sazonalidade e não há estação em que a ementa não receba um extreme makeover, sempre surpreendente. Pode almoçar e jantar à la carta, atirar-se a um menu de degustação ou perder a cabeça e pedir o menu lavagante, com o marisco presente do princípio ao fim. Peça uma das mesas junto à janela e aproveite aquela que é uma das melhores vistas sobre Lisboa.   

8
Fortaleza do Guincho
©DR
Restaurantes

Fortaleza do Guincho

Cascais

A cozinha da Fortaleza do Guincho mantém a estrela Michelin desde 2001. Tem uma carta mais virada para o mar e assente na sazonalidade. Em Novembro de 2018, depois da saída de Miguel Rocha Vieira, o sous chef Gil Fernandes subiu de posição e ficou a comandar a Fortaleza. A mais recente iniciativa do restaurante passa por tornar as segundas-feiras num dia especial para os jovens entusiastas da gastronomia: se tiver até 30 anos, pode usufruir de um menu que inclui snacks, entrada, prato de peixe e sobremesa por apenas 55€. Os vinhos estão incluídos e fazem parte de uma selecção do sommelier do restaurante.

Publicidade
9
Feitoria
©DR
Restaurantes, Pan-asiático

Feitoria

Belém

A estrela Michelin deve-a à cozinha competente e sem falhas do chef João Rodrigues (que, em boa verdade, já estava a merecer a segunda estrela há uns anos). A ementa é, como manda o figurino, feita de sabores tradicionais e influências externas, confeccionadas ao detalhe com produtos de época.

10
Lab by Arola
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

LAB by Sergi Arola

Sintra

O chef catalão Sergi Arola abriu no Penha Longa Resort, em Sintra, uma espécie de laboratório com vista para o campo de golfe do hotel. À mesa há muitas influências espanholas pontuadas com ideias de outras paragens, o que se vê facilmente nas suas icónicas loucuras – uma espécie de pijaminha refinado de entradas que faz par com outro pijaminha refinado de sobremesas.

Comer bem em Lisboa

Restaurantes

Os 165 melhores restaurantes em Lisboa

Os críticos da Time Out visitam os restaurantes anonimamente e pagam pelas suas refeições - o mesmo é dizer, como qualquer cliente – e, na melhor parte dos casos, repetem a visita antes de se pronunciar. Acresce que nenhum restaurante é criticado antes de cumprir três meses de porta aberta e, por princípio, nenhum é aclamado com cinco estrelas ou despachado com apenas uma sem que um segundo crítico subscreva essa avaliação. Há doze anos que a Time Out faz questão de repetir esta cartilha em tudo o que faz e de a respeitar sem cedências. O que é que isso vale? Ainda e sempre, é a si que cabe dizer. O que lhe podemos garantir é que todos os 165 restaurantes que encontra nesta lista foram visitados pela nossa equipa pelo menos uma vez e que resulta de uma escolha, subjectiva como se espera, mas criteriosa como se exige. Como de costume, a coisa valeu discussões e zangas. Mas lá chegámos a um consenso e estes são os restaurantes em Lisboa que tem mesmo de conhecer. 

Coisas para fazer

Time Out Market Lisboa

O Mercado da Ribeira já teve muitas encarnações – as suas raízes recuam ao século XIII, e foi outrora um dos mais famosos mercados de peixe da Europa. Muitos dos seus comerciantes vendem lá legumes, carne, peixe ou flores há décadas; o mercado faz parte do tecido de Lisboa. Em 2010, a Time Out soube que a câmara municipal estava à procura de interessados para a gestão de parte deste monumento icónico, e não quis deixar a oportunidade passar. O Time Out Market Lisboa reúne agora alguns dos nomes mais aclamados no meio lisboeta dos comes e bebes.

Publicidade
Kai
©Inês Félix
Restaurantes

Os melhores novos restaurantes em Lisboa

A restauração floresce a grande velocidade na capital. Aliás, a nossa cidade tem uma diversidade cada vez maior no que à restauração diz respeito. E é mesmo caso para dizer: venham eles. Queremos toda a comida do mundo, chefs a abrir restaurantes de fine dining ou conceitos mais democráticos com caldinhos, muito peixe, japoneses a ensinarem-nos que esta gastronomia não é só peixe cru e sushi, boa comida portuguesa. Ou até comida que nos trata da alma e traz bom astral. Queremos ficar sentados no restaurante a conversar e apreciar as vistas ou pegar e levar para casa. Fizemos-lhe um guia com os melhores novos restaurantes em Lisboa abertos nos últimos meses, da estreia do chef estrela Nuno Mendes em Lisboa, no renovado Bairro Alto Hotel à última pizzaria com massas de fermentação natural. Carne boa, propostas para partilhar, petiscos brasileiros. Não se sinta desactualizado e marque já mesa – é só escolher a gastronomia que mais lhe apetece hoje. 

You may also like

    Publicidade