Restaurantes com estrela Michelin em Lisboa

São sete, o que já dá uma constelação jeitosa. Estes são os restaurantes com estrela Michelin em Lisboa
eleven
Fotografia: Arlindo Camacho
Por Catarina Moura |
Publicidade

Com a chegada de 2017, há sete restaurantes na grande Lisboa que podem com orgulho ostentar a estrela do guia vermelho. Dá para correr a cidade toda, do centro a Cascais, ainda dando um saltinho a Sintra, ou fazer uma caminhada mais amiga e ficar-se apenas pelo Chiado. Abra o mapa da cidade e marque os pontos desta lista.

Restaurantes com estrela Michelin em Lisboa

Restaurante Alma
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

Alma

icon-location-pin Chiado

O final do ano de 2016 trouxe a estrela Michelin a Henrique Sá Pessoa e ao seu Alma. Neste restaurante do Chiado, o chef está cada vez mais preocupado com o produto português e com a sua valorização no prato, e não há dúvidas disso quando se provam os seus pimentos assados, a sua reinvenção da sardinha na brasa e o seu carabineiro.

A Time Out diz
Belcanto
© Ana Luzia
Restaurantes, Português

Belcanto

icon-location-pin Chiado

Com duas estrelas Michelin, caso único no centro de Lisboa e na carreira de um chef português, o Belcanto é a laboratório onde José Avillez aplica todas as suas técnicas de alta cozinha. Remodelado em 2012, tem uma cozinha onde se trabalham produtos de luxo e se reinventam algumas tradições portuguesas.

A Time Out diz
Publicidade
Restaurante Loco
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

Loco

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Em menos de um ano, Alexandre Silva abriu um pequeno restaurante na Estrela e sacou uma estrela ao guia Michelin. Lá dentro há uma experiência total, da comida ao serviço, apenas para 20 sortudos de cada vez, com uma com conjugações surpreendentes: já lá teve sardinha assada com melancia ou gelado de pêra, camomila e miso.

A Time Out diz
Eleven
©DR
Restaurantes

Eleven

icon-location-pin São Sebastião

Joachim Korper é a cabeça do restaurante estrelado desde o primeiro dia. É um defensor acérrimo da sazonalidade e não há estação em que a ementa não receba um extreme makeover, sempre surpreendente. Pode almoçar e jantar à la carta, atirar-se a um menu de degustação ou perder a cabeça e pedir o menu lavagante, com o marisco presente do princípio ao fim. Peça uma das mesas junto à janela e aproveite aquela que é uma das melhores vistas sobre Lisboa.   

A Time Out diz
Publicidade
Fortaleza do Guincho
©DR
Restaurantes

Fortaleza do Guincho

icon-location-pin Cascais

Se 2014 foi um ano de mudança para o Fortaleza do Guincho – Antoine Westermann deixou a consultoria do restaurante –, 2015 foi o ano da revolução. Vincent Farges entregou a cozinha ao chef Miguel Rocha Vieira, que tinha uma estrela Michelin na Hungria e, pela primeira vez, o restaurante cascaense tem um cozinheiro português aos comandos.

A Time Out diz
Feitoria
©DR
Restaurantes, Pan-asiático

Feitoria

icon-location-pin Belém

É um dos quatro restaurantes com estrela Michelin da Grande Lisboa, e deve-a à cozinha competente e sem falhas do chef João Rodrigues. A ementa é, como manda o figurino, feita de sabores tradicionais e influências externas, confeccionadas ao detalhe com produtos de época.

A Time Out diz
Publicidade
Lab by Arola
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

LAB by Sergi Arola

icon-location-pin Sintra

O chef catalão Sergi Arola abriu no Penha Longa Resort, em Sintra, uma espécie de laboratório com vista para o campo de golfe do hotel. Há mesa há muitas influências espanholas pontuadas com ideias de outras paragens, o que se vê facilmente nas suas icónicas loucuras - uma espécie de pijaminha refinado de entradas que faz par com outro pijaminha refinado de sobremesas.

Agora a Time Out: as críticas às Estrelas Michelin

Restaurante Alma
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

Alma

icon-location-pin Chiado

O pintor francês Paul Cézanne escreveu: “O dia virá em que uma simples cenoura, alvo de um olhar fresco, dará origem a uma revolução”. O dia não veio ainda. Mas esteve quase. Uma hora à mesa no Alma e chegavam as célebres cenouras assadas de Henrique Sá Pessoa. A acompanhar, bulgur (trigo durum), amendoins, azeite de cominhos e uma rodela de queijo de cabra (belíssimo). De repente, silêncio. Depois, o primeiro “hmmmmm” da noite. E o segundo. E o terceiro.

A Time Out diz
Feitoria
©DR
Restaurantes, Pan-asiático

Feitoria

icon-location-pin Belém

Sabor, qualidade, criatividade, aparato. Bastariam estas palavras para descrever uma refeição no Feitoria. E, por consequência, a cozinha de João Rodrigues. Mas antes, um pequeno intróito. O chef sucedeu a José Cordeiro 
à frente do Altis Belém. Agarrou a estrela Michelin ganha em 2012 e,
 mais do que isso, escalou um caminho surpreendente e consistente, bem sustentado pela qualidade da matéria-prima escolhida – prova disso é o menu Terra, uma exímia degustação 100% vegetariana de três pratos, em boa parte assegurada pela Quinta do Poial.

A Time Out diz
Publicidade
Restaurante Loco
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

Loco

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

De início houve alguma bazófia e era fácil embirrar com o sítio. Quando alguém sente necessidade de proclamar a sua “corrente criativa constante”, frequentemente acaba sozinho num onanismo preguiçoso gritando aleivosias contra os brutos lá fora. Ninguém gritou no Loco mas a reacção a um projecto que se apresentava com “um outro nível conceptual”, “uma experiência total”, foi vigorosa. 

A Time Out diz
Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com