Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Pratos com flores comestíveis para provar esta Primavera

Pratos com flores comestíveis para provar esta Primavera

Os pratos mais bonitos e saborosos da estação. Este jardim tem flores comestíveis e é para comer de faca e garfo.

Publicidade
Panquecas pumpkin spicy com amores perfeitos do Fauna & Flora
©Manuel Manso Panquecas pumpkin spicy com amores perfeitos do Fauna & Flora

Dão nas vistas em qualquer prato, mas não são para deixar na borda – é mesmo para comer. A Primavera chegou e com ela brotaram as flores comestíveis nestes restaurantes e cafés em Lisboa. Dão aroma, paladar e texturas diferentes aos pratos e se quiser fazer obras de arte floridas e comestíveis como estas, pode plantá-las e levá-las do jardim (ou da varanda) para a mesa, seguindo métodos de produção biológica. As mais comuns são o cravo chinês, uma flor de tamanho semelhante ao dos amores perfeitos, com um ligeiro aroma a cravinho ou noz-moscada; os nastúrcios, mais conhecidos como capuchinhas e têm um sabor levemente picante, semelhante ao do agrião; e os amores-perfeitos, campeões de presenças no prato. Estes últimos não têm um sabor muito característico mas existem de muitas cores. 

Siga o nosso roteiro primaveril e descubra onde comer os pratos mais bonitos e saborosos da estação.

Recomendado: Dez sinais de que a Primavera chegou a Lisboa

Pratos com flores comestíveis para provar esta Primavera

Carabineiro com molho de ceviche do LOCO
©DR
Restaurantes

Ceviche de carabineiro do LOCO

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

O chef Alexandre Silva criou novidades à séria no LOCO e pela primeira vez está a trabalhar o carabineiro nos seus menus de degustação de 14 (96€) ou 18 momentos (112€) – há menos terminações à mesa, a identidade é mais portuguesa. É servido em formato ceviche, marinado com pimenta rosa fresca, que chega com um capuccino feito com as cabeças do peixe, uma espuminha com sabor a mar, e adornado com cravo chinês, um cravo túnico e calêndulas. O berbigão à Bulhão Pato tem flor de coentros e há uma sobremesa mel e capuchinhas, com flor de capuchinhas.

+ O novo menu do LOCO de Alexandre Silva é o mais português de sempre

Fauna&Flora
©Manuel Manso
Restaurantes, Português

Ninho vegan do Fauna & Flora

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

O café de Joana Faria no eixo Santos-Madragoa é dos mais instagramáveis e procurados para pequenos e grandes almoços ou lanches. Ao menu já muito completo e colorido juntaram-se uma série de novidades, como este ninho vegan (7€), com massa kataifi crocante na base. Em cima assenta o abacate com sementes de sésamo recheado com uma redução de tomate, espinafres e manjericão e os amores-perfeitos do Quintal Urbano, produtor de agricultura biológica que fornece alguns restaurantes da capital. As novas panquecas spicy pumpkin, com doce de abóbora, gengibre e canela, creme
de requeijão, nozes e nozes pecan caramelizadas, também têm um registo floral (6,50€). “Dantes os pratos voltavam para trás com as flores, agora isso já não acontece, já se sabe que é para comer tudo junto e não é só para ficar bonito", diz Joana.

Publicidade
Restaurantes

Sorvete de azedas da Fortaleza do Guincho

icon-location-pin Cascais

Gil Fernandes assumiu as rédeas da cozinha estrela Michelin da Fortaleza do Guincho, mantendo o foco especial no peixe e marisco, mas criando algumas novas entradas no menu, com camarão vermelho da nossa costa ou linguado selvagem a baixa temperatura. Há funcho do mar, apanhado diariamente, algas, funcho selvagem, chagas, zimbro, alecrim ou azedas, estas últimas utilizadas para um sorvete.

Arroz malandro de grelos do Sr. Lisboa
©Duarte Drago
Restaurantes, Português

Arroz malandro de grelos do Sr. Lisboa

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Na casa deste senhor há uma série de pequenos pratos servidos em tachinhos e frigideiras, para petiscar com amigos (o conselho é de três a quatro petiscos para duas pessoas). Este arroz malandro de grelos e queijo de São Jorge (4,50€) é um dos acompanhamentos que pode pedir, servido com amores-perfeitos e bellis, uma flor cujas pétalas podem ser cruas ou cozida (em infusão tem propriedades medicinais, sendo especialmente benéfica para eczemas, queimaduras ou inflamações da pele). 

Publicidade
Ravióli de gamba do Quorum
©Paulo Barata
Restaurantes, Cozinha contemporânea

Ravióli de gamba do Quorum

icon-location-pin Chiado

Tiago Santos veio para a cozinha do Quorum – o restaurante que inaugurou no Chiado em Fevereiro de 2018 com mão de outro chef, Rui Silvestre – fazer pratos aparentemente simples, mas com muita pesquisa por trás. O ravióli com gamba rosa do Algarve no interior faz parte dos dois menus de degustação (cinco momentos, 49€, sete, 69€). É regado com um “dashi à portuguesa”, um caldinho feito com algas da nossa costa, curadas e salgadas, e caldo de cozido das furnas. No empratamento usam pétalas de buganvília ou flores de couve. 

Vieiras do Soão
©Inês Félix
Restaurantes, Asiático contemporâneo

Vieiras do Soão

icon-location-pin Alvalade

Nesta taberna asiática do grupo Sea Me, a utilização de flores é muito forte nos cocktails de autor de Vasco Martins – ora peça o Patong, com rosas, ou o Osakini, com buganvília. Na lista de pratos de seis países do Oriente também vai encontrar padrão floral quando pedir as vieiras, seladas em manteiga, com cogumelos enoki e molho nikiri e uns amores perfeitos em rosa, roxo e amarelo, repetidos no rolo primavera de peixe e camarão com molho de amendoim (o gói cuon, 9,50€) ou as tostas de choco com maionese, ovas de bacalhau e yuzu do Vietname (cha muc, 9,50€). O bife da vazia wagyu na robata volta e meia tem também pétalas de buganvília ou de sardinheiras. 

Aproveitar a Primavera à mesa em Lisboa

© Francisco Nogueira
Restaurantes

Três novos pratos que tem de provar no BouBou's

Agnes e Alexis Bourrat continuam a ser a criatividade que serve de bandeira ao BouBou's, o restaurante que abriu no Príncipe Real em Julho de 2018 e é um dos mais apetecíveis oásis da capital. Com a chegada do novo ano, Aa sazonalidade continua a ser uma máxima levada a sério. A dupla mexeu nas ofertas do menu: o parfait de iscas deu lugar aos croquetes de coelho, um regresso triunfal de uma receita de família. Na sopa, a alcachofra abriu caminho ao topinambur, que assim faz nova dupla com a trufa. Mas há mais a conhecer. Por isso, fique com as nossas sugestões dos três novos pratos a provar no BouBou's.

Choupana Caffé no Terminal de Cruzeiros
Duarte Drago
Restaurantes

As novas esplanadas em Lisboa para aproveitar o sol

Esplanadas frescas no duplo sentido do adjectivo, percebe? São estes nomes que circulam pelos grupos de WhatsApp quando o sol aparece. Como bom “esplanador”, comece já a dinamizar esses chats e a marcar um copo ao final do dia numa destas novas esplanadas em Lisboa. A ideia é aproveitar o sol, mas há uma outra esplanada coberta por onde os raios passam, sem deixar de estar abrigado por eventuais brisas. Da reabertura do Clube Ferroviário, com uma esplanada tropical, ao novo Choupana Caffe, em Santa Apolónia, com uma esplanada com vista para o rio, há novidades fresquinhas e muitas razões para pôr protector e reclamar o seu lugar ao sol. 

Publicidade
Nivà
©Manuel Manso
Restaurantes

Derreta-se com as melhores gelatarias em Lisboa

O Verão ainda está longe, mas basta o sol brilhar e a temperatura subir um pouco que um gelado torna-se logo no melhor aliado. Desde os de fruta, de pêra, limão ou framboesa, aos clássicos, como pistáchio, straciatella ou bolacha maria, o céu é o limite no mundo dos gelados (ou gelatos, que as perdições italianas são cada vez mais na cidade). E a verdade é que a lista das melhores gelatarias não pára de engordar de ano para ano. Nesta selecção, tem das mais antigas às mais recentes, incluindo o lugar perfeito (talvez o único) para apreciar um gelado alcoólico servido em cocktail ou como shot. Coma (ou beba) rápido, antes que derreta. 

Publicidade