Sítios para comer na Lapa e na Estrela

Andámos rua acima, rua abaixo e encontrámos bons sítios para comer na Lapa e na Estrela, dos restaurantes mais tradicionais ao estrela Michelin.

©DR

Quem diz que a Lapa é um conjunto de embaixadas, escolas de crianças e ruas íngremes, bom, não está loonge da verdade. Mas entre elas esconde-se um bairro à antiga, com vida pacata, pastelarias ou boas churrasqueiras. Já a Estrela é a mais brilhante do firmamento lisboeta.

Recomendado: Sítios para comer na Madragoa

Sítios para comer na Lapa e na Estrela

Boutique Doce

José Joaquim é uma figura tão carismática no bairro que ninguém trata a sua pequeníssima pastelaria pelo nome original, mas sim por “Sr. Zé”. E em boa verdade, toda a gente nas redondezas gaba as especialidades do Sr. Zé. As queijadas, os scones, os pães de deus, os bolos de noz e maçã, as madalenas ou os sonhos, alguns de receitas caseiras, outros apenas finalizados ali. Com loja aberta há 20 anos, mas presença diária apenas há oito, sabe vender o seu peixe melhor que ninguém – raras são as vezes em que não pergunta se já conhecemos um determinado doce e se o queremos provar. Como não?

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos

Clube de Jornalistas

4 /5 estrelas

É um dos restaurantes mais românticos de Lisboa, onde pode levar à vontade a cara metade e fazer-lhe todas as declarações de amor do mundo sem medo de ser ouvido pelos outros comensais – é provável que eles falem outra língua. O sítio tem mais turistas do que jornalistas, mas a cozinha de Ivan Fernandes merece ser conhecida por todos. Especialmente a beringela assada, com caramelo de miso e pistáchio. 

 

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade

Churrasqueira Central da Lapa

Os carros parados em quatro piscas, dos dois lados da estrada são (além de uma contra- -ordenação) uma constante à porta da Churrasqueira Central da Lapa, que despacha uma média de 60/70 frangos por dia (11,30€/kg). Luís, o actual dono, ficou com o negócio da família, com loja aberta há 26 anos, e recomenda que se encomende o frango de antemão. Pode vir com batatas fritas, salada de tomate e arroz ou trocar o bicho pelo coelho, a entremeada, o piano, as salsichas, tudo feito na grelha.  

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos

Chef

É o salão de chá de eleição dos habitantes da Lapa. Um ponto de encontro aos almoços e lanches, um bom sítio para ir mostrar o neto que acabou de nascer e um pronto-a-comer para refeições rápidas a qualquer hora.  Comer os brigadeiros, comprar um pacote de batata palha (finíssima, deliciosa) ou desencantar uma refeição para seis pessoas à última da hora são tudo hábitos comuns de quem ali tem residência. Bons hábitos, note-se.   

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade

Cristal

A par do Chef, é outro dos pontos de encontro da Lapa (senhoras, ir em traje de ginástica e com o cabelo por lavar pode não ser a melhor ideia), sobretudo aos pequenos-almoços e lanches. Culpem-se os palmiers, os croissants, as línguas de veado, os brioches, os croquetes… a lista podia continuar por estas páginas fora, mas o melhor mesmo é ir lá comer, ups, ver com os seus próprios olhos.  

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos

Olissipo Lapa Palace

5 /5 estrelas

Não precisa de fazer check-in para entrar neste luxuoso palácio do século XIX, onde alguém há-de ter vivido muito bem – Columbano Bordalo Pinheiro pintou o antigo salão de baile, para ter uma ideia do que se fala. O restaurante está aberto todos os dias para almoço e jantar e ao fim do dia há um afternoon tea, no Bar Rio Tejo, e uma carta de refeições mais leves, servida nos meses quentes no terraço. Quer imortalizar o momento nas redes? 100 likes garantidos. 

 

Ver preços Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade

Churrasqueira da Lapa

Frango assado e batatas Titi. E mai nada. É deste duo que se faz o sucesso desta pequeníssima churrasqueira numa esquina da Rua Sant’Ana à Lapa, onde o franguinho assa sobre o carvão (10,85€/kg). Os irmãos Eduardo e Abílio Barbosa estão no activo há 39 anos, têm um tempero secretíssimo e o melhor esquema laboral que alguma irmandade pode arranjar: cada um trabalha apenas seis meses ao ano e descansa os outros seis.     

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos

Casa dos Ovos Moles

Auto-intitulam-se de padroeiros da doçaria conventual e dão a conhecer a história do país através dos doces com ovos. A oferta navega por todos os mosteiros do país e vai do pão de rala ao toucinho do céu, dos fidalgos ao pudim Abade Priscos, da torta de laranja aos rebuçados de Portalegre, num menu infindável que causa picos de glicémia só de ler. 

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade

XL

Longe vão os tempos áureos do XL, verdade, mas o restaurante continua a ser um porto seguro para jantar bem, jantar tarde e com bom ambiente. Enquanto a cidade cresceu em restaurantes de chef, o XL manteve a cozinha mais clássica, de toques portugueses e com alguma herança francesa. Diga lá se não caía bem agora um entrecôte à XL ou um soufflé de bacalhau? 

 

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos

Artisani

Os lisboetas já se habituaram às constantes novidades de sabores da Artisani, tanto quanto as crianças da zona já se habituaram a trepar para o baloiço da geladaria da Álvares Cabral. Além dos gelados na versão saudável, sem açúcar, entre as novidades dos últimos meses há gelado de alfazema, mel e limão e uma linha de pastelaria artesanal com vários bolos. 

 

Ler mais
Lisboa
Publicidade

Loco

5 /5 estrelas
Escolha dos críticos

Alexandre Silva escolheu abriu o seu LOCO longe dos bairros da moda. Detalhe que não o impediu de ter um restaurante bem sucedido, uma estrela Michelin no currículo e até acrescentar outra sala, onde montou um laboratório de experiências, chefiado por Manuel Liebaut. Descubra a criatividade que aqui fervilha, num dos dois menus, o de 14 momentos (86€) e o de 18 momentos (96€).

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos

El Quiosco

O quiosque do Jardim de São Bento, ao lado da Assembleia, acaba de reabrir com novo nome, nova gerência e novos pratos. Chama-se El Quiosco e, prepare o sotaque para os pedidos, vende tacos mexicanos. Tem o al pastor, o carnitas ou um mais simples, de batata doce e espinafres com molho de abacate (a partir de 4€, três unidades), e tem também tostas e saladas, que podem ser devoradas nas mesas do quiosque ou nas escadas do jardim, agora com almofadas e onde costuma bater o sol durante o dia.  

 

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade

A loja do Sr. Rocha

É um clássico da calçada, com portas abertas desde 1976, mas já na segunda geração da família. O Rocha actual renovou o espaço há dois anos, juntoulhe uma zona de cafetaria e recentemente acrescentou mais mesas e cadeiras para aproveitar os pequenos- -almoços e almoços feitos com produtos da mercearia. Tem bons queijos, fruta fresca vinda de Alcobaça, pão do restaurante Pachamama e tudo o resto que uma mercearia de bairro deve ter: enlatados, ovos, vinhos, detergentes e por aí fora.

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos

O melhor dos bairros de Lisboa

Restaurantes obrigatórios na Graça

Lá em cima, há muita coisa nova a dar nas vistas. No bairro que está cheio de graça, sobra sempre espaço para um novo restaurante, mais um petisco ou até um docinho, dos novos crepes aos famosos pastéis de nata. Eis 11 restaurantes e pastelarias obrigatórios na Graça.

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

Os melhores restaurantes no Bairro Alto

Corremos o Bairro Alto e cruzámo-nos com mais de 100 restaurantes pelo caminho, nem todos merecedores de nota, é certo. Da cozinha de autor ao restaurante israelita, estes são os oito melhores restaurantes no Bairro Alto. Recomendado: Os melhores restaurantes na Lapa e na Madragoa

Ler mais
Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Os melhores restaurantes no Saldanha para comer de manhã à noite

Pastelarias para as manhãs, restaurantes onde o prato do dia é a estrela e outros para ocasiões especiais. Para uma viagem ao passado, para o melhor éclair da cidade ou para comer à barra, já depois da meia-noite. Seguindo este roteiro pelos melhores restaurantes no Saldanha consegue isto tudo e nem precisa de se levantar cedo, que há uns quantos brunchs.

Ler mais
Por Catarina Moura

Comentários

0 comments