A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
ostras praia no parque
Duarte DragoOstras da Barra do Praia no Parque

Os melhores sítios para comer ostras em Lisboa

O Dia Mundial da Ostra é 5 de Agosto, mas nestes sítios para comer ostras em Lisboa pode e deve pedi-las em qualquer altura.

Escrito por
Inês Garcia
Publicidade

Todo o planeta celebra o Dia Mundial da Ostra a 5 de Agosto, só os Estados Unidos mostram emancipação e celebram o Dia Nacional da Ostra. Geopolítica à parte, a ostra portuguesa já foi uma importante fonte de rendimento em Lisboa, no Estuário do Tejo, até aos anos 1970, quando em França, para onde eram exportadas, eram conhecidas como les portugaises. Os níveis de poluição do rio aumentaram no final do século e as ostras nunca mais voltaram. Hoje há programas para a recuperação desta espécie particular no Estuário do Sado.

Até haver novas da ostra portuguesa, contentemo-nos com a ostra do Pacífico, ou giga, a que mais é produzida nas rias Formosa, de Alvor, no rio Mira, no Alvor. Para comer ostras em Lisboa não tem de acordar às quatro da manhã e meter os pés na água, basta ir a um destes restaurantes, uns clássicos, outros novos, que vão além do centro de Lisboa.

Recomendado: Os melhores restaurantes de praia

Os melhores sítios para comer ostras em Lisboa

  • Compras
  • Mercearias finas
  • Santos

Nesta mercearia e bar de vinhos em Santos, abrem-se e servem-se ostras à unidade. Pode comer lá e acompanhar com um copo de vinho (está no sítio ideal para ser bem aconselhado) mas se quiser comemorar o dia mundial deste molusco em casa, pode encomendar caixas de 2,5kg ou 3kg e fazer o seu próprio festim de ostras.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Alcântara

O crítico Alfredo Lacerda garante que as ostras são o melhor que vai comer no Doca de Peixe, o restaurante do grupo Doca de Santo nas Docas. São de calibre pequeno-médio, da Ria Formosa, e acompanham apenas com uns gomos de limão – que não precisa de usar, se gostar realmente do suco da ostra, e estas são docinhas e com um lombinho refinado. A sugestão é que acompanhe com uma garrafa de Murganheira Super Reserva de 2014. 

Preço: 2,50€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Chiado
  • preço 4 de 4

Restaurantes Michelin têm happy hour? Têm. E no Epur de Vincent Farges isso inclui ostras. O chef está a tirar proveito das enormes janelas do seu restaurante com estrela Michelin, viradas para o Largo da Academia Nacional de Belas Artes, no Chiado, com o conceito Epur à Janela, de quinta a domingo, entre as 16.00 e as 19.00. As ostras são da Ria Formosa e vendem-se à meia dúzia.

Preço: 18€ (seis unidades)

Sea Me
  • Restaurantes
  • Bairro Alto

Poucos restaurantes em Lisboa se podem orgulhar de ter um viveiro próprio. O Sea Me ostenta o feito aos seus clientes e ainda lhes propõe que provem as ostras de criação própria da Ria Formosa. Porém, vendem também ostras do Sado e as francesas Gillardeau. É escolher.

Preço: 2,50€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Avenida da Liberdade
  • preço 4 de 4

O JNcQUOI ganhou uma esplanada com 36 lugares em plena Avenida da Liberdade – há um estrado onde dantes estavam os lugares de estacionamento. A carta é assinada pelo chef António Bóia e traz um cold bar de onde saem, entre outras coisas, as ostras do Algarve. Pode pedir três, seis ou 12.

Preço: A partir de 9€ (três unidades)

  • Restaurantes
  • Frutos do mar
  • Oeiras

É verdade que quase todas as marisqueiras desta cidade servem ostras. E quase sempre de origem nacional. N'O Relento, excelente marisqueira em Algés, muitas vezes apagada pelas suas familiares da Grande Lisboa, as ostras selvagens vêm de Setúbal, são servidas ao natural e vendidas ao quilo.

Preço: 20€/kg

Publicidade
  • Restaurantes
  • Frutos do mar
  • Intendente

O Ramiro é casa do marisco e isto já não é novidade para nenhum lisboeta. Aqui, na avenida Almirante Reis, pode até começar pelas ostras, mas deite um olho à sapateira e à santola, e se se sentir em maré de gastar, deite a mão ao carabineiro e ao lagostim. Já sabe que a sobremesa é um prego. 

Preço: 11,97€/ kg

  • Restaurantes
  • Sintra

Miguel Esteves Cardoso define o Água e Sal, em Sintra, com duas palavrinhas: perfeição e simplicidade. À frente desta marisqueira está o filho da Dona Lurdes da famosa Adega das Azenhas que criou um espaço onde pode comer umas quantas ostras e rematar tudo com um gelado.

Preço: 21,90€/kg

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cascais

Nada como ir à fonte, isto é, ao lugar de onde vêm as ostras, mas já que não é nada cómodo entrar dentro de água, o mercado de Cascais tem este Marisco da Praça, bem perto da peixaria. Ainda vai admirar os bichos no gelo.

Preço: actualizado diariamente

  • Restaurantes
  • Sete Rios/Praça de Espanha

Os leitões que vai ver pelo Marquês de Palma vêm da bairrada mas são assados nesta cervejaria em São Domingos de Benfica. Converse um pouco com as lagostas que estão dentro do aquário, mas não se esqueça que está aqui por causa das ostras.

Preço: 2,50 a unidade

Publicidade
Edmundo
  • Restaurantes
  • Cervejarias
  • Benfica/Monsanto
  • preço 2 de 4

É uma das mais conhecidas marisqueiras de Lisboa e é espaçosa, o que dá jeito por estes dias. Há muitos petiscos por onde escolher e há percebes, sapateira, lavagante ou ostras. Uma dose de gambas à guilho é 13,50€. No fim da mariscada, peça um prego no pão (3,60€).

Preço: 20€/kg

Marisco para todos

  • Restaurantes

É uma tradição bem portuguesa, esta de rumar à esplanada assim que os casacos começam a ficar para trás. Talvez até antes disso, porque neste jardim à beira-mar plantado tudo serve de desculpa para fazer fotossíntese. Com isto em mente, quisemos trazer-lhe a papinha toda, dizer-lhe onde é que a pode fazer sem passar fome e sede. A lista que se segue é um apanhado das últimas novidades e de outras que ainda não perderam o cheiro a novo. Tudo o que tem de fazer é sair, com todos os cuidados que os novos tempos impõem, consultar este guia e aproveitar estas 22 novas esplanadas em Lisboa.

  • Restaurantes

O Verão chegou, ainda que a pandemia nos faça esquecer de algumas das coisas boas da vida. Esplanadas são das melhores invenções para manter os níveis de convívio social em segurança e escusado será dizer que no Time Out Market não faltam boas opções – não é por acaso que passamos a vida a dizer que é o lugar que reúne o melhor da cidade. Há uma ala de chefs, muitos deles premiados com estrelas Michelin, e especialidades para todas as horas e todos os gostos, para todas as idades e até para todas as alergias e intolerâncias. Em dias quentes, opte por uma destas esplanadas, ideais para finais de tarde ou almoços prolongados. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade