15 sítios de inspiração escandinava em Lisboa

Ora rendidos à decoração minimalista ora às iguarias e peças inspiradas no norte da Europa. Eis um roteiro de lojas, cafés e restaurantes com ar escandinavo
Copenhagen Coffee Lab
© Gabriel Tamez Copenhagen Coffee Lab
Por Maria Ramos Silva |
Publicidade

Das mesas e cadeiras aos cinnamon rolls, os sítios que se seguem investem num espírito clean e minimalista, que não defraudaria as tendências hygge ou lagom. E tudo isto sem sair de Lisboa. 

Sítios de inspiração escandinava

skora
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Dinamarquês

Skøra

icon-location-pin Lisboa

A maior referência que o comum mortal tem da cozinha nórdica é a cafetaria do Ikea, onde se comem boas almôndegas suecas mas a cozinha nórdica não é só isso: no Skøra há o melhor que se come na Dinamarca e nas ilhas Faroé mas também um bocadinho de tudo o que é nórdico, das sandes abertas com gravlax de salmão e as salsichas medista aos cinnamon rolls.

+ Dez paragens obrigatórias no Saldanha

Wish Slow Coffee House
© Ana Luzia
Restaurantes, Cafés

Wish Slow Coffee House

icon-location-pin Alcântara

Margarida Eusébio abriu a Wish em 2013, uma concept store com cadernos, caixas e prints de inspiração minimalista. Depois veio esta cafetaria de inspiração nórdica. Além da oferta de cafetaria - o café de saco aqui é preparado com todos os cuidados, torrado semanalmente e passado com paciência - há bolos que enchem o ar com cheiro doce.

+ As melhores concept stores em Lisboa

Publicidade
Dear Breakfast, brunch, pequeno almoço
©Francisco Santos
Restaurantes

Dear Breakfast

O Dear Breakfast quer prolongar (e melhorar) as manhãs, com ovos de todas as maneiras e feitios, tostas e sumos naturais. Toda a atmosfera foi pensada ao pormenor para ser uma boa maneira de começar bem o dia: a luz não é agressiva, os aromas são suaves, as cadeiras são em veludo azul e rosa e a música é sempre chill. Significa isto que sai sempre bem na fotografia.

+ Os melhores cafés de Lisboa

Mid Mod
Fotografia: Manuel Manso
Compras, Decoração

MID MOD

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Esqueça o caos (a que até achamos uma certa piada) habitual nas lojas de design vintage. Esta não podia ser mais organizada e vai deixá-lo de olhos pregados ao tecto logo à entrada. Porquê? Porque o forte da MID MOD são os candeeiros, de mesa, de pé, mas sobretudo dos que se penduram mesmo por cima das nossas cabeças. E se uns são pura extravagância italiana, outros seguem as normas sóbrias do design nórdico, aquilo que aqui nos traz. Claro que há muito mais por onde escolher, portanto não se acanhe. 

+ As melhores lojas de decoração em Lisboa

Publicidade
Compras

Retrox

icon-location-pin Intendente

Numa ruela anexa ao Largo do Intendente está esta pequena maravilha do mundo vintage, especializada em artigos mid-century (de 1950 a 1970). É lá que pode encontrar cadeiras incríveis estilo Bauhaus ou aqueles cadeirões egg style, típicos dos anos 60. E os aparadores de design nórdico? Perfeitos para uma decoração minimalista.

Heim Café
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Heim Café

icon-location-pin Santos

Que fique claro que Heim significa “casa” na Ucrânia, de onde vêm os donos deste espaço, mas a verdade é que o espírito  minimalista anda por aqui à solta, razão para associar o Heim Café a este elenco — até porque é bem capaz de se cruzar com seres louros forasteiros de pele escaldada pelo sol. 

 

Publicidade
Mylla
Fotografia: Manuel Manso
Compras, Decoração

Mylla

icon-location-pin Campo de Ourique

Mal se entra na nova loja de Campo de Ourique, percebe-se logo que há qualquer coisa de nórdico no ar. Pela escolha das peças, pelas cores e, claro, pela figura de Anna Nordberg, a proprietária da Mylla e presença constante atrás do balcão. À primeira vista, parece só mais uma loja de decoração, mas o alvo é bem mais específico. Com a mira apontada às varandas, terraços e quintais lisboetas, aqui a prioridade é convencer toda a gente dos encantos da vida ao ar livre. 

+ Vamos às compras em Campo de Ourique

Copenhagen Coffee Lab
© Viktor Holm
Restaurantes, Cafés

Copenhagen Coffee Lab

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Os grãos de café são colhidos na Etiópia, no Brasil ou na Guatemala, mas viajam até à Dinamarca para serem torrados, antes de chegar ao Príncipe Real. No Copenhagen Coffee Lab bebe-se café artesanal, de saco e filtrado na hora. Também existe em take-away e basta escolher a forma de o confeccionar: frenchpress, aeropress ou V60. O ambiente é cosmopolita e o branco domina a decoração clean.

+ Copenhagen Coffee Lab abre novo café com padaria em Alfama

Publicidade
Linhas e Formas
Fotografia: Manuel Manso
Compras

Linhas & Formas

icon-location-pin Lisboa

Com e sem costas. Com e sem braços. De madeira ou de metal. Fixas ou de baloiço. Brancas, pretas, amarelas, vermelhas ou azuis. Na meca das cadeiras em Lisboa há réplicas de modelos bem conhecidos e cobiçados, como a DSW de Charles & Ray Eames (campeã de vendas) ou a Tolix A de Xavier Pauchard. Sente-se confortavelmente, que tomar decisões nesta loja do Rato não é nada fácil. 

Cantinho do Vintage
Fotografia: Ana Luzia
Compras, Lojas vintage

Cantinho do Vintage

icon-location-pin Marvila

Um armazém perfeito para quem quer decorar a casa como se fosse uma viagem ao passado, que acabou de se instalar numa morada nova — refira-se que uma passagem pelo bairro da moda, Marvila, não fica concluída sem este endereço. O toque nórdico vagueia por aqui, não abundasse vontade entre os lisboetas de remodelar as suas casas segundo os parâmetros do norte da Europa. 

+ Roteiro perfeito em Marvila

Mostrar mais

Leituras a preceito

Copenhagen Coffee Lab
Fotografia: Ana Luzia
Notícias, Vida urbana

Adeus hygge, olá lagom

O léxico saído da Escandinávia continua a contagiar os estados de alma do mundo ocidental. Primeiro foi o termo dinamarquês hygge a marcar 2016, sintetizando a noção de conforto. 

Notícias, Vida urbana

Quantos likes vai dar o lykke dinamarquês?

Depois de hygge e de lagom, sai mais um conceito da Escandinávia para nortear o dia-a-dia. "Felicidade" é a fórmula proposta por Meik Wiking, autor de Os Segredos das Pessoas mais Felizes do Mundo.  

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com