A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
rhi Murmúrios de Pedro e Inês
©RHIMurmúrios de Pedro e Inês

Oito eventos a não perder no RHI – Revolution_ Hope_Imagination

A primeira edição do RHI, uma espécie de Web Summit da cultura, acontece em Lisboa entre sábado e domingo.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

Antes de marchar para outras 11 localidades de Portugal, de Faro a Guimarães, o RHI estaciona em Lisboa. A programação divide-se entre conversas, workshops e espectáculos e por cá estende-se pela Culturgest, São Luiz Teatro Municipal, MAAT, Casa da América Latina, CCB e Museu do Oriente. Uma iniciativa mundial que engloba 23 países, promovida pelo Arte Institute, uma organização com sede em Nova Iorque fundada pela portuguesa Ana Ventura Miranda para produzir e divulgar a arte contemporânea portuguesa. Anote as nossas sugestões e depois espreite o site www.rhi-think.com, onde encontra toda a (muuuito extensa) programação.

Recomendado: O miradouro das Amoreiras vai transformar-se numa silent disco por uma noite

Dar concertos lá na América

Os EUA não facilitam na hora de abrir a porta e é preciso dominar a chatice dos vistos ou das autorizações de trabalho. Na conversa “Media, R.P. e Representação Legal para Actuar nos EUA”, o público vai receber ferramentas para promover os seus espectáculos nos EUA, com a ajuda de oradores como Jason Pine, editor da revista Rolling Stone; Mathew Covey, fundador da Tamizdat, uma organização não lucrativa de ajuda ao intercâmbio cultural; e Catalina Maria Johnson, criadora do programa de radio Beat Latino, transmitido por todo o mundo.

Culturgest. Sáb 14.30. 10€-50€

Beber do Santo Graal do cinema

O cinema americano é popular entre o público português, que também se vai apaixonando por algumas produções nacionais. Enquanto Variações bate recordes de bilheteira, na palestra “Mercado e Modelo Americano” apresenta-se uma visão geral da indústria do cinema americano e debate-se o que pode ser aplicado à indústria portuguesa. Os oradores convidados são o actor Joaquim de Almeida, o produtor Hugo Nóbrega e a actriz Benedita Pereira.

CCB. Sáb 11.30. 10€-50€

Publicidade

A Avó Veio Trabalhar: Bordado de Fotografia

As avós mais populares de Lisboa vão fazer das suas. Neste caso, ensinar a fazer um bordado criativo numa fotografia de Lisboa, impressa num tecido a preto e branco. Enquanto aprende a bordar, aproveite para ouvir divertidas histórias sobre Lisboa e o tempo das avós, uma experiência única de partilha de conhecimentos. Há anedotas, para que não perca a inspiração.

Casa da América Latina. Dom 10.30. 35€

Wigglebots

Na Sala de Projecções do MAAT vai ser possível construir um pequeno robô insecto de raiz. Antes de perguntar “porquê?” diga “por que não?” e inscreva-se para aprender a soldar e construir o seu próprio robô, que no final da aula pode mesmo levar para casa. O workshop é desenhado por membros do MILL – Makers In Little Lisbon, um quartelgeneral lisboeta criado por apaixonados por bricolage electrónica e que têm uma oficina comunitária para quem quiser desenvolver os seus projectos.

MAAT. Sáb 14.30. 26€

Publicidade

Dança, com Marta Coutinho

A bailarina Marta Coutinho dá um workshop de introdução à dança para crianças dos seis aos nove anos de idade em pleno palco do São Luiz. Durante uma hora todos vão descobrir os diferentes movimentos que o nosso corpo pode criar a partir de desenhos, objectos, histórias, gargalhadas ou danças do mundo.

São Luiz Teatro Municipal. Sáb 10.30. 4€

Murmúrios de Pedro e Inês

O Museu do Oriente será palco de uma coreografia onde a dança usa dois corpos para contar a história de Pedro e Inês, num ballet que mistura a música contemporânea com o som da língua portuguesa. O espectáculo é acompanhado pela música de Bernardo Sassetti e Fernando Lopes-Graça, o texto é do escritor Afonso Cruz, um dos programadores deste RHI, e o guarda-roupa tem a assinatura de José António Tenente. A direcção artística ficou nas mãos de Solange Melo e de Fernando Duarte, que também assume a coreografia desta brava e apaixonada dança.

Museu do Oriente. Dom 18.30. 10€

Publicidade

Desnavegar

Escrita, desenho e música juntam-se para contar uma história em tempo real, no Grande Auditório da Culturgest. Desnavegar reúne três linguagens que se entrelaçam e junta o artista visual António Jorge Gonçalves, o pianista Filipe Raposo e o escritor Ondjaki. O espectáculo conta ainda com a participação especial de Afonso Cruz e de Filomena Cautela.

Culturgest. Sáb 19.00. 13€

SÓ.TÃO

Luiz Caracol e Gus Liberdade apresentam o seu mais recente projecto, onde criam vários ambientes sonoros e misturam as suas artes, como a música e a animação audiovisual. Enquanto Caracol empresta ao espectáculo o seu lado de multi-instrumentalista, Liberdade adiciona as suas animações visuais, numa viagem bastante particular na Casa da América Latina.

Casa da América Latina. Sáb 19.00. Entrada livre

Mais festivais para aproveitar

  • Coisas para fazer

Nesta que será a sexta edição, o espaço surge renovado e presta-se tributo a um dos mais notáveis criadores de histórias de banda desenhada, que morreu em Novembro do ano passado: Stan Lee. Com a Comic Con a assumir na sua identidade visual o universo de super-heróis e cidades criadas pelo criador norte-americano, os visitantes vão ser recebidos por um pórtico a recriar Nova Iorque, com representações de edifícios presentes em diferentes filmes do Universo Marvel, como a famosa Torre Stark, da personagem Homem-de-Ferro. 

  • Coisas para fazer

Mais de duas dezenas de propostas, quase todas elas ao ar livre, e todas de entrada gratuita. Um extenso cartaz que o convida a saltitar entre praças, jardins e diferentes bairros da cidade. É assim o Lisboa na Rua, uma iniciativa da EGEAC que dura até final de Setembro. Há música, teatro, cinema, dança, magia e passeios. O conselho que lhe damos é que antecipe a habitual compra de uma nova agenda e comece a tirar notas e a organizar-se, porque a escolha é muita. Damos-lhe boas razões para sair de casa. Ponha-se na rua.

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade