Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Doces de Natal que não podem faltar na sua mesa

Doces de Natal que não podem faltar na sua mesa

Saiba onde comprar os doces de Natal imperdíveis na consoada (e no resto da quadra).

Publicidade
doces de natal
©Arlindo Camacho

A única época do ano em que é justo ter mais olhos que barriga é esta. Fomos do Estoril a Odivelas e ainda nos perdemos no centro da cidade para compor a nossa mesa de doces de Natal com tudo a que temos direito. Falamos das rabanadas, dos sonhos, coscorões, filhoses, troncos de Natal com mais e menos chocolate, bolo-rei e rainha, especialidades dos Açores. Dietas e detoxs, por agora, são proibidos. Estes são os doces de Natal imperdíveis na consoada (e no resto da quadra). Em Janeiro logo se vê.

Recomendado: Os melhores restaurantes em Lisboa para o dia de Natal

Doces de Natal que não podem faltar na sua mesa

Restaurantes

Pão de rala

Chiado

Pastelaria Batalha, 16€/kg

A Pastelaria Batalha, com casa no coração do Chiado, tem toda uma montra de doces de Natal para abastecer o banquete de família. Entre os mais tradicionais está o pão de rala, doce conventual alentejano, carregadinho de ovos, açúcar, amêndoa e gila (16€/kg). Se preferir tratar das encomendas todas num só sítio, encomende aqui também os sonhos (1,10€/unidade), as broas castelares (14€/kg), os coscorões (1,20€/unidade) ou a lampreia de ovos (19,50€/kg).

Tronco de Natal da Brigadeirando
©DR
Restaurantes, Pastelarias

Tronco de Natal

Alcântara

Brigadeirando, 35€

O tradicional é só o ponto de partida para Carolina Henke, a brasileira que nos pôs a comer os seus brigadeiros artesanais na Lx Factory. Para este Natal alargou o leque de opções especiais e o mais difícil vai ser escolher qual quer na sua mesa. Comecemos pelo tronco: um salame de brigadeiro cremoso com bocadinhos de pistáchio e framboesa desidratada pelo meio para desenjoar (35€). As fatias são densas (e aconselhamos que sejam fininhas) mas perfeitas para fazer uma pausa nos fritos. E serve aproximadamente 15 pessoas. Pode tratar das encomendas todas online.

Publicidade
L'Éclair
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Francês

Galette des Rois

Avenidas Novas

L'Éclair, 25€

A L’Éclair, responsável pelos elegantes e geniais éclairs que nos deixam a salivar vez após vez, faz jus à pastelaria francesa com a Galette de Rois, uma massa folhada invertida com creme tradicional frangipane. É para comer nos Reis mas pode ir abrindo caminho já na mesa. Já que vai tratar das encomendas, na L'Éclair há também três troncos de Natal diferentes (entre os 39 e os 42€) ou éclaires gigantes (40€).

Confeitaria Nacional
Inês Félix
Restaurantes, Cafés

Bolo-rainha

Baixa Pombalina

Confeitaria Nacional, 23,75/kg 

Vamos dar descanso ao bolo-rei na Nacional este ano, depois de décadas a ser chamado à mesa como o mais icónico de Lisboa. O rainha tem uma massa igualmente boa e passa no crivo de todos aqueles que teimam em querer convencer a família de que a fruta cristalizada não faz sentido.

Publicidade
Alcôa
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Lampreia de ovos

Chiado

Alcôa, 29,80€/kg

Ao leque de doces conventuais dourados e reluzentes, a Alcôa acrescenta todos os Natais os bolos-reis (22,90€/kg) e rainha (27,90€/kg), ambos premiados, e bonitas lampreias de ovos, um dos doces mais procurados do Natal. É feito como manda a lei e é igualmente bem decorado, com olhinhos-cereja e uma boca de ananás – convém encomendar com antecedência.

Pudim do Abade
©Manuel Manso
Restaurantes

Pudim Abade de Priscos

Cais do Sodré

Pudim do Abade, 36€

Miguel Oliveira especializou-se em pudim Abade de Priscos e tornou-o famoso entre os restaurantes lisboetas. Além de um quartel-general do doce em Campo de Ourique, onde pode levantar as suas encomendas, tem também uma casa fixa, sempre aberta, no Time Out Market (aqui pode experimentar uma fatia (6€), antes de o levar para sua cara). O pudim vem na sua forma original, portanto depois pode reutilizá-la.

Publicidade
Restaurantes

Filhoses

Princípe Real

Confeitaria Cister, 1,20€/uni

A confeitaria onde Eça de Queiroz tomava o pequeno-almoço servir-lhe-ia por esta altura uma das suas filhoses beirãs. Para quem chama filhós ao coscorão, não se atrapalhe: esses estão mesmo ao lado.

Restaurantes, Pastelarias

Coscorões

Cascais

Garrett do Estoril, 1,50€/uni ou 22,50/kg 

As filas para o bolo-rei já são praxe quando o encomenda na Garrett. Já que vai esperar, aproveite para provar, também, os coscorões. São finos e estaladiços – a grande diferença para as filhoses é a massa, que neste caso é bem esticada antes de frita em óleo –, e têm a quantidade certa de açúcar e canela.

Publicidade
bolo rainha da benard
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Bolo-rei

Chiado

Benard, 18,95€/kg

Traz brinde de loiça (spoiler: para o presépio) e fava. A Benard avisa sobre estes objectos intragáveis com uma nota sobre o bolo, nós avisamos sobre o resto: uma massa leve, bem fermentada e recheada de frutos secos e frutas cristalizadas. Por fora é a mesma decoração elegante que se encontra nos reizinhos, na vitrine por esta altura.
Sacolinha
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Pastelarias

Sacolinha

Chiado

Sacolinha, 1,30€ (até duas unidades, à terceira vende-se a 20€/kg)

Famosa pelos croissants com doce de leite, a Sacolinha é uma das mais completas padarias e pastelarias da cidade. Um antro de calorias com pão para todos os gostos, uma variedade impressionante de salgados, doces e respectivas miniaturas e, sim, as melhores bolas de berlim com doce de leite da cidade. Do país. Do mundo. Nesta altura tem sonhos, naturalmente. É juntar uma caixinha cheia de miniaturas e levá-las para casa ou combinar um lanche. 

Publicidade
Restaurantes, Cafés

Rabanadas

Avenidas Novas

Pastelaria Versailles, 1,70€/uni

A vitrine da Versailles tem um sem-fim de sonhos, broas castelar, azevias e rabanadas, ali mesmo a jeito do pequeno-almoço. São altas, feitas com pão de forma, e molhadas q.b.

PASTELARIA FARUQUE
©DR
Restaurantes, Pastelarias

Azevias

Grande Lisboa

Pastelaria Faruque, 1,20€/uni

O Sr. José António, ao balcão, é o mesmo que faz todos os doces da casa, da marmelada branca de Odivelas às azevias de grão, batata doce ou chila. Não tem problemas em dar o segredo da massa: uns quantos decilítros de aguardente que se notam bem e ainda bem.

Publicidade
paupério campo de ourique
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Mercearias finas

Sortido

Campo de Ourique

Paupério, 9,75€

A marca de biscoitos de Valongo é mais do que centenária, mas só no final de Novembro abriu loja em Lisboa, em Campo de Ourique. Com a marca chegou o novíssimo Sortido Negro, numa caixa de papel inspirada nos designs antigos: biscoitos cobertos de chocolate para ir trincando até à meia-noite. O pão-de-ló da marca também se encomenda e compra aqui (16,95€/kg).

Receitas com segredo
©Manuel Manso
Restaurantes, Pastelarias

Torta de laranja

Carnide/Colégio Militar

Receitas com Segredo, 20€

Para juntar aos mais tradicionais (e para quem não vai com frutos secos e fritos), a torta de laranja é um bom acrescento. O produto-estrela desta pastelaria é, precisamente, a torta de laranja, que o pasteleiro Marco Costa faz na versão tradicional, com laranja do Algarve (2€ a fatia/20€ a torta inteira). Há outras versões com chocolate. Há ainda o bolo-rei feito com a tradicional massa lêveda, opções de maçã ou de Nutella e o bolo-rainha sem fruta cristalizada. As rabanadas e os sonhos (1,50€ cada) também estão na vitrine, e prontos a encomendar, nesta época. 

Publicidade
Padaria da Esquina
©Duarte Drago
Restaurantes, Padarias

Bolo de Natal dos Açores

Campo de Ourique

Padaria da Esquina, 34,50€

Este Natal, a Padaria da Esquina de Mário Rolando e Vítor Sobral está pronta para encher a mesa com filhós de abóbora (15,50€/kg ou 0,85€/unidade), sonhos (1€/unidade), bolo-rei (21,50€/kg) ou bolo rainha (22,65€/kg) – pode até criar um cabaz de Natal personalizado com estes e outros doces, salgados e até bebidas. Mas a especialidade esta quadra é o bolo de Natal dos Açores, limitado a 100 unidades. A receita varia de ilha para ilha, é preparado com bastante antecedência (o tempo vai apurando e realçando o seu sabor) e guardado em papel vegetal. Leva melaço de cana das ilhas, frutos secos e cristalizados e manteiga dos Açores.

Natal em Lisboa

Wonderland 2018
Duarte Drago
Coisas para fazer

Os melhores mercados de Natal em Lisboa

Começou a contagem decrescente para o Natal e, por esta altura, os mercados na cidade começam a multiplicar-se que nem fatias de bolo-rei na hora do lanche. São mercados que assentam que nem uma luva a quem quer fugir da confusão da quadra nos centros comerciais ou mesmo para aqueles que deixam tudo para a última (há datas para compras tardias a pensar nos esquecidos). Para o menino, para a menina, novinho em folha ou à espera de uma segunda vida, enfim, há de tudo por estas bandas. Anote as melhores sugestões de mercados de Natal em Lisboa e divirta-se.

Wonderland
Fotografia: Duarte Drago
Coisas para fazer

Pistas de gelo em Lisboa para deslizar no Inverno

Tem queda para a patinagem? Na verdade, não precisamos de saber, porque estas pistas de gelo espalhadas pela cidade e arredores estão preparadas para todos — profissionais e amadores, crianças e adultos. O objectivo é esquecer durante uns instantes (o suficiente para um trambolhão ou uma pirueta) a azáfama dos presentes de Natal e a confusão das lojas. O programa é, aliás, muito simples: passar uma tarde diferente de patins calçados e tentar não cair nos primeiros minutos. 

Publicidade
Terreiro do Paço - Luzes de Natal
©Inês Félix
Coisas para fazer

As coisas mais natalícias para fazer em Lisboa

Estamos naquela altura do ano em que toda a gente volta a adicionar Mariah Carey às playlists diárias, sem vergonha de voltar a colocar na órbita dos mais ouvidos do ano o “All I want for Christmas is you”. E se há altura em que Lisboa fica ainda mais iluminada do que o habitual é no Natal – as iluminações especiais abrem caminho nos bairros da cidade e os passeios longos na rua (à procura deste ou daquele presente) começam a parecer menos dolorosos, mesmo com o frio a bater na cara. 

Publicidade