Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Estas casas de banho de restaurantes são originais e bonitas

Estas casas de banho de restaurantes são originais e bonitas

Os restaurantes em Lisboa andam a esforçar-se em decorações inesquecíveis e isso vai além da sala de refeições. Espreite estas casas de banho e diga de sua justiça.

Mamasan
Duarte Drago
Publicidade

A comida será sempre o que o levará a um restaurante, quer estejamos nós a falar de pratos de fine dining como de pratos de gastronomias do mundo, para comer à mão sem pudores ou atacar com faca e garfo. Isso é ponto assente. Depois vem a decoração: vale uma fotografia para o seu álbum de conquistas gastronómicas ou para as redes sociais? Os restaurantes em Lisboa têm atenção a mesas, expõem os mármores bonitos ou colocam toalhas à antiga, têm peças de artistas conceituados e apostam tudo na iluminação. Mas não são só as salas principais e as cozinhas expostas que andam cada vez mais bonitas – é preciso dar tudo nas casas de banho. Há quem escolha grandes espelhos para selfies, outros disponibilizam cremes e até perfumes para se borrifar consoante o estado de espírito do dia. Estas casas de banho de restaurantes são originais e bonitas e merecem uma visita.

Recomendado: Os melhores novos restaurantes em Lisboa

Estas casas de banho de restaurantes são originais e bonitas

JNcQUOI
©Arlindo Camacho
Restaurantes

JNcQUOI

icon-location-pin Avenida da Liberdade

O JNcQUOI, um empreendimento do grupo Amorim Luxury tem três andares, com restaurante no piso de cima, um DeliBar no piso intermédio, com um balcão com capacidade para 42 pessoas e uma carta própria, e loja. É neste piso que estão as casas de banho impressionantes, ou não virassem pista de dança às sextas e sábados. No centro da sala espelhada, uma espécie de hall de entrada que dá acesso às casas de banho, está uma mesa de som onde montam a mesa de DJ. É para entrar ou sair da casa de banho e deixar-se logo ficar.

Mamasan
Duarte Drago
Restaurantes, Japonês

Mamasan

icon-location-pin Santos

Depois da foto à luz brilhante do neón que ilumina a sala do Mamasan, um restaurante japonês de espetadinhas japonesas (yakitori), vá à casa de banho. É que esta é mais do que um espaço útil, os donos quiseram que fosse um sítio de convívio. É unissexo, está forrada com posters de shunga, uma espécie de Kamasutra nipónico, imensos espelhos em madeira antigos que compraram numa ida à Feira da Ladra e três portas – uma delas tem uma máquina de jogo de street fight, para usar sem pôr moedinha. 

Publicidade
100
©DR
Restaurantes

100

icon-location-pin Bairro Alto

O novo 100 de Ljubomir Stanisic é uma viagem empolgante, com muito rock, não apenas pelo mundo, mas pela vida do chef. O restaurante tem um ambiente íntimo e sofisticado, mas ao mesmo tempo descontraído. Há um menu de degustação (110€, sem bebidas) que se estende por sete momentos, todos eles identificados como se de um livro se tratasse: em capa, prefácios, capítulos, posfácio e conclusão. O conselho é que vá com tempo, que ninguém lê um livro a correr. E visite a casa de banho. Depois de passar por um longo corredor espelhado onde vai ouvindo umas vozes, quando entrar no cubículo vai perceber as tais vozes: em loop há umas gravações históricas com discursos variados, como de Nelson Mandela.

Casa de banho Ferroviário
Manuel Manso
Noite

Ferroviário

icon-location-pin São Vicente 

Depois de um ano gasto em remodelações, o Ferroviário voltou no Verão de 2018 a assumir-se como lugar de referência para as tardes e noites de Lisboa. Em 2019 acrescentou-lhe um restaurante, com mão do chef Victor Hugo. Quer vá só beber um bom cocktail ou jantar à séria, vá à casa de banho: a decoração combina com o lado tropical do Ferroviário, com um papel de parede coberto de flamingos rosa forte.

Publicidade
Restaurantes, Asiático contemporâneo

JNcQUOI Asia

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Tal como o irmão mais velho, o JNcQUOI Asia tem uma decoração impressionante. O projecto é obra de Lázaro Rosa Violán e destaca-se pelos interiores sofisticados e ambientes casuais de funcionalidade eclética, sempre com motivos asiáticos por todo o lado. A casa de banho não foge à regra e mantém os tons escuros e misteriosos mas no lugar do lavatório está uma imponente banheira antiga. 

Restaurantes

Meat Me

icon-location-pin Grande Lisboa

O nome do novo projecto do grupo Sea Me dedicado ao mundo da carne, no Chiado, entre o Teatro São Luiz e o São Carlos, é um convite: Meat Me, como quem diz, venha conhecer os bons cortes de carne da casa. Além do restaurante clássico no piso térreo – onde, ainda assim, existem duas áreas de refeição, uma mais informal, com mesas de mármore e botões para pedir flutes de champanhe, e outra com toalhas de tecido e tecto forrado a mantas da Mizzete, uma fábrica alentejana de lanifícios –, há uma mezzanine com um bar luxuoso. É nesse piso que fica a casa de banho unissexo. Em mármore escuro, tem  diferentes perfumes unissexo para o cliente usar à vontade consoante o seu estado de espírito.

Publicidade
Casa de banho Crack Kids
Duarte Drago
Restaurantes, Mexicano

Taco Shop #1

icon-location-pin Cais do Sodré

O Pistola y Corazón abriu um irmão mais novo dentro da Crack Kids Lisboa, uma espécie de meca do graffiti, com os tacos em destaque, menos filas e boas bebidas. A cor das paredes graffitadas no espaço da loja e restaurante prolonga-se para as casas de banho, com tags do chão ao tecto.

Restaurantes, Haute cuisine

Fifty Seconds

icon-location-pin Parque das Nações

Esta é, provavelmente, a casa de banho com a melhor vista da cidade. O primeiro restaurante em Lisboa de Martín Berasategui, o chef espanhol com mais estrelas Michelin, fica no topo da Torre Vasco da Gama, no hotel Myriad by Sana, e a vista que se tem da sala de refeições (uma vista 360º para o rio, a Ponte Vasco da Gama e o Parque das Nações) é a mesma que se tem nas casas de banho. 

 

Publicidade
Restaurantes, Asiático contemporâneo

Soão

icon-location-pin Alvalade

Os ventos do Oriente trouxeram esta taberna asiática para Alvalade: o Soão, do grupo Sea Me, tem pratos de seis países da Ásia. No piso de cima há umas quantas mesas e um balcão mas tudo acontece no piso debaixo, onde há outra experiência. As ementas são até encadernadas de maneira diferente, para fazer a distinção total. São quatro salas privadas, num ambiente de luxo decadente, com mesas redondas e muitos detalhes nas paredes, seja em seda, veludo ou bambu, e um mural do artista Miguel Burumm. As casas de banho são depois das salas privadas e mantém o mesmo ambiente de cabana asiática luxuosa. 

Restaurantes, Italiano

Memoria

icon-location-pin Campo de Ourique

O grupo Non Basta abriu o italiano Memoria para apelar às recordações de almoços em família na infância, um restaurante com mais produtos italianos, uma série de novos pratos e a valorização do aperitivo Spritz. O espaço não podia ser mais diferente dos outros restaurantes do grupo: o interior é mais estreito, em tons rosados, com mesas com tampos de mármore. As casas de banho são iluminadas com uma luz vermelha, outra cor predominante do espaço. 

Publicidade
Restaurantes

The Garage-Smokehouse & BBQ

icon-location-pin Alcântara

No espaço de uma antiga tasca em Alcântara, nasceu o The Garage – Smokehouse & BBQ, onde carne é rainha e a banda sonora um acompanhamento. Tudo isto é servido num imaginário recortado das road trip americanas, que continua na casa de banho. Retrovisores de carros antigos foram aproveitados para fazer um jogo de espelhos diferente, as mangueiras de gasolineiras servem como torneira e antigos bidons de óleo antigos foram reaproveitados para lavatório.

View this post on Instagram

casa de banho ✔️ props! @bronzeweldworks

A post shared by The Garage - Smokehouse & BBQ (@garagesmokehouse) on

Os melhores restaurantes em Lisboa

Terraço 23
Francisco Santos
Restaurantes

Nos restaurantes com vista em Lisboa não olhe só para o prato

O prato é tudo, mas se vier acompanhado de uma vista para admirar nos intervalos entre garfadas melhor. E vistas são o que não falta a esta cidade das sete colinas – se formos ao mais alto edifício da Bica temos Cais do Sodré e muito Tejo, do alto do centro da Baixa temos o traçado ortogonal do Marquês e ao fundo as ruínas do Carmo. Da colina oposta vê-se Castelo, Sé e Senhora do Monte e se formos até Belém, há um imenso Ginjal na outra margem e uma ponte digna de filmes estrangeiros. Não faltam vistas a esta cidade e restaurantes também não.

Prado
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os restaurantes mais bonitos em Lisboa

Espelho meu, espelho meu, haverá algum restaurante mais bonito do que eu? A pergunta é legítima, dado o esforço que os restaurateurs desta cidade têm feito em montar projectos de encher o olho. E a verdade é que os olhos não só comem o que vem para a mesa como também gostam de um espaço cuidado e decorado com gosto. Lisboa está cheia de belíssimos projectos de restauração – venham mais – mas este é o nosso top de restaurantes mais bonitos em Lisboa, do velociraptor no meio da sala às flores a cair do tecto.

Publicidade