A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
planetário calouste gulbenkian, planetário
©Primeira Luz

Uma Aventura na Cidade: 13 paragens obrigatórias para crianças

Há muito para ver e fazer com crianças em Lisboa. Junte a família e aventure-se na cidade.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
e
Vera Moura
Publicidade

Depois das aulas à distância e das brincadeiras entre quatro paredes, chegou a altura de os mais novos correrem pela porta fora e voltarem a explorar a cidade. Despertámos as crianças dentro de nós e juntámos 13 paragens obrigatórias para os miúdos, grandes e pequenos, viverem Lisboa em 2021. Entre planetários, centros culturais e de ciência, quintas pedagógicas, santuários ao ar livre e até lojas e oficinas, o que não falta nesta lista são ideias de coisas para ver e fazer com crianças. Agora, quem vai a reboque são os mais velhos.

Recomendado: Os melhores passeios com crianças em Lisboa

Uma Aventura na Cidade

  • Atracções
  • Belém

Quem somos num mundo ao contrário? Está na hora de ir à procura de respostas Do Outro Lado da Toca, no Centro Cultural de Belém (que nunca se esquece dos mais novos, com um serviço educativo bem animado). A partir das célebres obras de Lewis Carroll, As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho, a nova instalação imersiva da Fábrica das Artes convida-nos a viver o absurdo conto de fadas, onde tudo se transforma à mercê da nossa imaginação. Entre jogos de linguagem e a alucinação do conhecimento, os visitantes, pequenos e grandes, são desafiados a deixar-se cair na toca do Coelho Branco. E a questionar o que os rodeia, de caderno de campo na mão, sem medo de ficar de pernas para o ar.

  • Miúdos
  • Encarnação

E se trocar o ar condicionado pelo ar puro do campo? Não precisa de começar a fazer as malas: na verdade, nem sequer é preciso sair da cidade. Basta apanhar o metro, sair na estação certa e ir à procura de um dos lugares mais privilegiados de Lisboa. Nesta quinta, há cozinhas tradicionais, lavoura, tradições rurais e muita diversão para todos, inclusive para o puro raça lusitano Lanceiro, o cisne australiano Duque e o burro Bucho. A entrada é gratuita, mas vale a pena inscrever os miúdos nas actividades que se organizam aos fins-de-semana.

+ Os meninos da cidade ficaram fãs do campo? Há mais quintas pedagógicas em Lisboa e arredores

Publicidade
  • Atracções
  • Belém

Foram meses e meses a ver o céu pela janela. Enquanto as férias de Verão não chegam e há horas para ir para a cama, deixe-os com a cabeça na lua em plena luz do dia. Onde? No Planetário, claro. Sob a cúpula semiesférica de 23 metros, é possível observar nebulosas, galáxias e milhares de estrelas. Mas há mais, para além do observatório: como uma galeria com diversas exposições temáticas e uma biblioteca com mais de mil títulos. Já para não falar da programação, com várias actividades educativas, desde sessões temáticas para diferentes faixas etárias até observações astronómicas para toda a família.

Sintra
©DR

4. Sintra

Lá no cimo da montanha, não faltam coisas para descobrir: parques, jardins e palácios, para lavar as vistas e passear; praias paradisíacas e até mais ou menos secretas, para fazer castelos na areia e engolir um ou dois pirulitos; reservas e quintas pedagógicas, com burros, póneis, porcos e ovelhas; um museu interactivo onde os miúdos se podem armar em pivôs e fazer directos como na televisão; e até um eléctrico de 1904, que mesmo já velhinho faz 13 quilómetros de sobe e desce, curvas e contracurvas, entre a serra e o mar. Ir à vila é um programa para o dia inteiro ou, por que não, para uma escapadinha de fim-de-semana. Também há bons hotéis para pernoitar e de certeza que os miúdos aprovam uma noite fora de casa.

Publicidade
Coolture Tours
©DR

5. Coolture Tours

Aqui, quem determina a paragem é Felisa Perez, a lisboeta que com a Coolture Tours conseguiu convencer os mais novos que as visitas guiadas não são uma seca nem estão reservadas às viagens ao estrangeiro. Com ela, a História conta-se na primeira pessoa: a rainha D. Maria Pia de Sabóia mostra o Palácio da Ajuda, o cocheiro Alcibíades conduz a visita ao Museu dos Coches, Fernão de Magalhães dá uma volta ao mundo sem sair do Museu de Marinha e a governanta D. Cremilde revela todos os segredos do Palácio do Correio-Mor. Este Verão, há duas novas paragens para descobrir com os guias-actores: o Passeio Marítimo de Algés, numa voltinha de bicicleta até à praia com Sua Alteza, a Rainha D. Maria Pia, e o coração da cidade, à boleia da poesia de Fernando Pessoa.

  • Museus
  • Ciência e tecnologia
  • Parque das Nações

Roteiro infantil na cidade sem paragem no Pavilhão do Conhecimento só pode ser brincadeira de mau gosto. É que não são só os cientistas malucos, os astronautas em potência e os crominhos com tiques de engenhocas que deliram com as instalações interactivas e as exposições temporárias deste museu da ciência inaugurado na Expo 98: qualquer criança (ou adulto com pinga de curiosidade) vai gostar de fazer uma visita. É que aqui, podem – e devem – mexer em tudo. E há uma nova exposição para descobrir.

Publicidade
  • Atracções
  • Zoológicos e aquários
  • Sete Rios/Praça de Espanha

Se ainda ninguém inventou, inventamos nós: a bucket list da infância, que troca as coisas que temos de fazer antes de morrer, pelas que temos de fazer antes de crescer. E, tenha que tamanho for, nessa lista não pode nunca faltar o fungagá da bicharada do Zoo, paragem mais-do-que-obrigatória para todas as famílias alfacinhas (ou de visita a Lisboa). Durante o confinamento, o Jardim Zoológico fez companhia a muitos miúdos, com visitas à distância, conversas com biólogos e outras actividades relacionadas com algumas das mais de 300 espécies que ali moram. Aproveite a ordem de soltura para o visitar sem ecrãs a intrometerem-se entre a família e os animais.

  • Atracções
  • Alcântara

A caminho dos sete anos de vida, o Village Underground continua a tirar coelhos da cartola. O projecto, um dos mais criativos da cidade – alicerçado em contentores coloridos e autocarros empilhados –, agora também tem uma academia de música urbana para crianças e jovens. E continua a apostar na cultura de rua, com eventos de música, teatro, cinema e dança. Com mais de 200 , o que não falta é espaço para os mais novos correrem. Quando ficarem cansados, podem ir andar de baloiço ou sentar-se na esplanada com os pais, para ver a vista para a Ponte 25 de Abril enquanto lancham.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Benfica/Monsanto

O quarto dos brinquedos virado do avesso, os miúdos à bulha, a televisão aos gritos. O cenário é-lhe familiar? A solução é arrancá-los de casa. No pulmão verde da cidade, não falta espaço para soltar os mais novos. Baloiços, escorregas (finalmente!), arborismo, um skate park, e muitos quilómetros para correrias e jogos. E para pedalar, claro. O novo Viaduto Ciclopedonal da Cruz das Oliveiras, que liga duas áreas de trilhos do Parque Florestal de Monsanto, foi finalmente inaugurado. No total, são mais 46 hectares para percorrer livremente. Até se vai esquecer que esteve fechado em casa durante meses, com as crianças a trepar pelas paredes. É o grito do Ipiranga.

  • Atracções
  • Parque das Nações

Na hora de refrescar as ideias, há uma alternativa às praias à volta de Lisboa ou aos mergulhos na piscina: o Oceanário, um gigantesco aquário com milhões de litros de água salgada e uma série de inquilinos para conhecer com entusiasmo, entre águas temperadas, tropicais e frias (porque o planeta faz-se de diversidade). Para além da recomendável – e instagramável – romaria à exposição permanente, conte com mostras temporárias e actividades espectaculares. Que tal, por exemplo, dormir com os tubarões?

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Grande Lisboa

É a um pulo pela A2: numa hora está num autêntico templo histórico e natural. Os alojamentos para peregrinos, a Ermida da Memória e as ruínas da Casa da Ópera são parte do Santuário, mas é a paisagem que o torna um lugar verdadeiramente especial. Isso e as marcas deixadas por dinossauros no Monumento Natural da Pedra da Mua. Mas não só. Entre os vários trilhos por descobrir, num percurso de quase cinco quilómetros, vale a pena desafiar os miúdos a encontrar a jazida de calcário cretáceo, onde é possível tocar e caminhar sobre as pegadas impressas por iguanodontes há aproximadamente 130 a 120 milhões de anos.

  • Miúdos
  • Eventos activos
  • Cascais

Não faltam razões para levar os mais novos ao Parque Marechal Carmona, em Cascais: há relvados para estender a toalha e fazer um piquenique, brinquedos urbanos para baloiçar, escorregar ou trepar, e pavões, patos, galos e galinhas para cumprimentar. Mas nada é mais surpreendente do que a antiga estufa que foi transformada por duas educadoras de infância, Maria Peres e Joana Quadros, numa oficina em que procuram aliar três forças poderosas: a educação, a sustentabilidade ambiental e a arte. O conceito é simples – o que para outros é lixo, aqui é matéria-prima, quer se trate de madeira, alumínios, plásticos, tecidos ou papel. Neste laboratório de materiais improváveis, armazenam e experimentam. A oficina está aberta a todos, seja durante a semana (com marcação pelo 914 838 321 ou e-mail), quando recebem escolas e visitantes e estes podem escolher o material com que vão trabalhar, seja aos fins-de-semana nos workshops que dinamizam para famílias. Apesar de receberem pessoas de todas as idades, Maria e Joana acreditam que é junto das crianças que podem fazer maior diferença.

Publicidade
  • Compras
  • Grande Lisboa

Chegou a ter três espaços no bairro de Alvalade (o primeiro mais virado para os brinquedos, o segundo para a decoração e o último para roupa), mas agora a família Maria do Mar mora toda sob o mesmo tecto, numa casa que é o sonho de qualquer criança – e de qualquer membro da família. Ao longo dos oito anos de vida, foi apurando os valores da sustentabilidade e do slow-living, bem visíveis na curadoria das marcas cheias de pinta. Entre as novidades para descobrir (e gastar as poupanças do mealheiro) está, por exemplo, uma livraria cheia de contos infantis.

Mais passeios para fazer com crianças

  • Miúdos

Já planeou as férias dos miúdos? Para o ajudar, partilhamos um conjunto de sugestões de actividades para as férias de Verão das crianças, em Lisboa e fora da cidade, que vão fazer com que a estação quente passe a voar. Atenção: o que também costuma voar são as vagas, por isso não deixe a inscrição para a última da hora.

  • Miúdos

Entre os enormes arranha-céus e a poucos quilómetros das avenidas cheias de carros e motas, há espaços verdes com animais do campo, hortas biológicas, pomares e actividades rurais que os miúdos nunca pensaram experimentar, como a lavoura, fazer pão em forno de lenha ou dar banho à bicharada. No fim, o mais difícil vai ser regressar à cidade.

Publicidade
  • Miúdos

Já se pode voltar ao teatro e até levar os miúdos às oficinas de que eles tanto gostam. O mérito é do plano de desconfinamento em curso, que permite encontrar cada vez mais pessoas nas ruas e nos jardins. Explore estas sugestões para encher o sábado e o domingo, até as crianças ficarem sem pilha e ser hora de voltar para a cama outra vez.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade