Três pratos de bacalhau a não perder em Lisboa

É um dos ingredientes mais famosos da cozinha tradicional portuguesa. Não faltam pratos com bacalhau para comer em Lisboa, mas nós dizemos-lhe os três que tem mesmo de provar.

Fotografia: Manuel Manso

São três exemplares da nossa gastronomia e que não pode perder. É a nossa comida de conforto. Se o que lhe apetece é bacalhau, então deixe-se guiar por nós. 

Três pratos de bacalhau que não pode perder em Lisboa

Pataniscas de bacalhau

O Poleiro
Chegam ao prato empoleiradas, com arroz de grelos, há já 32 anos. Nos primeiros tempos do restaurante, havia até quem não achasse grande graça a estas pataniscas com bacalhau
e salsa, mas a receita é de família e em casa de Manuel Martins todos eram fãs, portanto foi lá parar à ementa. Deve comer-se assim que sai da fritadeira (nunca é reaquecida, palavra do dono), para não perder textura e não ficar gordurosa.

Preço: 14,85€

Prove também na Laurentina (Praça de Espanha), na Casa do Bacalhau (Alfama) ou no Nobre (Campo Pequeno).

Ler mais

Línguas de Bacalhau

4 /5 estrelas

Casa do Bacalhau
Se há casa em Lisboa que faz jus ao bacalhau no nome é a Casa do Bacalhau: mantém as expectativas sem intrujices. Tem uma carta recheada com bacalhau à minhota (18€), com broa e grelos (18€) ou cozido com todos (35€/uma posta de 600 g) não esquece as línguas panadas com molho tártaro ou o arroz de línguas (32€).

Preço: 12€

Prove também n’O Poleiro.

Ler mais
Alfama
Publicidade

Bacalhau assado à portuguesa

4 /5 estrelas
Escolha dos críticos

Solar dos Presuntos
Na categoria da cozinha tradicional portuguesa de alto calibre, o Solar dos Presuntos não falta à chamada. Servem o bacalhau assado no forno à portuguesa com ovo (partidinho aos bocados e empratado cuidadosamente) e a acompanhar com batatas. Também o têm à lagareiro, com batata a murro e legumes salteados (22,50€).

Preço: 24,50€

Prove também na Casa do Bacalhau (Alfama), no Cova Funda (Alameda) ou no Zé da Mouraria (Mouraria).

Ler mais
Lisboa

Comida tradicional portuguesa

Um cozido à portuguesa por dia, o bem que lhe fazia

No Inverno, no Outono ou mesmo no Verão para os muito apaixonados. Para comer na segunda-feira, na terça ou, se quiser, todos os dias da semana. Damos-lhe um sítio por dia para aproveitar este prato.  

Ler mais
Por Catarina Moura

Os três melhores sítios para comer línguas de bacalhau

Assado, com todos e com broa encontra-se com facilidade. Não há bairro em Lisboa onde não se coma bacalhau com alguma decência. O pior é quando nos dá a fome de sermos específicos. É difícil encontrar sítio onde se comam línguas de bacalhau, mas calcorreámos a capital à procura destas miudezas panadas, em arrozinho malandro ou numa massada. Prometemos para breve as caras de bacalhau, quando estivermos recuperados dos quilómetros que percorridos.

Ler mais
Por Catarina Moura
Publicidade

Comentários

0 comments