Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Coisas para fazer esta Primavera em Lisboa

Coisas para fazer esta Primavera em Lisboa

São mais de 50 sugestões para lhe preencher a agenda esta Primavera. Em Lisboa, não são só as flores que renascem na nova estação.

Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade
OUT FEST
©DR OUT///FEST

A Primavera chegou, os dias ficaram mais quentes e o tempo começou a dilatar-se: a hora mudou de 30 para 31 de Março e temos mais uma hora de sol para aproveitar a cidade. O que fazer com este jet lag benigno, estes dias esticados, o calor e o tempo extra? Reunimos mais de 50 sugestões para aproveitar da melhor maneira estes 60 minutos que caíram do céu – e o Sol que se mantém lá em cima durante mais tempo.

Recomendado: Pratos com flores comestíveis para provar esta Primavera

Ideias para comer e beber

Farès - Nutty Almond
©Manuel Manso
Restaurantes, Árabe e Médio Oriente

Petiscar e Beber um copo no Farès

Cais do Sodré

O janelão para a movida Rua de São Paulo está mesmo a pedir que se deixe ficar nos bancos altos a beber um dos cocktails da extensa lista e a picar os pratos do Médio Oriente. No menu, as opções passam por tahini cremoso (3,50€), carpaccio de beringela fumada com menta fresca e romã (7,50€) e um cassoulet com carne moída (12€), tudo para partilhar. A acompanhar, pode ir desde os mocktails da casa aos Nutty Almond (na foto), com vodka, leite de amêndoa, gengibre fresco, cominhos (8,50€).

Padaria Terrapão
©Inês Félix
Restaurantes, Padarias

Tomar o pequeno-almoço na nova esplanada do Terrapão

Lisboa

À porta da padaria artesanal Terra Pão há agora uma mesa comprida em madeira, para apanhar uma brisa matinal e tomar o pequeno-almoço depois de encher o cesto de frutas e legumes no Mercado de Arroios. Peça as torradas com abacate, lima e flor de sal (que chegam em formato DIY, com metade do abacate inteira para fazer a sua própria esmagada, 2,50€), o ovo a baixa temperatura (2€), outra tacinha com pão fresco de fermentação lenta, um sumo de laranja e um café de especialidade da Brava Coffee Roasters para rematar.

Publicidade
Cantina Peruana - Ceviche
©Duarte Drago
Restaurantes, Peruano

Experimentar os novos pratos da Cantina Peruana

Chiado

Quando o Peru de José Avillez e Diego Muñoz desceu ao Cais do Sodré, já os tiraditos, as anticucheras e os piscos eram uma instituição. Agora, a Cantina Peruana vê a carta ser renovada com a inspiração do chef Muñoz a sobressair por entre as experiências e sabores por onde foi passando, sempre com Lima ao peito. Atravesse o Atlântico com o ceviche carretillero, perca-se nas ruas da capital peruana com o pan con chicharrón e prove os espargos brancos panados com salsinha e servidos como comida de rua.

Saj Bakery
©Manuel Manso
Restaurantes, Libanês

Pegar numa sandes libanesa da Saj Bakery e levar para a Ribeira das Naus

Chiado/Cais do Sodré

Nesta padaria libanesa do Cais do Sodré há oito opções recheadas das sanduíches mais típicas do pequeno-almoço libanês, feitas com um pão chamado markouk, cozido numa chapa metálica côncava em frente ao cliente. Agora que o tempo já permite, em vez de comer em andamento, peça a mais típica com azeite e za’atar (4,50€) ou a picante, com hummus, molho de alho, pasta de sésamo, halloumi, alface, pickles e tabasco (7€), e vá comer para a relva da Ribeira das Naus.

Publicidade
Choupana Caffé no Terminal de Cruzeiros
Duarte Drago
Coisas para fazer

Lanchar na Esplanada do Choupana Caffe do Terminal de Cruzeiros

Alfama

Às vezes tem vista de rio, outras vista para cruzeiros (nesse caso pode sempre armar-se em voyeur). Desde o início do ano que a pastelaria das Avenidas Novas se estende à beira-Tejo e com a expansão também chegaram novidades à carta, começando no brunch, que é servido aqui diariamente, entre as 10.00 e as 17.00. Mas a grande diferença do Choupana Tejo é mesmo o serviço de restaurante que não existe na casa irmã – o Choupana Café dos míticos croissants da Avenida da República.

Mamasan
Duarte Drago
Restaurantes, Japonês

Comer Yakitoris no Mamasan

Santos

Este restaurante é japonês mas escusa de perguntar por peças de sushi – é especializado em yakitoris, um termo que se refere a comida em pequenos espetos, grelhados em carvão. Se for em modo aperitivo antes de jantar, prove as espetadas negima, de frango (2,50€), ou a ebi, com camarão selvagem algarvio com lima e chili (4,50€), com um dos seis cocktails ou as cervejas japonesas Hitachino Nest, Sapporo e Asahi. Se quiser comemorar o solstício à grande, peça a curta carta de uma ponta à outra e torne-se expert em yakitoris.

Publicidade
Sumaya
Duarte Drago
Restaurantes, Libanês

Ir a um brunch libanês no Sumaya

Princípe Real

O restaurante libanês do grupo Atalho aproveitou o início do bom tempo para dar uso a uma segunda sala, com um pátio interior e servir um brunch com especialidades do Médio Oriente em formato buffet. Este repasto acontece apenas aos domingos, a partir das 11.00 e todas as semanas tem novidades salgadas e doces. Conte com os mezze clássicos, como o hummus e a baba ghanoush, o cremoso de beringela com tahini, limão e romã, algumas saladas e sopas libanesas (18€, 10€ para crianças entre os seis e os 12 anos).

Lombo na Parrilla do La Paparrucha
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

La Paparrucha

Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Tem uma das melhores vistas sobre as colinas da cidade e bons cortes de carne argentina para comer na sala panorâmica interior ou na esplanada. Até dia 15 de Abril, ao jantar, além de ficar a mirar a vista, pode pedir dois novos menus especiais: o Maradona, com empanadas, e a parrillada La Boca, de porco e vaca (27,50€ por pessoa), ou o Evita Péron, com a almofada el presidente e o bife de quadril don’t cry argentina (29,90€). Ambos incluem sobremesa e bebidas.

Publicidade
quiosque caricato
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Conhecer o novo Quiosque do Fonte Nova

Benfica/Monsanto

Pintado de vermelho vivaço não passa despercebido na renovada praça junto ao Centro Comercial Fonte Nova. O Quiosque Caricato nasceu da vontade de Salvador Melo, João Figueiredo e Gonçalo Dominguez de trazer o rodopio dos quiosques do centro da cidade para um bairro tão residencial como Benfica. “Saímos da rota comum dos quiosques, mas estamos numa zona onde mora muita gente”, aponta Salvador. Na carta do Caricato há tostas e saladas, mas a estrela da casa são as bowls de iogurte e açaí. Além das bebidas habituais, o quiosque tem um menu jeitoso de cocktails e, quando a temperatura subir, haverá música ao vivo.

Manteigaria Silva
©Duarte Drago
Restaurantes

Provar a tábua de queijos e enchidos na Manteigaria Silva no Time Out Market

Grande Lisboa

Esta casa histórica dispensa apresentações e, em boa verdade, uma tábua de queijos e enchidos composta e um copo de vinho é um básico de fim de tarde. Seja só com os queijos de cura artesanal, com a afinação supervisionada de José Taboaço Branco, o proprietário, ou com trios de porco preto, dá tudo para picar em tábuas, com umas tostinhas artesanais, pão e broa (a partir de 12€).

Publicidade
Naked
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Orgânico

Almoce ou jante no novo buffet veggie do Naked

Princípe Real

O restaurante do Príncipe Real prometeu meter tudo a nu, usando muitos produtos naturais e fazendo a mínima intervenção possível na confecção, e tem cumprido. Além dos bons menu de pequeno-almoço e brunch, disponíveis todos os dias, estrearam agora um buffet vegetariano (14€), com uma selecção de saladas e pratos frios, das tartines às saladas tropicais ou de quinoa, e outros quentes, sempre em formato all you can eat. Espreite a lista de novos smoothies, com o Green Affair, com leite vegetal, abacate, spirulina e hortelã (5€) ou a limonada negra com carvão activado (4€).

Prado Mercearia
©Manuel Manso
Compras, Mercearias

Ir à Mercearia do Prado conhecer um Chef novo

Grande Lisboa

António Galapito também começou uma temporada nova na mercearia do Prado. Ao programa de residências de chefs chamou Prado Seasons: de dia mantém-se uma loja normal, com produtos de mercearia de produtores portugueses e opções simples de almoço, mas à noite o ambiente muda. A cozinha foi equipada, criaram uma zona de refeição com lugares sentados e outros em pé, e o convite é para que estes chefs tragam o seu estilo de cozinha mas se adaptem ao conceito de mercearia, criando pratos e opções para almoço e jantar, com os produtos à venda na loja e outros, sempre sazonais e aproveitando ao máximo os alimentos, na mesma linha do Prado. A primeira Season começa com o australiano Sebastian Myers, que por cá ficará até 30 de Março. Segue-se Edgar Wallace, de 9 a 30 de Abril.

Publicidade
fauna e flora
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

Comer Flores no Fauna & Flora

Estrela/Lapa/Santos

Joana Faria levou a sério o chamamento da Primavera e floriu alguns dos novos pratos do Fauna & Flora, o café para pequenos e grandes almoços ou lanches do eixo Santos-Madragoa. Para provar flores pela primeira vez, comece por uma torre de panquecas altas e fofas, as spicy pumpkin, com doce de abóbora, gengibre e canela, creme de requeijão, nozes e nozes pecan caramelizadas, com amores-perfeitos, ou os ninhos de abacate, com massa kataifi na base (7€).

martha tomé, musa
©Ana Viotti
Bares, Cervejaria artesanal

Conhecer os almoços temáticos na Musa

Marvila

Os almoços de domingo na Fábrica Musa, em Marvila, correspondem a carimbos no passaporte gastronómico e servem de complemento às torneiras que escorrem cerveja artesanal. O próximo é dia 7 de Abril e segue a gastronomia madeirense pelas mãos de José Saudade, do restaurante Cacué. No dia 14 há comida mexicana por Martha Tomé, dia 21 o restaurante Hottie fica ao leme de um almoço americano e, para fechar o lote, a 28 de Abril, o casal anglo-luso-brasileiro Richard e Thaís preparam uma refeição do Gana.

Ideias para nos lambuzarmos

Nivà
©Manuel Manso
Restaurantes, Geladarias

Comer uma bola de gelado na primeira cremeria de Lisboa

Princípe Real

Gelados há muitos mas estes têm ciência. São artesanais italianos, sim senhor, mas são mais cremosos, uma espécie de mousse gelada. “É o legítimo gelato artesanal”, garantem os donos da Nivà, a primeira cremeria de Lisboa, que abriu no Príncipe Real no fim do ano passado. Há uma produção manual diária de cerca de 20 sabores, mas na verdade há mais de 100 receitas. Há quatro tamanhos diferentes de copo – pequeno, médio, grande e mega (entre os 3,50€ e os 8,50€). Seja lambão e faça um mix com os clássicos, da stracciatella e morango ao zabaione.

Gelados da Quinta dos Açores
Fotografia: Inês Félix
Compras

Provar os novos gelados da Quinta dos Açores

Cais do Sodré

No Cais do Sodré, mesmo ao lado do Elevador da Bica, a Quinta dos Açores abriu a primeira gelataria da marca em Portugal continental. A base dos gelados é o leite e a nata de pouco mais de uma centena de vacas a viver em liberdade nos verdejantes pastos das ilhas. Ao todo são mais de quatro mãos cheias de sabores, servidos em copo ou cone, com os preços que variam entre 2,60€ e 4,60€, consoante o número de bolas. Mas a maior aposta está em sabores surpreendentes, como o gelado D. Amélia, feito com um bolo tradicional da Ilha Terceira. Marca registada, tem um sabor intenso a mel de cana e canela.

Publicidade
Amorino - Mascarpone e Figos
©DR
Restaurantes

Comer uma flor gelada de Líchia, Menta e Figo na Amorino

Baixa Pombalina

A Primavera na Amorino, a gelataria artesanal mais conhecida pelos seus cones de gelado em forma de pétalas de rosa, brotou com novos sabores. Há sorvete de líchia do Madagáscar, rico em vitamina C, uma mistura de doce de figo, ligeiramente caramelizado, e queijo de mascarpone; e um terceiro sabor, uma junção de hortelã de Marrocos com pedaços de chocolate. Para comer em copo ou nos cones flor (entre os 3,50€ e os 5,50€).

Ideias para refrescar

Miolo
©Duarte Drago
Restaurantes, Padarias

Beber um sumo natural da Miolo

Bairro Alto

Neste pequeno café-restaurante no Bairro Alto, as bebidas são servidas em garrafinhas de vidro, a bem do ambiente. Para hidratar, para tratar da saúde ou simplesmente para melhorar o dia com uma data de bons nutrientes, há sumos naturais de laranja (3€), de fruta da época (3,50€) e limonada (2€), todos espremidos na hora e com desconto de 0,50€ se optar pelo refill no frasco da casa numa segunda volta. Aproveite e leve também uma sandes em pão de hambúrguer brioche com bochecha de porco estufada em vinho do Porto para o caminho (7,50€).

Toca da Raposa
©Duarte Drago
Bares

Experimentar a happy hour n'A Toca da Raposa

Chiado

É um dos bares da cidade onde pode provar cocktails com flores. O cocktail Lobo (11€) leva whiskey Highland Park 12, vermute, flor de eucalipto e meloa, mas não é só a flora que marca presença no bar de Constança Cordeiro, junto ao Largo do Carmo. A fauna está bem representada em todos os cocktails, baptizados com nomes de animais, do corvo ao golfinho, e a própria happy hour não foge ao tema. Chama-se Hora do Lobo e acontece às sextas-feiras entre as 18.00 e as 22.00. O desconto? Todos os cocktails da carta ficam a 5€.

Publicidade
Cocktail do Red Frog
Duarte Drago
Noite, Bares abertos de madrugada

... ou os novos cocktails do Red Frog

Avenida da Liberdade

O bar da Rua do Salitre ganhou em Fevereiro uma nova carta, que tem sido um sucesso. Pode esperar gelatina de banana colada ao copo no Bubble B (10€), uma mistura de bolhas de champanhe com banana, ou uma combinação de ingredientes como licor June com gin, merengue, framboesa, maltesers, rosa e kefir, no muito pedido Pop Fizz (11€). Há piscares de olho à situação política nos Estados Unidos com o El Muro (12,5€), tikis reinventados, como o Moog (12,5€) (na foto), inspirado nos sintetizadores inventados por Robert Moog, ou o psicadélico Psychedelic (11€).

bar da odete
Fotografia: Arlindo Camacho
Bares, Bares de tapas

Beber um copo de vinho no Bar da Odete

Santa Maria Maior

A zona dos Restauradores é um inferninho de turistas e tuk-tuks e o Bar da Odete é uma “aldeia gaulesa” de bom gosto no meio de várias armadilhas para turistas. Experimente um dos vinhos a copo (a partir de 4€), escolhidos a dedo, e acompanhe com uma Tábua Odete, que tem queijo e presunto e não uma Odete fatiada.

Publicidade
Capitão Leitão
Fotografia: Francisco Santos
Bares

Relaxar na happy hour do Capitão Leitão em Marvila

Marvila

Neste bar em Marvila – que se orgulha de ter a loja de discos mais pequena da cidade – encontra vários cocktails a preços acessíveis. O cocktail Da Casa, por exemplo, custa apenas 5€, uma bebida refrescante que inclui vodka, uvas, pepino, sumo de limão e menta. Mas às sextas-feiras tudo fica ainda mais em conta, graças à modalidade 2por1 que fica activa entre as 18.00 e as 21.00. Inclui cocktails com pisco, whiskey, mezcal, rum, vodka (8€), mojitos (7/8€, com ou sem pepino), caipirinhas (6€), imperial (1€) e vinho branco ou tinto (3€).

Crispy Mafya
©Duarte Drago
Restaurantes

Afterwork thursday no Crispy Mafya

Princípe Real

Um estágio para o fim-de-semana à quinta-feira? Sim, pode ser necessário em semanas complicadas. O Crispy Mafya, restaurante onde se come frango frito sem medo de sujar as mãos e lamber os dedos, tem às quintas um after-work entre as 18.00 e as 20.00, uma espécie de happy hour onde na compra de um Tenders (cesto de peitos de frango frito) oferecem duas cervejas. O hip-hop serve de pano de fundo.

Ideias para aprender coisas novas

Arte, Pintura

... Ou no Lx Paint

Alcântara

É possível que haja um artista dentro de cada um de nós. Pode ser um péssimo artista, é certo, mas um artista ainda assim. Para exorcizar um talento escondido, os cursos da Lx Paint, na Lx Factory, são perfeitos. Não é necessária experiência com telas e pincéis e as aulas são temáticas: no passado dia 4 de Abril ensinam a pintar um pôr-do-sol, no próximo dia 6 o foco está em reproduzir o quadro “Maternidade” de Gustav Klimt. As aulas são em horário pós-laboral e cada uma custa 38€. O material fica por conta da escola, que até oferece um copo de vinho para “desemperrar”.

Rua Rodrigues de Faria, 103 (LX Factory), Edifício I, Espaço 1.17B, 966 958 421.

Ideias para ser mais culto

Teatro Nacional de São Carlos
©Alfredo Rocha
Teatro

Assistir ao "ensaio geral" no TNDMII

Santa Maria Maior

Não é o ensaio da próxima grande peça do Teatro Nacional, mas sim a gravação ao vivo do programa da Rádio Renascença com o mesmo nome. Durante 30 minutos, a jornalista Maria João Costa junta-se a vários nomes ligados ao teatro para uma conversa.

Teatro

Ouvir poesia no Clube dos Poetas Vivos

Santa Maria Maior

Tal como no filme de Peter Weir, começou como uma espécie de sociedade secreta no coração de Lisboa, parceria da Casa Fernando Pessoa com o Teatro Dona Maria 
II, mas a voz dos poetas foi além do secretismo e as portas abriram-se sem pudor. Na primeira terça de cada mês, ao final do dia, são 70 os minutos de histórias e palavras a encher o átrio 
do Dona Maria.

Publicidade
A Sala
Duarte Drago
Restaurantes

Saber o futuro pelo tarot D'A Sala

Grande Lisboa

Daniela, Vasco, Selma e Joseph, quatro amigos, queriam um sítio onde pudessem receber as pessoas e que estas ficassem a fazer sala sem o sentido pejorativo da palavra. Fazer sala com gosto. Por isso abriram a Sala, em São Bento, que não é um restaurante, é mais “uma petiscaria”, define Daniela Siragusa, mas também pode ser galeria de arte, sítio para workshops, sala para ficar a jogar jogos de tabuleiro toda a noite.

Rua Correia Garção, 11 (São Bento). Seg-Qui 11.00- 23.00, Sex-Sáb 11.00-01.00, Dom 11.00-18.00.

Ideias para ficar em forma

Adventure Park
©DR
Coisas para fazer

Arborismo no Jamor

Oeiras

Por mais modalidades de aventura urbana que surjam pelas cidades, nada se compara à possibilidade aventureira que a natureza promete. Se quiser tirar a teima, aproveite para testar um dos circuitos de arborismo do Adventure Park. E há três, divididos por grau de dificuldade: no Jamor encontra os circuitos Pequena Floresta e Mega Circuito e no Pinhal da Paiã está instalado o Descobertas.

Complexo Desportivo do Jamor, Cruz Quebrada (Oeiras)/ Pinhal da Paiã (Odivelas). reservas@adventurepark.pt, 21 151 9400. 6€-20€.

Corrida
©DR

Treinar para a corrida do Benfica António Leitão, ou corrida da Liberdade

A agenda primaveril de corridas começa a apertar e a próxima é no dia 7 de Abril, a tradicional homenagem do Sport Lisboa e Benfica ao antigo atleta olímpico António Leitão, vencedor do bronze nos Jogos Olímpicos de 1984. Parte da Avenida Marechal Teixeira Rebelo, junto ao Hospital da Luz, e termina na Praça Centenário, no estádio. Se quiser ter mais tempo para treinar, pode inscrever-se na Corrida da Liberdade, e ocupar o feriado do 25 de Abril a correr. Há três percursos diferentes que partem do Quartel do R.E. 1 (Pontinha), do Largo do Carmo ou do Marquês de Pombal – todos com meta nos Restauradores.

Corrida Benfica António Leitão - partida junto ao Hospital da Luz. 7 de Abril 10.30. 14€-16,5€ / Corrida da Liberdade. 25 de Abril 10.30. Gratuita.

Publicidade
the oitavos
©DR
Hotéis

Medite no The Oitavos

Cascais

Fuja à rotina e vá até Cascais meditar com o mar no horizonte. O hotel The Oitavos está a organizar umas sessões de meditação com a especialista Hannah Thantrey para diminuir os níveis de stress, aumentar a capacidade de concentração e memorização, equilibrar as suas emoções, reduzir as dores crónicas e a ansiedade, bem como aumentar os seus níveis de imunidade. Uma fuga a meio da semana (as sessões de 50 minutos são às terças-feiras às 11.00 e à quinta às 18.30, até 31 de Maio) para repor energias e pôr-se fresco para o trabalho. Preço: 25€ por pessoa ou 60€ para um pacote de quatro sessões.

Marcações através do e-mail thespa@theoitavos.com. Rua de Oitavos, Quinta da Marinha (Cascais).

Kite Surf - Meira Pro Center
©DR
Desporto

Aventure-se na água com aulas de Kitesurf ou paddle do Meira Pro Center

Grande Lisboa

O vento, esse inimigo omnipresente que traz pólenes e que faz o corpo gelar se o termómetro não for acima dos vinte e muitos. Bom, nem tudo é mau. No Meira Pro Center o vento é o actor principal se quiser fazer-se a umas aulas de kitesurf. A aula privada, de duas horas, custa 120€, enquanto que a de grupo, três horas, fica-lhe em 110€. Se preferir menos acção, o stand up paddle ou SUP pode ser a sua praia. As aulas, todas com a duração de 1h30, dividem-se por três sítios: Arrábida, Lagoa de Albufeira ou Sesimbra. O preço varia consoante a modalidade privada ou em grupo.

Av. Marginal Lagoa de Albufeira (Sesimbra). Seg-Dom 10.00-18.00. www.meiraprocenter.com

Publicidade
Golfe Paço do Lumiar
©Golfe Paço do Lumiar
Desporto, Golfe

Treine uma tacadas no Clube de Golfe Paço do Lumiar

Lumiar

Neste oásis no meio do Lumiar, o assunto toca tudo o que seja green, pair, birdie, bogey ou eagle. As portas estão abertas a todos – profissionais ou nem por isso – para que possa dar umas valentes tacadas e encarar o jogo a sério. Se nunca o fez, há aulas para ajudar. As de primeira experiência, sobre swing, custam 40€, mas há desconto para grupo. De duas horas, sobre swing e put ficam a 70€. Nas de grupo, com duração de duas horas cada e custo de inscrição de 100€, há cinco níveis a dominar. Tem ainda opções como driving range, de 4€ a 35€ consoante o número de fichas (cada ficha são 50 bolas), jogo curto, com sessões entre os 5€ e os 40€, ou de campo inteiro (nove buracos), entre os 13€ e os 40€ durante a semana, ou dos 15€ aos 45€ ao fim de semana.

Rua Formozinho Sanches, 79 (Lumiar). Seg-Sex 08.30- 18.30, Sáb-Dom 08.00-18.30. 21 759 1719.

Skatepark no Monsanto
©DR
Coisas para fazer

Radicalize-se (á boa maneira) no skatepark do Monsanto

Benfica/Monsanto

Começamos pelo que interessa: não, os desportos de acção não são só para os mais pequenos. No renovado skatepark do Monsanto já não há madeiras esburacadas nem farpas que atravessam a alma. O tapete de cimento é escandalosamente convidativo e os curbs, os corrimões, os hubba e as escadas são acessíveis q.b. para não fazer tremer as pernas. Se o street não for a sua especialidade, tem sempre o bowl – aquela espécie de piscina – que não mata. Mas pode moer.

Alameda Keil do Amaral (Monsanto).

Ideias para passear

Hello Boat

Passeios de barco no Hello Boat

De Belém ao Parque das Nações, com paragem no Cais do Sodré, em apenas 15 minutos, independentemente do trânsito e dos semáforos, sem nunca exceder a velocidade máxima permitida por lei. Há muito por onde navegar, mas desde o Verão passado que Lisboa tem uma espécie de táxi aquático, cortesia da operadora turística Hello Boat. A opção chama-se Single Ride (12€), uma viagem avulso num elegante Damsko 750, barco feito à mão na Holanda. Se preferir andar de um lado para o outro todo o dia, também pode: escolha o All Day Pass (20€) que funciona como os conhecidos hop-on hop-off em terra firme. E até pode ligar a sua música às colunas do barco que tem wi-fi e bluetooth.

www.helloboat.com

Mosteiro dos Jerónimos
Fotografia: Arlindo Camacho

Aproveitar as borlas no Dia Internacional dos monumentos e sítios

Todos os anos a mesma coisa, mas continuamos a correr atrás das borlas culturais. A 18 de Abril celebra-se o Dia Internacional dod Monumentos e Sítios, este ano sob o tema "Património e Paisagem Rural". As habituais visitas guiadas e as entradas grátis em museus e monumentos são o destaque deste dia que vai ajudando a dar folga à carteira.

18 de Abril.

Publicidade
Parque Recreativo do Alto da Serafina
©Manuel Manso
Atracções, Parques temáticos

Leve os mais pequenos ao Parque Recreativo do Alto da Serafina

Benfica/Monsanto

Quem é que pediu uma ida à Disneyland quando na Serafina há uma alternativa tão mais em conta? Não é o mesmo, bem sabemos, mas no Parque da Serafina a tradição ainda é o que era. Das tendas de índio ao labirinto de madeira que parece não ter fim; dos escorregas e baloiços ao lago e ao circuito de bicicletas, este parque garante um dia muito preenchido sem ter de sair da cidade.

Seg-Dom 09.00- 18.00. 21 774 3021.

Quinta Pedagógica dos Olivais
©DR
Miúdos

Absorva o melhor do campo na Quinta Pedagógica dos Olivais

Encarnação

A Quinta Pedagógica dos Olivais continua a ganhar aos pontos em Lisboa. Até porque, a juntar aos animais que povoam o espaço – como galinhas, porcos, burros, cavalos, ovelhas ou coelhos – há toda uma panóplia de sítios com actividades. Nas cozinhas, pode literalmente pôr a mão na massa, já que o tema é doçaria, queijaria e padaria. Na horta e pomar, prepara-se a terra, semeia-se, sacha-se e rega-se. Tem ainda o jardim de plantas aromáticas e medicinais, a estufa, os estábulos ou o prado, sempre com alguma coisa a acontecer. Pode também passar pelos ateliers e oficinas de trabalho porque a programação da Quinta é constante.

Para as actividades é necessária marcação. Rua Cidade de Lobito (Olivais Sul). Ter-Sex 09.00-17.30, Sáb-Dom 10.00-17.30. 21 855 0930.

Publicidade
Arte

Livro é Café com vista para Lisboa na Casa da Cerca em Cacilhas

Grande Lisboa

Detido anteriormente pelas famílias Barata- -Feyo e Teotónio Pereira, o imóvel, plantado à beira-Tejo com uma vista incrível sobre Lisboa e com jardins dignos de perder horas, abriu portas em 1993 como centro de investigação e divulgação de arte contemporânea focado na disciplina de desenho. A entrada para os jardins é gratuita, portanto já sabe: pegue no livro, passe pelo café Coisas Degostar, sente-se e absorva este pedaço zen de vida.

Rua da Cerca, 2 (Almada). Ter-Dom 10.00-18.00. 21 272 4950.

Bike Bar
©Manuel Manso

Carro para pedalar e beber junto ao MAAT

Ao escalar para cima de um dos 12 selins deste bar ambulante há uma informação que nos descansa: nunca ninguém caiu desta bicicleta-bar. Este bike bar – é o nome oficial deste veículo – começa no Café In, perto do MAAT, e segue em direcção às Docas, para depois voltar para trás num percurso que dura uma hora com algumas paragens. Vão-se servindo cervejas de pressão, vinho e uma ou outra bebida sem álcool – o truque é parar de pedalar para conseguir beber. Prepare a playlist no telemóvel porque há som a sair do tecto.

25€ por pessoa, mínimo de seis pessoas, www.bikebartours.pt

Publicidade
La Locomotiva Tours
©Manuel Manso

Vá dar uma volta num FIAT 500 antigo e descapotável

Faça como nós, que andámos no laréu a aproveitar o bom tempo dos últimos dias para fazer esta capa. O italiano Saulo Gennatiempo já andava pela cidade com o seu velhinho Fiat 500L vermelho Ferrari, a subir colinas e a levar turistas e lisboetas ao outro lado da Margem, a Sintra ou ao Guincho. Mas o bom tempo pedia algo mais descapotável e repetiu a proeza de recuperar um destes cinquecentos originais e transportá-lo de Itália para Lisboa. Mais um a juntar estilo à sua empresa La Locomotiva Tours.

Os circuitos são personalizáveis. Preço: a partir de 60€. Marcações: 93 323 8813.

Ideias para ver a natureza ganhar vida

estufa fria
Fotografia: Manuel Manso
Atracções

Tornar-se um orquidófilo de primeira

São Sebastião

Não tente adivinhar, nós explicamos: um orquidófilo é quem se dedica a estudar ou coleccionar orquídeas e não há melhor altura para começar do que na estação mais florida do ano. É marcar no calendário: 31 de Março, às 10.30, na Estufa Fria. Com a ajuda do núcleo lisboeta da Associação Portuguesa de Orquidofilia, vai ficar especialista nas pragas e doenças que afectam estas flores e como as podemos tratar, mas nada tema se está mais interessado no cultivo. O Clube dos Orquidófilos explica como se faz no próximo mês, 6 de Abril, às 15.00, no centro Jardins Sintra, onde depois se pode perder no Orquidário – uma estufa muito especial, com híbridos e espécies botânicas de orquídeas difíceis de encontrar. Ambos os workshops são gratuitos, mas é necessária inscrição prévia.

Estufa Fria, Parque Eduardo VII (Lisboa). Dom (31 de Março) 10.30. Jardins Sintra, Estrada Nacional 9. Sáb (6 de Abril) 15.00.

Tapada da Ajuda
©DR
Coisas para fazer

Passear na Tapada da Ajuda

Alcântara

A antiga tapada real é talvez um dos lugares verdes mais subvalorizados de Lisboa. Estende-se ao longo de mais de cem hectares onde pode assistir às formas mais originais que as plantas arranjam para procriar – muitas flores, muitos pólenes no ar, muita vida a brotar.

Instituto Superior de Agronomia, Calçada da Tapada, Seg-Sex 10.00-18.00, Sáb-Dom 09.00-20.00.

Publicidade
Four Seasons Hotel Ritz Lisbon
©Richard Waite
Hotéis

Celebre os jacarandás com um lanche em tons lilás no Ritz

São Sebastião

Em meados de Maio, da janela principal do Ritz a única coisa que se vê são as flores dos jacarandás, com um tom lilás forte, que pintam toda a Rua Castilho e se prolon- gam pelo Parque Eduardo VII. Por enquanto ainda estão tímidas, mas neste início de Abril começa a servir-se pastelaria fina inspirada nestas flores à hora do lanche. Há scones caseiros, choux de framboesa, tarteletes de cassis, pequenos macarons lilás, éclairs, muffins de mirtilo e troncos de chocolate. O lanche está disponível até Junho.

Preço: 45€. Hotel Ritz Four Seasons. Rua Rodrigo da Fonseca, 88 (Marquês). 21 381 1400.

Borboleta
©DR
Coisas para fazer

Conhecer o borboletário de Cascais

Benfica/Monsanto

Sabia que as borboletas são indicadores de qualidade ambiental? Descubra porquê no Parque Urbano da Quinta de Rana, onde há um borboletário com espécies da flora local. O espaço integra ainda um laboratório acessível ao público, cuja função é a criação dos ovos, das lagartas e das crisálidas. A entrada é grátis, mas por 3,50€ tem direito a uma visita guiada, para aprender mais sobre a biologia deste grupo de insectos, a sua ligação com as plantas e o seu papel no equilíbrio dos ecossistemas.

Parque Urbano da Quinta de Rana. Qua-Dom 10.00-13.00 e 14.00-16.00.

Ideias para ir às compras

Espetada da Peixaria Centenária
©DR
Coisas para fazer, Mercados e feiras

Encomendar o Peixe fresco da Peixaria Centenária e fazer o primeiro arraial da Primavera lá em casa

Chiado/Cais do Sodré

A Peixaria Centenária abriu no Príncipe Real em 2013 e é, surpreendemente, só uma peixaria. Isto porque desde a inauguração, e devido à comunicação muito particular e activa que fazem nas redes sociais, que os sócios se fartam de receber chamadas com pedidos para marcar mesa. Não é restaurante - embora desde Fevereiro de 2017 que às sextas transformam a banca de peixe numa mesa de jantar - e tem peixe fresco todos os dias, assim como peixe cortadinho ou espetadas já prontas. Fazem entregas em casa. 

Embaixada das Flores
Fotografia: Inês Félix
Coisas para fazer

Compras flores na nova florista na Embaixada

Princípe Real

Vestir roupa fresca e vestir a casa de flores, dois sinais de que a Primavera chegou. O Príncipe Real voltou a ganhar uma florista de bairro que se instalou na escadaria da Embaixada, com vasos e cestas cheias de flores frescas ao som de bossanova – um cenário bem composto por Priscila Alves Ribeiro, dona do espaço. Os ramos são feitos na hora, tendo por base uma flor, construindo o resto à volta disso. Narcisos, tulipas, orquídeas ou peónias, um menu floral que pode vir servido em ramos, bouquets ou arranjos mais elaborados.

Mais Primavera em Lisboa

miradouro graça
© Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Dez sinais de que a Primavera chegou a Lisboa

Vem aí o calor, os dias compridos, os anti-histamínicos e aquela altura do ano em que nos sentimos menos culpados por comer gelado ao jantar. As andorinhas anunciam a chegada da Primavera a Lisboa, mas há outras maneiras de sentir a cidade mudar.

Publicidade
Simon and Garfunkel
Photograph: Uncredited/AP/REX/Shutterstock
Música

11 canções pop primaveris

Músicos como os saudosos Simon & Garfunkel e The Beatles ou os mais contemporâneos Noah and the Whale e Tiny Moving Parts, passando por The Flaming Lips ou os Saint Etienne, inspiraram-se na Primavera para criar algumas das melhores canções pop de todos os tempos.

You may also like

    Publicidade