Prémios Time Out 2018: estes foram escolhidos por si

Durante um mês pedimos-lhe que nos dissesse quais os seus espaços preferidos na cidade. Milhares de votos depois, revelamos os resultados

Fotografia: Ana LuziaO Café com Calma foi considerado o melhor café

“Get vocal for your local”, gritou-se lá fora pelas muitas cidades Time Out, enquanto por cá lhe pedimos para declarar o seu amor por Lisboa. Afinal quem é que merece um prémio Time Out? Qual é o melhor bar da cidade? E a melhor esplanada? E miradouro? Desta vez passámos a escolha para si, nosso estimado e fiel leitor. Foi a si que quisemos ouvir. Foi a si que demos o poder da escolha. Depois de semanas a votar e muitos milhares de votos, divididos por uma infinidade de espaços em Lisboa, estes são os vencedores e finalistas escolhidos por si. Tal como em qualquer campanha, ganhou também quem mais se fez ouvir a pedir votos.

Recomendado: Consulte a lista dos vencedores

Prémios Time Out 2018: estes foram escolhidos por si

Melhor miradouro – Miradouro da Graça

No que às vistas da cidade diz respeito, as preferências dos lisboetas recaíram sobre o miradouro da Graça. É um daqueles pontos de encontro, com uma vista digna de nota: do castelo até ao rio, da Mouraria à baixa pombalina. Quando o tempo ajuda, o miradouro fica especialmente animado. E quer saber uma curiosidade? Apesar de todos lhe chamarem miradouro da Graça, o nome oficial é Miradouro Sophia de Mello Breyner Andresen.

2.º lugar: Miradouro de Santa Luzia

Ler mais
São Vicente 

Melhor jardim – Jardim da Estrela

3 /5 estrelas

Nós já tínhamos escrito que o Jardim da Estrela é “o” jardim de Lisboa e o leitor concorda agora connosco ao entregar este título com uma grande margem de diferença para o segundo classificado, o jardim da Fundação Calouste Gulbenkian. Em pleno coração de Lisboa, o Jardim da Estrela dá para tudo. Tem dois parques infantis para os miúdos, meia dúzia de clareiras relvadas a pedir piqueniques e tardes de sorna com um livro, e uma frota de bancos a ladear o passeio público, que é também um bom circuito de corrida. Já para não falar nos dois quiosques, no mercado mensal e nas food trucks à porta.

2.º lugar: Fundação Calouste Gulbenkian

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
Publicidade

Melhor restaurante – Estaminé 1955

Nos restaurantes a disputa pelo título foi mais renhida, muito também pela campanha que os próprios espaços fizeram, especialmente nas redes sociais. Foi o caso do Estaminé 1955, em Cacilhas, que pediu todo o amor aos seus clientes – e apelou ao bairrismo com declarações à outra margem do Tejo – e acabou por levar a melhor. O restaurante que abriu no espaço de uma antiga leitaria é especialista em hambúrgueres gourmet.

2. lugar: Bar do Fundo

Ler mais
Grande Lisboa

Melhor esplanada – Esplanada da Mata

Situada no Parque José Gomes Ferreira, em Alvalade, fica a Esplanada da Mata, que conquistou o coração dos lisboetas (ou dos seus clientes). E nós percebemos porquê. É dog-friendly (tem malgas de água para os cachorros), child-friendly (tem um menu especial para crianças), book-friendly (há uma biblioteca de livros usados) e friorento-friendly (há mantas). Também tem uma das melhores sombras da cidade, o que a torna ideal para pessoas pouco dadas à exposição solar. Quer mais um motivo para a visitar? Há uma happy hour com imperial a 1€ das 17.00 às 20.00, só nos dias úteis.

2.º lugar: Bar do Fundo

Ler mais
Alvalade
Publicidade

Melhor museu – Museu Cosme Damião

O que acontece em campo, fica no campo, a não ser que seja bom demais – nesse caso, segue para a vitrina. Este primeiro lugar ninguém tira ao Sport Lisboa e Benfica, depois de o seu Museu Cosme Damião, onde a posteridade vermelha e branca tem lugar cativo, se ter isolado na liderança das votações. Mate saudades da mota com que Eliseu se deslocou ao Marquês de Pombal no final da época 2016/2017 e apanhe outras boleias para glórias passadas.

2.º lugar: Museu Nacional de Arte Antiga

Comprar bilhetes Ler mais
Sete Rios/Praça de Espanha

Melhor café – Café com Calma

4 /5 estrelas

Fica em Marvila o café mais votado, talvez pelos bolos caseiros com que mimam os clientes todos os dias (excepto ao domingo). O Café com Calma levou-nos para o Beato quando esta zona da cidade ainda pouco mexia. Aberto desde 2015, o nome dá-lhe todas as pistas de que necessita. É um café para estar sem pressas, tal como está em casa.

2.º lugar: Nicolau Lisboa

Ler mais
Marvila
Publicidade

Melhor discoteca – Lux Frágil

5 /5 estrelas
Escolha dos críticos

O título de melhor discoteca da cidade foi o que menos dúvidas gerou. Por outras palavras: foi o prémio mais consensual. E não estranhamos. O Lux Frágil, que este ano celebra 20 anos, é seguramente a melhor discoteca portuguesa e uma das melhores do mundo. Tudo graças à visão de Manuel Reis, o homem que morreu este ano e que já nos tinha dado o Frágil, no Bairro Alto.

2.º lugar: Plateau

Ler mais
São Vicente 

Melhor bar – Trópico do Cais

Não é o primeiro sítio que nos vem à cabeça quando falamos em bares, mas o Trópico do Cais, no Cais do Sodré, foi o grande escolhido nesta categoria. De portas abertas desde Outubro de 2017, O Trópico do Cais é na verdade um restaurante com duas vidas. De dia, comem-se ceviches e saladas ou açaís com granolas e cocktails com sumos de fruta fresca. À noite, as luzes descem e bebem-se cocktails com os mesmos sumos de fruta, cervejas, vinhos e uma sangria com frutos vermelhos. É passar, sentar-se e provar.

2.º lugar: Microclub

Ler mais
Cais do Sodré
Publicidade

Melhor sala de concertos – Coliseu dos Recreios

Sem grande surpresa nesta categoria, estão nos primeiros lugares as salas onde têm acontecido mais concertos de artistas e bandas de renome. O histórico Coliseu dos Recreios, inaugurado em 1890, é a sala de concertos preferida dos lisboetas. E não é por acaso, ora atente na agenda dos próximos dois meses: Ben Howard (27 de Maio), The Jesus and Mary Chain (28 de Maio), Mariza (1 e 2 de Junho), Chico Buarque (7 a 10 de Junho) e LCD Soundsystem (19 a 21 de Junho) são apenas cinco exemplos.

2.º lugar: Altice Arena

Ler mais
Santa Maria Maior

Melhor espaço LGBT – Trumps

4 /5 estrelas

É a discoteca gay mais popular da cidade – dizem-nos as habituais filas à porta e agora este prémio. Quando há 37 anos o Trumps abriu portas no Príncipe Real, não era exclusivamente gay. Hoje assumese como "hetero-friendly". António Variações era presença assídua da casa e foi ali que deu os seus primeiros concertos. Há duas pistas de dança e conte sempre com música house e pop, a atrair uma clientela mais imberbe.

2.º lugar: TR3S

Ler mais
Princípe Real
Publicidade

As nossas escolhas

Os melhores bares em Lisboa

Este é o nosso guia para explorar as melhores esplanadas, os bares mais recentes, aqueles sítios cheios de pinta onde pode levar os amigos, os melhores destinos nas alturas, os redutos perfeitos para um date ou para desanuviar depois do trabalho. 

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

Os 21 melhores parques e jardins em Lisboa

Em Lisboa há parques para todos os gostos e nós escolhemos os melhores para brincar com os miúdos, ler um livro ou fazer um piquenique, independentemente da altura do ano. Afinal todos os dias são bons para uma pausa num destes parques e jardins de Lisboa. Recomendado: Gaste calorias sem gastar dinheiro nestes ginásios ao ar livre em Lisboa

Ler mais
Por Vera Moura
Publicidade

Os melhores cafés em Lisboa

Seja para tomar o pequeno-almoço, lanchar com a família ou encontrar amigos, ir ao café é um hábito bem português. Estes são os lugares que não dispensamos na hora da bica: os melhores cafés em Lisboa. 

Ler mais
Por Mariana Correia de Barros

Comentários

0 comments