A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Séries para ver em Julho
DR

‘Black Bird’, ‘Uncoupled’ e mais séries para ver em Julho

Ver televisão não é exactamente um programa de Verão, mas é inevitável. Eis sete séries para ver em Julho.

Escrito por
Eurico de Barros
e
Hugo Torres
Publicidade

É Verão e o sofá é quente. É dentro de casa. Sufocante. A época estival é mais dada a copos e esplanadas, jardins e piqueniques, praias e mergulhos. E no entanto o sofá, traído, lá nos espera no lar, doce lar, para o inevitável regresso. Na volta, o sofá, que neste texto tem vontade própria, terá um astuto plano de sedução, que passa por outra parelha de actividades imbatível: descanso e séries de televisão. Vamos claudicar. Em Julho, as diferentes plataformas de streaming têm novidades bastantes para encher o mês inteiro – mas como somos comedidos, para não tirar tempo ao ar livre, optámos por escolher apenas sete. Sete séries para ver em Julho. Parece-nos equilibrado.

Recomendado: As melhores séries do momento

As melhores séries para ver em Julho

Cacau

A França e a Costa do Marfim juntaram-se para produzir esta série cujo protagonista é Anthony Desva, um costa-marfinense instalado em França que se vê forçado a voltar ao seu país, depois de os pais terem sido vítimas de uma tentativa de assassinato. Anthony vai ser obrigado a gerir o negócio de cacau da família, bem como a enfrentar os inimigos do seu pai, e também este, com o qual nunca se deu bem.  

RTP2. Estreia a 4 de Julho

In My Skin

Bethan é inglesa, tem 16 anos e tem que lidar, por um lado, com as ansiedades e as inseguranças de ser adolescente, e por outro com os problemas de casa: um pai que bebe demais e uma mãe que sofre de transtorno bipolar. E isto sem falar da escola, um lugar hostil onde precisa de fingir, perante os amigos e os colegas, que a sua vida é diferente daquilo que se apresenta na realidade. 

Filmin. Estreia a 5 de Julho

Publicidade

Black Bird

Um drama criminal, inspirado em factos reais, sobre uma estrela do desporto escolar, Jimmy Keene (Taron Egerton), que é condenado a dez anos de prisão. Filho do polícia Big Jim Keene (Ray Liotta, que morreu no final de Maio), é-lhe oferecida uma forma de encurtar a estadia no cárcere: ser transferido para um estabelecimento prisional de alta segurança para se aproximar de um recluso e extrair-lhe uma confissão. Este é Larry Hall (Paul Walter Hauser), que se suspeita que seja um assassino em série, embora faltem as provas. Contudo, se se descobre que Jimmy é um bufo…

Apple TV+. Estreia a 8 de Julho

Pretty Little Liars: Original Sin

O franchise Pretty Little Liars vai para a quarta série. Desta feita, um grupo de adolescentes, uma nova geração de, hum..., mentirosas, é perseguido por um assassino. Porquê? Para as punir pelos pecados, os das próprias e os das respectivas mães. Estes reportam a acontecimentos 20 anos antes, numa sequência de eventos que quase destruiu a cidade operária de Millwood. Roberto Aguirre-Sacasa e Lindsay Calhoon Bring, parelha de O Mundo Sombrio de Sabrina, têm o argumento e a produção executiva a seu cargo.

Publicidade

Paper Girls

Erin (Riley Lai Nelet), Mac (Sofia Rosinsky), Tiffany (Camryn Jones) e KJ (Fina Strazza) estão nas suas rotas de entrega de jornais quando, nas primeiras horas da manhã após o Halloween de 1988, são surpreendidas por viajantes do tempo em guerra – e transportadas para o futuro. Enquanto tentam regressar à idade dos seus 12 anos, são perseguidas, aprendem a trabalhar em conjunto e confrontam-se com as versões adultas de si próprias, muito distintas do que esperariam. Uma série de ficção científica, com oito episódios, baseada na BD de Brian K. Vaughan. Também com Ali Wong, Nate Corddry e Adina Porter.

Amazon Prime Video. Estreia a 29 de Julho

Uncoupled

Melrose Place, Febre em Beverly Hills, O Sexo e a Cidade (e And Just Like That...), ou Emily in Paris. O criador Darren Star tem um respeitável currículo em televisão e prepara-se para uma nova aventura com Jeffrey Richman (Frasier, Uma Família Muito Moderna). Uncoupled é uma comédia romântica com um protagonista homossexual, Michael (Neil Patrick Harris), que é deixado pelo marido após 17 anos de casamento.

Netflix. Estreia a 29 de Julho

Publicidade

Surface

Gugu Mbatha-Raw (The Morning Show) protagoniza este thriller psicológico, no qual dá corpo a Sophie, uma mulher a sofrer de uma profunda amnésia e a tentar descobrir, com a ajuda do marido e dos amigos, quem é e como se relaciona com a alta sociedade de San Francisco em que se move. A falta de memória é atribuída a uma tentativa de suicídio – Sophie ter-se-ia atirado de um barco. Mas porque é que uma mulher com uma vida tão perfeita haveria de a querer terminar, e porque é que no momento do resgate disse ter outro nome que não o seu, e que tinha sido empurrada por um homem no ferry?

Apple TV+. Estreia a 29 de Julho

O melhor para ver no sofá

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade