Onde comer os melhores tacos em Lisboa

Tacos com carne, tacos com peixe, tacos com marisco, tacos com vegetais, tacos com tudo. Aqui pode comer os melhores tacos em Lisboa
tacos do soi
Fotografia: Manuel Manso
Por Mariana Morais Pinheiro e Inês Garcia |
Publicidade

Tacadas destas, tudo bem. Lançámo-nos numa empreitada à procura dos restaurantes, não necessariamente mexicanos, onde comer os melhores tacos em Lisboa como entradinha ou para uma barrigada como deve ser. Estes 14 estão todos taco a taco: há os mais puristas, feitos como mandam as típicas receitas mexicanas, com as tortilhas de milho recheadas com carne de porco cozinhada lentamente e carregadinhos de picante (aqui tome atenção à indicação da malagueta), a interpretações mais exóticas, com influências indianas, como os de borrego com caril, ou asiáticas. Há por aqui também alguns com sabores bem portugueses. Se preferir nem se mexer do lugar, damos-lhe ainda uma opção de tacos em casa, onde só lhe ficam a faltar os mariachi. 

Recomendado: Os melhores restaurantes do mundo em Lisboa

Onde comer os melhores tacos em Lisboa

pistola y corazon, desanuio
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Mexicano

Pistola y Corazon

icon-location-pin Cais do Sodré

É a meca dos tacos em Lisboa. Há óptimas margaritas, sim senhor, mas os tacos as verdadeiras estrelas deste restaurante mexicano no Cais do Sodré. Na lista têm 15 diferentes. Há de frango braseado e guisado em tomate, de porco cozinhado lentamente, com camarões salteados em coentros, ou com carne de porco assada em folha de bananeira. Também têm opções vegetarianas, como os tacos de curgete e pimento vermelho ou de feijão preto, e outras para paladares mais arrojados, como a língua de vaca ou os torresmos crocantes (entre os 7€ e os 9€ por 3 unid.)

Comoba
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Comoba

icon-location-pin Cais do Sodré

Não é o primeiro sítio que vem à cabeça quando falamos de tacos mas o Comoba, um restaurante orgânico no Cais do Sodré que serve panquecas de matcha, smoothie bowls ou burritos sem distinções horárias, tem uns bem bons. São os Atlantic Fish Tacos (11€), com tortilhas de milho, peixe branco, abacate, couve roxa, milho doce com malagueta chipotle, e molho de beterraba com ananás. Para comer ao pequeno-almoço, almoço ou lancharada. 

Publicidade
El Clandestino - Taco al Pastor
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

El Clandestino

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Este restaurante no Príncipe Real tem problemas de identidade. E ainda bem. É tão peruano como mexicano e tanto serve ceviches como bons tacos. O solomillo, por exemplo, é feito com lombo de novilho, especiarias e legumes. Já o pastor leva carne de porco, abacaxi e cebola. Mas há mais, mais sete, pelo menos, como o de camarão com guacamole; o de chouriço com queijo cheddar; o de peito de pato salgado com trio de pimentos cítricos e redução de ostras, e ainda um vegetariano com curgete, abóbora e banana pão (entre os 7,40€ e os 9,50€).

Las Ficheras
© Ana Luzia
Restaurantes, Mexicano

Las Ficheras

icon-location-pin Cais do Sodré

Comece pelo que é realmente importante e peça um dos seguintes tacos: queijo com beringela, pinhão e folha crocante de manjericão; de porco preto marinado em alho; de peito de frango grelhado; ou de camarão salteado (entre os 8€ e os 9€). Na dúvida entre qual escolher, leve um grupo de amigos e aposte na partilha. Além dos tacos, há muitos burritos, fajitas e ainda uma imensidão de margaritas de vários sabores.

Publicidade
yakuza tacos
©Matilde Photography
Restaurantes, Japonês

Yakuza

icon-location-pin Princípe Real

Chama-se taco Sakana é feito com peixe fresco do dia e guacamole caseiro (7€). É uma das entradas mais pedidas no restaurante japonês de Olivier, junto ao Largo do Rato. Mas como um homem não vive só de tacos, peça também as gyosas de frango e vegetais para arrancar com a refeição, as sopas de miso, e depois os pratos de sashimi. Termine com os gunkans de atum, vieira, caranguejo, ou carne wagyu e foie gras, e, para sobremesa, atire-se ao fondant de chá verde e gelado de sésamo. Não se vai arrepender.

Taco de peixe frito, molho tártaro e verduras em pickle
©DR
Restaurantes

Água pela Barba

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Há dois bons tacos neste restaurante a meio da Rua do Almada, na Bica. Por isso, vá à confiança, e peça-os logo como entrada. O taco de peixe frito é feito com pampo frito, guacamole, crème fraiche e couve em pickle. Já o de peixe cru leva salmão, molho tártaro, molho agridoce, soja e sementes de sésamo (ambos a 10€). Além destes belos acepipes, também são fortes a preparar mexilhões com caril e de coco, ou pratos generosos de arroz cremoso com camarão e açafrão. Recomendamos ainda a malandrinha de quinoa com filetes de peixe branco, e as canilhas para terminar, uma massa crocante recheada com creme de pasteleiro. Mas em bom.

Publicidade
Restaurantes, Global

Mez Cais

icon-location-pin Cais do Sodré

Mudou-se da Praça de São Paulo para a Ribeira das Naus mas manteve a ementa carregadinha de tacos: do de pescado com guacamole ao tradicional de carnitas. Tem um com tortilha preta em que o caranguejo frito está numa cama de quinotto de abacate com redução de chili e ainda uma versão vegan, com quinoa, espargos verdes e gremolata. A esta oferta juntam-se ceviches ou saladas frescas. 

tacos peixola
©DR
Restaurantes

Peixola

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Este restaurante assemelha-se perigosamente a uma piscina – muito por causa do formato arredondado do balcão (aqui toda a gente come na barra), e dos tons verde-água que o decoram. Mas está longe de meter água, mesmo quando toda a carta gira à volta do peixe, e há um bar de rum bem apetrechado. No menu têm tacos de camarão com guacamole e salsa mexicana, de polvo vom molho de caril vermelho e coentros, de choco com manjericão e lima ou com bacalhau com endro e agrião. Além deles, há bons ceviches, tártaros, e um petit gateau de caramelo que vale muito a pena.

Publicidade
tacos do soi
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Asiático contemporâneo

Soi

icon-location-pin Cais do Sodré

Os tacos fazem parte das entradas do restaurante asiático Soi e são uma mistura da cozinha indiana e mexicana. Têm nome de caril indiano, o Bhuna Gosht, com borrego. "Pesquisei muito e encontrei coisas extraordinárias sobre a influência da cozinha indiana no México. Peguei numa boa tortilha de milho, fritei, recheei com carl, o borrego é bem macio e depois leva um creme de iogurte e hortelã para equilibrar os sabores. E tem picante caseiro de malaguetas fumadas", diz o chef Maurício Vale, que trouxe tudo o que se come nas ruas de Banguecoque para o novo restaurante do grupo Sushi Café.

tacos da taqueria patron
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Mexicano

Taquería Patrón

icon-location-pin Bairro Alto

Chama-se Taquería Patron e abriu há pouco mais de um ano no espaço do antigo Etílico, bar que ficou famoso nos últimos anos pelas festas gay. Carlos Mañe veio de propósito do México para assumir a cozinha da Taquería Patron e a carta é toda da sua responsabilidade e como o nome indica, os tacos são a especialidade. Há de porco, vaca, frango. Ou, devíamos dizer cochinita, lomitos e pollo? Os preços rondam os 8 euros para um prato com três tacos. 

Publicidade
El Cabrón
©Arlindo Camacho
Restaurantes, Mexicano

El Cabrón

icon-location-pin Santos

Não tenha medo de dizer em voz alta o nome deste restaurante mexicano de Lisboa: El Cabrón. Em bom português pode ser ofensivo mas em espanhol não é. Os fortes da ementa são os tacos e os burritos, mas há também ceviches, tostadas (com a tortilha frita) ou um levanta muertos, uma sopa fria com polvo, camarão, caldo de marisco, cebola roxa e coentros. Há dez tipos de tacos diferentes, quatro burritos e uma salada césar. O bar fica à entrada e tem uma carta extensa de cocktails de autor.

Restaurantes

Gazpaxo

icon-location-pin Lisboa

Não é um restaurante, é um comedor ibérico com influências sul-americanas, e uma carta que varia consoante a disponibilidade do que o mercado oferece. Existem tacos em regime take away e ao preço-recorde-incrível de 1,5€ cada: há de frango, porco, chili, feijão ou camarão. Nesta onda do to go, há ainda nachos e gaspacho, a honrar o nome desta casa.

Publicidade
Barra Cascabel
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Barra Cascabel na Gourmet Experience

icon-location-pin São Sebastião

A Barra Cascabel é o espaço mais animado de todo o food court no sétimo piso do El Corte Inglés – a meio do serviço há cantoria com megafones, muitas palmas e interacção com os clientes, fazendo jus à afamada animação mexicana. O restaurante é uma parceria entre o mexicano Roberto Ruiz (o chef que tem uma estrela Michelin no Punto Mx, em Madrid) e o grupo Avillez e serve comida mexicana autêntica, do cocktail de camarão acompanhado com totopos de milho e maionese de jalapenõ às tostadas de bonito. Quanto a tacos, tem muito por onde escolher: peça, por exemplo, os de carnitas, camarão ou lombo de vaca. Se no fim disto tudo a boca ficar a arder, peça um dos cocktails com mezcal.

taco do el taco chingon
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Mexicano

El Taco Chingón

Estes tacos não têm espaço físico (ainda que andem por aí nuam carrinha de street food) mas conte que, portanto, vão ter consigo por definição. Se vive na área da grande Lisboa, o melhor é marcar uma festa mexicana em casa ou no jardim. Pedro Leitão faz eventos em que leva tudo, desde as tortilhas e os cocktails às mascaras de luchador e sombreros. Conte com tacos de atum, com maionese de malagueta chipotle, abacate e alho francês frito, de camarão, em tortilha de milho, com uma tempura deste marisco, salada de couve roxa, um ligeiro picante de malagueta verde e maionese de chipotle, e de frango com queijo.

Lisboa do mundo

ceviche puro da cevicheria
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Peruano

Os melhores restaurantes peruanos em Lisboa

A cozinha peruana é uma das que mais curiosidade desperta na cidade: o Qosqo foi pioneiro desta gastronomia ali para os lados da Sé e o chef Kiko com A Cevicheria criou o buzz máximo em torno dos pratos do Peru. Siga o roteiro dos melhores restaurantes peruanos em Lisboa. 

Dim sum do Estoril Mandarim
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Chinês

Os melhores restaurantes chineses em Lisboa

Os Golden Visa não melhoraram só o panorama do imobiliário da cidade. A procura de comida chinesa autêntica e regional aumentou e já não é tudo arroz chau chau e rebentos de soja. Do Martim Moniz ao Estoril, consegue-se comer de tudo um pouco, mesmo que por vezes tenhamos de ir ao apartamento dos senhores. Estes são os melhores restaurantes chineses em Lisboa

Publicidade
Muito Bey - Tapas
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Os melhores restaurantes do Médio Oriente em Lisboa

Esqueça as mil e uma noites e coloque o mindset mais nos mil e um pratos. Temos Turquia, Líbano, Síria e o estilo do Médio Oriente inteiro: muitos pratos para partilhar e o pão como estrela da mesa. Nem precisa de pegar na bússola para rumar a Oriente, basta pegar nesta lista e orientar-se por estes restaurantes do Médio Oriente em Lisboa.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com