Restaurantes com mesas comunitárias em Lisboa

Nestes restaurantes com mesas comunitárias dá para fazer amigos novos ou juntar a malta toda.
Peixaria Centenária
Fotografia: Arlindo Camacho Peixaria Centenária
Por Inês Garcia |
Publicidade

Há cada vez mais restaurantes a apostar nas mesas comunitárias, ainda que os portugueses continuem a sofrer constrangimentos e fiquem com medo de falar alto no meio de desconhecidos.

Não se ponha com conversas delicadas e faça antes novos amigos num destes restaurantes com mesas comunitárias em Lisboa.  

Recomendado: Restaurantes com mesas redondas em Lisboa

Restaurantes com mesas comunitárias em Lisboa

Peixaria Centenária
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer, Mercados e feiras

Peixaria Centenária

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

À sexta-feira à noite o gelo e o peixe fresco da banca da Peixaria Centenária são substituídos por uma mesa de madeira onde se serve comida caseira de tacho.  Joana Mateus e Rui Quinta, os donos disto tudo, chamaram o chef Pedro Marques para fazer os jantares, sempre com peixe fresco. A mesa tem capacidade para oito a dez pessoas.

+ Peixaria Centenária agora serve jantares: abanca aí, freguês

Pizza Primavera, Casanova
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Casanova

icon-location-pin São Vicente 

É o grande clássico das mesas corridas (e das filas intermináveis a qualquer hora). A pizzaria de Maria Paola Porru chegou à maioridade mas não muda a receita e mantém as pizzas de massa fina estaladiças feitas em forno de lenha.

 

A Time Out diz
Publicidade
Local
©Francisco Santos
Restaurantes, Português

Local

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

O restaurante de 18 metros quadrados do Príncipe Real, com Manuel Lino à frente, tem mesa para dez no interior e agora tem outra ao ar livre para mais seis pessoas. Chamam-lhe “pop-up lunch alfresco” e os menus de almoço podem ter pratos como a cavala com salada de citrinos ou a vitela cozinhada a baixa temperatura com ragu de vegetais.

A Time Out diz
fauna e flora
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

Fauna & Flora

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

O sítio da moda tem uma mesa alta comprida. É salvação de muita gente quando a fila está grande ou para quando quiser ir com um grupo de amigos. Peça a tosta de abacate com picadinho de vaca.

Publicidade
loco, i+d
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

I+D Loco

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

No laboratório criativo de Alexandre Silva há uma mesa em madeira que, uma vez por mês, recebe jantares para grupos de pelo menos cinco pessoas (a mesa leva uns dez). O menu, composto em grande parte por pratos em testes, antes de passarem para o menu principal do LOCO, tem o preço fixo de 150€ por pessoa e inclui pairing de vinhos.

+ No I+D do LOCO há tempo para inventar, testar, errar e fazer tudo outra vez

A Time Out diz
Camera
Restaurantes, Italiano

A Mesa

icon-location-pin Alcântara

Todo o conceito deste restaurante na Lx Factory está assente na mesa comprida que ocupa todo o restaurante. É uma única mesa corrida onde cabem 50 pessoas, toalhas aos quadradinhos como convém num verdadeiro italiano e pizzas finas e estaladiças. 

Publicidade
Prado
Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

Prado

icon-location-pin Castelo de São Jorge

António Galapito faz aqui uma cozinha simples, farm to table, com produtos portugueses e privilegiando a sazonalidade dos produtos e isso valeu-lhe cinco estrelas do nosso crítico Alfredo Lacerda. Ao fundo do restaurante com plantas a pender do tecto, há uma mesa comprida. Coma o tártaro de Minhota com couve galega e no fim não se esqueça de pedir a nova sobremesa de gelado de broa de milho com batata doce.

A Time Out diz
Camera
Restaurantes

Atelier Henrique Sá Pessoa

icon-location-pin Marvila

O atelier de Henrique Sá Pessoa é uma incubadora de ideias para o estrelado Alma e para o Tapisco. O chef quer encher a mesa comprida com 12 pessoas, em não mais do que grupos de quatro, para criar sinergias e haver networking, ao mesmo tempo que apresenta os pratos de teste para os seus restaurantes. Aceita marcações.  

Mais restaurantes em Lisboa

2018
©Miguel Manso
Restaurantes

Restaurantes com menus de almoço em Lisboa: não há almoços grátis mas quase

Há restaurantes que lhes chamam menus executivos e há quem opte pelo velhinho menu de almoço, quase sempre disponível nos dias úteis. Nomenclaturas à parte, o que importa é saber que até em restaurantes com estrela Michelin pode pagar com duas notas de vinte euros e receber troco. Aqui ficam dez sugestões de restaurantes onde ao almoço é mesmo mais barato. 

Ingri, um dos pratos do Tantura
© Arlindo Camacho
Restaurantes

Os melhores restaurantes no Bairro Alto

Corremos o Bairro Alto e cruzámo-nos com mais de 100 restaurantes pelo caminho, nem todos merecedores de nota, é certo. Da cozinha de autor ao restaurante israelita, estes são os oito melhores restaurantes no Bairro Alto. Recomendado: Os melhores restaurantes na Lapa e na Madragoa

Publicidade
eight the health lounge
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os melhores restaurantes vegan em Lisboa

Quanto mais restaurantes vegan aparecem em Lisboa, mais criativa fica esta dieta restritiva. Não há ovos, leite ou manteigas de origem animal – e naturalmente nem vale a pena falar em carne ou peixe – mas estes menus não são um interminável desfile de saladas. Estes são os melhores restaurantes vegan em Lisboa. Animais enram, mas só pela trela.

Publicidade