Restaurantes com mesas redondas em Lisboa

Falamos de mesas físicas, com pés e tampo, e não de debates aborrecidos com gente a cofiar barbas. Afinal de contas, as mesas redondas são a melhor opção para refeições em grupo.
Casa de Pasto
©DR Casa de Pasto
Por Mariana Correia de Barros |
Publicidade

As mesas redondas são, toda a gente sabe, a melhor maneira de sentar grupos de amigos em jantaradas. Permitem ver toda a gente de todos os lugares e ainda mirar (e invejar) os pratos dos outros.

Encontrá-las em Lisboa é que não é pêra doce. Mas a Time Out fez o trabalho por si. 

Mais: deixa o desafio a quem anda na restauração. E que tal abrir um restaurante em Lisboa só com mesas redondas? Vale a pena pensar nisto. 

Recomendado: Os melhores sítios para jantares de grupo em Lisboa

Restaurantes com mesas redondas em Lisboa

1
soi
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes, Asiático contemporâneo

Soi

icon-location-pin Cais do Sodré

O restaurante asiático do Grupo Sushicafé tem sido um sucesso em Lisboa. O ambiente é bom (e Instagram-friendly), os preços são em conta e a comida atravessa a Ásia em pratos que vão bem na lógica da partilha. Pode experimentar boa parte deles se juntar as nove pessoas que cabem na mesa redonda do restaurante – com jeitinho até senta 10. Depois do gupo instalado, peça o bao de pato, as chamuças bang bang e o pad thai.

+ Nestes restaurantes pan-asiáticos em Lisboa cabe a Ásia toda

2
Cantina Zé Avillez
Restaurantes, Português

Cantina Zé Avillez

icon-location-pin Santa Maria Maior

À velocidade a que abre espaços em Lisboa, chamar à Cantina do Zé o último restaurante de José Avillez corre o risco de se tornar uma informação desactualizada em menos de nada. Adiante. Neste início de Primavera é a grande novidade do chef, com preços abaixo dos que se pagam noutros restaurantes do grupo (25€ por cabeça, se não for para grandes voos) e duas belíssimas mesas redondas, uma em cada uma das salas. Uma senta 10 pessoas, a outra seis. No Bairro do Avillez (mais especificamente no Páteo), também encontra mesas redondas – ideais para grupos.

+ Veja lá se não é um império: todos os restaurantes de José Avillez em Lisboa

Publicidade
3
Restaurante Zero Zero
Fotografia:Ana Luzia
Restaurantes, Italiano

Zero Zero

icon-location-pin Princípe Real

Conseguir mesa na Zero Zero, já se sabe, pode envolver espera; conseguir a mesa redonda então, é uma questão de sorte (ou de ter um pedinchão no grupo). Há oito em todo o restaurante, que sentam quatro pessoas à larga – e cinco se ninguém levantar muito as asas. Três delas na sala interior, cinco na esplanada. E agora que a chuva está a despedir-se da cidade, a idílica esplanada do Zero Zero pode começar a ser usada outra vez.

+ Esplanadas em Lisboa

A Time Out diz
4
The Old House
Restaurantes, Chinês

The Old House

icon-location-pin Parque das Nações

Restaurante chinês que se preze tem mesas redondas com um vidro no meio para rodar ora no sentido dos ponteiros do relógio, ora no contrário, as vezes que forem precisas, até toda a gente se ter servido das várias travessas que chegaram à mesa – uma, duas, três vezes. O The Old House, no Parque das Nações, não é excepção. Tem 14 mesas redondas, quase todas com capacidade para 10 ou 11 pessoas. Há ainda quatro em salas privadas, onde cabem 15 comensais.

A Time Out diz
Publicidade
5
Taberna Moderna - Sala
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Taberna Moderna

icon-location-pin Santa Maria Maior

O slogan da Taberna Moderna, responsável pelo primeiro bar de gins de Lisboa, afirma “quase tudo para partilhar”. E todos sabemos que o bom é partilhar petiscos e gins numa mesa redonda, onda toda a gente pode ver e ouvir toda a gente e ainda dá para jogar ao polícia e ao ladrão (lembra-se daquele jogo em que o assassino pisca o olho às vítimas?). Aqui há uma mesa grande até 12 pessoas, outra que senta oito, uma até sete e ainda outra até quatro.

A Time Out diz
6
Minibar - Cocktail
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Global

Mini Bar

icon-location-pin Chiado

Chamam-lhe bar gastronómico, um sítio para beber cocktails e provar mini-doses de várias especialidades do chef Avillez, algumas mais populares, como as azeitonas El Buli e o bacalhau à Brás, outras menos badaladas, como o Ovo BT com parmesão. Dividem a ementa em actos e têm dois menus de degustação que só podem ser pedidos para as mesas completas. E nada melhor que fazer do menu um debate de mesa redonda. Há uma para oito pessoas, duas para sete e uma para quatro.

Publicidade
7
Bica do Sapato
© Arlindo Camacho
Restaurantes

Bica do Sapato

icon-location-pin São Vicente 

Já se sabe que cada ida à Bica do Sapato pode ser diferente. Os painéis com fotografias variam, os arranjos florais idem e até as mesas podem ter diferentes disposições – mesmo a carta vai mudando com frequência. E quando o assunto é mesas redondas, o restaurante de Santa Apolónia é uma espécie de campeão. Tem cinco e sentam até oito pessoas.

A Time Out diz
8
Clube de Jornalistas - Sala
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Clube de Jornalistas

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Qual tabuleiro de dominó, no Clube de Jornalistas estão sempre a mudar a disposição da sala. Ou melhor, das salas, que isto é uma sala com várias divisões. Numa das mais emblemáticas costumam estar duas mesas redondas que sentam até 5 pessoas; e há uma mesa oval que senta até 12 pessoas. 

A Time Out diz
Publicidade
9
Restaurante Solar dos Presuntos
Fotografia:Ana Luzia
Restaurantes

Solar dos Presuntos

icon-location-pin Lisboa

O rol de famosos que já passou, passa e ainda vai passar pelo Solar dos Presuntos está imortalizado nas paredes do restaurante, mas também na cabeça de todos os que lá vão e dão de caras com políticos, futebolistas e outros artistas. Muitos deles em petit comité e a aproveitar as sete mesas redondas distribuídas pelos três andares do restaurante. Sentam no máximo seis pessoas, mas também não queremos mais ninguém a roubar-nos as fatias de presunto.

A Time Out diz
10
nobre
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

O Nobre

icon-location-pin Areeiro/Alameda

O clã Nobre – José na sala, Justa na cozinha, os filhos e as irmãs da chef a ajudar em tudo o resto – há-de saber, melhor que ninguém, o importante que é um convívio entre todos. Não raras vezes almoçam todos juntos. Daí que no seu restaurante do Campo Pequeno, que sempre foi uma boa opção para ir em família, tenham cinco mesas redondas. Há uma para oito pessoas, uma para sete e três que sentam seis.

A Time Out diz
Publicidade
11
Atalho Real - Carne Maturada
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Atalho Real

icon-location-pin Princípe Real

No Atalho Real existem, na sala interior, três mesas redondas que podem sentar até oito pessoas. Quando o Verão chegar em força, a esplanada abrirá e com ela virão outros tampos circulares, ideais para grupos. Facto que, no restaurante em questão, muito ajuda na hora da refeição. É que a ementa tem tantos cortes de carne e tantas formas de a comer que se todos pedirem pratos diferentes, torna mais fácil experimentar um bocadinho de cada.

A Time Out diz
12
Cantina Lx
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Cantina LX

icon-location-pin Alcântara

Muitas vezes esquecida no meio do boom de aberturas de restaurantes em Lisboa, a Cantina LX é não só um ícone da Lx Factory, como um ícone dos jantares de grupo - daqueles grandes e barulhentos. A ementa de petiscos e pratos portugueses pode ser pedida para as duas mesas redondas que há na sala: uma senta 10 pessoas no máximo e a outra dá para grupos de oito.

+ 22 coisas para fazer na Lx Factory

Publicidade
13
Casa de Pasto
©Casa de Pasto
Restaurantes, Português

Casa de Pasto

icon-location-pin Cais do Sodré

E por fim um género de excepção: em vez de mesas redondas, mesas ovais. Na Casa de Pasto, uma das salas de jantar com mais pinta de Lisboa, há dois familiares do círculo: o maior senta 14 pessoas e o mais pequeno senta oito. Mas se o que quer mesmo, mesmo, mesmo é um tampo redondinho, também arranjam. São duas, são altas, ficam junto ao bar e podem levar até quatro pessoas.

A Time Out diz
14
Rio Maravilha
Fotografia: Manuel Manso

Ainda mais assuntos redondos

Se ainda não encontrou a circunferência certa, aqui fica mais uma lista de restaurantes que apostam nas mesas redondas:

O JNcQUOI, uma das estrelas mais cintilantes da Avenida da Liberdade tem duas mesas para quatro pessoas e outras cinco onde cabem até cinco pessoas.

Outro restaurante com níveis de popularidade altos, o Rio Maravilha, tem uma mesa redonda na sala principal que senta até seis pessoas e outra na mezzanine onde cabem 12 pessoas.

O Tantura, o israelita do Bairro Alto, tem duas mesas redondas que sentam cinco pessoas à vontade – e seis se vier aquele amigo a mais.

Também a servir cozinha de outras latitudes, mas desta vez de Itália, a Osteria tem três mesas redondas onde cabem até três pessoas na sala principal e mais uma maior, para cinco pessoas, na sala que costumam reservar para grupos, mas está aberta todos os dias.

Ainda na cozinha italiana, o Il Mercato, restaurante de pasta fresca no Páteo Bagatela, tem uma mesa que senta até nove pessoas.

As melhores mesas, bairro a bairro

JNCQUOI
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os melhores restaurantes na Avenida da Liberdade

Não se assuste: tal como há lojas na Avenida para todos os bolsos, também há restaurantes. Dos mais tradicionais, que seguem os bons costumes portugueses, aos italianos, vegetarianos ou saudáveis. Esta é a nossa escolha dos melhores restaurantes na Avenida da Liberdade para comer bem depois de uma ida às compras, a meio de um dia de trabalho ou para um jantar especial.

Chutnify
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes

Onde comer bem no Príncipe Real

É o bairro com as lojas mais alternativas, as noites mais coloridas e os restaurantes do momento. A oferta é variada e não desilude. Asiáticos, italianos, cozinhas de autor: abram alas para a família real de restaurantes do Príncipe Real.  

Publicidade
Topo Chiado - Croquetes de Alheira
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os melhores restaurantes do Chiado

Os turistas tomaram conta do Chiado, mas não desista, ainda que o Largo esteja sempre cheio e o poeta esteja sempre com alguém ao colo. Fizemos um roteiro gastronómico pelos melhores restaurantes do Chiado para reclamar esta zona da cidade para si sempre que quiser.

Publicidade