Coisas românticas para fazer em Lisboa

Não é preciso chegar a Primavera para os pombinhos saírem do ninho. Mas tome nota deste aviso: o que se segue não é aconselhado a corações insensíveis

Fotografia: Arlindo CamachoEste domingo de Páscoa, pedale até ao Guincho

Ainda não sabe o que fazer no Dia dos Namorados? Temos várias ideias românticas para fazer às prestações, ou então abraçar a lamechice e fazer tudo de uma assentada só.

Coisas românticas para fazer em Lisboa

Passear de barco a remos no Campo Grande

Passear de barco a remos no Campo Grande

O antigo Campo de Alvalade do século XIX foi precisamente construído em estilo de Passeio Romântico. E foi recentemente remodelado para acolher uma série de actividades lúdicas, onde tanto se pode dar umas raquetadas no campo de padel, como passear o cão no parque canino ou esperar que as crianças esgotem todas as energias no parque infantil. Mas se falamos de romance, as atenções viram-se para os barcos a remos no lago principal do jardim. Cada um tem capacidade para seis pessoas, mas neste caso vai querer ficar à larga, com o barco só para si e o seu mais que tudo.

Jardim do Campo Grande - Ter-Dom 10.00-17.00 (19.00 no Verão). 5€ (meia hora), 7€ (uma hora)

Andar de barco à vela no Tejo

Andar de barco à vela no Tejo

Se o forte dos pombinhos não for dar ao remo, podem aproveitar para entrelaçar os dedos sem risco de acidentes durante uma viagem de barco no rio Tejo. A BYX tem passeios românticos ao nascer e ao pôr-do-sol, como o Tejo Sunrise, e outros como o Sunset Sensations ou o Lisbon Night, iluminado com as luzes da cidade. A duração da viagem é de aproximadamente duas horas e podem brindar ao amor a bordo do barco à vela com a bebida incluída no passeio.

Preço para duas pessoas: 69,90€

Publicidade
Passar a noite num motel

Passar a noite num motel

Uma excelente opção para fugir à rotina e apimentar este artigo lamechas. Tal como o nome indica, o H2ON é ideal para casais com dinâmicas mais aquáticas. Camas de água, jacuzzi, uma cadeira de duche tântrica, um duche duplo com cromoterapia e hidroterapia e um chuveiro ao ar livre são algumas das mordomias deste motel em Frielas, Loures, um dos mais populares do país. Os quartos têm todos nomes de cidades acabados em “on”, de Lyon (com jardim e espreguiçadeiras) a Washington (com piscina interior).

www.h2onmotel.com. Rua da Fonte. Bairro do Casalinho da Fonte, Frielas, Loures. 21 938 07 20. A partir de 57€ (4 horas)

Descubra outros móteis perfeitos para uma rapidinha

Ou, melhor, aproveitar um bom hotel romântico

Que Lisboa é a cidade mais romântica já nós sabíamos, mas que tinha tantos hotéis para levar as escapadinhas românticas a um novo nível foi uma surpresa. Seja com pequenos-almoços na cama ou vistas de cortar a respiração, os melhores hotéis românticos em Lisboa não desiludem.

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade
Passear na Quinta da Regaleira

Passear na Quinta da Regaleira

Em redor do Palácio da Regaleira, também conhecido como o Palácio do Monteiro dos Milhões (a alcunha do antigo proprietário), encontra quatro hectares decorados com jardins exuberantes, lagos e grutas, tudo numa envolvência que tem tanto de exótica como de romântica. Cuidado: corre o risco de lhe sair um pedido de casamento inesperado.

Rua Barbosa du Bocage (Sintra). Seg-Dom 09.30-20.00 (Abril a Setembro), 09.30-18.00 (Outubro a Março)

Ver um filme na sala VIP do Cinema City

Ver um filme na sala VIP do Cinema City

Lounge privado, bar aberto, poltronas em pele reclináveis. Um verdadeiro mimo para dois as salas VIP do Cinema City, onde antes do filme tem vinte minutos para provar um cocktail e picar o buffet à disposição. Nem todos os filmes chegam ao VIP (e, dos que chegam, nem todos são românticos), mas uma breve pesquisa no site oficial diz-lhe quais as fitas que vão passar nas salas mais confortáveis do país. 

www.cinemacity.pt. Sessão com tudo incluído: 18€

Estas são as nossas salas de cinema preferidas em Lisboa

Publicidade
Assistir a uma ópera no Teatro São Carlos

Assistir a uma ópera no Teatro São Carlos

Vista a sua melhor roupa e convide a sua cara metade para assistir a uma ópera ou a um concerto de música coral ou sinfónica. As temporadas da casa do Coro do Teatro Nacional de São Carlos e da Orquestra Sinfónica Portuguesa dão a conhecer obras-primas de Bizet a Stravinsky que podem ser ouvidas neste Monumento Nacional inaugurado em 1793 – o primeiro teatro público aberto a todos os cidadãos.

Rua Serpa Pinto, 9

Comprar flores na Florista Pequeno Jardim

Comprar flores na Florista Pequeno Jardim

Apanhadas directamente do campo, surripiadas de um qualquer jardim ou compradas numa florista de bairro, são o truque mais baixo e cheiroso quando o assunto é conquistar (ou reconquistar) o coração de alguém. Nada melhor do que tratar do assunto nesta histórica florista da Rua Garrett, fundada em 1922. Segundo a plataforma Círculo das Lojas, este jardim teve famosos clientes como Vasco Santana, Beatriz Costa ou mesmo Josephine Baker. E enquanto lhe fazem um arranjo com flores naturais, artificiais ou exóticas (porque aqui há mesmo de tudo), arranque mais umas histórias sobre a florista mais bonita da cidade.

Rua Garrett, 61. Seg-Sex 10.00-20.00

Conheça melhor este e outros estabelecimentos da velha guarda do Chiado.

Publicidade
Dançar forró no Espaço Baião

Dançar forró no Espaço Baião

Se a dança pede muito contacto, então que seja com quem mais gostamos. Mesmo que sejam quatro pés de chumbo. Há muito para onde se virar e dançar em Lisboa, como por exemplo o centro cultural e escola de dança Espaço Baião, onde pode aprender os movimentos do nordestino forró ou do samba de gafieira, um tipo de dança de salão que que deriva do maxixe, o tango brasileiro. Desde 2015 que o Espaço Baião põe tudo a mexer no topo do Ateneu Comercial de Lisboa. Se quiser só pôr à prova o seu potencial (ou mesmo a relação), dê baile com uma aula experimental por apenas 5€ por pessoa. 

Rua Portas de Santo Antão, 110

Fazer uma massagem a dois

Fazer uma massagem a dois

Uma das regalias de estar numa relação é ter um massagista amador diariamente à disposição. Uma regalia que às vezes se torna num enfado, porque quem pede cinco minutos de massagem no sofá ou na cama, o mais provável é que depois tenha de retribuir. Por isso mais vale atirarem-se os dois para uma marquesa de uma vez por todas e deixarem um verdadeiro profissional atirar o stress para o lixo. Como aqui se trata de romance, nos espaços de bem-estar do Grupo Pestana, os Magic Spa, é possível combinar uma massagem a dois feita sua à medida. É também a desculpa perfeita para meter os pés num romântico palácio do século XIX e Monumento Nacional: o Pestana Palace.

Rua Jau, 54. Seg-Dom 08.00-21.00

Explore os melhores hotéis com spa em Lisboa

Publicidade
Mostrar mais

Especial apaixonados

Sete cenas românticas clássicas do cinema

Beijos assolapados, traições, finais trágicos. O cinema está cheio de cenas de amor inesquecíveis e estas sete derretem os corações mais insensíveis e fazem chorar as pedras da calçada. 

Por Eurico de Barros

As dez melhores comédias românticas de sempre

As comédias românticas podem ser dolorosamente más - pirosas e esquecíveis, tudo menos cómicas e sem pinga de romance. Mas seria preciso termos um coração de pedra para não nos apaixonarmos por estas divertidíssimas comédias românticas. Hilariantes, com humor negro e amargo-doce por vezes, dificilmente o cinema nos terá dado uma melhor, mais divertida mas também mais detalhada anatomia das relações amorosas.

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Sete filmes anti-Dia dos Namorados

A resistência é inútil. Mas não há-de ser por isso que os desvalidos do amor, os descartados, os simplesmente sovinas que usam a conspiração comercial como justificação ideológica, os agorafóbicos, ou, claro, os misantropos têm de passar o Dia dos Namorados a ruminar. O cinema fornece toda a alienação necessária. E ainda razões para evitar certos amores.     Recomendado: 7 filmes de terror para o Dia dos Namorados     

Por Rui Monteiro

Comentários

0 comments