A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Praia do Meco
Photograph: Manuel MansoPraia do Meco

As melhores praias naturistas em Portugal

Existem nove praias oficiais naturistas em Portugal e muitas outras onde a prática é tolerada. Saiba qual o areal perfeito para si.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

O naturismo surgiu na Alemanha, no final do século XIX, como uma filosofia de vida, que defende a harmonia com a natureza, uma alimentação natural e a nudez. Em Portugal, a Federação Portuguesa de Naturismo promove a prática da nudez social desde 1977, “com o propósito de favorecer a auto-estima e o respeito pelos outros e pelo meio ambiente”. Mas não é a única instituição a fazê-lo: existem quatro clubes federados, entre os quais o Clube Naturista do Centro, o mais antigo em Portugal, que conta com uma agenda de actividades preenchida, entre sessões de piscina e yoga naturista, cujas aulas costumam decorrer em praias. Fomos por isso à procura das melhores praias naturistas em Portugal para poder andar como veio ao mundo, sem vergonha nem receio, e conhecer pessoas frescas que não têm medo de aragens. Dispa-se de preconceitos.

Recomendado: As melhores praias com Bandeira Azul perto de Lisboa

Praias naturistas oficiais

  • Atracções
  • Praias
  • Grande Lisboa

A última praia da Caparica, a da Bela Vista, tem uma zona naturista que começa a 400 metros a sul da paragem 17, a entrada da praia, e termina a 700 metros da paragem terminal do comboio para norte. Chama-se Dezanove e foi um dos primeiros areais em Portugal a legalizar o naturismo. É também uma das praias gays mais conhecidas da Europa, onde o engate na mata e nas dunas funciona melhor do que as aplicações para telemóvel. Se não sabe como lá chegar, nós explicamos. Na A2, sair para o IC 20 Costa da Caparica, virar à esquerda nos semáforos para a estrada das praias e, no caminho de terra antes da subida, ir até ao último estacionamento.

  • Atracções
  • Praias
  • Grande Lisboa

Ninguém conhece a Praia do Meco pelo seu verdadeiro nome, Praia do Moinho de Baixo, mas sabe-se que é a meca do naturismo português desde os anos 70 e palco da Légua Nudista do Meco, embora hoje também seja muito frequentada por famílias. O areal é extenso, mas o mar é agitado, com fundões e correntes fortes que exigem atenção redobrada a quem vem com miúdos. A praia é muito conhecida também pelo restaurante, o Bar do Peixe, famoso pelo peixe fresco grelhado e por pratos como as lapas com manteiga de alho. Uma boa desculpa para se esquecer de levar farnel.

Publicidade
  • Atracções
  • Praias

A praia de Odeceixe é a mais setentrional do Algarve (quer isto dizer que está ali na fronteira com a Costa Alentejana). É banhada, de um lado, pela ribeira de Odeceixe, boa para levar os miúdos, e, do outro, pelo mar, que é costume andar revolto – ao nível das ondas, para surfistas é incrível. Já teve um lugarzinho na lista das sete maravilhas de Portugal, em 2012. A sul da praia, surge uma pequena enseada, a Praia das Adegas, que é praia oficial de naturismo. Em situação de maré cheia, é acessível através de um caminho pedonal que desce pela arriba junto ao miradouro (trilho íngreme seguido de escadaria de madeira).

Praia do Salto (Sines)
  • Coisas para fazer

Entre a Praia da Cerca Nova e a vila de Porto Covo, a norte, e a Praia do Cerro de Águia, a sul, a Praia do Salto constitui há vários anos um oásis para os naturistas, quase escondido entre as falésias, onde uma bica de água doce, que ali corre, permite lavar o sal do mar. Praticamente selvagem e abrigada do vento, não só permite o acesso à Praia da Cerca Nova durante a maré baixa como a zona envolvente possui vários caminhos pedestres que dão acesso a mais praias deslumbrantes, através da Rota M1109.

Publicidade
  • Atracções
  • Praias

Reza a lenda que o nome surgiu por causa de um naufrágio do qual sobreviveu apenas um homem que deu à costa nu. Talvez sugestionados pelo nome da praia, os praticantes de naturismo adoptaram-na e fizeram dela um dos seus lugares predilectos para andarem como vieram ao mundo. Hoje em dia costuma surgir também em guias LGBTQI+ nacionais e internacionais. Na extremidade ocidental da Ilha de Tavira, entre a área naturista oficial da Praia do Barril e a barra da Fuzeta, é deserta e selvagem, sem qualquer tipo de apoio, por isso, leve comida, água e protector. Pessoas vestidas também são bem-vindas. Mas atenção: não é fácil lá chegar. Antes de tirar a roupa e de se esticar ao sol no longo areal (sempre são 4 km de praia), tem de apanhar um aqua-táxi que sai da Fuzeta ou aceder através da Praia do Barril, caminhando pelo areal em direcção ao extremo oeste da ilha.

  • Atracções
  • Praias

Em dias de muito vento, caso não se queira aventurar por uma das muitas praias secretas do litoral alentejano, o melhor é escolher a Praia dos Alteirinhos, do lado sul da Praia da Zambujeira do Mar. Tem uma escadaria até à areia, e muito areal para percorrer – daí ser bastante procurada quer por famílias, quer por nudistas. Sem infra-estruturas, tem-se mantido no seu estado selvagem, permitindo apreciar uma praia de beleza única, pela imponente falésia que a contorna e pelas rochas que aparecem e desaparecem consoante a maré alta ou baixa.

Publicidade
Praia da Barreta (Faro)
  • Atracções
  • Praias

Se o paraíso existe, é capaz de ser parecido com a Ilha da Barreta, mais conhecida por Ilha Deserta. Com um único habitante (o restaurante Estaminé, ali instalado desde 1987), o ponto mais meridional de Portugal prova que ainda existe um Algarve calmo, com mais de dez quilómetros de finas areias brancas e um mar imenso para mergulhar, sem confusões mesmo durante a época alta. Contemplada com Bandeira Azul, tem vigilância e aluguer de toldos e espreguiçadeiras nos meses de Verão. A melhor forma de lá chegar é apanhar o ferry no cais da Porta Nova, junto à muralha do castelo de Faro. Faz viagens que duram 35 minutos e devem ser aproveitadas para contemplar, na maré vasa, os labirintos de areia, os muitos canais e ainda os bancos de sapal. Não se esqueça de olhar para as margens para observar as muitas aves que por ali vivem e se alimentam na ria.

Praia da Adiça (Almada)
  • Coisas para fazer
  • Grande Lisboa

A Praia da Adiça, também conhecida como Praia da NATO, tem um areal extenso, com cerca de 1,4 km, e a zona legalmente naturista inicia-se 50 metros antes do final do caminho de terra para veículos automóveis. A legalização desta praia para a prática do naturismo em 2015 tornou Almada o primeiro concelho com duas praias naturistas oficiais. À data era mesmo o único, mas agora Odemira faz-lhe concorrência. Mas vamos ao que interessa, que o caminho até lá é um pouco mais complicado. Siga em direção à Fonte da Telha, em Almada, pela Estrada Nacional N377, que atravessa a Mata dos Medos. Quando vir a base militar da NATO, é só parar: há uma zona de terra batida para estacionar o carro — o resto do caminho tem de ser feito a pé. Como está no topo da falésia, tem de seguir para o lado direito, em direcção à mata, e começar a descer. O caminho é um pouco acidentado, mas o trilho está bem marcado e demora entre 10 a 15 minutos.

Publicidade
  • Atracções
  • Praias

Depois de um 2015 de acesso quase interdito devido a obras e de um 2016 a cheirar a novo, com um parque de estacionamento supimpa e vários miradouros, o Malhão, em Vila Nova de Milfontes, continua bonito como sempre, em boa forma, e sem precisar de qualquer recauchutagem. É verdade que os 600 lugares de estacionamento vieram organizar a coisa, mas continua a ser uma praia com muito espaço para – não se encontra melhor verbo – espraiar à vontade. E agora é também uma praia naturista. A deliberação foi tomada por unanimidade numa sessão da Assembleia Municipal de Odemira, realizada no dia 30 de Abril de 2019, em resultado de um pedido da Federação Portuguesa de Naturismo.

Praias tolerantes ao nudismo

  • Atracções
  • Praias
  • Sintra

Fica pertinho do Cabo da Roca, o célebre ponto mais ocidental da Europa, e a sua beleza é capaz de mobilizar até o coração mais rochoso. As rochas, aliás, compõem o cenário em seu redor, mas fique tranquilo que a areia é fina. O resultado é um postal de encher o olho, claro está, mas como tudo o que é bom dá trabalho, lembre-se que o espera uma longa caminhada desde o parque de estacionamento até alcançar por fim a proximidade do mar. Dos caminhos possíveis, o melhor é o que desce pela esquerda (o da direita é já uma incursão nas práticas de alpinismo suave). O mar é frio e não há água doce para beber, mas pode passar horas a explorar as falésias à volta. O melhor é levar calçado de sola de borracha.

  • Atracções
  • Praias

Não é preciso ser montanhista profissional para chegar a esta praia, entre Portimão e o Alvor. Na verdade, alguma coragem e atenção são suficientes. O destino vale bem o esforço, as vertigens e as duas vezes em que vai pensar em desistir. No areal é possível que encontre alguns nudistas – concentrados nos banhos de sol ou num bom livro – ou pescadores. E, atente, esta pequena praia do litoral-sul algarvio poderá vir a ser a décima praia oficial naturista em Portugal. O pedido já foi entregue à Câmara Municipal de Portimão, numa iniciativa do Clube Naturista do Algarve.

Praias perto de Lisboa

  • Coisas para fazer

De Carcavelos ao Guincho, partilhamos dez sugestões de praias da Linha de Cascais. É isso mesmo, só tem de escolher onde ir fazer fotossíntese e molhar o corpinho. E quando a fome começar a apertar não se fique pela clássica bola de Berlim, não faltam restaurantes e bares abertos ao longo de todo o paredão.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade