A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Prémios Time Out 2018: estes são os favoritos até agora

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

O Park é o melhor bar da cidade? E o Lux é a melhor discoteca? Então e o Museu Benfica – Cosme Damião é mesmo o melhor museu de Lisboa? Ainda tem uma semana para votar nos sítios de que mais gosta em Lisboa para os Prémios Time Out Lisboa 2018. Declare o seu amor por Lisboa ao dizer-nos quem é que merece um prémio Time Out. Falamos de restaurantes, bares, salas de concertos, lojas, cafés – qualquer espaço que lhe encha as medidas.

A ideia destes renovados Prémios Time Out, que decorrem simultaneamente em dezenas de cidades espalhadas pelo mundo, é que sejam os leitores a indicar o caminho para o melhor que Lisboa tem. E não, não estamos a tentar atafulhar esses lugares de gente: queremos apenas celebrar o melhor de cada cidade e, se possível, de caminho ajudar quem arrisca novos negócios e ajuda Lisboa a ser cada vez mais um lugar único.

Até agora, em pouco mais de três semanas, já votaram mais de oito mil pessoas. Dizemos-lhe quem é que vai à frente na corrida por agora, mas não se esqueça que até 10 de Abril, dia em que encerram as votações, tudo pode mudar. Só depende de si, que pode votar nas categorias que quiser.

Os vencedores são anunciados a 2 de Maio.

Melhor bar

O Park apostou numa campanha no mínimo original e os clientes e seguidores do bar nas redes sociais parecem estar a responder com entusiasmo. O bar, que fica no sexto piso do parque de estacionamento na Calçada do Combro, é seguido pelo Trópico do Cais e pelo RUA, o restaurante que também é bar e que abriu no final do ano passado no Príncipe Real. 

 

Melhor café

Nesta categoria, a corrida está muito renhida. Por agora, o Café com Calma, em Marvila, vai à frente, depois de também ter pedido aos clientes para que votassem no espaço. O Nicolau Lisboa e a Ladurée estão logo atrás.

Melhor discoteca

O título de melhor discoteca da cidade é o que tem arrecadado mais votos com o Lux Frágil muito bem posicionado, seguido do Trumps e do Bosq.

Melhor museu

Nos museus as preferências dividem-se, com um líder ligeiramente afastado – mais do que no campeonato nacional. Esta comparação não surge por acaso, afinal é o Museu do Benfica – Cosme Damião, que se prepara para conquistar o prémio de melhor museu de Lisboa – no Facebook a campanha tem sido grande. O Museu Nacional de Arte Antiga e o MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia surgem em segundo e terceiro lugar nas votações. 

Melhor miradouro

No que às vistas da cidade diz respeito, as preferências dos lisboetas estão a recair sobre o miradouro da Graça. Seguido pelo Panorâmico de Monsanto, que ganhou uma nova vida no Verão de 2017 ao abrir portas ao público, depois de anos abandonado. 

Melhor espaço LGBT

A mítica discoteca do Príncipe Real aparece nesta categoria também, aqui em primeiro lugar, pelo menos até agora. O Trumps está à frente do vizinho TR3S e do mais famoso bar gay friendly do Bairro Alto: o Purex.

Melhor sala de concertos

Sem grande surpresa nesta categoria, estão nos primeiros lugares as salas onde têm acontecido mais concertos de artistas e bandas de renome. O Coliseu dos Recreios está por agora à frente na corrida, seguido pela Altice Arena. O Musicbox, no Cais do Sodré, é a terceira sala mais votada até agora.  

Melhor jardim

Se em algumas categorias a vitória ainda é uma incógnita, tendo em conta que as votações ainda estão renhidas, nos jardins é o da Estrela que vai bem à frente. As votações dividem-se depois entre a Fundação Calouste Gulbenkian e o Jardim do Príncipe Real.

Melhor esplanada

Situada no Parque José Gomes Ferreira, em Alvalade, fica a Esplanada da Mata, que parece estar a conquistar o coração dos lisboetas (ou dos seus clientes). Esta esplanada no meio das árvores e mesmo ao lado de um parque para os miúdos está neste momento bem posicionada para receber um prémio. Ainda a conquistar muitos votos estão as esplanadas da Ribeira das Naus e do Bar do Fundo, na Praia Grande. 

Melhor restaurante

Eis mais uma corrida com um pódio a ser bem disputado. Em primeiro lugar vai neste momento o Rua, o restaurante do vencedor do MasterChef, Manuel André Fernandes. Verdade seja dita: o restaurante está muito forte nas redes sociais e isso reflecte-se no número de votos. O Bar do Fundo, na Praia Grande, também na corrida ao título de melhor esplanada, está logo atrás, seguido do Estaminé 1955, em Cacilhas.

 

Melhor loja

Nesta categoria, as preferências variam muito, tal como as lojas na cidade. Se em primeiro lugar, por agora, está a loja da marca portuguesa de fatos de banho Bow, em Campo de Ourique, logo atrás está a TORANJA – Presentes com arte, com uma oferta de presentes e ilustrações feitos à medida de cada um. Em terceiro lugar, surge a Younik - Dare to be You, loja de jóias e relógios no Chiado. As três têm apostado forte nas redes sociais, é por lá que têm feito muita campanha para estes prémios.

Se os seus espaços não aparecem aqui referidos não significa que não tenham votos. Temos mais de mil entradas e, como já lhe dissemos, mais de mil votos. Até 10 de Abril, tudo ainda pode acontecer. Não se esqueça é de votar aqui: https://www.timeout.pt/lisboa/pt/premios-time-out-lisboa#/.

Últimas notícias

    Publicidade