Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores restaurantes de cozinha de autor
eleven
Fotografia: Arlindo Camacho

Os melhores restaurantes de cozinha de autor

Pratos de assinatura, menus de degustação e chefs famosos: em alguns dos melhores restaurantes de cozinha de autor em Lisboa até vai ver estrelas (Michelin e não só)

Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

José Avillez, Henrique Sá Pessoa, Alexandre Silva e Miguel Rocha Vieira são alguns dos melhores chefs da cidade e estão à frente destes restaurantes de cozinha de autor em Lisboa. Estendam a passadeira vermelha, que os pratos que aqui desfilam são de assinatura e dignos de paparazzi. 

Os melhores Restaurantes de Cozinha de Autor

Casa de Pasto - Presa Ibérica
Casa de Pasto - Presa Ibérica
©DR

Casa de Pasto

4 /5 estrelas
Restaurantes Português Cais do Sodré

No final de 2016, Diogo Noronha deixou a Casa de Pasto e passou o testemunho a Hugo Dias de Castro, um vimaranense ainda pouco conhecido pelos lisboetas, que se inspirou numa cozinha de tacho e quis seguir aquilo que já era o lado tradicional mas criativo do restaurante. Mantiveram-se os rissóis de berbigão, as carnes cozinhadas no Josper e alguns dos pratos principais, nasceram outras especialidades com boas combinações de sabores. Tudo somado, a Casa de Pasto continua a ser um dos grandes da cidade.

Perfeito para: ir a uma das salas de jantar mais giras de Lisboa. Sem exageros.

Obrigatório provar: o mexilhão na brasa com escabeche de legumes.

Eleven
Eleven
DR

Eleven

4 /5 estrelas
Restaurantes São Sebastião

Mais um ano, mais uma renovação da Estrela Michelin para o Eleven. O restaurante chefiado por Joachim Koerper desde o primeiro dia, tem sabido manter-se na crista da onda, com menus que variam a cada estação e trazem uma cozinha de inspiração mediterrânica. Nem todas as proteínas mudam - o lavagante, o carré de cordeiro e o leitão costumam andar por lá -, mas os acompanhamentos são sempre diferentes. Quando reservar, marque as mesas junto à janela, com grandiosa vista para Lisboa inteira.

Perfeito para: festejar o primeiro, o quinto, o 25º ou o 50º aniversário de casamento.

Obrigatório provar: o carré de cordeiro, queijo e uvas de Azeitão, lentilhas beluga.

Publicidade
Estórias na Casa da Comida
Estórias na Casa da Comida
©DR

Estórias na Casa da Comida

4 /5 estrelas
Restaurantes Português Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Viveu tempos áureos nas últimas décadas do século XX, altura em que chegou a ter uma estrela Michelin, e navega numa velocidade de cruzeiro, com uma cozinha portuguesa contemporânea, segura e sem grandes invenções. Ao leme está o chef João Pereira, na ementa estão ainda alguns pratos de outras eras e a sala mantém-se com aqueles toques de decoração modernos, dentro do clássico que é o restaurante. Prove o escabeche de perdiz, o leitão com crosta crocante e beba um dos bons vinhos da garrafeira.

Perfeito para: jantar com os pais, os sogros ou os avós numa data especial.

Obrigatório provar: os pastéis da infância do Chefe Miguel.

Feitoria - Trufas
Feitoria - Trufas
©Paulo Barata

Feitoria

4 /5 estrelas
Restaurantes Pan-asiático Belém

Ainda não foi este ano que João Rodrigues ganhou a (merecida) segunda Estrela. Ainda assim, vale sempre a pena ir o Feitoria quando muda uma estação, conhecer o exímio trabalho que o chef tem feito para aproximar os produtores dos clientes - como por exemplo, levar o produto à mesa em bruto. Com o objectivo de extrair o melhor sabor dos produtos, cada prato é uma descoberta e a refeição uma viagem de texturas e experiências aparatosas com fumos, pós e afins, orquestrada por um grande artista da cozinha.

Perfeito para: uma viagem pelo trabalho de uma das mais criativas mentes portuguesas.

Obrigatório provar: o carabineiro do Algarve.

Publicidade
Fortaleza do Guincho - Dunas do Guincho
Fortaleza do Guincho - Dunas do Guincho
©Henrique Seruca

Fortaleza do Guincho

5 /5 estrelas
Restaurantes Cascais

Miguel Rocha Vieira veio da Hungria directamente para a praia do Guincho, alterar as linhas de uma cozinha Estrela Michelin, com veias alemãs e francesas, herança dos chefs que por lá tinham passado. Transformou-a numa carta muito virada para o mar, ali mesmo ao lado, assente na sazonalidade, com novidades frequentes. Ou seja, se já não apanhar o salmonete com couves, choco e batata ou o pargo com cevadinha e funcho, a culpa não é da Time Out. Agora, se ignorar o sommelier Ivo Peralta, a culpa aí já é sua.

Perfeito para: experimentar os pratos de mar, muitos inspirados ali mesmo à frente.

Obrigatório provar: o peixe galo de anzol, com alcachofra e lula.

Lab by Arola
Lab by Arola
Fotografia: Arlindo Camacho

LAB by Sergi Arola

Restaurantes Sintra

À cabeça está Sergi Arola, o catalão que já é figura conhecida do hotel há vários anos. Na execução do dia-a-dia está Vladmir Veiga, acabado de ocupar a posição deixada por Milton Anes, a trabalhar no hotel há cinco anos. Mudanças à parte, tudo se mantém bonito (e que beleza de sala, virada para o green) e imaculado no LAB. A cozinha aposta nas linhas mediterrânicas com algumas inspirações do mundo, seja para provar à la carte, seja para experimentar nos menus de degustação, um deles com todos os pratos da carta (!).

Perfeito para: ir a um laboratório onde os cientistas são chefs de pinças e maçaricos.

Obrigatório provar: a moleja de vitela assada em especiarias.

Publicidade
Loco - Pão de Chouriço a Vapor
Loco - Pão de Chouriço a Vapor
Fotografia: Arlindo Camacho

Loco

5 /5 estrelas
Restaurantes Estrela/Lapa/Santos

Alexandre Silva tem feito um percurso brilhante em Lisboa e tem mostrado que a irreverência e o risco são dois factores importantes na vida de um chef. No seu Loco há uma oliveira suspensa presa ao tecto, uma cozinha aberta para a sala e uma série de outros detalhes, como os licores e sumos fermentados caseiros, que retratam o projecto disruptivo que quis fazer ao abrir um fine dining em nome próprio, com dois menus de degustação (80 e 90€). Conseguiu a estrela em 2017, repetiu a façanha este ano e não vai parar por aqui.

Perfeito para: ter uma experiência de alta cozinha criativa original do princípio ao fim.

Obrigatório provar: todos os pratos que o chef se lembrar de mandar para a mesa.

Sopa de Santola - Nobre
Sopa de Santola - Nobre
Fotografia: Ana Luzia

O Nobre

4 /5 estrelas
Restaurantes Areeiro/Alameda

Justa Nobre é uma estrela da cozinha portuguesa e um marco na história da restauração lisboeta. Na casa que tem junto ao Campo Pequeno há uns bons anos, mostra os melhor da sua cozinha de inspiração transmontana, mas sempre a cruzar outras regiões do país. Há de tudo, desde as iscas de cebolada aos ovos mexidos com tomate, desde o folhado de caça brava aos camarões de fricassé. E há uma família inteira a servi-lo com um sorriso de orelha a orelha. Marido e filho na sala, irmãs a contribuir na rectaguarda - sobretudo nas sobremesas.

Perfeito para: nos domingos mais frios ir em família comer cozido.

Obrigatório provar: a sopa de santola.

Publicidade
prato do restaurante pesca
prato do restaurante pesca
Fotografia: Manuel Manso

Pesca

Restaurantes Haute cuisine Princípe Real

Um ano depois de ter deixado a Casa de Pasto e o Rio Maravilha, Diogo Noronha apresentou, finalmente, o seu novo restaurante no bairro do momento. Como o nome anuncia, foi à pesca para compor uma ementa 90% (palavras do próprio) feita de peixe e marisco, mas onde os vegetais também importam, em acompanhamentos bem trabalhados. A acompanhá-lo está o barman Fernão Gonçalves, com grandes cocktails para provar com ostras, e está um exército de fornecedores de produtos que o chef escolhe a dedo, com visitas aos terrenos.

Perfeito para: ir ao melhor jardim de Inverno que é, em simultâneo uma grande esplanada da cidade.

Obrigatório provar: o salmonete braseado, com migas de pão, puré de alcachofra, favas,...

varanda do ritz
varanda do ritz
©DR

Varanda do Ritz

Restaurantes São Sebastião

Ainda não foi este ano que o Varanda do Ritz ganhou uma estrela Michelin (há quem diga que a culpa é do buffet), mas isso parece não desanimar Pascal Meynard, o sorridente chef executivo do Ritz de Lisboa, com uma cozinha de hotel muito ligada à escola francesa - o chef nasceu no País Basco, França. Seja nos faustosos pequenos-almoços, no interminável buffet de almoço ou na exclusiva carta de jantares, à la carte ou em degustação, vale a pena provar, por exemplo, o cherne marinado com sal do Ritz e myrte citronnée.

Perfeito para: cravar ao tio rico um almoço/jantar na varanda mais exclusiva de Lisboa.

Obrigatório provar: tudo o que há naquele incrível buffet (é capaz?).

Outros restaurantes em Lisboa

JNCQuoi
©DR

Os restaurantes mais bonitos em Lisboa

Restaurantes

Espelho meu, espelho meu, haverá algum restaurante mais bonito do que eu? A pergunta é legítima, dado o esforço que os restaurateurs desta cidade têm feito em montar projectos de encher o olho. A Time Out escolheu os restaurantes mais bonitos – logo, mais instagramáveis – em Lisboa. 

chefes
Fotografia: Arlindo Camacho

Os 20 melhores chefs de Lisboa

Restaurantes

A qualidade dos restaurantes lisboetas cresce e aparece, e se o fenómeno tem vários ingredientes, para cada caso de sucesso há um rosto no comando. Este trabalho está recheado de pratos principais: 20 chefs de renome em discurso directo que lhe contam tudo sobre o que têm andado a fazer e antecipam as novidades para o próximo ano.  

Publicidade
eleven
Fotografia: Arlindo Camacho

Restaurantes com estrela Michelin em Lisboa

Restaurantes Haute cuisine

Com a chegada de 2017, há sete restaurantes na grande Lisboa que podem com orgulho ostentar a estrela do guia vermelho. Dá para correr a cidade toda, do centro a Cascais, ainda dando um saltinho a Sintra, ou fazer uma caminhada mais amiga e ficar-se apenas pelo Chiado. Abra o mapa da cidade e marque os pontos desta lista.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Best selling Time Out Offers
        Publicidade