Os melhores restaurantes na Mouraria

No bairro típico mais atípico de Lisboa pode provar os quatro cantos do mundo. Estes cinco são os melhores restaurantes na Mouraria

Fotografia: Ana Luzia

É o sítio ideal para quem quer visitar o que resta da Lisboa do fado e das tascas e para provar um pouco de tudo: chinês, goês e o mais típico do português. Se procura uma viagem pelos sabores do mundo opte por estes cinco restaurantes na Mouraria.

Recomendado: Onde comer em Lisboa a melhor comida do mundo

Melhores restaurantes na Mouraria

1
Cantinho do Aziz
Fotografia: Arlindo Camacho
1/5

Cantinho do Aziz

4 /5 estrelas

Tem onda de tasquinha portuguesa, com pratos do dia ao almoço, mesas corridas e empregados despachados, mas o que sai da cozinha são especialidades moçambicanas. Muitas além das chamuças (boas, sublinhe-se), dos caris de caranguejo ou das muambas de galinha. Atire-se a pratos desconhecidos do grande público como a ikala (gambas e caranguejo com casca em molho de coco e amendoim) ou o bakra piripiri (costeletas de borrego em molho avermelhado com legumes e picante). É detentor de uma boa esplanada.

Perfeito para: marcar aquele jantar de 30 pessoas sem menu fixo e preços astronómicos.

Obrigatório provar: o makoufe, uma mistura de couves com gambas e pata de caranguejo.

Ler mais
Castelo de São Jorge
2
Mi Dai
©DR
2/5

Mi Dai

5 /5 estrelas

Fica no número 7 da Calçada da Mouraria, não tem nome à porta e é conhecido entre os frequentadores da zona como a “cantina chinesa”. O modus operandi para fazer o pedido assemelha-se, de facto, ao de um exemplar da espécie. Entra, dirige-se ao balcão do fundo, aponta para os ingredientes que quer e vê-os serem levados dali para o wok, de onde saem perfumados a alho, gengibre e pimentas – peça o arroz branco para acompanhar. Há ainda sopas de noodles para sorver (esqueça a etiqueta à mesa, a Paula Bobone aqui não entra).

Perfeito para: uma refeição estilo DIY, sendo que só escolhe (CIY?) e desfruta do resultado.

Obrigatório provar: a sopa de noodles com carne.

Ler mais
Martim Moniz
3
Tentações de Goa
Fotografia: Arlindo Camacho
3/5

Tentações de Goa

5 /5 estrelas

Nos tempos em que ninguém possuía um smartphone com GPS incluído, chegar ao Tentações de Goa era o cabo dos trabalhos. O reverso da moeda é que a casa era uma espécie de segredo partilhado por poucos, mas todos eles vidrados na cozinha de Maria dos Anjos (e Jesuslee Fernandes, em tempos idos). Hoje, já não convém arriscar ir até lá sem mesa marcada, para ter a certeza de que vai provar óptimas chamuças, caril de caranguejo, sarapatel ou chacuti de abóbora com salada de cebola e malagueta. Tudo bem picante.

Perfeito para: ter a verdadeira sensação de comida feita com especiarias da Índia.

Obrigatório provar: o caril de frango à goesa.

Ler mais
Castelo de São Jorge
4
The Food Temple
© Ana Luzia
4/5

The Food Temple

4 /5 estrelas

Nem tudo é comida étnica na Mouraria. Este The Food Temple é uma boa surpresa para quem gosta de experimentar restaurantes diferentes, onde pode até encontrar alguns pratos com ascendências noutras cozinhas, com um menu que muda todos os dias. A trabalhar as ideias e cozinhar tudo está Alice Ming, uma canadiana de ascendência chinesa adepta de frutos secos, seguidora da sazonalidade, que serve as refeições ora na esplanada, ora na mesa comunitária do interior. Uma refeição-experiência, portanto.

Perfeito para: jantar num dos mais pitorescos becos da Mouraria.

Obrigatório provar: aquilo que Alice Ming quiser.

Ler mais
Castelo de São Jorge
5
Zé da Mouraria
Fotografia: Ana Luzia
5/5

Zé da Mouraria

4 /5 estrelas

Também conhecido “como aquele sítio na Mouraria que está sempre cheio” e tem um “granda bacalhau assado”, o Zé da Mouraria é o restaurante ideal para quem quer comer muito (muitíssimo), pagar pouco e passar uma tarde pós-almoço, à mesa, sem ser enxotado. Nenhuma fotografia faz jus ao tamanho e à beleza da travessa que chega à mesa com a posta alta, as batatas e o grão. Vale a pena também ferrar o dente no entrecosto com arroz de feijão, nos bifinhos ao alhinho ou nos chocos. Tudo excelente.

Perfeito para: um almoço demorado, bem regado a vinho.

Obrigatório provar: o bacalhau assado.

Ler mais
Martim Moniz
Mais restaurantes na Mouraria

Listas de restaurantes para o deixar esfomeado

Os melhores restaurantes da Baixa

Bairro mal-amado pelos lisboetas, idolatrado pelos turistas, a Baixa continua a ter vários restaurantes que merecem a sua atenção. Quer ande à procura de boa comida portuguesa, de um japonês diferente dos congéneres da cidade ou de alguns clássicos que se mantêm com muita qualidade há vários anos. Estas são as nossas escolhas dos melhores restaurantes da Baixa. 

Por Mariana Correia de Barros

Os melhores restaurantes nas Avenidas Novas

Italianos, nepaleses, japoneses e, como não podia deixar de ser, portugueses, numa linha muito tradicional. As Avenidas Novas têm oferta para todos os gostos e carteiras. Esta é a nossa escolha dos melhores restaurantes nas Avenidas Novas para comer bem quando andar de passeio pela zona.

Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Os melhores restaurantes da Avenida

Avenida da Liberdade é sinónimo de compras de luxo e, durante alguns dias, também equivale a boa música, mas quando a fome aperta, a rua mais cara da cidade também tem restaurantes para todos os gostos (e carteiras). Bom apetite.

Por Vera Moura

Onde comer bem no Príncipe Real

É o bairro com as lojas mais alternativas, as noites mais coloridas e os restaurantes do momento. A oferta é variada e não desilude. Asiáticos, italianos, cozinhas de autor: abram alas para a família real de restaurantes do Príncipe Real.    Recomendado: Os melhores restaurantes na Avenida da Liberdade

Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Os melhores restaurantes para comer muito e pagar pouco

Comer fora é caro. Mais ainda depois da enxurrada de presentes que teve de comprar para a família e amigos. Mas restam alguns verdadeiros achados. Apresentamos-lhe cinco dicas de restaurantes em Lisboa ideais para os dias que seguem, bem como sugestões do que comer em cada um.

Por Catarina Moura

Comentários

0 comments