A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Miradouro das Portas do Sol
©Arlindo Camacho

As melhores coisas para fazer hoje em Lisboa

À procura de um bom plano para hoje? Siga as nossas sugestões das melhores coisas para fazer em Lisboa.

Publicidade

Mantém-se o dever cívico de recolhimento domiciliário. Mas há excepções, como deslocações para acesso a equipamentos culturais e deslocações de curta duração para efeitos de actividade física e passeio de animais de companhia. Por isso, se procura uma boa desculpa para sair de casa, antes, durante ou depois do trabalho (é lá consigo), aqui está a bíblia que faltava à sua vida. De segunda a domingo, não falta programa para encher a agenda lisboeta e nós compilamos o melhor recheio de exposições imperdíveis e manifestações de arte e cultura, desde peças de teatro a ciclos de cinema.

Recomendado: Coisas grátis para fazer esta semana

As melhores coisas para fazer hoje em Lisboa

  • Coisas para fazer
  • Festivais
  • preço 0 de 4
  • Lisboa
Concertos, espectáculos, cinema, exposições, ateliers, debates e passeios. O Bairro em Festa 2021 terá como "coluna vertebral" a Avenida Almirante Reis e abrange quatro zonas vizinhas: Intendente, Pena, Anjos e Arroios. O Quartel da GNR do Largo Cabeço da Bola vai ser o palco musical, com SURMA, MAZE e Francisco Valente, Salvador Sobral e Cacique '97. As artes visuais também vão ocupar o quartel com várias exposições, entre elas “Diário de uma Quarentena em Risco”, do ilustrador Nuno Saraiva.
  • Coisas para fazer
  • preço 0 de 4
  • Lisboa
Em 2021, faz-se história. Pela primeira vez, a experiência de arquitectura poderá viver-se em conjunto nas cidades de Lisboa e Almada. Conhecido por abrir portas de casas e apartamentos privados, de reservas ou áreas técnicas de museus e teatros, o Open House Lisboa aposta numa expansão territorial que junta as duas margens num evento acessível pensado para o grande público. Agendado para o fim-de-semana de 25 e 26 de Setembro, o programa apresenta-se diversificado, com um roteiro de espaços e percursos que segue as linhas de água das duas áreas urbanas. Tal como Camões pede inspiração às ninfas do Tejo, também aqui o rio é o motivo central e unificador de “Os Caminhos da Água”.
Publicidade
  • Teatro
  • Campo Grande/Entrecampos/Alvalade
Com encenação de Pedro Penim, este grande sucesso de palco, já adaptado ao cinema, chega ao Teatro Maria Matos, para contar como num jantar de amigos a anfitriã propõe um jogo, que provoca uma série de surpresas e reviravoltas. Alternando entre o drama e a comédia, todos os segredos serão revelados, para no final da noite nada ser como dantes e os amigos descobrirem que são, afinal, Perfeitos Desconhecidos.
  • Coisas para fazer
  • Exposições
  • Belém
Considerado o artista mais popular do mundo em 2020 pelo The Art Newspaper, Ai Weiwei, também conhecido pelo seu activismo político, terá a sua primeira exposição em Portugal este ano. Rapture, que inaugura a 4 de Junho na Cordoaria Nacional, junta peças inéditas, criadas em Portugal, a algumas das obras mais conhecidas do artista chinês. É o caso de Snake Ceiling (2009), uma instalação em forma de serpente constituída por centenas de mochilas de crianças, em memória dos estudantes mortos no terremoto de Sichuan, em 2008.
Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Exposições
  • Belém
A história é universal. Uma menina com resposta sempre pronta vê-se de repente, por culpa da sua insaciável curiosidade, rodeada de maravilhas que nunca viu, com um rol de novas perguntas por fazer. Quantos relógios tem o tempo? É possível jogar às cartas com o futuro? E, o grande quebra-cabeças, quem somos de pernas para o ar? A partir das célebres obras de Lewis Carroll, As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho, a nova instalação imersiva da Fábrica das Artes convida-nos a viver o absurdo conto de fadas, onde tudo se transforma à mercê da nossa imaginação. Do Outro Lado da Toca, no Centro Cultural de Belém, é possível espreitar por gavetas, sentar-se à mesa com o Chapeleiro e até conviver com flores gigantes.
  • Teatro
  • Chiado
Há espectáculos que a Broadway eternizou de tal forma que agora dificilmente nos veremos livres deles. Como este musical de Fred Ebb e Bob Fosse que, depois de 197 representações com encenação de Diogo Infante, regressa para a derradeira temporada, com duas novas intérpretes nos papéis principais, duas divas rivais que tentam escapar às acusações de assassínio enquanto aproveitam para subir na vida. Roxie Hart será interpretada por Inês Herédia e Velma Kelly por Vanessa Silva.
Publicidade
  • Música
  • Música ao vivo
  • Belém
Está com saudades de passar uma tarde de domingo a ouvir jazz, soul, funk ou hip-hop? A 14.ª edição do Somersby Out Jazz arrancou este mês no Jardim Botânico Tropical e segue, em Setembro, para o Jardim Botânico de Lisboa e, em Outubro, para o Anfiteatro de Pedra, na Tapada da Ajuda. Os bilhetes custam 3€. Os lucros, este ano, revertem totalmente para a União Audiovisual.
  • Teatro
  • Infantil
  • Belém
Ulisses é obrigado a ir para a guerra com Tróia, deixando Penélope e seu filho Telémaco à mercê dos nobres de Ítaca. Depois de dez anos acampado nas praias desse reino com os seus companheiros, Ulisses decide que é tempo de acabar com esta guerra e engendra um plano que faz com que os gregos saiam vitoriosos. A partir daí, segue-se a viagem de regresso a casa e as provações a que é sujeito. Parece que os deuses sopram os ventos sempre em direção contrária à desejada e isso faz com que a viagem, além de atribulada, seja morosa. Será que Ulisses conseguirá regressar a Ítaca e reencontrar-se, finalmente, com a sua família?
Publicidade
  • Arte
  • Arte contemporânea
  • preço 0 de 4
  • Belém
Grada Kilomba inaugura esta obra com uma performance que contará com a produção musical de Kalaf Epalanga e várias gerações das comunidades afrodescendentes como protagonistas. Composta por 140 blocos, que formam a silhueta do fundo de uma nau e desenham minuciosamente o espaço criado para acomodar os corpos de milhões de africanos, escravizados pelos impérios europeus, a instalação de grande escala da escritora e artista multidisciplinar estará patente de 3 de Setembro a 17 de Outubro, na Praça do Carvão do Maat. Estendendo-se junto ao rio por 32 metros de comprimento, Barco/Boat convida o público a entrar num jardim da memória, que reflecte e questiona “um dos mais longos e horrendos capítulos da humanidade”. Este evento também está integrado na BoCA.
  • Teatro
  • Chiado
Imagine-se um espectáculo de teatro que combina a pujança literária de um dos romances mais celebrados da literatura mundial com a linha da frente do debate social contemporâneo sobre um tema espinhoso, revitalizado pelo activismo revolucionário queer: a abolição da família. Assim é Pais & Filhos, escrito por Pedro Penim a partir do clássico russo de Ivan Turgueniev.

Lisboa bairro a bairro

  • Coisas para fazer

Foi no Príncipe Real que se instalou a nova dinastia da restauração lisboeta, para comer como um príncipe, os terraços para beber copos se multiplicaram e as concept stores apareceram porta sim, porta não. Sem esquecermos os nomes sonantes que, num cirandar constante, também têm poiso no bairro, do chef Kiko aos designers Lidija Kolovrat ou Nuno Gama. 

  • Coisas para fazer

Clássicos de sempre e espaços que ainda cheiram a novo. Padarias, gelatarias, um café italiano e até um restaurante de choco frito. Mas há muito mais que comida. Percorra as ruas do movimentado bairro em busca do melhor de Campo de Ourique.

Publicidade
  • Coisas para fazer

Arena de piqueniques, megapavilhão polidesportivo sem tecto, destino de eleição para apreciadores de baloiços e escorregas, Monsanto é muito mais do que aquele lugar onde se vai uma vez por ano a um casamento.

  • Coisas para fazer

Até há pouco tempo, era o ponto cardeal mais desprezado de Lisboa, mas, lentamente, começa a ganhar vida e pontos de interesse. Eis uma longa série de desculpas para rumar ao bairro da moda e descobrir Marvila. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade