Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Actividades ao ar livre em Lisboa

Actividades ao ar livre em Lisboa

Caminhar, pedalar ou esplanadar: são apenas algumas das melhores actividades ao ar livre em Lisboa

esplanada noobai
Fotografia: Manuel Manso
Por Francisca Dias Real |
Publicidade

A preguiça fica dentro de casa – é uma ordem. O convite para aproveitar o melhor que a cidade tem para oferecer é nosso, só precisa de o aceitar e encarar a natureza como a premissa principal para estas actividades ao ar livre. Sim, até porque Lisboa não se faz só de museus, restaurantes ou lojas. A lista com sugestões de actividades ao ar livre não o vai deixar ficar curvado sobre si mesmo no sofá. Só precisa de saber conjugar os verbos caminhar, pedalar, descobrir ou esplanadar – depois fica com a agenda preenchida, em qualquer estação do ano.

Recomendado: Coisas incríveis para fazer em Lisboa

Actividades ao ar livre em Lisboa

1
avenidas novas, ciclovia
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Pedalar ciclovias fora

Pedalar pela cidade já entrou na rotina de muitos lisboetas, e usar a desculpa das colinas da cidade para deixar as duas rodas estacionadas em casa também já não cola. Muito menos vale a pena dizer que não sabe onde arranjar uma bicicleta – até porque nós ajudamos e apontamos o caminho para as melhores lojas de bicicletas em Lisboa.

Se é fã da partilha, não faltam soluções e ainda mais ideias dentro do mesmo espírito, tão amigas do ambiente como da sua carteira, e são Giras as que aí andam. Enfim, seja sua a bicicleta ou partilhada saiba quais são as melhores ciclovias onde pode andar sem se espalhar nem correr riscos.

Para quem precisa de incentivo extra, também se arranja. Na última sexta-feira de cada mês, a partir das 18.00, junte-se ao grupo de ciclistas da Massa Crítica, que se reúne no Marquês de Pombal, a casa de partida de uma passeata pela alface. 

E mais: se em 2020 Lisboa é Capital Verde Europeia, em 2021 a cidade será a “capital da bicicleta”. A capital foi escolhida para organizar a Velo-city 2021, promovida pela Federação Europeia de Ciclismo.

2
Trotinete
Fotografia: Duarte Drago

Deslizar de trotinete

Depois de carros, motas e bicicletas para partilhar em Lisboa, a moda mais recente é a das trotinetas – e não há maneira de arredar pé (ou rodas). A primeira leva chegou em Setembro de 2018 e já existem quatro operadores destes veículos. A Lime foi a primeira a rolar em solo lisboeta e atrás dela vieram a Hive, a Voi e a TIER. É escolher a que mais lhe agradar à velocidade (sim, porque há trotinetas com mais potência que outras) e à carteira. 

Publicidade
3
Aqueduto das Aguas Livres
© Lydia Evans / Time Out

Caminhar por Lisboa e arredores fora

Todas as semanas pode seguir o nosso rasto no que diz respeito às passeatas que acontecem todas as semanas em Lisboa. Da travessia do Aqueduto das Águas Livres às hortas e jardins da cidade, sem esquecer os périplos pelos miradouros em noite de lua cheia. A Caminhando está cheia de sugestões para dar corda aos sapatos, ou a Green Trekker que nos vai levando a palmilhar caminhos sinuosos, sempre de sapatilhas calçadas. À noite, entregamos o mapa às gentes da Trilhos Nocturnos

4
Esplanada do Park
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

Esplanadar ao comprido

As esplanadas alfacinhas competem entre si em matéria de aglomeração de seres humanos com um copo à frente. Convenhamos, esta é uma das mais apetecíveis actividades para fazer ao ar livre. Há uma lista infindável de boas esplanadas em Lisboa, mas com o frio o melhor é procurar aquelas mais aconchegantes. Por isso, vista – temporariamente – o casaco, pegue nas luvas, no gorro, no cachecol e prepare-se para os tirar assim que chegar a uma das esplanadas mais quentes em Lisboa que lhe recomendamos. E, para os mais bairristas, tem sempre os melhores quiosques para beber um copo ao fim do dia. 

Publicidade
5
Panorâmico do Monsanto
Duarte Drago
Coisas para fazer

Seguir este roteiro de arte urbana

Vhils, Bordalo II, Aka Corleone, ±MaisMenos±, Tamara Alves ou Mário Belém são alguns dos nomes mais sonantes neste roteiro de arte urbana em Lisboa. A eles juntam-se artistas de todo o mundo, que escolhem Lisboa para servir de tela aos mais variados estilos e mensagens. Se por um lado Lisboa está em guerra com taggers com pouco talento para a coisa – e que fazem questão de espalhar assinaturas por tudo quanto é sítio –, por outro a cidade é cada vez mais um museu a céu aberto de belíssimas obras de arte urbana. Embarque connosco num passeio alternativo pela cidade.

6
Coisas para fazer, Eventos alimentares

Fazer piqueniques

Se não é adepto de esplanadas cheias de gente, pode optar pelos espaços verdes e atirar-se a um lanchinho com a família ou entre amigos. Sabe onde piquenicar em Lisboa? É a forma ideal de fugir da cidade sem chegar a sair dela. É pegar, meter na cesta e estender a toalha nesses hectares relvados jardins fora. Há jardins com instalações à séria para esta prática e outros com parques infantis para entreter os putos. De t-shirt ou de sobretudo, desde que o sol apareça tudo está alinhado para um repasto ao ar livre. 

Publicidade
7
miradouro do monte
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Guardar e instagramar as melhores vistas da cidade

Lisboa tem 19 miradouros oficiais: todos com vistas espectaculares sobre os telhados da cidade, os monumentos mais imponentes, o Tejo, a Ponte 25 de Abril ou a outra margem. Mas há mais vistas para além das que a Câmara Municipal de Lisboa tem registadas: são de roof-tops, terraços, bares e hotéis. Ter Lisboa aos seus pés, com ou sem copo na mão, é sempre um belo programa, não lhe parece? Então só tem de escolher um dos melhores miradouros em Lisboa. Se a decisão se revelar difícil, a maioria não vai a lado nenhum e espera por si num dia de sol (ou de chuva). 

8
Coisas para fazer

Brincar

icon-location-pin Grande Lisboa

sítios onde pode libertar a criança que há em si sem vergonhas – ninguém o vai julgar. Um deles é o novo Arco Interactivo do Parque Comandante Júlio Ferraz, no centro de Almada, que junta debaixo de um arco a brincadeira entre gente de várias gerações. São nove jogos que tocam nas vertentes de dança, música, agilidade, velocidade, reflexos e cálculo matemático – chega-lhe?

Este equipamento funciona com uma câmara de detecção de movimento e um tapete de actividades em relva sintética. O Arco Interactivo capta os movimentos e transmite a informação a um computador que emite indicações ao utilizador através de dois al­tifalantes.

A estrutura está adaptada a pessoas com mobilidade condicionada.

Publicidade
9
Calçada Portuguesa
©Helena Soares
Coisas para fazer, Caminhadas e passeios

Destapar os segredos da calçada

Cuidado onde põe os pés! É que pode estar a pisar uma flor, um barquinho, um relógio, uma estrela ou um trevo de quatro folhas. Chamam-se assinaturas a pequenos desenhos que não fazem parte do padrão oficial da calçada. São desenhos executados geralmente com grande rigor e numa escala mínima, e só existem por uma razão: o calceteiro decidiu fazê-los. São ilegais e anónimos, só os colegas de profissão sabem identificar quem os fez, seja pela técnica ou pelos temas. Como uma espécie de graffiti na pedra. Mostramos alguns destes segredos e avisamos: depois de ver o primeiro, vai começar a andar de olhos pregados no chão e a descobrir muitos mais. É viciante. Ora espreite a galeria.

10
Circuito de manutenção do Campo Mártires da Pátria
Coisas para fazer

Ginasticar a céu aberto

Não gosta de se fechar no ginásio? Não há orçamento para personal trainers? Equipamentos de fitness municipais, paredões, espaços verdes... Compense os excessos (calóricos e financeiros) nestes ginásios ao ar livre em Lisboa. Afinal, gasta calorias, gasta o equipamento de manutenção que provavelmente ajudou a pagar enquanto cidadão de Lisboa e não gasta um tostão. Se precisar de incentivos, pode ainda juntar-se a estes grupos de treino e pense que vai sempre haver alguém com a puxar por si para não ter sequer ideias de desistir. Para dar um corridinha, opte por esta lista dos melhores sítios para correr em Lisboa.

Se for da equipa zen, opte pelo Rooftop Yoga ou pelo Yoga na Quinta das Conchas, todos os domingos (10.30).

Com frio ou com calor, comece a mexer-se fora de portas. 

Publicidade
11
quinta das conchas, lumiar, parque, jardim,
Fotografia: Duarte Drago
Coisas para fazer

Descobrir os hectares mais verdes da cidade

Em Lisboa há parques para todos os gostos e nós escolhemos os melhores para brincar com os miúdos, ler um livro ou fazer para se estender ao comprido, independentemente da altura do ano. Afinal todos os dias são bons para uma pausa num destes parques e jardins de Lisboa. Do jardim da Estrela ao pulmão verde de Lisboa – falamos do Monsanto, pois claro –, espaços verdes não faltam na cidade. Com parques infantis, espaços para praticar desporto e correr ou simplesmente para se deixar estar. Vale tudo, menos ficar em casa. 

Mais que fazer em Lisboa

 rage room, smash it, sala de raiva
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Coisas radicais para fazer em Lisboa

Aviso prévio: este artigo é impróprio para cardíacos. Os níveis de adrenalina prometem subir só de ler. É que saltar para o Tejo, entrar num quarto escuro para fazer amigos ou numa sala para partir tudo, fazer coastering, ir a um restaurante clandestino, saltar de asa delta ou passear pela serra de Sintra à noite não é para meninos. 

MAAT
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Guia para não pagar entrada nos museus em Lisboa

Há museus completamente gratuitos em Lisboa, e já os listámos aqui, depois há outros que não dão o braço a torcer e onde vai ter sempre de se chegar à frente e abrir a carteira. Mas ainda há um meio termo, aqueles que dão tréguas em pelo menos um dos dias da semana ou do mês, para que possa entrar sem gastar dinheiro. 

Publicidade