0 Gostar
Guardar

Quer comer estrelas?

São 14 os restaurantes em Portugal com estrelas Michelin. Às vésperas da publicação do novo guia francês, fizemos uma viagem gastronómica pelo céu da restauração nacional

©Paulo Barata/Belcanto
Restaurante Belcanto

17 estrelas. 14 restaurantes. Em 2016, o conceituado guia francês Michelin trouxe poucas surpresas: uma e apenas uma nova distinção para Portugal, mais especificamente para o Bon Bon no Carvoeiro, Algarve.

A região é, aliás, de longe, a mais estrelada, mas Lisboa não tem razões de queixa: o restaurante Belcanto, de José Avillez, já conta com duas estrelas, enquanto o Eleven, o Feitoria e a Fortaleza do Guincho têm uma cada um. 

Se a sua lista de coisas para fazer antes de morrer inclui correr todos os restaurantes estrelados da cidade — e do país — imprima esta lista e pendure no frigorífico. Depois é só ir fazendo "check".

Cuidado com as poupanças e bom apetite. 

Quer comer estrelas?

1

Belcanto

Escolha dos críticos

Com duas estrelas Michelin, caso único no centro de Lisboa e na carreira de um chef português, o Belcanto é a laboratório onde José Avillez aplica todas as suas técnicas de alta cozinha. Remodelado em 2012, tem uma cozinha onde se trabalham produtos de luxo e se reinventam algumas tradições portuguesas.

Ler mais
Chiado
2

Eleven

Joachim Koerper comanda as tropas de um dos mais luxuosos restaurantes da cidade. A sua carta muda sazonalmente e dá sempre prioridade a produtos da época, apresentados de forma desconstruída e surpreendente.

Ler mais
São Sebastião
3

Feitoria

É um dos quatro restaurantes com estrela Michelin da Grande Lisboa, e deve-a à cozinha competente e sem falhas do chef João Rodrigues. A ementa é, como manda o figurino, feita de sabores tradicionais e influências externas, confeccionadas ao detalhe com produtos de época.

Ler mais
Belém
4

Fortaleza do Guincho

Escolha dos críticos

Se 2014 foi um ano de mudança para o Fortaleza do Guincho – Antoine Westermann deixou a consultoria do restaurante –, 2015 foi o ano da revolução. Vincent Farges entregou a cozinha ao chef Miguel Rocha Vieira, que tinha uma estrela Michelin na Hungria e, pela primeira vez, o restaurante cascaense tem um cozinheiro português aos comandos.

Ler mais
Cascais
5

Vila Joya

O austríaco Dieter Koschina, há 25 anos no restaurante do Vila Joya, conseguiu a proeza de conquistar as primeiras duas estrelas Michelin em Portugal – a primeira em 1995 e a segunda em 1999. O primeiro restaurante de alta cozinha do país continua a ser uma referência à escala planetária.

Ler mais
6

Ocean

Com duas estrelas desde 2012, tem, como o vizinho Vila Joya, um chef austríaco a liderar a cozinha: Hans Neuner. A experiência à mesa faz lembrar um mergulho no mar — da decoração à vista, passando pelos sabores do menu, que muda todas as semanas e nunca deixa de surpreender.

Ler mais
7

Largo do Paço

Numa antiga casa senhorial, mesmo em cima do rio Tâmega, o restaurante do hotel Casa da Calçada, com chancela da Relais & Châteaux, eleva a gastronomia típica da região, incluindo os doces conventuais, a outro nível. Em 2013 foi considerado o melhor restaurante da Europa, pelos internautas do guia online European 50 best. Conquistou uma estrela Michelin no tempo do chef José Cordeiro, Ricardo Costa reconquistou-a, Vítor Matos soube mantê-la e André Silva reconfirmá-la.

Ler mais
8

Il Galo d'Oro

A primeira estrela a chegar à Madeira deve-se ao francês Benoît Sinthon, que no restaurante Il Galo d'Oro, do hotel de luxo The Cliff Bay, exalta os produtos e tradições que estão na base da cozinha local.

Ler mais
9

Bon Bon

Foi a grande surpresa do Guia Michelin 2016: o restaurante do chef Rui Silvestre, de apenas 29 anos, ganhou uma estrelinha. Subiu assim para seis o número de restaurantes algarvios com o conceituado selo francês (dois deles com duas estrelas).

Ler mais
10

The Yeatman

Com vista sobre o Douro, a ponte Luís I e o Porto, o restaurante do hotel vínico de luxo The Yeatman conquistou uma estrela Michelin em 2012. O chef Ricardo Costa, que veio da Casa da Calçada, em Amarante, mistura cozinha contemporânea com vinhos como nenhum outro no nosso país.

Ler mais
11

Pedro Lemos

A Time Out Porto já lhe tinha dado cinco estrelas duas vezes quando veio o Guia Michelin, em 2014, e confirmou o talento de Pedro Lemos com mais uma. Numa ruela estreita da Foz, o restaurante tem dois andares, lareira e uma esplanada com horta, de onde saem alguns legumes directamente para a cozinha. Destaque para o cordeiro com favinhas crocantes, pedaços de cebola, toucinho fumado e cuscuz.

Ler mais
12

São Gabriel

Depois de ganhar notoriedade no Panorama, o restaurante do Hotel Sheraton, em Lisboa, o chef Leonel Pereira foi apanhar sol para o Algarve e decidiu montar mesa lá. Situado em Vale do Lobo, o São Gabriel deu-lhe todas as condições para fazer uma carta com muita coisa vinda directamente da Ria Formosa e do mar. Há brincadeiras inspiradas na cozinha molecular, mas também matéria-prima no seu estado mais fresco e puro.

Ler mais
13

Henrique Leis

Aqui, não é preciso ter óculos para ver as doses, nem paladar de foodie para perceber o sabor. A espetada de vieiras, os brigadeiros de foie gras, o carré de porco preto: tudo o que sai da cozinha do brasileiro Henrique Leis vale a pena. E a um preço justo, para o universo das estrelas Michelin.

Ler mais
14

Willie's

O alemão Wilhelm Wurger, que todos conhecem como chef Willie, é um veterano no Algarve e um mestre a misturar peixes e legumes portugueses com molhos e técnicas e internacionais. Recebeu uma estrela em 2006 e serve coisas como sapateira marinada em abacate e vieiras fritas. 

Ler mais

Mais Estrelas Michelin 2017

Comentários

0 comments